Estamos testando algumas plataformas de anuncios, caso notem links suspeitos e direcionando forçadamente para páginas indesejadas nos avise através do formulário de contato.

Apocalypse Hunter – Capítulo 88

Kalpa (3)

O que Cho-Yul estava vendo na sua frente não era um aquário com algo preso lá dentro, era um universo inteiramente diferente.

Porque Cho-Yul conhecia feitiçaria, ele podia sentir isso e perceber o quão incrível esse trabalho de feitiçaria era. Apesar de ambos Asura e Cho-Yul serem feiticeiros de alto nível, eles eram diferentes e também era o imperador e os outros dois.

Reconhecendo o gênio da feitiçaria imperador, Cho-Yul se sentiu mais humilde.

— É o Kalpa, o Orbe Selado. Por favor admire por um momento o maior trabalho do imperador.

— Alguns se referem a ele como “Aeon”.

— Aeon? — O lorde perguntou.

— Aeon significa eternidade. — Zin disse. Observando os pontinhos rodopiando dentro do Kalpa, Zin continuou, — Porque Imortais não podem ser mortos, seus egos precisam ser obliterados. É isso que esse dispositivo foi criado para fazer. Aniquilar a vontade dos Imortais com o peso do tempo.

Esmagar eles com o peso do tempo extremamente comprimido foi o único jeito que conseguiram para lidar com os Imortais.

— Um ano aqui são cem anos dentro do orbe. Tempo é acelerado em cem vezes. Não é exatamente um Kalpa…, mas essa é a prisão temporal mais poderosa que o imperador já fez. Um Kalpa tinha 4.2 bilhões de anos. Feitiçaria não podia fazer o trabalho de um deus, mas os Imortais estão selados lá dentro a mais de 10.000 anos.

— U-uou, estou sem palavras.

— Os Imortais já estão em um estado de não existência. Não só seus egos foram destruídos, eles nem estão cientes que existem.

Como o imperador pretendia, os Imortais esqueceram de suas existências sob o peso do Tempo. Porque não há limites para o tempo dentro do Orbe, os Imortais estavam isolados, muito, muito longe uns dos outros e nunca se encontraram nos 10.000 anos que eles passaram aí dentro.

Com suas cascas vazias presas e seus corpos físicos e mentes aniquiladas, os Imortais se transformaram em uma “Geleca Imortal”.

O Orbe foi feito para aprisionar o que não podia ser morto e colocá-lo num estado equivalente a morte, o que era perfeito para lidar com os Imortais.

Ficar preso dentro do  Orbe Selado era assustador, até mesmo para o maligno mais hediondo. Nada era mais aterrorizante do que solidão eterna.

— Só selar eles lá dentro não foi o bastante, hein?

— Um selo pode ser quebrado. Se isso fosse acontecer, o processo precisaria ser repetido. O Orbe Selado precisava destruir os Imortais. Essa era a melhor escolha.

— Entendo…

O imperador entendia essa verdade simples. O Orbe Selado podia aprisionar os Imortais, mas se o selo fosse quebrado, eles ficariam ativos de novo. Aprisionar eles foi apenas uma solução temporária.

Então, o imperador comprimiu o tempo dentro do Orbe Selado como um meio de esmagar completamente os Imortais.

Quando suas consciências e existências fossem destruídas, os Imortais só poderiam existir como vazio, mesmo se fossem soltos de volta no mundo. Eles não seriam capazes de reganhar seus poderes, pois seus desejos por poder teriam sido apagados.

Imortais de todo mundo estavam selados dentro do orbe de diamante. O orbe foi preparado especialmente para prender os Imortais e era exatamente isso que ele estava fazendo.

— Lorde, por favor extraia a Força de Selo.

— Beleza.

Eles removeriam uma porção da força de selo do orbe de diamante. Com isso, Zin iria neutralizar a Bruxa Branca, selar sua imortalidade e, então, matar sua forma física. Quando ela estivesse completamente selada no Castelo do Poder Celestial, a missão estaria completa.

Utilizando delicadamente os dispositivos espirituais, o lorde controlou a força do Orbe Selado. Os lordes do Castelo do Poder Celestial não eram apenas treinados em feitiçaria, mas também em como controlar o Orbe Selado. Como se ele tivesse previsto o que aconteceria, o imperador passou o conhecimento de como remover um pedaço da força de selo do Orbe.

Quão profunda era a previsão do imperador? — Os três se perguntaram, mas ninguém tinha a resposta.

Depois de muito trabalho, o diamante pareceu se liquidificar e, então, apareceu uma bola de gude pequena o bastante para caber na mão de uma pessoa. O lorde a entregou para Zin.

— Você deve conseguir ativar a Força de Selo com esse orbe simples. É só disso que você precisa, mas se você quiser colocar o imortal em um estado de não existência, você vai precisar voltar até o templo.

— Eu entendi.

O lorde não conseguiu terminar sua frase. O rosto de Zin ficou sério. Haveria um templo para retornar quando eles matassem a Bruxa Branca?

O Orbe Selado ainda estaria aqui?

— Esse orbe é pequeno, mas a menos que seja destruído, o selo permanecerá ativo. Entretanto, a fim de prevenir tal coisa, por favor fique com ele sempre.

O selo funcionaria mesmo se eles não voltassem ao Castelo do Poder Celestial.

Não havia informações sobre uma quimera de malignos. Se o selo quebrasse depois que a Bruxa Branca fosse selada, ela reganharia todos os seus poderes? Ou só metade?

Sem saber o que aconteceria, nada podia ser afirmado, mas por agora, o que eles tinham que fazer estava feito. Eles só poderiam aprisionar a imortalidade da bruxa, mas o orbe estava pronto.

— … vamos.

Eles tinham que decidir se iriam se juntar a luta ou não.

Quando Zin e Cho-Yul voltaram depois de um bom tempo, o ritual estava quase acabando.

— Vei, essas pessoas… elas não cansam não? — Leona estava ficando cansada só de assistir as pessoas dançarem sem sinais de desacelerarem o ritmo.

— Ei, caçador, você não parece bem. — Ramphil disse, olhando para Zin.

— Há algo que precisamos discutir.

Não havia motivos para Zin ficar e lutar. Ramphil se levantou sem hesitação. Leona se levantou mais lentamente com um olhar confuso em seu rosto. O lorde parecia calmo, como se dissesse que ele não guardaria rancor se decidissem ir embora.

O lorde disse a eles para conversar livremente e saiu para assistir o ritual.

O quarteto andou em direção a entrada da vila onde a música não era tão alta e se sentaram na fronteira da floresta escura, trocando olhares.

— Nós conseguimos o que viemos buscar aqui. — Zin relatou.

— Isso é bom. — Ramphil disse, assentindo com a cabeça.

Logo, haveria uma guerra total na área ao redor do Castelo do Poder Celestial e eles precisavam decidir se eles se juntariam a luta. Entretanto, ninguém falou muito.

Lutar seria tolice, mas ficar parado sem fazer nada não era bom também.

Todos tinham o desejo de fazer mais neste mundo difícil, mas Zin era a exceção. Ele era bem sensível.

— Já que o passo um está completo, nós precisamos discutir a outra parte.

— Que é?

O passo um era conseguir a força de selo do orbe. A outra era restaurar o poder da Espada Exorcista, Cavaalma, até seu estado original. Mas a única pessoa que sabia como fazer a segunda parte era Zin e ele não compartilhou com ninguém.

Os malignos eram caçados antes mesmo de haver a Cavaalma. Se o Obscuro de Zin pudesse reganhar seu poder original, caçar malignos seria possível, mas Zin manteve isso para si.

— Cavaalma funciona absorvendo sangue de malignos e usando esse poder para exorcisar.

Ao ouvir Zin dizer isso, Leona, naturalmente, enrijeceu.

— A Espada Exorcista pode ser reativada matando um monstro poderoso, mas isso pode levar tempo. Também, localizar um monstro poderoso o bastante para ativar a Cavaalma não é fácil.

Mais e mais, Leona sentia uma sensação gélida, estranha em seu pescoço.

— Os malignos não estão mais por aí, o que dificulta a ativação da Cavaalma. Mas há outro jeito.

Apesar de Leona saber que nada iria acontecer com ela, ainda assim ela sentiu um calafrio na espinha e suas mãos começaram a tremer. Os outros também pareciam apreensivos enquanto olhavam para Zin.

Sentindo seus olhares, ele continuou.

— Que é matar um caçador de malignos.

Ninguém esperava ouvir essa.

—-

Todos ficaram chocados ao ouvir a sugestão inesperada, mas Zin continuou.

— Caçadores de maligno são capazes de absorver o sangue de malignos e usar seus poderes contra eles. Em outras palavras… eles são Cavaalmas vivas, respirando.

— No passado, quando malignos andavam à solta, pessoas costumavam dizer que havia pouca diferença entre malignos e caçadores de malignos.

Por causa de sua crueldade e habilidades apavorantes, assim como vários atos de terror que eles cometeram, os caçadores de malignos eram com frequência mais temidos do que os próprios malignos.

— Mas isso é um mal entendido. — Zin revelou o fato apavorante de forma quieta, — caçadores de malignos são malignos também.

Como caçadores de malignos, que bebem sangue de malignos em busca de poder, serem humanos? Eles dizem que os malignos não estão mais aí, mas isso não é exatamente verdade. Caçadores de malignos, os últimos malignos restantes, ainda estão vivos.

As pessoas só não sabiam. Eles já tinham mais sangue de maligno correndo em suas veias do que sangue humano, então como eles poderiam ser humanos?

— É por isso que matar um caçador de maligno tem o mesmo efeito que matar um maligno.

A primeira parte era obter a força de selo do Orbe Selado, o segundo era matar um caçador de malignos com a Cavaalma.

Era por esse motivo que Zin esperou para compartilhar a segunda parte até eles estarem prontos para encarar a situação.

Leona ficou aliviada de saber que sua vida não corria risco, mas ela ficou chocada ao ouvir Zin se identificar como um maligno. Era incerto se ele quis dizer aquilo literalmente ou metaforicamente por autopiedade.

— Ma-mas… caçadores de malignos não são… seus amigos?

— Muito tempo se passou. Muitas coisas não são mais as mesmas.

Agora, havia uma linhagem de caçadores de malignos e todos estavam trilhando caminhos diferentes. Kaltz construiu o Armígero, o sucessor do imperador se proclamou como o Rei do Norte. Leona se perguntou sobre os outros caçadores de malignos.

Era possível que o único caçador de malignos que permaneceu como um caçador era Zin.

— A razão para você falar isso é…? — Sentindo algo, Cho-Yul perguntou Zin. Ramphil e Leona conseguiam imaginar o motivo de Zin estar mencionando isso agora.

— Matar SoSeoLan pode reativar a Cavaalma.

Logicamente falando, a luta devia ser evitada.

Mas Zin tinha uma ideia diferente. Se a Cavaalma absorvesse a Obscuridade de SoSeoLan, a Espada Exorcista reganharia sua força. Zin também podia absorver a Obscuridade de SoSeoLan, mas por algum motivo, ele escolheu discutir ativar a Cavaalma em vez disso.

De qualquer jeito, com isso, eles teriam tudo que precisavam para caçar o maligno.

O motivo de Zin decidir compartilhar seus segredos era simples.

— Matar um caçador de malignos não é algo leviano. Eu não conheço as circunstâncias, mas neste momento…. — Zin estava sério e os outros escutavam com respiração ofegante. — considerem se SoSeoLan merece ser morta ou não.

De acordo com Zin, não era questão se eles conseguiam matar SoSeoLan, mas se ela merecia ser morta. Se livrar de um caçador de malignos era um ato sério que precisava de consideração cautelosa.

— O que vocês acham? — Zin perguntou enquanto ele estudava os rostos de Ramphil, de Leona e de Cho-Yul consecutivamente.

Zin sempre pensou sobre as coisas sozinho e tomava decisões sozinho, mas agora, ele estava perguntando aos seus três companheiros. Se SoSeoLan era alguém que precisava ser morta, o quarteto iria confrontar o Grupo. Apesar disso não precisar acontecer no Castelo do Poder Celestial.

Se a resposta fosse não, eles partiriam.

Em vez de discutir as chances de vitória ou derrota, Zin apresentou uma perspectiva totalmente nova e todos acharam estranho essa abordagem.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar