Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Black Tech Internet Cafe System – Capítulo 228

Talvez o Sr. Fang tenha pegado um barco roubado

– As gaivotas grasnam diante da tempestade… grasnam e correm sobre o mar, e no fundo elas se preparam para esconder seu medo da tempestade. 

– Como uma chama azul, agrupamentos de nuvens brilham acima da infinitude do mar. O mar pega os relâmpagos afogando-os sob suas águas. Assim como serpentes de fogo, eles se entrelaçam nas águas, se desfazendo, nessas luzes visíveis.

Essas palavras podem ser usadas para descrever a visão diante deles. 

– Que tempo ruim. Hoje não é um bom dia para viajar… – Um jovem baixo, com o cabelo bagunçado e desgrenhado pelo vento, estava na beira de um barco espiritual de tamanho médio e olhou para fora do barco com os olhos semicerrados. 

Todos podiam ver a melancolia em seus olhos. 

– Estava um céu limpo ontem, e agora temos esse dia péssimo! – Um jovem de túnicas cinza azuladas, que era mais alto e musculoso que a maioria das pessoas, estava ao lado do jovem baixo, parecendo de certo modo comum. 

– Erhh? – O jovem baixinho perguntou com curiosidade – Sr. Fang, o clima de ontem era o mesmo de hoje, não? 

– De qualquer forma, o dono do barco era legal. As passagens foram baratas para esse tipo de barco espiritual… –  O jovem murmurou para si mesmo. 

Esse sr. Fang era a única pessoa que ele conhecia no barco espiritual, pois ambos eram caras comuns, de lugares pequenos e remotos, que estavam indo para uma cidade grande onde viviam cultivadores. 

Claro, as pessoas comuns que podem viajar em um barco espiritual devem ter alguma força de cultivo. Veja este jovem baixinho, Zou Mo, por exemplo. Ele descobriu ter o talento para se tornar um cultivador em um teste. E seu tio, que tinha umas economias, o enviou para esse barco espiritual para estudar no distante reino Estrela Marinha do Alvorecer, onde os cultivadores se reuniam. 

– Sim… – Fang Qi olhou para o céu escuro e respondeu casualmente. É claro que o tempo de ontem era diferente. 

Ontem ele estava correndo no céu e competindo com seus amigos para ver quem voava melhor, e foi teletransportado para este maldito lugar depois de se despedir de seus amigos.

– A propósito, dizem que o número de cultivadores no chamado Reino Estrela Marinha do Alvorecer é tão grande quanto o número de formigas em um formigueiro. É realmente tão próspero? – Após o feliz passeio de ontem, Fang Qi foi teletransportado aleatoriamente para um pequeno país com poucos cultivadores e guerreiros. 

Se abrisse a loja lá, apenas pessoas próximas ao nível dos governantes do país poderiam jogar em sua loja se ele não baixasse o preço. Por tanto, ele perguntou por aí e embarcou em um barco espiritual atracado, deixando o pequeno país. 

Esse barco era barato e conveniente, e ele seria um idiota se não o escolhe-se.

– Silêncio! – Ao ouvir as palavras de Fang Qi, Zou Mo parecia assustado. Depois de olhar em volta e ver que não havia ninguém por perto, ele disse com uma voz apavorada. – Seriamos mortos se esse cultivadores poderosos ouvissem o que você disse! 

– Por falar nisso… – Indiferente, Fang Qi apontou para frente e perguntou. – A cidade para qual estamos indo não fica para o leste? Não estamos indo na direção errada? 

– Estamos? – Zou Mo olhou para frente e coçou a cabeça, dizendo impotente – Sr. Fang você não sabe o caminho… 

– Você está certo. – Fang Qi caminhou em direção à cabana. – Vou descansar. 

– Pooh! – Nesse momento, um cara grande, vestido com um casaco escuro, saiu da cabana e olhou para Fang Qi, com seus olhos, que tinham cicatrizes de faca, quando viu o olhar de Fang Qi. – O que está olhando! Eu vou arrancar seus olhos se você fizer isso de novo! 

Fang Qi Franziu a testa e pensou: Esse cara está no quarto ao lado? 

… 

Na sala de fabricação de artefatos da Aliança Taoísta Wuwei. 

– Veja essa coisa. – Com o capacete de lobo branco na mão, Jun Yangzi explicava o resultado de sua pesquisa. – Me pergunto o que você pensa quando vê essa coisa com uma habilidade carregada. A minha opinião é algo que os senhores já ouviram falar: Anotações rúnicas em jade. 

– As notas rúnicas comuns possuem símbolos rúnicos nelas e só podem soltar um feitiço espiritual. Elas se queimam e desaparecem automaticamente – disse Jun Yangzi. – No entanto, as Anotações rúnicas em jade podem armazenar vários feitiços espirituais. As técnicas usadas para fazer anotações rúnicas em jade podem ser usadas em itens? 

Ele apontou para o capacete de lobo branco em sua mão e disse: – Isso é o que devemos aprender com a técnica contida nessa coisa. Ela é mais avançada. Após ganharmos total conhecimento sobre isso, nossos símbolos rúnicos poderão ser colocados em armas e nas vestes, ao invés de estarem contidos em materiais de jade ou couro. Eles serão mais fáceis de transportar! 

– A única coisa difícil de gravar agora são as escritas que aumentam o nível da habilidade – disse Jun Yangzi. – Por exemplo, o capacete de lobo tem um sufixo de Natureza para aumentar o nível de magias elementais, mas nós da Aliança Taoísta Wuwei não possuímos o material necessários para fazer essa gravura. 

– Estou confiante de que eu conseguiria copiá-la se descobríssemos os materiais substitutos necessários, todavia, levaria muito tempo para se desenvolver nessa técnica e transformar os feitiços espirituais de todas as principais facções em gravuras com propriedades mágicas! 

– Irmão Jun Yangzi! – Duan Buyi, do Palácio Daoista Liuyun, disse. – Por enquanto chega! Na minha opinião, devemos primeiro resolver a questão da incompatibilidade entre as gravuras mágicas e nossos artefatos espirituais. Se resolvermos esse problema, podemos adicionar propriedades mágicas com sufixos em cada um de nossos artefatos espirituais, mesmo que não possamos colocar os prefixos agora! Esta é a prioridade máxima por enquanto! 

… 

De acordo com as lendas locais, sempre que a noite chegava ao Reino Estrela Marinha do Alvorecer, o vento trazia nevoas do oceano que se assemelham com um véu, a caótica e desordenada cidade da névoa, que sobreviveu as guerras antigas, surgia. 

Muitas coisas que não poderiam existir no mundo exterior se esconderam lá. 

Deitado na cama, Fang Qi brincou com o jade de comunicação no tédio e descobriu que neste local o jade de comunicação não tinha sinal. 

– Onde é esse local afinal? Para onde exatamente o sistema me teletransportou? – Aborrecido Fang Qi olhou pela janela translucida para o céu que escurecia. 

Ele observou as estrelas esparsas que surgiam lentamente em um céu distante, um traço de nevoa noturna, semelhante a um véu, flutuava do lado de fora da janela. 

– A nevoa surgiu? – Fang Qi se levantou da cama. 

– Esse barco não está indo para a Cidade do Dragão Negro! Eu quero sair do Barco! – Fang Qi ouviu gritos da sala ao lado e depois violentos barulhos de colisão. 

– O que foi isso? – Fang Qi calçou as botas e saiu da cama. Antes de sair, ele viu uma mancha de sangue escorrendo por de baixo da porta. 

Ele abriu a porta que o grandalhão de casacos curtos estava sendo arrastado para fora. Um cultivador, que tinha um rosto pálido como a morte, olhou para Fang Qi: – Se você não quer acabar como ele, aconselho que volte ao seu quarto. 

Atmosfera era estranha e desconhecida. 

Fang Qi ficou sem palavras. 

– O que você quer? – Vendo que Fang Qi não se moveu, o cultivador se virou para o encarar. 

Fang Qi perguntou: – Não, só quero fazer uma pergunta. Qual o destino deste barco espiritual? 

– Cidade Fragmentada – Um cultivador respondeu impaciente. 

– Em qual cidade? – Não interessado no nome, Fang Qi perguntou. – Há muitas pessoas na cidade? O padrão de vida lá é alto ou baixo? 

O cultivador de rosto branco ficou surpreso com suas perguntas. 


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar