SSS-Class Suicide Hunter – Capítulo 185

Ator novato (3)

—Todos os assentos especiais já estão esgotados!

—Isso… Isso já aconteceu desde que entramos nessa companhia de teatro?

Os atores estavam animados.

—Não. Teríamos sorte se até metade dos assentos estivessem preenchidos…

—Se isso continuar, não poderemos experienciar as mesmas coisas que grandes atores tem?

—Nosso júnior é uma joia! Ugor!

Mesmo que fosse apenas um teatro de terceira classe em um beco, não, especialmente porque era o caso, eles não podiam deixar de se alegrar com o fato de os ingressos VIP estarem esgotados.

No entanto, assim que ouviram os planos para a próxima apresentação, suas expressões mudaram.

—Uma performance sem uma única linha de diálogo?

Os sêniores ficaram chocados.

Eles nem podiam imaginar uma coisa dessas.

—Como caralhos…

“Pensem no oposto.”

Expliquei lentamente.

Não sei se sabe disso, mas as pinturas de fogo originais não tinham nenhuma linha. Não havia roteiro. Apenas controlando sua aura para mover o fogo, essa é a origem das Peças de Fogo.”

—É-é mesmo?

—Uhmm.

Os sêniores inclinaram ligeiramente a cabeça.

‘Bem, suponho…’

A reação deles foi natural.

Eu sabia, porque tinha visto, mas essas crianças não.

“Estou falando de 900 anos atrás.”

Era um conto que tinha cerca de 900 anos, mas poderia arredondar para 1000. Era impossível para os goblins atuais saber qual era a aparência original da Pintura de Fogo.

Nessa época, eu era o único que podia falar com certeza.

“Sêniores. Sabiam que a raça goblin tem a capacidade de sentir emoções apenas olhando para as chamas? Vocês têm uma sensibilidade extremamente incrível. Acredito que podem despertá-la.

—…….

“Em vez disso, as linhas são um obstáculo. A razão pela qual a atuação dos sêniores é tão ruim… não é porque são ruins, é porque pensam na Peça de Fogo como [a história de outra pessoa]!”

Olhei para cada hobgoblin.

Um olho.

Um braço.

Uma orelha.

Todos eram atores que haviam perdido algo importante.

“Todos vocês têm joias brilhantes em seus corações. Mas elas estão enterradas. Desde que permaneçam enterrados na areia. Não importa se são gemas ou pedras comuns, vou os ajudar a cavar e a realmente amar atuar.”

—V-você sempre diz coisas tão vergonhosas.

Eu balancei a cabeça.

“Quero dizer.”

—…….

“Por sete dias.”

Cobri minha mão com aura e gravei o número [7] na parede do teatro.

“Em vez de dormir, vou ensinar a como fazer isso.”

Naquela noite, a aula de reforço começou.

“Sentem-se em uma posição confortável. O mais confortável possível. Tudo bem se esticarem os pés.”

Os atores se sentaram confortavelmente no palco.

“Bom. Alguém está com os ombros doloridos? Me digam se estão desconfortáveis. Vou fazer uma massagem para ajudá-lo a relaxar. Ninguém? Certo, vamos começar.”

Fiquei na frente dos sêniores e abri minha boca.

“Agora, então. Normalmente, a aura é determinada por mais do que apenas seus pensamentos. É uma [expressão de sua vontade] e não a [consciência de seus pensamentos]. Pode haver algumas palavras que vocês não entendem. Sêniores. Aumentem suas auras e me mostrem a expressão de suas vontades.”

—Uh…

Pegos de surpresa, os atores ergueram suas auras.

Eles flutuaram ligeiramente como miragens.

Eu não podia ver a forma, nem sentir o cheiro.

Comparado com Uburka, que foi o goblin mais forte que já existiu, pode-se até dizer que eles [não tinham talento].

“Esses não são seus melhores, né?

Os atores ficaram envergonhados.

—U-uhm. Tem vezes que é melhor…

“Certo. Tem dias que vem fácil. Quando você está em boas condições e suas emoções estão se mexendo vigorosamente, sua aura parece sair facilmente. No entanto, isso não é suficiente.”

—Não é suficiente…?

“De agora em diante, você precisará invocar sua aura sempre que quiser.”

—Ugor.

Os veteranos sorriram nervosamente.

Eles provavelmente não achavam que seriam capazes de invocá-la à vontade.

Seus sorrisos eram aqueles que só podiam ser vistos em pessoas que já haviam desistido.

Sorri também.

“Tenho uma sugestão. Não vamos mais usar a palavra [vontade]. É verdade que [aura] se move de acordo com sua vontade. No entanto, [acionar a aura] não é causado por sua vontade.”

—Hã?

“A aura é desencadeada por [memórias], não [vontade].”

Essa foi a conclusão que eu fiz.

Isso foi algo que percebi nas Crônicas do Demônio Celestial, o mundo do mestre.

“Os sêniores precisam aprender a [recordar bem as memórias]. [Desenvolver força de vontade] não é uma história sobre pegar nuvens.”

—Lembrando bem as memórias…

“Sim. O mais claro possível.”

Olhei os goblins nos olhos enquanto falava em um tom sério.

“Sêniores, pensem no [mar].”

Os atores fecharam os olhos.

—Hmm.

“Estão pensando nele?”

—Sim, estamos.

“Certo. vou tentar adivinhar. Estão pensando em um horizonte que se estende dos dois lados, certo? É como uma imagem desenhada no papel? Um lindo tom de azul, não?”

Os sêniores assentiram.

Eu sorri.

“Essa é a forma mais baixa de memória. É também a associação de memória que você deve evitar ao usar aura.”

—Ugor?

“Os sêniores não pensaram no mar agora. Em vez disso, apenas na palavra [mar]. Com uma memória de nível tão baixo, sua aura nunca floresceria completamente. Agora, então!!”

Bati palmas.

“Fiquem de pé!”

Os atores rapidamente se levantaram.

“Desta vez, quero que vocês se imaginem andando em uma praia de areia. Imaginem a água cobrindo seus tornozelos, os dedos dos pés afundando na areia molhada. Woosh. A água do mar flui entre os dedos dos pés. Ele gira em torno de seus tornozelos por um momento antes de recuar.

—…….

“De que cor é a água? É azul?”

Não. É clara.

“E a água do mar fluindo pelos dedos dos pés? Está quente?”

—É gelada.

“Então é gelada. A água do mar é limpa?”

—Não… os grãos de areia deixam tudo turvo.

“À medida que as ondas batem, o solo é varrido. Bom. Agora, imaginem a areia ficando presa entre os dedos dos pés. Pequenos grãos também grudam nos tornozelos.”

—Hmm.

“Odeio a sensação. Os grãos são ásperos, não? E eles ficaram pegajosos por causa da água.”

—Isso mesmo.

“Vocês entraram na água do mar e até suas panturrilhas ficarem encharcadas. Mas o sal não fica bem na sua pele, o que devem fazer então? O que vão fazer?”

Cada ator respondeu de forma diferente.

—Vou ao poço e lavo meus pés primeiro.

—Já que cheguei até a praia e até me molhei, vou nadar também…

—Não há mariscos?

Tá.

“Isso é o que você chama de [memória forte].”

Eu falei.

“Sêniores. Quando pensarem em algo no futuro, nunca comecem com a palavra, como [mar]. Em vez disso, tentem se lembrar de sensações específicas, como [a sensação das solas dos pés se movendo na areia molhada]. Assim, poderão usar a memória.”

Olhei para o hobgoblin de um olho só.

“Como você se sentiu quando pensou no mar pela primeira vez? Era apenas azul, certo? Como um simples desenho no papel.”

—Ugor.

“Mas como seria mergulhar os pés nele? Não está claro.”

—Certo.

“Não só não é claro, como também lembra uma sensação desagradável. Os sêniores eram até capazes de pensar sobre o que estavam fazendo e o que fariam depois. É isso”

Relembrando corretamente as memórias.

Relembrando sensações específicas, como a sensação da areia grudada nos dedos dos pés.

Se eles pudessem fazer isso facilmente, sua habilidade em usar aura aumentaria naturalmente.

“—Se os sêniores tivessem uma memória de [serem queimados até a morte].”

Fwoosh.

As chamas ganharam vida na minha mão.

“Seria possível para os sêniores expressarem esse inferno com aura. Uma crise de morte geralmente é a mais eficaz para imprimir com força uma memória em uma pessoa.”

—…….

“Talvez me vejam como alguém que nasceu com talento para ser ator. Como alguém que pode expressar emoções e ações vívidas como se estivesse realmente em cena, tenho certeza que os sêniores estão com inveja disso. Eu também ficaria com ciúmes. Sêniores. Querem saber como consegui meu talento? Querem que eu conte o segredo?”

Enquanto falava, a chama na minha mão queimava mais forte.

“Porque eu tenho as memórias.”

Trauma.

“Como alguém agiria se caísse no meio de tal inferno? Para mim, é simples. Isso é porque já experimentei esse inferno. E isso sempre vai ficar comigo. Não importa o que você faça, é impossível escapar da sombra de suas memórias.”

—…….

Uburka foi outro exemplo.

Foi o mesmo para aquela criança, que depois se tornou o mais forte da história da raça goblin.

Essa criança sofria de albinismo extremo.

Para outros, a luz do sol era uma bênção, mas para Uburka, era como a lâmina de um inimigo. Apenas andar ao ar livre durante o dia era como uma batalha que ele tinha que superar. Aquela criança, que tinha o sol como inimigo, naturalmente decidiu cobrir todo o seu corpo com aura.

“A [Espada de Fogo Descontrolada] que vamos apresentar na próxima semana é sobre Kekerkker estar desapontado e irritado com o Imperador das Chamas. Você não é Kekerkker, nem o Imperador da Chama. Mas isso importa? Você nunca se decepcionou com alguém?”

Olhei para os atores um após o outro.

Um olho, um braço, uma orelha.

Olhei para essas crianças quebradas, uma por uma.

“Nunca decepcionaram alguém?”

—…….

“Não tem como não terem feito isso.”

Deixei o fogo se apagar.

“Todos somos desgraçados experientes e fomos desgraçados para alguém. Qualquer um de vocês pode ser Kekerkker. O Imperador das Chamas… ah… esse cara é um pouco mais difícil. Sua existência infeliz é difícil de replicar. Farei o papel do Imperador das Chamas na próxima apresentação.”

Não importa o quão incrível fosse minha tutoria, o tempo ainda era limitado.

Nesse grupo, eu era o único que conseguia interpretar Yoo Soo-ha corretamente.

Os três atores olharam para mim com olhares complexos.

—Então…

—O papel de Kekerkker.

—Quem vai o pegar?

“Um de vocês vai.”

Respondi.

“Vou dar o papel principal à pessoa que mais conquistar nesta semana.”

Disse de uma maneira diferente.

“A pessoa que puder mostrar mais decepção terá o papel principal.”

Os sêniores ficaram em silêncio.

—Meu pai é um apostador.

O nome do ator de um olho só era ‘Arika’.

—Foi assim desde pequeno. Quando jovem, foi ao ferreiro para aprender a trabalhar com ferro, mas começou a apostar depois de ser apresentado por seus colegas. No entanto, ele era um pouco talentoso, ou pelo menos era o que parecia.

Tiveram alguns casos em que aqueles que eram talentosos levavam vidas mais miseráveis do que aqueles sem talento.

Apostadores talentosos eram um deles.

—Às vezes, ele obtinha uma montanha de moedas de ouro em um dia. Nesse caso, ele compraria uma vila para nós ficarmos. Também pagaria por tutores e empregadas caras. E eu poderia comer o que quisesse.

“Quanto tempo isso durou?”

—O mais longo foi de 2 anos. O mais curto foi de 3 dias. Normalmente, era em torno de 2 meses…

Arika, o goblin de um olho, murmurou.

—Sempre que ganhava dinheiro com apostas, fazia negócios com ele. Ele abria empresas com outros apostadores ou emprestava dinheiro a eles. Houve momentos em que as coisas correram bem. No entanto, se o negócio não for bem…

Fazer negócios sempre teve altos e baixos.

Era uma habilidade para seguir o fluxo quando estava indo bem, mas também era uma para suportar quando não estava.

—Ele sempre tentou fazer fortuna apostando.

Infelizmente, o pai de Arika não conseguia suportar.

—Foi assim. Ele geralmente fazia cerca de 3 moedas de ouro por dia. Era bom se houvesse lucro, mas se não, ele apostava e tentava ganhar. Nas palavras do meu pai, isso também fazia parte dos negócios, e não podia ser evitado.

Arika suspirou.

—Eu não tinha casa. Eram vilas ou pousadas. Nunca fiquei em um lugar tempo suficiente para chamá-lo de lar. Morávamos nas maiores cidades, mas se sua aposta falhasse, mudaríamos para uma pior, e uma pior depois disso…

Arika cobriu a cabeça.

—Um dia, uma mulher veio à pousada em que estávamos hospedados. Meu estilo de vida era uma bagunça e eu tinha dormido no quarto até depois do meio-dia. Me perguntei quem estava batendo na porta, então, quando a abri, fiquei carrancudo.

「Você é o Sr. Arika?」

—Parecia que algo estava errado. Pensei que meu pai tinha se metido em problemas novamente. Às vezes, as pessoas que emprestavam dinheiro ao meu pai vinham até ele. Ou talvez ela fosse alguém que trabalhava na pousada.

「Seu pai está aqui?」

“Não.”

—Tinha acabado de acordar, então não estava pensando com muita clareza, e minha expressão era azeda. Então, segurei a maçaneta da porta para mostrar que queria fechá-la o mais rápido possível.

“Quem é você?”

「…」

A mulher não respondeu.

Ela saiu depois de hesitar um tempo.

Embora achasse um pouco estranho, Arika simplesmente fechou a porta sem tentar impedi-la. Quando seu pai voltou naquela noite, ele lhe contou sobre a mulher.

—Essa mulher era minha mãe.

“…”

—Ela foi embora quando tinha apenas três anos, então não a reconheci.

As sobrancelhas de Arika estavam franzidas, seus olhos atordoados.

—Tudo estava bem. No entanto, continuei pensando na minha expressão naquele momento. Estava chateado. Olhei para ela como se estivesse me irritando. Segurei a maçaneta da porta o tempo todo, como se não gostasse da presença dela; mas não sabia.

Ele olhou para o chão com seu único olho.

—Mas por que minha mãe me chamou [Sr. Arika]? Por que o [Sr.]? não consegui entender. Ouvi dizer que meu pai e minha mãe decidiram meu nome juntos, então por que [Sr. Arika]? Não sei.

Um murmúrio suave escapou de seus lábios um momento depois.

—Porra.

Próximo.

O ator caolho saiu, e o ator de um braço entrou depois dele.

Ele tinha uma tatuagem branca cobrindo todo o corpo que terminava no ombro direito.

-Eu era um traficante.

O nome do ator de um braço era ‘Yumar’.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar