Apocalypse Hunter – Capítulo 36

Objetivo de Cada Um (2)

— Lascas? Eu roubei todas elas. Consegui uma bolada.

Zin perguntou para como ela conseguiu tantas lascas e ela disse que pegou todas de uma cidade que os monstros destruíram. A península Coreana ao sul do PCMS foi praticamente erradicada pelos monstros e Leona foi para o norte no tranqueirão enquanto coletava todas as lascas das cidades destruídas.

E naquele momento, todas aquelas lascas se tornaram energia para Zin. Leona foi em direção a fortaleza. Ela veio sem saber o que Zin faria com ela. Leona trouxe uma grande quantidade de lascas e pediu para Zin treiná-la como uma caçadora.

— Eu estou bem certa de que você é o melhor caçador por aí. Assim que eu conseguir me defender, vou meter o pé, então não se preocupa com isso.

Leona não queria viver como uma fracote. Ela tinha suas razões para se tornar uma caçadora. Claro, Zin riu alto com o comentário.

— Boa desculpa.

Leona franziu o cenho com suas palavras.

— Você pode parar de rir? Isso é assunto sério para mim!

Na selva, monstros não eram a única ameaça. Assim como caçadores não caçavam apenas monstros, Leona queria se tornar uma para se proteger de humanos.

— Suas limitações não podem ser vencidas ganhando novas habilidades.

— Mas pelo menos me ajudaria, não?

— … Claro.

Zin suspirou e Leona sorriu enquanto estava feliz porque ganhou no argumento.

— Mas o que você é exatamente? Por que você ganha energia comendo lascas? — Leona perguntou a Zin sobre como ele poderia ressuscitar depois de comer lascas.

Zin falou como se não fosse grande coisa.

— Metade do meu corpo é uma máquina. E a máquina precisa de lascas para operar. Sacou?

— Ohh… isso é bacana…

Enquanto Leona estava maravilhada com o fato, Zin não sabia o que fazer. Ela foi a primeira pessoa a agir desse jeito depois de ouvir sobre a Obscuridade.

— Todos os caçadores são assim?

— Não, nem todos.

Não era algo facilmente explicável e Leona não perguntou mais. O corpo de Zin foi construído com uma estrutura fortificada e ele tinha força muito superior à de pessoas comuns. Entretanto, ele não era capaz de utilizar habilidades de batalha e de suporte, e tinha um tempo de vida limitado.

Zin não falou sobre isso. E ele também não falou sobre o fato dele precisar beber sangue de maligno.

Zin e Leona começaram a ir para o norte como planejado.

— O que você vai fazer?

A pergunta tinha muitos significados. Como eles encontrariam o maligno, como matariam, e como Zin iria tornar Leona uma caçadora. Era uma questões sobre onde eles iriam.

— Mesmo se nós encontrarmos o maligno, eu não consigo matá-lo.

— Por que não?

— Aquele maligno tem o poder de um imortal. Mesmo que seja relativamente fraco comparado aos outros.

— O que é um imortal?

— Pense que é um maligno que não morre.

— O que, isso não é roubado?

Era um alívio que ela não tinha o poder completo de um imortal, mas Zin não tinha meios de caçar o maligno com as armas que tinha.

Zin sorriu amargamente para os comentários de Leona. Um caçador de maligno não seria capaz de caçar algo que não morre.

— Antigamente, eu tinha que selá-lo.

— Selar?

— Sim, selar. Para ser exato, aquela bruxa é uma coleção de malignos.

— Desculpe-me, mas eu estive tentando entender sobre o que você está falando. Pode explicar de um jeito que eu entenda?

— Aquele monstro é uma mistura de alien, demônio, imortal, bruxa e um vampiro. Eu não sei ao certo… mas ela pode ter o poder de um dragão e fantasma também. — O que Zin tinha de fazer era bem claro.

— Eu vou precisar selar o poder de imortal que a bruxa possui, e matá-la com a Cavaalma.

Leona continuava assentindo com a cabeça como se estivesse cansada de dizer “eu não entendo”. Primeiro passo era selar o poder de imortal para tirar aquele poder dela. E segundo passo era matar a bruxa com Cavaalma ou com alguma arma com poder mágico.

Naquele momento, a prioridade de Zin era ganhar o poder para selar e fortalecer a Cavaalma que estava enfraquecida.

— Então, aonde nós vamos?

— Nós temos dus escolhas. Procurar por um mestre de selos, ou extrair o poder do selo de um campo de selo.

— O que você vai fazer?

— Há um lugar chamado castelo do poder celestial a dois meses para o norte.  — Zin olhou para o norte. — Nós vamos para aquela direção primeiro.

— Então há um campo de selo lá?

— Sim, no castelo do poder celestial, há um imortal selado no subterrâneo.

Zin e Leona começaram a andar rápido.

A Bruxa Branca não era um imortal completo, então Zin não precisava pegar o poder total do selo.

— Tô errada em pensar que isso é algo perigoso?

— É perigoso. O imortal pode ser libertado por engano.

— …

Leona balançou sua cabeça com a voz calma de Zin. Era como se ele estivesse em busca de problemas maiores.

Procurar pelo maligno não era prioridade. Eles tinham que buscar ferramentas para caçar o maligno. Leona pensou em algo e fez uma pergunta para Zin.

— Não deveríamos ir atrás de um mestre de selo? Seria menos perigoso.

— Infelizmente, eu não sei onde ele está. E não conheço ele também.

Era melhor ir para um lugar conhecido do que procurar por uma única pessoa ao redor do mundo.

— O que é um mestre de selo? É um mago?

— Mago… vocês ainda acreditam em tais mentiras?

Zin sorriu. Ele pensou como magia ou conjuração não eram tão diferentes.

— O mestre de selo é um caçador de malignos como eu.

Com suas palavras, Leona arregalou seus olhos.

— Para ser exato, ele é um caçador Imortal. Ah… você deve estar ouvindo isso pela primeira vez.

Leona não sabia sobre o caçador de malignos, e ela não entendia o que isso significava.

— Caçadores de malignos são encarregados de tomar conta de tipos específicos de malignos profissionalmente. Caçadores imortais tem o poder para selar por tais razões.

— Ah… é mesmo? Então, do que você é encarregado?

Zin observou Leona por um tempo.

— Bom, eu não me especializei em uma única coisa. Se eu fosse escolher um, eu seria um caçador de bruxas.

— Você está brincando? Não é engraçado.

Com as palavras de Zin, o rosto de Leona se tornou pálido.

— Eu não estou brincando.

E Zin não estava brincando também. Ele continuou a andar para frente sem olhar para Leona. E adicionou.

— A exceção em você é, portanto, uma especial. — De fato, Zin era um caçador de bruxas.

E era difícil para Zin abrir uma exceção para Leona. Conforme ela olhou para Zin, sentiu esse sentimento estranho rondando nela.

— Eu sinto que recebi uma confissão estranha.

Conforme Leona falava com um leve nojo, Zin riu.

Uma bruxa estava acompanhando um caçador de bruxas. E a bruxa queria se tornar uma caçadora.

O time inexplicável continuou andando para o norte pela selva.


— Ugh… uh…

O protótipo, Bruxa Branca, acordou em algum lugar dentro de uma montanha. A bruxa rastejou para fora das penas macias cobrindo ela.

O falcão negro estava vigilante e se certificou de que a bruxa estava segura. E a estava cobrindo com suas penas até ela acordar.

— Kiiiiiii…

O falcão negro afagou a bruxa, e ela gentilmente afagou o rosto do grande falcão negro.

— Se não fosse por você…

A batalha contra os soldados Armígeros foi feroz, mas o ataque do caçador de malignos foi especialmente mortal já que trouxe dor de esmagar a alma para ela. E de fato, tirou algum poder da bruxa. e se ela não tivesse poder para manter o surto, teria sido morta na hora.

A bruxa continuou afagando falcão negro já que estava muito grata.

Eu fui presunçosa demais.

Ela pensou que conseguiria tomar a fortaleza Armígera por si só, mas foi parada por um único soldado. Acima disso, o caçador de malignos apareceu para caçar ela.

A bruxa pensou que era só uma lenda. Pensava que era algo que as pessoas que temiam malignos criaram tais mitos, e mesmo se caçador de malignos existissem, eles deveriam ter desaparecido em um mundo sem malignos

Mas assim que ela engatou em sua primeira batalha, o caçador de malignos apareceu. E apesar do caçador de malignos ter sido perfurado no peito, a Bruxa Branca não conseguia esquecer os olhos assassinos do abatedor.

Um caçador de malignos de verdade não teria morrido tão facilmente.

A bruxa sentiu arrepios por todo seu corpo. Seu corpo foi explodido por um único projétil, e ela sentiu sua alma sendo cortada enquanto era atacada pela espada estranha.

E a bruxa estava pirando com o pensamento de que tal caçador estava vindo atrás dela. A bruxa pensava que seu poder era tirânico. Mas enquanto experimentava sua primeira derrota, ela percebeu que as coisas não eram tão fáceis quanto pareciam.

A bruxa falou enquanto gentilmente afagava o falcão negro.

— Eu não consigo fazer isso sozinha.

Ela foi capaz de sobreviver a batalha porque ela foi capaz de invocar o facão negro rapidamente. Ela era forte, mas estava sozinha.

Era claro o que ela tinha que fazer. Se ela estava sozinha, ela tinha de recrutar mais monstros poderosos. Os monstros na península Coreana eram fracos, mas ela podia reunir monstros mais poderosos de áreas diferentes. Assim que reunisse um exército de monstros poderosos, seria capaz de eliminar a fortaleza sem suar.

E o caçador de malignos estaria vulnerável na frente do exército de monstros.

A vingança seria adiada, mas o mundo iria enfrentar verdadeira destruição quando a bruxa reaparecesse.

— Vamos.

— Kiiiiiiehhhh

A bruxa voou nas costas de seu falcão negro e a fera começou a bater suas asas gigantes.

O falcão negro voou alto no céu e começou a ir embora.

Ninguém sabia para onde eles estavam indo.


Zin e Leona estavam indo em direção ao norte. Eles não estavam fora da península Coreana ainda, mas esperavam estar for em uma semana.

Apesar da civilização estar extinta, ainda haviam as quatro estações. Ninguém mais acompanhava as datas, mas Zin era capaz de saber a data baseada no relógio do Obscuro.
O mês era Agosto.

— Merda…

Leona estava andando e arfando sob o sol escaldante.

— Está quente… eu estou morrendo de sede…

Estava um clima quente que era insuportável para Leona que geralmente não reclamava sobre dor. O sol estava forte e sob o sol escaldante, Leona estava suando como uma porca apesar dela ter enrolado as mangas da camisa e da calça.

Entretanto, Zin ainda tinha seu casaco, mas ele andava sem suar.

— Não importa como eu olhe, não acho mesmo que eu seja um maligno.

— …

— Você acha mesmo né? Que tipo de maligno sofre com esse sol quente? Merda! Isso não é justo!

Leona estava xingando o sol, mas nada acontecia enquanto o sol continuava a brilhar. Parecia injusto para Leona. Ela foi identificada como uma bruxa e maltratada por Zin, mas ela não tinha qualquer poder ou benefício por ser uma bruxa.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar