Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Lord of Mysteries – Capítulo 1062

Ensino “Online”

Klein olhou para Leonard e sorriu.

— Os alvos não são semideuses. Eles só viveram até hoje devido a algum tipo de influência. Este é também o segredo que desejo descobrir através dos sonhos.

Ele enfatizou deliberadamente a palavra viveram.

Sem esperar a resposta de Leonard, Klein continuou: — O aristocrata da Quarta Época é membro da família Zoroast. Você pode usar o sonho dele para aprender mais sobre Pallez Zoroast.

“Parente do Velho…” O coração de Leonard se agitou enquanto ele aguardava ansiosamente a proposta de Klein.

Embora tivesse se dado muito bem com Pallez Zoroast e gradualmente construído alguma confiança neste anjo, ele ainda mantinha o nível mais básico de vigilância contra ele. Afinal, Ele era um estranho que vivia em seu corpo.

Naquele momento, Klein acrescentou: — Por enquanto, não mencione esse assunto a Pallez Zoroast.

“Você acha que sou uma pessoa tão pouco confiável?” Leonard resmungou interiormente ao responder: — Não há necessidade de me lembrar.

Vendo que Leonard havia concordado, Klein sorriu e disse: — Traga-me algumas gotas do seu sangue quando voltar. Isso é necessário para explorar os sonhos.

Ele não mencionou especificamente como dar o sangue a ele. Afinal, Leonard conhecia pelo menos dois métodos. Em primeiro lugar, poderia sacrificá-lo ao Sr. Louco e solicitar que Ele o concedesse ao Mundo. A outra era convocar a mensageira de origens misteriosas e colocar o sangue dentro de uma garrafa, enviando-o por carta.

— Sangue… — Leonard inconscientemente repetiu a palavra.

No misticismo, o sangue era um item importante. Era melhor não dar o sangue aos outros; caso contrário, poderiam morrer sem saber o motivo. Às vezes, a morte não era o resultado mais terrível que poderia acontecer.

Após um breve momento de hesitação, Leonard assentiu.

— Quando a exploração começará?

Klein estava preparado para essa pergunta ao responder: — Tarde da noite de domingo, perto da meia-noite.

Ele queria dar tempo à Srta. Justiça para convergir sua espiritualidade e se familiarizar com suas habilidades.

— Tudo bem. — Leonard não disse mais nada.

Em seguida, Klein explicou seriamente umas habilidades de distorção da verdade para que o querido poeta soubesse como pacificar seu vovô após seu retorno.

Depois de retornar ao mundo real, Leonard estava deliberando sobre suas palavras quando ouviu a voz ligeiramente envelhecida de Pallez Zoroast:

— Por que seu ex-colega procurou por você? Existe alguma coisa que não possa ser explicada em uma carta?

Leonard ajustou sua postura sentada e riu.

— Ele tem medo que a carta vaze. Afinal, pode envolver essa pessoa.

Assim que terminou a frase, Leonard murmurou interiormente: “Claro, o mais importante é ter cuidado com você. O que eu vejo é equivalente ao que você vê…”

— Essa pessoa… — Pallez Zoroast pareceu entender a quem ele estava se referindo.

— Sim. — Leonard pegou uma xícara sobre a mesa e bebeu um gole de cerveja. — Ele encontrou um asceta da Terceira Época. Ele espera aprender a história daquela época através do seu sonho.

O que Leonard disse era verdade, mas era apenas uma parte da verdade. Essa foi a habilidade que Klein lhe ensinou especialmente.

— Um asceta da Terceira Época? Ele ainda está vivo? — Pallez Zoroast perguntou surpreso.

Claro, Ele não ficou muito surpreso. Afinal, no nível Dele, mesmo que não compreendesse uma centena de métodos que permitissem às pessoas viver desde a Terceira Época, Ele conhecia pelo menos cinco ou seis métodos. A maneira mais fácil era roubar o tempo ou a vida de outras pessoas para imbuí-lo em um alvo.

— Ele provavelmente ainda está vivo, mas tem uma condição muito especial, — Leonard explicou o que sabia.

Pallez Zoroast ficou em silêncio por dois segundos antes de dizer com uma risada: — É mesmo? Então só posso desejar-lhe o melhor em não ver cenas que não deveria ver no sonho. Claro, seu ex-colega está protegido por uma existência da Ocultação, então ele deve estar preparado.

Leonard não respondeu ao tópico. De repente, ele exclamou: — Velho, você não está nem um pouco curioso? Você não quer saber como eram as verdadeiras divindades na Terceira Época, ou a causa do Cataclismo?

Esta foi a segunda técnica de distorção que Klein lhe ensinou. Em vez de ser questionado, era melhor tomar a iniciativa de fazer perguntas.

— Posso adivinhar o que está acontecendo, — respondeu Pallez Zoroast com um suspiro. Ele então zombou. — Você tomou muita iniciativa para controlar o fluxo da nossa conversa hoje. Isso é muito diferente do seu comportamento anterior. Isso significa que você tem um segredo que está escondendo no fundo. Nada mal, é muito melhor que o passado. Pelo menos não é algo que possa ser visto de uma só vez.

A expressão de Leonard congelou.

Pallez imediatamente riu.

— Veja, eu apenas cutuquei e você se expôs. Você ainda carece de treinamento.

— Seu ex-colega é realmente… Tsk…

Leonard só conseguiu responder com uma risada seca. Ele largou a xícara e se inclinou para frente. Então pegou uma adaga prata de ritual e abriu uma ferida, fazendo com que algumas gotas de sangue pingassem.

Enquanto isso, na residência de Conde Hall, Audrey também segurava uma adaga com pedras preciosas incrustadas. Ela estava se preparando para cumprir a promessa de fornecer ajuda gratuitamente. Moveu a ponta da adaga em direção às costas da mão.

— A dor é muito leve…

— A dor é muito leve… — Enquanto ela se hipnotizava, exerceu força e abriu uma ferida.

Atualmente era impossível rasgar sua pele sem usar força, mesmo que ela não revelasse suas escamas de dragão.

Na noite de domingo, depois de assistir a um baile, Klein voltou à Rua Böklund, nº 160. Ele inventou uma desculpa de que estava cansado e precisava dormir cedo.

Nas primeiras horas da noite, saiu da cama, estabeleceu um ritual e se convocou.

Depois de algum trabalho, sentou-se no assento que pertencia ao O Mundo Gehrman Sparrow. Confirmou que assim que a convocação terminasse, ele poderia usar o nível e a posição da névoa cinza para se livrar à força das Viagens de Groselle.

Naquele momento, na frente dele estavam três garrafas de metal e uma máscara prateada.

As garrafas foram preenchidas com o sangue dele, de Leonard e de Audrey, enquanto a máscara foi sacrificada pela Srta. Justiça antes. Como ela sabia que desta vez o Sr. Estrela estaria envolvido na exploração do sonho, ela planejou usar a Mentira o tempo todo para mascarar seu rosto e evitar que sua identidade fosse descoberta.

Depois de examiná-la por um tempo, Klein fez com que as Viagens de Groselle, de capa dura e marrom-escuro, voassem para fora da pilha de lixo e pousassem na longa mesa de bronze. Ao mesmo tempo, ele colocou o Crucifixo do Sem Sombra em seu corpo.

Depois disso, puxou a Srta. Justiça e o Sr. Estrela acima da névoa cinza.

Dois raios vermelhos escuros dispararam ao mesmo tempo, formando figuras um tanto borradas.

Audrey e Leonard olharam para o fundo da mesa longa e manchada e avaliaram os itens na frente do Sr. Mundo.

Então, a atenção deles foi atraída para o livro antigo.

Os olhos de Audrey se voltaram enquanto ela perguntava curiosamente: — Nossa exploração desta vez está relacionada a este livro?

— Sim, nossos alvos estão dentro deste livro, — respondeu Klein com um sorriso.

— Dentro do livro? — Leonard perguntou surpreso.

Mesmo sendo um Luva Vermelha e também tendo lido um grande número de arquivos de casos sobrenaturais, ele nunca tinha ouvido falar de comunicação com personagens de um livro.

Klein assentiu levemente e disse: — Sim, este é um livro mágico. Dentro dele existe um mundo que foi ‘imaginado’. O que acontece nesse mundo se torna o conteúdo do livro.

— Imaginado? — Audrey captou com precisão uma frase-chave, ligando-a aos seus sinônimos.

Ela tinha aprendido há poucos dias com o Sr. Mundo que a Sequência 0 do caminho do Espectador era chamada de Visionário, e ela sabia muito bem que o Rei dos Dragões, o deus antigo, Ankewelt, era o Dragão da Imaginação.

Após alguma deliberação, Klein disse: — Minha descrição pode não ser precisa. Pode ser um mundo imaginado ou um sonho verdadeiro. A única coisa que posso confirmar é que foi criado por um deus antigo da Segunda Época, o Dragão da Imaginação Ankewelt. Eu obtive da Contra-Almirante Iceberg.

“A relíquia do deus antigo… Não é de admirar que ela possa fazer um gigante e um elfo da Segunda Época, um asceta da Terceira Época, um aristocrata humano da Quarta Época e um soldado de Loen da Quinta Época sobreviverem até agora…” Leonard percebeu que não pôde deixar de avaliar O Mundo Gehrman Sparrow… Ele não conseguia imaginar que tipo de experiências Klein teve desde que deixou Tingen.

Neste momento, Klein olhou em volta e empurrou a máscara Mentira para a Srta. Justiça enquanto dizia: — Vamos entrar.

— Tudo bem. — Audrey colocou a máscara prateada.

Leonard olhou em volta e assentiu.

— OK.

Klein imediatamente pegou as três garrafas de metal e derramou um pouco do sangue de dentro, espalhando-o na capa das Viagens de Groselle.

“Então era para isso que servia o sangue…” Assim que esse pensamento passou pela mente de Audrey, ela viu uma tempestade branca de neve.

Em meio a flocos de neve do tamanho de penas e um vento frio e cortante, uma cidade com mais de 15 metros de altura estava próxima. Um soldado vestindo armadura de couro de guarda perto dos portões estava encolhido em um local imune ao vento e à neve. Enquanto não houvesse comboios mercantes, ele não avançaria para bloquear pedestres comuns.

— Este… Este é um mundo que foi completamente ‘imaginado’… É como se fosse real. — Leonard olhou em volta enquanto estendia a palma da mão e pegava vários flocos de neve. Ele sentiu a frieza de seu toque antes de derreterem rapidamente em água.

Depois de confirmar o ambiente, Leonard de repente percebeu algo. Klein mantinha a imagem do frio e refinado Gehrman Sparrow. Srta. Justiça usava uma máscara prateada, revelando a parte inferior do rosto, olhos verdes e cabelos loiros, tornando impossível imaginar sua aparência real.

Quanto a si mesmo, ele não se disfarçou de jeito nenhum…

Este era um hábito dos Beyonders oficiais. Eles realizavam missões abertamente, sem disfarces.

“O Sr. Estrela é realmente descontraído e seu cabelo é penteado de maneira muito casual. É uma pena. Caso contrário, com sua aparência, ele poderia ser modelo nas capas de revistas…” Como uma nobre dama que tinha visto muitos homens bonitos, Audrey olhou educadamente para ele antes de retrair o olhar sem fazer quaisquer observações excessivas.

Klein riu interiormente e apontou para a cidade na tempestade de neve.

— Nosso primeiro alvo é o asceta, Sr. Snowman, da Terceira Época.

Esta era a pessoa com maior probabilidade de ter uma ligação com Amon e Seu irmão!

De acordo com o plano de Klein, depois de Snowman viria o aristocrata de quarta época, Mobet. Isso ocorreu porque o Gigante Groselle e a Elfa Siatas envolviam assuntos de níveis muito mais elevados e havia uma grande chance de haver um acidente. Portanto, era mais seguro deixá-los para o final.

Após a exploração do subconsciente das quatro pessoas através de seus sonhos, eles entrariam no mar do subconsciente coletivo em busca de quaisquer segredos possíveis.


Comentários

5 1 voto
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar