Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Dual Cultivation – Capítulo 1061

Céus, Tenha Misericórdia!

No momento que a Madame Ruby viu o dragão enorme de Su Yang pela primeira vez, toda a estranheza entre eles durante a pausa desapareceu quase que instantaneamente.

Ao vê-la atordoada, Su Yang riu: “Não é tarde demais para voltar atrás.”

O rosto já corado dela ficou ainda mais vermelho: “N-Não ouse me subestimar! Eu ficarei bem!”

“Se você diz…”

Su Yang pressionou a ponta da vara na caverna molhada dela, separando as paredes suaves que não foram tocadas por anos.

A Madame Ruby apertou os dedos das mãos e pés enquanto seu corpo todo tensionava devido ao monstro esmagador lentamente entrando no seu corpo.

Antes que a vara de Su Yang pudesse ser totalmente inserida, a mente da Madame Ruby apagou, seu rosto estava cheio de êxtase. Ela foi ao paraíso só dele ser inserido.

Quando Su Yang removeu, a consciência da Madame Ruby voltou, a chocando.

“Céus, tenha misericórdia!” A Madame Ruby gemeu alto enquanto Su Yang martelava sua caverna com intensidade e velocidade, fazendo Qi Yin jorrar e as montanhas tremerem tanto que seu doce néctar estava sendo espremido sozinho, vazando tudo.

De repente, Su Yang inclinou e chupou os peitos enquanto continuava enfiando a vara.

O leite fresco da Madame Ruby fluiu pela sua boca e assim como o néctar da caverna, o leite também continha Qi Yin, apesar de não tanto e tão puro. Entretanto, Su Yang tinha uma técnica única que o permitia absorver todo o Qi Yin, não importa quão pouco ou impuro fosse, não pegar era um desperdício.

Em cinco minutos, a Madame Ruby já havia gozado mais de 20 vezes. Se não fosse pelo cultivo, ela teria colapsado há muito tempo.

“Já está cansada? Ainda tenho uma semana livre, sabe”, Su Yang expressou.

Madame Ruby tentou ao máximo falar sem parar de gemer: “Pare… de… me… subestimar…!”

Su Yang sorriu e continuou mexendo o quadril. Entretanto, desacelerou o ritmo para deixar a Madame Ruby se recuperar sem tornar muito óbvio para ela.

Num piscar de olhos, quatro dias passaram desde que a Madame Ruby entrou no quarto e estava cultivando sem parar esse tempo todo.

Como não mostrou o rosto após algumas horas, o recepcionista desceu as escadas, pois entendeu que ela finalmente encontrou alguém habilidoso o bastante para agradá-la.

Após o quarto dia, Madame Ruby levantou a bandeira branca: “C-Chefa! AH, num aguen mais!”

Suas palavras estavam lerdas e pouco compreensíveis.

Su Yang sorriu: “Tudo bem. Vamos parar aqui então.”

Após remover a vara da caverna dela, Qi Yin fluiu como um rio. Ele então sentou e começou a cultivar o Qi Yin absorvido.

Infelizmente, mesmo ao se comparar as outras Discípulas Externas da seita, o Qi Yin da Madame Ruby era inferior. Afinal, ela não era uma cultivadora duo. Todavia, como não ficou satisfeita por muito tempo, a pureza era levemente melhor, tornando mais fácil de absorver.

Enquanto isso, o recepcionista aguardou ansioso pelo retorno da Madame Ruby.

Após o segundo dia, ficou surpreso que duraram por mais de um dia. No terceiro dia, ficou completamente perplexo. No quarto, se perguntou se ainda estavam cultivando. Ele quis checar várias vezes para garantir que ela ainda estava viva, mas não queria arriscar arruinar um momento raro para ela.

No sexto dia, assim que se aproximou do quarto, Su Yang abriu a porta e saiu.

“V-Você… O que aconteceu com a Madame Ruby?” o recepcionista indagou sobre o bem-estar dela.

“Ela está descansando no quarto. Não a incomodaria agora se fosse você, já que ela esta nua”, ele respondeu com um sorriso calmo.

“Vocês realmente cultivaram por seis dias?” O recepcionista não conseguiu se conter.

“Não, terminamos no quarto dia.”

“E você só saiu agora?”

Su Yang riu: “O que posso dizer? Nós trabalhamos muito.”

“De qualquer forma, quando ela acordar, avise que tive um ótimo momento com ela e espero encontrá-la de novo.”

Após se despedir, Su Yang saiu do hotel e imediatamente seguiu ao próximo destino.

Madame Ruby acordou no sétimo dia com o corpo gritando de dor, especialmente a parte inferior.

“O que aconteceu comigo…?” ela murmurou num tom fraco.

Ela gemeu tanto nos últimos dias que ficou um tempo sem voz.

Eventualmente, suas memórias começaram a retornar, a chocando muito.

“Ah. Meu. Deus. Eu o deixei fazer sexo comigo!” Ela estava cheia de culpa após perceber o que aconteceu, porém, estranhamente, não teve um pingo de arrependimento em seu coração.

Na verdade, após se acalmar um pouco, até começou a fantasiar sobre o próximo encontro.

“Xiao Yang… você é bom! Realmente bom! Apesar de todas aquelas tentativas horríveis e paciência, valeu a pena!”

Ela queria programar o próximo encontro, mas infelizmente, esteve fora de casa por uma semana.

‘Eles devem estar preocupados com minha ausência. Preciso retornar o mais rápido possível e esperar pela próxima oportunidade para uma ‘viagem de negócios’!’ Ela pensou consigo.

Após se limpar e vestir, Madame Ruby saiu do quarto e desceu as escadas. Quando o recepcionista a viu, soltou um suspiro de alívio ao ver que ela não estava morta.

“Aqui. Se algo for vazado, virei pessoalmente cortar sua cabeça.” Madame Ruby colocou uma bolsa de armazenamento cheia com pedras espirituais.

“I-Isto é mais que o normal!” o recepcionista falou após olhar dentro.

“Se não quiser, posso pegar de volta.”

O recepcionista imediatamente parou de falar e guardou a bolsa.

“Então, vejo você na próxima vez.” A Madame Ruby saiu do hotel e retornou imediatamente para casa.


Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar