Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Getting a Technology System in Modern Day – Capítulo 128

Encontrando os Generais

Traduzido usando o ChatGPT



No dia seguinte.

Aron retirou seu headset de realidade virtual depois que Nova o informou que era hora dele começar a se preparar para sua visita aos generais para sua pequena reunião não anunciada.

Depois de colocar o headset de volta na bolsa, Aron ativou a runa de proteção nele e seguiu para o banheiro para se refrescar. Ele se lavou antes de trocar por um novo conjunto de roupas.

Ele pegou o elevador para o saguão onde encontrou John e Walter esperando por ele. Eles estavam lá há mais de meia hora, esperando pacientemente por sua chegada.

“Vamos”, ele disse ao alcançá-los, antes de seguir em direção ao carro que Felix havia deixado para seu uso.

John e Walter o seguiram sem reclamar ou mencionar a espera de mais de meia hora.

“Permita-me assumir o volante, senhor”, ofereceu Walter quando percebeu Aron se aproximando da porta do motorista. Sendo o de menor patente entre eles, ele sentiu que era seu dever assumir as responsabilidades de dirigir.

Aron acenou com a cabeça e se dirigiu à porta de trás para entrar no carro, onde encontrou John já havia aberto para ele. Aron entrou no carro, seguido por John e Walter, enquanto cada um se acomodava em seus respectivos assentos.

Quando Walter entrou no carro, ele notou que o destino já estava definido no sistema de navegação do carro. Sem dizer uma palavra, ele silenciosamente ligou o motor e, com um aceno de Aron, eles começaram sua jornada.

A jornada foi preenchida por um silêncio, com o único som que permeava o carro sendo o suave ronronar do motor e o ocasional barulho do trânsito do lado de fora.

A falta de conversa persistiu por causa das dinâmicas hierárquicas em jogo. Como Aron não havia iniciado nenhuma discussão, os outros seguiram o exemplo, aderindo ao entendimento tácito de que não era lugar deles iniciar uma conversa com seu líder.

“Pare aqui”, instruiu Aron quando estavam aproximadamente a um quilômetro de distância do destino.

Walter manobrou silenciosamente o carro para um local adequado e o estacionou. Em seguida, ele saiu do carro, seguindo o exemplo de Aron, enquanto Aron e John saíam do veículo.

“Daqui em diante, vamos caminhar, pois não temos nenhuma reserva”, anunciou Aron, enfrentando Walter e John com um sorriso, pois ele estava aproveitando o momento.

“Sim, senhor”, responderam obedientemente, sem questionar a correlação entre não ter uma reserva e a necessidade de caminhar.

Aron então lançou uma runa de ocultação sobre todos eles, embora para John e seu companheiro, parecesse que Aron estava simplesmente levantando as mãos e proferindo algumas palavras sem nenhum efeito visível. No entanto, dado sua confiança completa em Aron, eles não fizeram nenhuma tentativa de interferir em suas ações.

“Agora ninguém será capaz de nos ver até que eu cancele a runa, então tenham isso em mente”, informou Aron, garantindo que eles estivessem cientes da invisibilidade temporária. Embora fosse divertido observar suas reações à invisibilidade enquanto passavam pelas pessoas se ele não tivesse lhes contado sobre isso, ele entendia a necessidade de priorizar a missão sobre o prazer pessoal.

Depois de entregar as informações sem dar a eles muito tempo para processá-las, Aron tomou a liderança e começou a caminhar em direção ao prédio. John e Walter, embora pegassem de surpresa pela revelação repentina, o seguiram de perto, suas mentes correndo para assimilar as novas informações. Eles caminharam em silêncio, esperando fazer sentido de tudo antes de chegarem ao seu destino.

Dez minutos depois, finalmente chegaram ao portão de seu destino: o prédio de comando central do exército de Eden na capital.

Enquanto estavam diante da entrada do prédio de comando central, eles não puderam deixar de notar a grandiosidade da estrutura. Como muitos ditadores, Adolf escolheu construir um edifício militar imenso para fazer uma declaração. O imponente prédio exalava uma aura de autoridade, sua fachada meticulosamente projetada para transmitir poder e domínio.

Aron entendia que a grandiosidade era mais do que apenas uma exibição; ela servia como uma fachada, ocultando as rachaduras e a corrupção subjacente no sistema e nas pessoas que operavam dentro de suas paredes.

Por outro lado, a atenção de John e Walter estava focada em algo completamente diferente. Eles ficaram surpresos e maravilhados quando encontraram olhares com as forças de segurança fortemente armadas que guardavam o portão. Esses guardas pareciam completamente alheios à presença deles, comportando-se como se tudo estivesse normal e não reconhecendo sua existência bem na frente deles.

Aron permitiu que John e Walter saboreassem a experiência por alguns momentos, apreciando a sensação surreal de serem completamente ignorados pelos guardas.

Ele aguardou pacientemente o momento oportuno para agirem. Pouco depois, a oportunidade se apresentou e, sem hesitação, Aron declarou: “Vamos entrar”. Com a visão de outra pessoa sendo minuciosamente revistada e autorizada a entrar, o portão se abriu, proporcionando a Aron e seus companheiros uma passagem tranquila para o interior do complexo.

Tomando a liderança, Aron passou confiantemente pelo portão, com John e Walter o seguindo silenciosamente em seus passos, fazendo um esforço conjunto para permanecer o mais discretos possível, garantindo que não chamassem a atenção dos guardas que estavam completamente inconscientes de sua presença, apesar de Aron ter conversado com eles momentos atrás.

…..

“Este ano era para ser minha vez, mas por que diabos eu tenho que vir aqui e ver vocês dois tentando mudar isso?” O general da Força Aérea de Eden exclamou, sua voz tingida de raiva.

“Como mencionei no ano passado, a posição principal deve ser ocupada pelo ramo mais poderoso, já que este é um evento assistido por todo o mundo. Portanto, eu deveria estar liderando para garantir que não nos envergonhemos”, declarou o general do Exército, seu tom e expressão cheios de orgulho.

“Só porque você tem o maior número de membros nas forças armadas não significa automaticamente que você seja mais importante. Deveria ser eu liderando este ano, assim como fiz no ano passado, porque sou responsável por guardar o maior território de nossa nação”, retrucou o general da Marinha, suas palavras tingidas de irritação com a arrogância do general do Exército.

“Estávamos discutindo quem lideraria o próximo desfile. Como guardar o maior território tem algo a ver com isso? Em 2012, concordamos em nos revezar liderando o desfile em ordem cronológica, e vocês dois já tiveram suas vezes. Por que vocês querem quebrar o acordo agora que é a minha vez? Vocês não acham isso hipócrita?” O general da Força Aérea interveio, redirecionando a conversa de volta ao tópico de ele liderar o desfile e enfatizando o arranjo acordado em vez de se envolver em uma disputa baseada no tamanho. Ele estava ciente de sua fraqueza nesse aspecto e buscava retomar o controle da discussão.

“Embora o acordo possa parecer razoável, após uma consideração mais aprofundada, discordo de você liderar o desfile. Sua Força Aérea não passa de um nome, sem capacidades substanciais. Olhe, você só tem cinco aviões de terceira geração, e o resto de seu arsenal consiste em equipamentos ultrapassados. Você realmente acha adequado liderar o desfile com uma Força Aérea tão abaixo do padrão?” O general do Exército disse em tom de zombaria.

“E não vamos esquecer que esses cinco aviões têm pouco ou nenhum tempo de voo, passando constantemente por reparos. Por causa disso, eles também podem ser considerados ultrapassados” acrescentou o general da Marinha, visando minar ainda mais o general da Força Aérea.

“Não vamos nos enganar aqui”, retrucou o general da Força Aérea quando os outros dois generais riram depois de zombarem dele.

Quando o riso deles diminuiu e sua atenção voltou para ele, ele ergueu o dedo e apontou para o general da Marinha. “Sua marinha não passa de uma piada, equipada com frotas da Segunda Guerra Mundial que foram presentes ou compradas a preço de barganha. A única diferença entre seus navios e os barcos de nossos pescadores é que os seus são feitos de metal e madeira”, disse ele, fazendo o general do Exército começar a rir novamente.

No entanto, o riso do general do Exército foi breve, pois o dedo do general da Força Aérea se voltou para ele, e ele continuou: “Quanto a você, seu exército está armado apenas com equipamentos enferrujados. Eles teriam uma chance melhor de ganhar uma guerra se lutassem com flechas e pedras”, declarou, atingindo um nervo com o general do Exército, que bateu a mão na mesa em raiva.

O general da Força Aérea não deu atenção às reações deles enquanto continuava, “Todos nós sabemos que os fundos destinados às nossas forças estão sendo desviados para manter o estilo de vida luxuoso de Adolf e armar ainda mais suas forças privadas. Com base apenas em seu armamento e investimentos, eles poderiam enfrentar nossas forças combinadas e sair vitoriosos.

Então não há nada para se orgulhar, seja ter o maior número de pessoal ou ser responsável por guardar o maior território. Quando suas forças são incapazes de cumprir suas funções, não há motivo para se vangloriar.

Portanto, de acordo com o nosso acordo, serei eu quem liderará o próximo desfile. Quem discordar testemunhará se esses aviões ultrapassados ainda são capazes de bombardear as casas de certos generais”, concluiu, suas palavras carregadas de ameaça. Quanto mais ele falava, mais irritado ele ficava, alimentado pelas palavras zombeteiras anteriores.

“Uau, isso foi impressionante”, exclamou Aron, materializando-se do nada e aplaudindo. A repentina aparição de Aron chamou a atenção dos generais, deixando-os congelados em suas cadeiras, uma mistura de surpresa e medo estampada em seus rostos, enquanto tentavam compreender como alguém poderia aparecer do nada.


Comentários

4.5 2 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Aquele acima de tudo e todos
Membro
Aquele acima de tudo e todos
12 dias atrás

Droga, vou perder a melhor parte, mas tá muito tarde agora, vou dormir, amanhã leio mais.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar