Apocalypse Hunter – Capítulo 81

Sucessor do Imperador (3)

O bêbado ficou sem palavras quando sentiu a “Estrela do Desastre”.

Ele nunca sentiu algo dessa magnitude antes.

— Co…como isso é possível?

Até ver o caracter “dano” fazia com que sua mão tremesse de medo. Ele nunca sentiu uma energia tão agourenta antes.

— Eu não tenho intenção de te impedir de viver uma vida patética. Só preciso de uma pequena porção do poder de selo do templo do Poder Celestial. Entretanto, um Espírito Traiçoeiro está atualmente bloqueando o nosso caminho até o selo e nós precisamos do poder do Vento Celestial. Se você entregar o amuleto, não vou mais te atrapalhar a beber igual um condenado. — Zin disse.

Ele não esperava nada do sucessor. Apesar de Zin esperar que talvez pudesse conseguir ajudar, mas desistiu da ideia depois de notar o fedor de álcool. Ele decidiu só pegar o amuleto e ir embora. O bêbado logo percebeu que seu visitante violento não era uma pessoa comum.

Esse visitante sabia que ele era um feiticeiro habilidoso. Também visitou o templo do Poder Celestial e resolveu a Feitiçaria do Disfarce.

O bêbado percebeu que esse visitante era um perito no campo da feitiçaria sem ser um feiticeiro mesmo. Essa não era uma situação comum.

— Visitante, quem é você?

Zin suspirou quando viu a disposição do bêbado de conversar.

— Eu sou um caçador de bruxas.

— Im…impossível! — Ele ficou assombrado.

Esse visitante era alguém que o bêbado deveria conversar enquanto sóbrio.

— Você é o caçador de bruxa dos Sucessores?

— Ouvir isso sempre me faz sentir estranho, mas sim, eu sou. — Zin se encolheu com o nome.

— Eu… eu sou Cho-Yul. É uma honra conhecê-lo, grão-mestre.

Era estranho ser chamado de “grão-mestre” por um bêbado. Havia muitos tipos de caçadores de malignos. Caçadores de imortais usavam feitiçaria e treinavam como monges, então eles frequentemente se referiam uns aos outros como “mestre”.

A aparência indecorosa do bêbado diante de Zin era o maior dos desrespeitos. Ele sabia que estava errado beber na frente de um grão-mestre.

Zin se acalmou um pouco com a mudança de atitude.

— Eu imagino que você saiba como respeitar seus seniores. Mas, eu não estou aqui por respeito. Diga-me onde o amuleto está. — Zin exigiu.

— O Vento Celestial… eu maculei ele. — Cho-Yul disse com uma expressão triste.

— O quê?! — Zin gritou furioso.

Cho-Yul disse que foi ele que maculou o amuleto. Não foi feito por outros. Zin estava prestes a explodir de raiva.

— Espera, espera! Por favor me ouça. Eu tenho meus motivos.

— Se não for uma razão válida, vou quebrar seu pescoço.

Cho-Yul hesitou por um momento, então começou a falar.

— É por causa da minha companheira aprendiz…

— O que você quer dizer com isso?

— Meu mestre, Goo-Yun, tinha dois estudantes.

As palavras de Cho-Yul surpreenderam Zin. Alguns caçadores de malignos viajavam com um sucessor, mas alguns não. Era incomum para um mestre viajar com duas pessoas como seus sucessores. Cho-Yul começou a contar sua história.

Seu mestre, Goo-Yun, tinha dois sucessores: Cho-Yul e SoSeoLan. Cho-Yul se sentia inferior a SoSeoLan como um estudante.

— Ela era uma feiticeira muito habilidosa. Por outro lado, eu não tinha motivação e não era tão talentoso. Comecei a aprender feitiçaria quando meu mestre me adotou. Minha companheira estudante era uma aprendiz formal, mas eu não.

Cho-Yul era um refugiado que perdeu sua família. Goo-Yun teve pena dele e o adotou. Cho-Yul começou a aprender feitiçaria com SoSeoLan.

— Ela era extremamente talentosa e tinha muita paixão pela feitiçaria. Ela era a discípula perfeita.

— Onde está o problema?

— Ela era gananciosa demais.

SoSeoLan estava com inveja de Cho-Yul o tempo todo, competindo pela atenção do mestre deles sempre que ele tentava ajudar Cho-Yul. Algumas vezes ela iria até oprimir ele quando o mestre deles não estava por perto.

— Se você não tem vontade de aprender, então vá. Pare de me incomodar.

— Vá embora e morra, seu pedaço de lixo.

— Porco. Você só come e bebe como um porco.

SoSeoLan era uma pessoa estudiosa, mas também invejosa. Apesar do mestre deles saber disso, ele não podia fazer muito porque não queria desistir de uma discípula talentosa. Cho-Yul não deixou o mestre apesar de ser constantemente perseguido por SoSeoLan. Ele continuava a treinar.

— Ela conseguiu chegar no nível mais alto da feitiçaria com dezessete, mas eu não fui capaz disso até depois que o mestre morreu. Eu só consegui chegar nesse nível tem dois anos.

Zin permaneceu quieto e ouviu.

SoSeoLan com frequência dizia que ela se tornaria uma grande heroína quando saísse para o mundo. Ela acreditava que poderia usar suas habilidades ao máximo de seu potencial. Goo-Yun não comentou muito sobre as crenças dela.

Seus dois estudantes tinham personalidades opostas. SoSeoLan queria fazer uma diferença no mundo com seu poder enquanto Cho-Yul queria permanecer escondido sem chamar atenção para si. Eles não se davam bem.

Quando Goo-Yun morreu, ele deixou uma herança para os dois, mas não contou o que o outro recebeu.

— Assim que meu mestre morreu, ela exigiu minha herança, dizendo que faria melhor uso dela.

— Que mulher gananciosa. — Zin comentou.

— Eu fugi dela.

Apesar de Cho-Yul não ligar muito para o mundo, ele não contou a ela onde a herança estava.

— O Vento Celestial foi o que ele te deu? — Zin perguntou.

— Sim.

Como o segundo discípulo, Cho-Yul recebeu o Vento Celestial. Não era muito difícil imaginar o que SoSeoLan recebeu.

Ela deve ter a Obscuridade. 

Era impossível dividir a Obscuridade em dois, provavelmente ela é a herdeira de verdade.

— Quando seu mestre morreu?

— Tem uns dois anos.

— Hmm… você não foi no templo ano passado para pegar o amuleto?

— Sim.

— Então, o que você fez  nesse tempo?

— Eu não tinha intenção de pegá-lo. Não pensei que seria um item importante para mim.

— Mmm… certo. Eu vou te fazer uma pergunta.

Cho-Yul acreditava que ele não precisava de poder excessivo, mas não havia motivo para ele viver como um bêbado.

— Então, você está me dizendo que você não é habilidoso. Que merda é essa? — Zin percebeu que Cho-Yul estava escondendo algo. — Você percebe que o que você acabou de falar não  faz sentido, não é? Um feiticeiro que alcançou o maior nível é ambos habilidoso e poderoso.

Zin também conseguiu aferir a habilidade de Cho-Yul como um feiticeiro quando ele olhou para ao céu para sentir a energia maligna.

— Você alcançou o nível mais alto depois que seu mestre morreu. Isso significa que você está levemente atrás dela quando se trata de feitiçaria, mas não por muito.

Ela alcançou aquele nível quando o mestre estava vivo e Cho-Yul alcançou depois que ele morreu. Alcançar aquele nível era uma conquista grande por si só. Cho-Yul tinha que ser muito talentoso.

— Você é um dos sucessores do imperador. Por que está vivendo desse jeito? Há uma razão para você ser um beberrão?

Cho-Yul não tinha razão para viver como um bêbado. Ele pode gostar de beber, mas Zin queria saber o que ele estava escondendo.

— Bom.. — Ele pausou por um momento, incapaz de continuar por causa da sua vergonha. — … meu mestre nos ensinou ambos artes marciais e feitiçaria. Ela era excelente em ambas as áreas, mas eu não era bom em artes marciais. Entretanto, eu era mais talentoso que ela em feitiçaria. — Cho-Yul tinha uma expressão miserável. — Eu tenho medo dela.

— Você tem medo?

— Sim. Ela sempre prestava muita atenção em mim. Ela odiava ver que eu aprendia mais coisas. Ela me odiava. Eu não conseguia ganhar dela na força. Se ela ficasse infeliz, me espancava sob pretexto de um treino de combate.

— Então, você está dizendo que ficou com medo dela e escondeu seu poder verdadeiro? — Zin balançou sua cabeça enquanto olhava para Cho-Yul.

— Era uma situação de vida ou morte para mim! — Ele gritou, seu rosto ficando vermelho. — Seu espírito competitivo e inveja não são o que você pensa que eles são, grão-mestre!

— Hmm…

SoSeoLan continuou espancando ele, até Cho-Yul perceber que ele tinha que agir como um idiota a fim de sobreviver. Ele agia como se não entendesse os ensinamentos do mestre. Durante os treinos, ele cometia erros de propósito. SoSeoLan desprezaria Cho-Yul, mas ela não o espancaria como se fosse matá-lo.

— Eu…eu não entendi o que foi ensinado, irmã. Mestre vai nos ensinar amanhã. O que eu deveria fazer?

— Seu idiota! Você nem entendeu isso? Vai embora e não me interrompa!

— Eu realmente não entendi! Eu não quero ser expulso. Por favor me mostra como funciona.

— Oh, sério? Então, tome meu lugar e vá trabalhar na fazenda.

— Ah, tudo bem!

Cho-Yul agia como um idiota para sobreviver. SoSeoLan tratava ele como um tolo, mas ela não mostrava inveja toda vez que ele agia como burro.

— Ela acredita que eu vou me tornar uma pessoa perigosa. Eu não encontro com ela tem um tempo, mas eu consigo sentir que ela está prestando atenção em mim com feitiçaria. Ela é super confiante, pensando que ninguém pode pará-la além de mim, alguém que treinou sob o mesmo mestre. Dessa forma, esse é o meu único jeito de ficar a salvo.

Cho-Yul viveu como um bêbado por estar com medo de que ela o mataria a qualquer momento.

— Que pé no saco de sucessor…

No mundo pós-apocalíptico, caçadores de imortais eram geralmente pessoas avarentas, perigosas. Eles tinham a Obscuridade e possuíam uma variedade de feitiços complexos.

Cho-Yul deu seu melhor para passar despercebido no radar de SoSeoLan agindo como um tolo.

— Então, por que você pegou o Vento Celestial? Por que você o maculou? — Zin perguntou.

— A um ano atrás, ela me visitou. Parecia que ela estava tramando algo muito maligno. Não parecia normal.

A um ano atrás, ela parou de manter um olho nele e o visitá constantemente. Quando ele viu ela, Cho-Yul pirou. Ele conseguiu falar com bravura porque estava bêbado,  mas ele estava na verdade morrendo de medo.

— Se eu tivesse o amuleto comigo, ela teria tomado de mim.

Cho-Yul não tinha o amuleto na época. Se ele não tivesse mencionado o mestre deles, ela o teria matado para descobrir a localização da herança.

Ela não sabia qual era a herança e descobrir levaria um tempo. Cho-Yul ficou assustado quando pareceu que ela estava buscando ativamente a herança dele.

Ele se perguntou o motivo de uma mulher já poderosa querer o amuleto.

Pela primeira vez, ele decidiu fazer algo. Ele voltou ao templo do Poder Celestial e recuperou o amuleto querendo prevenir que SoSeoLan pusesse suas mãos nele.

Além disso, ele o maculou, temendo que ela roubasse dele.

Ele então deu para outras pessoas para que ele fosse tocado por muitas pessoas impuras. Conforme o amuleto era passado de pessoa para pessoa, acabou perdendo sua santidade. Se um amuleto não fosse cuidado devidamente, então perderia seu poder.

— Se você procurar no armazém da vila, vai encontrá-lo em algum lugar. Entretanto, eu verifiquei que ele perdeu seu poder como um amuleto.

— Hmmm… — Zin não conseguia ficar com raiva dele. O que Cho-Yul fez foi seu jeito de lutar contra a abusiva SoSeoLan. Zin não podia repreender suas ações, porque ele não deu o amuleto para uma pessoa ruim.

Era triste que ele não podia fazer muito, sendo uma pessoa fraca. Zin sabia o que Cho-Yul tinha que fazer depois.

— O cadáver do seu mestre merece ser desenterrado e decapitado. — Zin murmurou com um sorriso amargo.

— …

De repente, ele começou a xingar Goo-Yun. Apesar de Zin xingar seu mestre do nada, Cho-Yul não estava irritado.

Ele sabia o que precisava fazer.

— Sim, eu fui usado como um fantoche para inflamar o espírito competitivo e inveja da minha companheira estudante para que ela pudesse alcançar seu potencial máximo.

Cho-Yul pode agir como um tolo, mas não era um. Um homem deveria ser considerado esperto se ele agisse como idiota para sobreviver.

Goo-Yun não interviu quando seus dois discípulos estava lutando por causa de inveja e ódio. Mais especificamente, ele deveria ter parado SoSeoLan de espancar Cho-Yul, mas não o fez.

SoSeoLan dava seu melhor porque ela era ferozmente competitiva. O inimigo de Cho-Yul não era apenas ela, mas seu mestre também. Ele contou a Cho-Yul onde estava o Vento Celestial, mas não deu a ele.

— Entretanto, o fato que meu mestre me deu uma vida nova não muda.

— ..

— Me deixa triste que você falou dele de tal forma.

Ele sabia que foi usado como um fantoche, mas não queria negar esse fato.

— Você é um tipo raro de tolo. — Zin criticou ele severamente.

— Bom, esse mundo precisa do meu tipo de tolice, não acha? — Cho-Yul riu.

Zin riu com a piada. Havia alguns feiticeiros que agiam como idiotas. De primeira, ele ficou pasmo e furioso quando ouviu o que o sucessor do imperador fez. Apesar do fato dele ter maculado o amuleto doer, Cho-Yul não parecia ser a pessoa horrível que Zin achava originalmente que ele era.

Não havia razão para criticar uma pessoa que perdeu por causa que ele não tinha talento. Pelo menos, Cho-Yul deu seu melhor sob suas circunstâncias.

— Me deixe te perguntar mais uma coisa.

— E o que seria?

Apesar do mestre de Cho-Yul ter usado ele como um fantoche, SoSeoLan era uma pessoa de cabeça quente e rude. Ela provavelmente era muito má.

— Então, o que sua companheira estudante está tentando fazer com o poder de um caçador de imortais? — Zin perguntou.

— Você já ouviu o nome em outro lugar? — Cho-Yul ficou sério.

— Não, não ouvi.

— Entendo. Até onde eu sei, ela lidera o Grupo, um grupo de Salteadores.

— … o quê?

— Eu acho que eles estão causando muita agitação esses dias. Eu ativei a Feitiçaria de Disfarce por esse motivo. Eu acho que ela é chamada de “Asura” esses dias.

Zin ficou espantado quando ouviu o que Cho-Yul estava dizendo. Ele se lembrava desse nome. Ele ouviu quando estava caçando os Salteadores alguns dias atrás.

— Eu ouvi que o nome do líder é “Asura”. Ele tem seis braços e segura metralhadoras em cada mão…

Na hora, ele ignorou como o líder Salteador descreveu a aparência do líder do Grupo. Agora que ele pensava nisso, era um nome bem único.

Asura. O nome soa bem mágico.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar