Switch Mode
Servidor de Hospedagem do Site está passando por manutenção, pode ficar instável por algumas horas!!
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Circle of Inevitability – Capítulo 123

Organizador

Lumian inicialmente planejou visitar o Cafeteria de Mason antes do meio-dia para garantir que saberia para onde escapar após a operação no dia seguinte. No entanto, o incidente com o Barão Brignais atrasou-o significativamente. Ele não teve escolha a não ser encontrar primeiro Osta Trier e visitar o Quartier du Jardin Botanique no final da tarde.

Osta estava em seu lugar habitual, perto da entrada das catacumbas, com uma fogueira tremeluzindo contra um pilar de pedra.

O som de passos se aproximando chamou a atenção de Osta, e ele ergueu os olhos por baixo do manto preto com capuz.

Esperando ganhar dinheiro rápido, ele congelou no lugar.

Recuperando-se rapidamente, levantou-se e forçou um sorriso. Antes que Lumian pudesse falar, Osta antecipou-se, dizendo: — Entrei em contato com o organizador esta manhã, disse-lhe que tenho um amigo que gosta de misticismo e quer participar da reunião. Ele ainda não respondeu.

Lumian assentiu, sem questionar como Osta havia entrado em contato com o organizador. Ele caminhou até a fogueira, encontrou uma pedra e sentou-se. Casualmente, perguntou:

— Você enganou muitas pessoas, mas está sempre na mesma situação. Não tem medo de que eles o localizem?

Osta riu e respondeu: — Na maioria das vezes, não é realmente um engano. Como um verdadeiro Beyonder e Suplicante de Segredos, usar minha espiritualidade para realizar adivinhação para eles não é uma farsa.

— Minhas previsões são muito mais precisas do que a maioria do clube de misticismo!

— Às vezes, pessoas diferentes precisam de modos diferentes. Se algum dia eu for exposto, sempre posso falar para sair.

— Como? — Lumian perguntou com um sorriso.

Osta tossiu.

— O segredo é não ser muito claro ou absoluto desde o início. Dessa forma, você pode acusá-los de não entenderem suas intenções.

O sorriso de Lumian se aprofundou.

— Quando se referiu à Fonte das Mulheres Samaritanas, você concordou com muita facilidade e fez sua promessa muito definida.

A expressão de Osta caiu.

— Sim, fui encurralado pelo Barão Brignais. Só queria o dinheiro imediatamente.

— A abordagem correta seria dizer que eu tinha uma solução, mas era difícil de alcançar. Depois que você me implorasse repetidamente, eu aceitaria seu dinheiro com relutância, avisando que não poderia garantir o sucesso…

Evidentemente, Osta havia refletido sobre seus erros da noite anterior, pensando em como evitar riscos caso tivesse que recomeçar. Ele ficou mais animado enquanto falava, só parando ao notar o sorriso sutil de Lumian.

Como ele poderia dizer abertamente a esse homem perigoso como enganá-lo? Osta sorriu sem jeito e disse: — Mas duvido que isso também tenha enganado você. Você é a pessoa mais cautelosa que já conheci.

Lumian sorriu e balançou a cabeça. — Você realmente escolheu o caminho errado.

Osta não se atreveu a continuar. Em vez disso, ele perguntou: — Pensei nisso ontem à noite. Nunca mencionei reuniões quando conversamos. Apenas disse que comprei o ingrediente principal da poção. Como você sabia que era uma reunião de misticismo?

Lumian riu.

— Foi apenas um pressentimento.

Internamente, criticou: “Não existem apenas duas possibilidades? Seja um acordo individual ou uma reunião. Havia pelo menos 50% de chance de acertar! Foi apenas um comentário casual. Nenhum dano causado se eu estivesse errado!”

Osta olhou para Lumian, cada vez mais temeroso.

Estava ficando cada vez mais difícil adivinhar a Sequência desse homem perigoso. Ele parecia habilidoso em combate, possuía forte espiritualidade e tinha uma intuição que beirava a precognição.

Lumian saboreou o calor da fogueira e perguntou espontaneamente: — Como você se envolveu com a reunião de misticismo?

O rosto de Osta assumiu uma expressão nostálgica.

— Todos chegam a Trier com esperança. Os pintores sonham em ter suas obras escolhidas pela Exposição Mundial de Artistas, mas a maioria fracassa. Todos os anos, alguns sucumbem à loucura ou ao suicídio.

— Autores pobres que vivem em apartamentos baratos esperam reproduzir o sucesso de best-sellers como Aurore e Meniere, mas acabam vendendo suas histórias para pequenos jornais. Eles são forçados a suportar críticas contundentes como ‘banal’, ‘medíocre’ e ‘clichê.’ Muitos deles até se rebaixaram a escrever obscenidades para livrarias clandestinas, arriscando-se a serem presos por detetives.

— Há mais de uma década, vim da província de Cécilis para Trier, ansioso por fazer fortuna. Vivi num sótão gotejante, subi em andaimes, trabalhei em fábricas, contrabandeei livros ilegais e vendi refrigerantes. Ganhei algum dinheiro, mas com o passar dos anos, percebi que nunca seria rico. Ter uma casa e aproveitar as manhãs de lazer antes do trabalho eram sonhos impossíveis.

— Eventualmente, descobri revistas de misticismo como Física e Mistérios. Talvez eu ainda fantasiasse em ganhar superpoderes da noite para o dia e mudar meu destino, então comecei a participar de reuniões com outros entusiastas. Essas revistas publicariam as informações relevantes.

— No início deste ano, um amigo do grupo perguntou se eu queria participar de uma reunião com Beyonders reais. Não pude recusar. Você sabe o resto.

Lumian ouviu sem interromper o relato de Osta.

Quando Osta terminou, Lumian perguntou: — Esse amigo é o organizador do encontro?

— Não, — Osta balançou a cabeça. — O organizador é conhecido como ‘Sr. K.’ Ele sempre usa um capuz enorme, cobrindo praticamente todo o rosto.

— Sr. K… — Lumian guardou o codinome na memória e ponderou por um momento. — Que habilidades ele mostrou?

Osta balançou a cabeça novamente.

— Nunca vi nenhuma. Mas depois de me tornar um Suplicante de Segredos, senti que estava enfrentando sombras e trevas profundas ao conhecê-lo. Acho que ele é muito poderoso.

“Ele parece poderoso. Eu me pergunto quem é mais forte: ele, o padre ou Madame Pualis…” Lumian refletiu antes de perguntar curiosamente: — Você sentiu algo especial perto de mim?

Osta hesitou antes de admitir: — Não, mas sua aura perigosa me assusta mais do que o Barão Brignais.

Lumian olhou para o lado esquerdo do peito e sorriu.

— Isso é bom.

Osta ficou surpreso, sem entender o que Lumian quis dizer.

Lumian mudou de assunto.

— Você já ouviu falar do fantasma de Montsouris?

— Claro. — Como um vigarista se passando por feiticeiro, Osta conhecia muitas histórias sobre o submundo de Trier. — Diz a lenda que um espírito maligno se esconde neste vasto e escuro subsolo. Ele sempre viaja sozinho, parecendo nunca chegar ao seu destino. Aqueles que encontram o fantasma morrem instantaneamente ou sofrem mortes misteriosas junto com suas famílias durante o ano.

— Aqueles que alegaram ter visto o fantasma de Montsouris enlouqueceram e morreram em um ano. Ouvi dizer que ambas as facções da Igreja enviaram especialistas em busca do espírito, mas não encontraram nada.

“Parece plausível…” Lumian não perguntou mais nada. De pé, ele disse a Osta,

— Encontrarei você amanhã à noite ou na manhã seguinte.

— Tudo bem. — Embora Osta não acreditasse que Lumian iria machucá-lo agora, ele não pôde deixar de suspirar de alívio com a partida do homem perigoso.

Nenhum ser humano comum poderia se sentir à vontade perto de um tigre!

No caminho de volta à superfície, Lumian carregou a lâmpada de carboneto e passou pela entrada das catacumbas. Mais uma vez, viu o arco adornado com ossos brancos, girassóis e símbolos de vapor.

Olhando para as palavras “Pare! O Império da Morte está à frente!” Lumian aproximou-se cautelosamente da porta natural que separava as câmaras interna e externa.

De repente, uma pessoa emergiu de trás do arco de pedra e gritou: — Pare!

A pessoa vestiu um colete azul e calça amarela. Ele era um homem idoso, com cabelos grisalhos e pele enrugada.

Seus olhos amarelo-claros, ligeiramente turvos, fixaram-se em Lumian.

— Não posso entrar? — Lumian fingiu inocência de estrangeiro.

O velho o examinou. — Você precisa comprar uma passagem para cima e trazer uma vela branca com você.

— Tenho um amigo enterrado lá dentro. Preciso comprar uma passagem para prestar minha homenagem? — Lumian inventou um amigo na hora.

O velho olhou para ele com desconfiança: — Não me diga que você é um daqueles estudantes universitários do Quartier de la Cathédrale? Esses desordeiros sempre inventam mentiras para entrar furtivamente no túmulo. Eles cantam, dançam e festejam no ossuário! Tudo bem, entre. Apenas lembre-se de trazer velas brancas acesas como essas. Essa é minha única exigência!

Certa vez, Lumian ficou preocupado com o fato de que, se frequentasse a universidade, seria muito diferente de seus colegas. Agora, parecia que suas preocupações eram infundadas.

Esses estudantes eram ainda mais selvagens do que ele!

— Tudo bem, — Lumian fingiu decepção. — Vou trazer uma vela branca da próxima vez.

O velho assentiu, aliviado.

Lumian virou-se e seguiu o caminho restaurado até as escadas que levavam à superfície.

A mais de cem metros de distância, de repente avistou uma sombra negra com o canto do olho.

A sombra se curvou ligeiramente, arrastando-se atrás de uma fileira de pilares de pedra à esquerda.

Lumian olhou e percebeu sua intangibilidade, como se fosse quase ilusória.

Instintivamente, ergueu a lâmpada, lançando um brilho amarelo-azulado.

A sombra desapareceu, como se nunca tivesse existido.

Lumian examinou rapidamente os arredores, mas não encontrou nada.

“É uma ilusão ou um fantasma subterrâneo?” Enquanto Lumian ponderava, de repente se perguntou: “Poderia ser o fantasma de Montsouris? Eu encontrei o fantasma de Montsouris?”

Suas pupilas se arregalaram e sua expressão ficou estranhamente séria.

Momentos depois, Lumian caiu na gargalhada, quase se dobrando. Ele riu até que lágrimas ameaçaram escorrer de seus olhos.

— Haha, vamos, venha até mim! Quero ver como você matará toda a minha família e como causará minha morte misteriosamente!


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar