Martial World – Capítulo 2081

O Segredo do Livro Preto

Ao falar com Che e Mo, Lin Ming foi capaz de verificar as memórias da ‘Fome’. Ele pôde confirmar todos os tipos de informações sobre a grande calamidade com os abissais há dez bilhões de anos.

Dez bilhões de anos atrás, a calamidade dos ‘Trinta e Três Céus’ foi finalmente encerrada pela criação da ‘Muralha Eterna’.

O Mestre do ‘Caminho Asura’ e o Soberano Imortal uniram forças, usando seus métodos transcendentes para forjar a ‘Muralha Eterna’ e bloquear o ‘Abismo Negro’. Depois que impedirem o caminho desses abissais, eles começaram a matar os outros que permaneceram ou enviá-los para dentro.

Assim, terminou aquela grande calamidade.

A ‘Muralha Eterna’ era uma barreira que apenas as formas de vida inteligentes dos ‘Trinta e Três Céus’ poderiam passar. Quanto aos demônios abissais, eles foram selados por ela.

Mas a ‘Muralha Eterna’ não era perfeita e inexpugnável. Com o passar do tempo, muitas rachaduras devido ao espaço e tempo apareceriam. Alguns abissais foram capazes de passar por essas fendas e contornaram a ‘Muralha Eterna’.

Quanto mais poderoso era um abissal, menores eram as chances de ele passar por essas fendas.

Assim, mesmo se aqueles abissais que passaram pelas fendas possuíssem um nível de força igual ao de um Empíreo, eles ainda não seriam capazes de prejudicar os ‘Trinta e Três Céus’ gravemente.

Mas, a história nunca esteve isenta de acidentes. Bilhões de anos atrás, um demônio abissal incomparavelmente aterrorizante conseguiu atravessar a ‘Muralha Eterna’, trazendo uma catástrofe para todas as raças dos ‘Trinta e Três Céus’.

Esta catástrofe continuou até agora.

Este abissal era ‘Fome’.

Quanto à forma como ‘Fome’ foi capaz de passar pela ‘Muralha Eterna’, Lin Ming não foi capaz de descobrir isso da alma de ‘Fome’. Muitas das memórias da ‘Fome’ deveriam estar sendo mantidas em seu corpo principal e algumas partes também estavam seladas.

Lin Ming continuou a explorar as memórias de ‘Fome’. Dentro do espaço estrelado, ele se sentou no vazio.

Neste momento, um antigo livro muito escuro flutuava diante dele. Este livro foi deixado para trás pelo Príncipe Imperial Xishen.

Lin Ming estendeu a mão e traçou suavemente sua capa. Estranhas runas abissais se iluminaram, como os olhos de um demônio abissal brilhando na escuridão da noite.

Depois de absorver uma grande quantidade de memórias de ‘Fome’ e aprofundar sua compreensão das ‘Leis dos Abissais’, Lin Ming agora era capaz de abrir o livro preto.

Ele silenciosamente abriu a capa. A espessa capa preta parecia estar selada por algum campo de força, tornando-a incomparavelmente pesada.

Esta não era a primeira vez que ele abria este misterioso livro antigo. Mas cada vez que o fazia, ele descobria coisas novas.

A razão era que esses textos abissais eram muito difíceis de entender. Tentar decifrá-los com os fragmentos limitados de informação que ele tinha, não era nada fácil.

“A fonte da escuridão, o ritual abissal…”

Lin Ming leu essas palavras em voz alta e caiu em um longo período de contemplação.

À sua frente, o livro preto brilhava com uma luz mística, como o livro do destino nas mãos de um rei do inferno.

Lin Ming já havia determinado que este livro não era um manual de cultivo raro, nem uma técnica secreta antiga e, definitivamente, não era um Artefato Espiritual de Nível Divindade Verdadeira.

Era um livro de rituais abissais e o que estava escrito dentro eram todas explicações de ritos abissais, textos que continham profundos significados simbólicos.

Essas recitações de ritos abissais não tinham nenhuma relação com o cultivo. Eles não eram capazes de aumentar diretamente a força de um artista marcial, mas seu valor ainda era extraordinário.

Entre os abissais, existiam seis super abissais semelhantes à “Fome”.

Quando eles estavam em seu ápice de força, estavam situados em algum lugar entre o nível de pico do ‘Reino Divindade Verdadeira’ ou no ‘Reino Além da Divindade’. Eles eram existências apenas inferiores ao Mestre do ‘Caminho Asura’!

Eles eram os totens de incontáveis demônios no ‘Abismo Negro’, existências incrivelmente horríveis.

Sob o comando de cada um desses super abissais estava uma influência de sua própria linhagem. Essas influências eram extremamente poderosas e continham incontáveis demônios abissais. Muitos desses abissais eram comparáveis a um artista marcial no nível intermediário do ‘Reino Divindade Verdadeira’ ou até mesmo a personagens no nível avançado do ‘Reino Divindade Verdadeira’.

Se fosse há dez bilhões de anos e cada uma dessas influências surgisse com força total, então eles seriam capazes de facilmente dominar os atuais ‘Trinta e Três Céus’, destruindo toda a vida dentro do universo.

Comparado a essas super influências, mesmo o ‘Palácio Santo da Boa Sorte’ não era nada.

No entanto, na grande calamidade de dez bilhões de anos atrás, as raças antigas também infligiram pesadas perdas no ‘Abismo Negro’. As seis grandes influências foram as principais forças na guerra contra os ‘Trinta e Três Céus’ e também foram as que sofreram as maiores perdas. Até mesmo alguns dos seis grandes abissais morreram e as forças sob eles quase se desintegraram.

Dessas seis grandes influências, cada linhagem possuía um livro preto como esse.

Os seis livros pretos eram ritos cerimoniais e a cerimônia com a qual eles estavam relacionados dizia respeito ao lugar mais profundo e misterioso do ‘Abismo Negro’, a ‘Tumba do Deus Demônio’.

A ‘Tumba do Deus Demônio’ era a base do ‘Abismo Negro’ e também o lugar mais enigmático daquele local.

Lin Ming originalmente queria descobrir mais informações sobre a ‘Tumba do Deus Demônio’, mas não havia muito sobre isso na alma de ‘Fome’. Se esta informação estivesse mantida no corpo principal da ‘Fome’, então não havia nada que ele pudesse fazer para procurar.

Das seis grandes influências, o livro preto de Lin Ming pertencia àquele chamado ‘Eon’!

Assim como ‘Fome’, ‘Eon’ era o nome do super abissal que liderava uma dessas grandes influências. Quando ‘Eon’ estava em seu ápice de força, era igual a ‘Fome’.

Possuir o livro preto era equivalente a ‘Eon’ estar pessoalmente presente.

Mas o verdadeiro eu de ‘Eon’ morreu naquela grande guerra há dez bilhões de anos…

Lin Ming agora suspeitava que quando ele entrou no teste final do ‘Caminho Asura’ pela segunda vez e arrancou a relíquia demoníaca das mãos da ‘Legião de Sangue’ do Filho Santo da Boa Sorte, aquilo era de um super abissal que foi morto pelo Mestre do ‘Caminho Asura’.

Se tivesse sido realmente um super abissal tão horrível quanto ‘Fome’, então seria naturalmente impossível deixar para trás uma relíquia tão pequena. Lin Ming adivinhou que o corpo principal do abissal tinha sido usado pelo Mestre do ‘Caminho Asura’ para outros propósitos e a relíquia demoníaca deixada para trás era apenas uma pequena porção da essência desse super abissal.

Depois de encontrar explicações para todas essas questões, Lin Ming fechou lentamente o livro preto.

Ele se levantou e voou em direção à saída do teste final.

“Você está indo?”

Che e Mo apareceram atrás de Lin Ming.

Lin Ming acenou com a cabeça, “Sim.”

“Muito bem…”

Vendo a aparência decisiva de Lin Ming, Che e Mo não disseram mais nada.

Neste dia, Lin Ming deixou o ‘Caminho Asura’. Ele entrou no ‘Reino da Convocação Mística dos Santos’, vindo do Reino dos Deuses, e então voou direto para o ‘Reino das Ruínas Primitivas’…

Em sua batalha de vida ou morte contra o Filho Santo da Boa Sorte, Lin Ming já tinha ouvido notícias sobre o ‘Reino das Ruínas Primitivas’. Esta era uma terra incomparavelmente ampla que existia independentemente dos ‘Trinta e Três Céus’. Incontáveis chances de sorte e tesouros foram enterrados aqui.

Uma grande razão pela qual a Raça Santa foi capazes de acumular tanta força estava altamente relacionada ao ‘Reino das Ruínas Primitivas’.

E, hoje, Lin Ming finalmente veio para esta terra.

Olhando de fora, este era um mundo morto e apático. Os céus estavam envoltos em cinza, como se um crepúsculo eterno tivesse caído sobre esta terra.

Havia uma inexplicável pressão divina como a mortalha do inferno cobrindo este mundo, fazendo a pessoa se sentir quase sufocada.

Claro, esse tipo de aura mortal e pressão não poderia afetar Lin Ming de forma alguma. Mas se um artista marcial de baixo nível viesse aqui, talvez não fosse capaz de dar um único passo à frente, não importando o quanto tentasse.

Lin Ming galvanizou a força em seu mundo interior. O poder do Yin e do Yang se entrelaçaram com o poder infinito das Leis, formando runas divinas cintilantes. Como marcas em tons de arco-íris sendo esculpidas no espaço, elas emitiram uma luz infinita que quebrou essa aura mortal.

Lin Ming avançou um passo de cada vez. Ao longo do caminho, ele viu ossos ao seu redor.

Existiam muitos ossos e a maioria estava apodrecendo. Ossos despedaçados pelo chão, cobertos com os traços manchados de anos intermináveis. A razão para essas marcas aparecerem foi por causa da espessa aura mortal que cobria esta terra. Esse tipo de aura mortal era capaz de extrair toda a força vital. Se a vitalidade sanguínea de alguém fosse instável e andasse por esta terra, logo se transformaria em um cadáver seco. Quanto à velocidade com que seu cadáver apodreceria, seria surpreendentemente rápido.

“Este é realmente um mundo quase morto…”

Lin Ming relembrou as memórias de ‘Fome’. Ele ponderou por um momento. Porque se um mundo morresse, toda a vida dentro iria gradualmente se desintegrar e chegar ao fim. Este era o ‘Estilhaçamento’ de que falou o Mestre do ‘Caminho Asura’.

Mas de acordo com sua intuição, com este mundo tendo atingido tal grau de decadência, ele já deveria ter sido destruído. Mas por que continuava a existir até agora?

De alguma forma, em algum lugar, poderia haver alguma Lei apoiando isso de forma que nem mesmo o ‘Estilhaçamento’ foi capaz de destruir este mundo?

Lin Ming caminhou por esta terra, analisando os fragmentos das Leis deixados para trás por anos intermináveis. Esse tipo de aura silenciosa ressoou fracamente com as ‘Leis da Morte’ em seu corpo.

Morte era silêncio.

Quando uma pessoa morria, ela voltava ao pó. Quando um universo morresse, seria aniquilado até o nada.

No final das contas, todas as coisas existentes apenas deixariam para trás uma coisa, que era, ‘Nada’.

No horizonte distante, podiam-se ver templos em colapso. Montanhas de pedra divina foram empilhadas juntas. Era fácil imaginar o quão grandiosos e magníficos foram no passado.

Existiam muitos desses grandes templos, mas nenhum estava completo. Todos se tornaram ruínas dilapidadas. Estas foram estruturas criadas por potências do passado, mas todas foram corroídas e danificadas pelo fluxo inesgotável do tempo.

A cada passo que dava, Lin Ming podia sentir ondulações de auras poderosas ao seu redor.

Essas eram auras deixadas para trás pelos antigos indivíduos poderosos do passado. Elas permaneciam mesmo depois de bilhões de anos, lembrando a todos os que vinham aqui o quão prósperos e poderosos eles haviam sido.

Lin Ming passou por um lago. A superfície era como um espelho e dentro existia uma deusa se banhando, com sua aparência linda e um encanto diabólico, cativando o coração, acenando para a alma.

Vendo esta cena, Lin Ming ficou perplexo. Tal cena aparecer neste mundo mortalmente quieto era surpreendente.

No entanto, ele imediatamente entendeu o que era essa cena diante dele. Uma pupila se abriu entre suas sobrancelhas e um raio brilhante de luz divina disparou, cortando a superfície do lago. A deusa se espatifou em pedaços, transformando-se em um punhado de estranhos fragmentos de Leis que lentamente desapareceram.

Estes eram os grandes fragmentos de Leis do mundo que se condensaram e então se manifestaram na realidade.

Lin Ming passou por uma montanha alta. Lá em cima, infinitos demônios divinos batiam em tambores, com relâmpagos envolvendo-os, enquanto emanavam ondas sonoras como uma maré crescente.

O mundo interior de Lin Ming se abriu. Uma energia caótica explodiu, absorvendo toda essa aura demoníaca divina.

No ‘Reino das Ruínas Primitivas’, não havia aura antiga que pudesse atrapalhar os passos de Lin Ming. Ele avançou sem parar. Embora seu ritmo parecesse lento, a verdade é que o espaço havia perdido o sentido sob seus pés.

Ele caminhou por sete dias.

Durante este período, ele viu muitos artistas marciais da Raça Santa entrarem em algumas ruínas subterrâneas.

Essas ruínas existiam em todo o ‘Reino das Ruínas Primitivas’. Inúmeros perigos estavam escondidos lá dentro e muitos artistas marciais da Raça Santa que entravam não conseguiam sair.

Mas, sempre existiam algumas pessoas que entravam nessas ruínas subterrâneas e emergiam com chances de sorte chocantes.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar