SSS-Class Suicide Hunter – Capítulo 172

Capítulo 172

O exército aliado começou a fazer barulho.

-Fim da velha guerra…?

-Eles não querem destruir os caracóis.

E não foi um bom rebuliço. Em vez disso, os comandantes das outras raças, que estavam ouvindo ao lado, começaram todos a expressar sua raiva contra os goblins.

-Isso significa que eles estão do lado dos escravagistas.

-Isso é um monte de besteira!

-É provavelmente por isso que eles estavam hesitando em participar da guerra!

-Eles provavelmente esperaram até que os dois exércitos estivessem fracos e cansados antes de entrar em ação. É possível que os caracóis tenham pedido ajuda. Vocês não têm vergonha de enfrentar os espíritos de seus ancestrais?

A crítica caiu como uma inundação.

Mas os guerreiros goblins nem piscaram.

-Não importa o que digam. Revelamos ousadamente nossas intenções. O Conselho do Rio Fogo realizou 12 pequenas reuniões e 6 grandes. E o nosso consenso no final foi que [Esta guerra que vai levar à extinção dos caracóis vai além da simples vingança].

-Traidores!

-Devem colocar correntes nos tornozelos de novo!

-Espere um minuto.

Flap.

Centenas de morcegos, que estavam pendurados na cerca construída ao redor do acampamento, abriram suas asas. Então, um deles voou e se transformou em uma forma humanóide. Um vampiro vestindo uma capa escura. Essa foi a forma evolutiva da raça sugadora de sangue.

-Eu sou Karajan da Floresta de Sangue. Comandante de 1.600 soldados de elite. Meus ancestrais viviam no telhado de Slimepolis e meu avô e minha avó foram grandes guerreiros na última expedição.

A Mestre do Dragão Negro tremeu. Embora ela tivesse esperado até certo ponto, a evolução de sua própria raça a pegou de surpresa.

-Guerreiros das Terras Úmidas. Vocês foram os primeiros a escapar de Slimepolis na era da Grande Fuga. Foram os primeiros a pegar seus machados de pedra, mas quando tivemos a chance de destruir os caramujos de uma vez por todas, vocês deram as costas.

Um nobre da raça sugadora de sangue, um nobre sugador de sangue, mostrou suas presas.

-Segundo as lendas, os perseguidores de caracol também deixaram você ir por algum motivo.

-…….

-Eu não posso deixar de ficar desconfiado. Vocês, que se recusaram a participar de qualquer uma das expedições, agora aparecem diante de nós e clamam para que a guerra acabe. Por que parece que fizeram um pacto secreto com os caracóis há muito tempo?

-Já se passou mais de meio milênio desde então. Foi graças às conquistas de Kekerkker e seu apóstolo Gorke que derrotamos a perseguição dos caracóis. O apóstolo Gorke subiu nas costas do Kekerkker e derrotou 13 guerreiros caracol um após o outro em combates individuais.

Ei.

‘Nosso Gorke foi nomeado apóstolo?’

Por algum motivo, me senti feliz e triste. Ele era um garoto que me chamava de demônio e disse que não queria ser atingido por mim. Mas agora ele havia deixado seu nome na história.

-Impressionado por sua habilidade, o comandante dos caracóis recuou com seu exército.

—Heh. Que impressionante.

O vampiro zombou.

-O duelo honroso do nobre profeta e a admiração de seu adversário. Esse é realmente um conto heróico que pode ser cantado em lendas. Não sei se sou só eu, mas sinto que foi mais como [Um pacto entre dois lados] do que [Impressionar o inimigo].

A expressão do comandante goblin mudou ligeiramente.

– …… não foi de forma alguma um duelo honroso. Kekerkker tem um lado cruel e vicioso. Ele forçou Gorke, que não queria lutar, a participar.

Huh?

-O apóstolo Gorke nos fez um pedido mesmo após a morte. Kekerkker não é nosso deus. Em vez disso, ele é um amigo que quer nos ajudar. Mas porque ele tem uma boca suja e um temperamento ruim, ele não é um amigo que você deva manter por perto.

Huh?

-Isso mesmo. Para simplificar, Kekerkker é um péssimo amigo.

-Como você pode chamar seu deus de péssimo amigo? Isso é blasfêmia!

O comandante humano gritou alto. No entanto, a expressão solene do grande guerreiro despachado pelos goblins não mudou.

-Isso é o que diz a tradição. Os nomes usados para se referir a Kekerkker são [Leão desbocado], [Aquele que adora bater com as mãos] e [Crente na educação pela violência].

“…….”

Os outros caçadores lentamente se viraram para olhar para mim.

Uhhh…

Eu poderia dizer por suas expressões, seus olhares. Era como se todos eles desconfiassem de mim e estivessem me criticando por dentro. Já fazia muito tempo que eu não recebia esse tipo de olhar de meus companheiros.

“Rei da Morte…”

A Mestre do Dragão Negro abriu a boca.

“Você… Não achei que você fosse esse tipo de pessoa. Você bateu nessas crianças quando não estávamos olhando? Estou chocada. Para ser honesto, estou muito chocada.”

“… dizem que o verdadeiro eu de uma pessoa é revelado quando ela se torna pai e tem que criar os filhos.”

A Cruzada olhou para mim com um olhar penetrante.

“O quão ruim você foi para os goblins para eles terem uma tradição como essa transmitida? Rei da Morte. Quantas vezes você bateu no garotinho goblin? Espero que você reflita…”

“Não, não, não. Esperem um minuto! Parem! Esperem!

Eu balancei minhas mãos violentamente de um lado para o outro.

“Não é nada disso! Eu não sou violento! Vocês sabem disso!”

“Bem. Você teve que fazer alguma coisa…? Caso contrário, essas palavras não teriam sido transmitidas.”

“Eu bati mesmo nele! Mas eu fiz isso usando o item [Possessão de Sonho]. Estava no item. O item! Não importa o quanto ele fosse atingido no sonho, ele não teria nenhum ferimento. Então eu usei o método mais rápido para ensinar aura a ele…”

“Meu Deus. Você tentou matar o goblin no sonho dele?”

A Cruzada perguntou com os olhos arregalados. Meus outros companheiros também murmuraram baixinho.

“Não deixar ferimentos em seu corpo é diferente de uma cicatriz mental. Lesões mentais podem ser muitas vezes mais graves. Além disso, educação pela violência…”

“[Leão desbocado]…”

“[Aquele que adora bater com as mãos]…”

“[Crente da educação pela violência]…”

Não, espere um minuto. Sério, isso me faz soar mal, mas não foi bem assim! Não posso dizer exatamente como foi, mas garanto que não foi tão ruim! Sério! Eu só estava garantindo que os pequenos blinnies não perdessem sua cultura. Vocês precisam acreditar em mim.”

“Típica auto-explicação…”

“Assim como em casos de violência doméstica…”

Ahh, ahhh!

Minha reputação! Minha imagem estava sendo manchada!

Minha preciosa imagem de que poderiam confiar em mim a qualquer hora, em qualquer lugar, e de que eu era confiável, gentil e competente!

-Ei. De quem você está falando…?

‘De mim, é claro.’

-Você realmente é um desgraçado maluco…

Enquanto minha imagem estava sendo destruída, os líderes do exército aliado também olhavam para o grande guerreiro goblin em estado de choque.

-É bem sabido que os descendentes dos mineiros de sal-gema enlouqueceram…

-Como eles poderiam tratar seu deus assim? Eles estão loucos?

-Como esperado, não podemos nos misturar com esses esquisitos.

Bem. Parecia que os goblins também tinham uma imagem estranha.

Não foi minha culpa, foi? Não. Eu acho que não… Talvez?

-Ugor.

O grande guerreiro goblin suspirou.

-Transmitimos as intenções do conselho. Eu não me importo se vocês nos aceitam ou não. No entanto, lembre-se de que estamos aqui para encerrar esta guerra. Quer se trate da raça de caracol ou outra raça, não vamos sentar e vê-los serem aniquilados.

-Hoh! Vocês acham que podem fazer o que quiserem?!

-Nós sempre fazemos o que queremos.

Depois de dizer essas palavras, o goblin virou seu leão.

-Lembrem-se. Somos apenas a vanguarda. O Presidente do Conselho está liderando diretamente a unidade principal. Os Leões Bebedores de Chuva e os Guerreiros Amantes do Fogo estão todos a caminho. Deveriam ter medo.

Então ele disse a seus subordinados.

-Vamos.

Os guerreiros goblins se moveram como um só, deixando o exército aliado com expressões de frustração. Se quisessem detê-los, teriam de lutar, mas não haveria benefício em lutar contra forças que não eram aliadas nem inimigas. O exército aliado só pôde franzir as sobrancelhas enquanto observava os goblins que estavam fazendo isso e aquilo.

-Não.

Então.

-Esses caras…?

Enquanto eles olhavam para os goblins, o exército aliado explodiu de repente. Até seus líderes ficaram chocados.

-E-eles estão construindo um acampamento lá?!

No local entre os acampamentos do exército aliado e os caracóis.

Os guerreiros goblins se acomodaram em um lugar que lhes permitiria chegar a qualquer um dos lados em um instante.

-Uug. A viscosidade da sujeira aqui não é ruim.

-É pegajoso o bastante.

-Estou cansado de marchar. Faça minhas costas para mim.

Um riacho fluiu pelas planícies e ao lado dele havia cerca de 400 goblins amassando a lama em suas margens. Eles pressionaram a lama nas costas uns dos outros e entalhavam padrões intrincados em seus corpos. Foi uma cena de lazer e descontração semelhante a um grupo de férias. Nunca se esperaria ver tal cena no campo de batalha.

Aqueles que não sabiam de nada poderiam pensar que estavam lá apenas para se divertir.

“Que vergonhoso…”

“De alguma forma, eu sinto que isso é familiar…”

“Eu sinto que já vi isso em algum lugar antes…?”

Os caçadores ao meu lado começaram a olhar de um lado para o outro entre mim e os goblins.

Eu não sabia por quê.

Só fiz coisas boas por essas crianças.

-Mova assim que você escolher um número.

Após o banho, dois guerreiros goblins deixaram o acampamento.

Um enfrentava o exército aliado.

O outro enfrentava os caracóis.

Apenas dois guerreiros estavam de pé, bloqueando o caminho de dois exércitos.

-Ugor.

O guerreiro goblin olhou para o exército aliado enquanto segurava uma espada grande.

Era como se ele estivesse dizendo que teriam que passar por ele para seguir em frente.

-Aqueles, aqueles…!

Percebendo o significado por trás de sua ação e olhar, os líderes do exército aliado ficaram indignados.

-Aqueles desgraçados mal educados! Eles realmente acham que não ousaríamos lutar um contra um?!

-Os goblins são sempre assim! Eles falam como nobres, mas suas ações são bárbaras!

-Nós somos os cavaleiros que defendem a sagrada vontade dos guardiões. Como esses vira-latas barulhentos que zombam de seu deus ousam bloquear nosso caminho?!

-Enviem lutadores! Enviar um de nossos lutadores é mais que suficiente!

Logo depois, um elfo lutador montou em um cavalo branco e se apresentou.

-Mofo desgraçado! Vou enterrar seu cadáver fedorento no chão hoje!

Quando ele viu o elfo parado diante dele, o guerreiro goblin gritou.

-Meu nome é Murmu. Descendente de Kekerkker e do grande guerreiro Gorgir da Grande Fuga. Estou classificado em 631º entre os guerreiros do Conselho do Rio Fogo. Qual o seu nome?

-Eu não preciso te dizer meu no-…!

Naquele momento, o guerreiro goblin jogou sua grande espada.

A enorme espada voou pelo ar como um moinho de vento.

-me?!

Chocado, o elfo mal conseguiu erguer suas espadas gêmeas a tempo. Clang! Com um som explosivo, a fada foi lançada voando. Ele havia bloqueado a lâmina, mas a força do ataque era tão grande que ele não conseguiu negar seu ímpeto.

-C-cof!?

Incapaz de fazer uma aterrissagem adequada, o elfo soltou uma tosse antes de tentar se levantar. No entanto, o goblin já estava se aproximando em seu leão. O leão pisou nos ombros do elfo com as patas dianteiras.

-Hee…

-Não revelar o seu nome e o de seus ancestrais mostra que você não tem etiqueta. Ugor.

Puk!

O goblin então controlou seu leão para pisar na cabeça do elfo. Depois que a cabeça do elfo desapareceu, o leão passou a pata no chão antes de soltar um rugido.

O duelo terminou em um instante.

[Relinche!]

O cavalo branco, que havia perdido seu dono, gritou e lamentavelmente correu para o outro lado da planície. Ou pelo menos tentou,

[Relinche!]

Um dos soldados goblins de repente jogou uma lança no peito do cavalo. As planícies instantaneamente ficaram quietas. O goblin então correu para o cavalo e o puxou de volta.

Quando o exército aliado os encarou com uma expressão vazia, o goblin percebeu que eles haviam feito algo embaraçoso e abaixou a cabeça educadamente.

-Desculpe. Estou com um pouco de fome…

-…….

-Eu pensei que seria um desperdício deixá-lo fugir daquele jeito. A carne é preciosa. Ou, pelo menos, é o que penso. Voltem a lutar.

E com isso, ele voltou vagarosamente ao acampamento dos goblins.

Ele foi perfeitamente educado quando baixou a cabeça.

-…….

O exército aliado teve dificuldade em fechar a boca.

-Aquele…

-Maldito miserável!

-Eu nunca pensei que houvesse um maldito tão ignorante no mundo!

-Ele jogou sua espada em um duelo honroso! É isso que você chama de guerreiro?!

-Se você acha que é injusto, jogue suas espadas também. Ugor.

O guerreiro que matou o elfo torceu o nariz.

-E sempre fomos assim.

-O quê?

-Aprendemos aura desde tenra idade, e os irmãos mais velhos que nos ensinam, batem em nós. Somos originalmente uma raça fraca e feia, então, se não quisermos morrer, temos que aprender a usar a aura. Eles nos espancam a ponto de desejarmos estar mortos, mas são tão hábeis que ao nos bater que não morremos. Ao sermos atingidos repetidamente, aprendemos a usar a aura.

Escolher um dos irmãos mais velhos e espancá-los é o processo para ser reconhecido como adulto.

O guerreiro goblin olhou para o céu do pôr do sol.

Seus olhos brilhantes pareciam conter tristeza que não podia ser expressa em palavras.

-Mesmo um membro do conselho como eu não pode acreditar que existe uma raça tão ignorante no mundo…

-…….

-Mas não há o que fazer. É para o melhor. Não existe método mais eficaz para ensinar aura do que a dor da morte. Este é o ensino que Kekerkker deu ao apóstolo Gorke há mais de 600 anos.

O guerreiro murmurou.

-Nós chamamos isso de [Método de treinamento da Aura de Shibal] modelado de acordo com a maneira de falar de Kekerkker. É muito louco.

Atrás dele, todos os outros guerreiros goblins gritaram.

-Amizade em vez de reverência! Confiança em vez de fé!

-Shibal!

-Shibul!

O guerreiro concordou com a cabeça.

-O rio da nossa raça é profundo e largo. Não existem deuses neste mundo, apenas maus amigos. Portanto, temos que fazer o nosso melhor. Não temos escolha a não ser dar o nosso melhor. Aqueles que antes estavam acorrentados conosco. Parem de destruir os caracóis.

-…….

-Caso contrário, vocês perderão.

As planícies ficaram silenciosas.

Também fiquei em silêncio.

Mas meus companheiros não ficaram em silêncio.

“Esse é o Rei da Morte…”

“Definitivamente o Rei da Morte…”

“Rei da Morte, por que você está lá?”

“Quando você cresceu seus dentes e pintou sua pele de verde, Rei da Morte?”

Espere um minuto.

Havia algo errado com minha imagem?

~~~

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar