Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Monarch of Evernight – Capítulo  209

Velha Amizade

Começou o Quarto Livro! 

— 

A noite era o tema eterno do Continente da Noite Eterna. 

Todo o vasto e árido continente estava envolto na noite interminável e sombras, deixando apenas uma breve abertura para a luz solar. 

Dentro dos olhares profundos lançados sobre muitos, ou talvez até de todos os continentes, Noite Eterna era como uma sombra nos limites da visão, simplesmente não valendo a pena investir qualquer atenção. A mudança de um mero comandante de divisão do exército expedicionário desta região escura nem mesmo valia a pena aparecer como um artigo no Boletim Imperial. A criação de uma pequena corporação de mercenários recebia ainda menos atenção. 

Sobre esta vasta terra escondida nas sombras, rastejava uma escuridão vasta e profunda. Ela atravessava as terras abaixo, desenhada em muitos tons de cinza e corroendo tudo o que era brilhante. 

Mesmo o céu diurno estava igualmente sombrio na véspera desta tempestade. 

Um dirigível voava ao longo das densas camadas de nuvens perto da fronteira de Noite Eterna. Balançava devido às ocasionais rajadas de vento forte e, às vezes, desviava dezenas de metros de sua rota repentinamente. A estrutura metálica do dirigível rangia e gemia sob as intempéries. Algumas partes dela estavam claramente torcidas e pareciam que iriam quebrar a qualquer momento. 

Definitivamente não era um dia adequado para voar em um dirigível velho. As rajadas ainda não era seu maior inimigo – os flashes monstruosos de relâmpago pulando dentro da camada de nuvens escuras o eram. Este dirigível intercontinental certamente cairia queimando ao chão assim que fosse atingido por um raio desse nível. 

Um capitão alto e robusto estava pessoalmente pilotando o navio na ponte. Sua cabeça estava encharcada de suor enquanto ele olhava fixamente para a frente. No entanto, tudo o que conseguia ver era escuridão e raios. O som do vento assobiando enchia os ouvidos de todos como o grito de uma besta gigantesca. 

Dois faróis de origem acenderam no topo do dirigível. Essas poderosas luzes que poderiam iluminar todo um campo pareciam especialmente fracas no momento. Elas só podiam penetrar uma pequena porção das nuvens para brilhar sobre a horda de serpentes de relâmpagos arrepiantes. Além disso, havia um inferno aparentemente interminável e tempestuoso. 

A porta da ponte foi repentinamente aberta com uma batida, e um jovem pálido entrou correndo e gritou: “Não podemos continuar voando. A fornalha de energia está no limite e o suporte estrutural começou a distorcer. Pouse, pouse rapidamente! Vamos nos desfazer se continuarmos voando!” 

“O que você disse!?” rugiu o capitão. No entanto, seu grito era como o zumbido de uma mosca em meio ao vento e ao trovão. 

O jovem correu até o capitão e quase gritou em seus ouvidos: “Eu disse que o dirigível está prestes a se desfazer! Temos que pousar imediatamente!” 

O capitão berrou: “Impossível! Aquele homem vai nos despedaçar se pousarmos agora!” 

“Mas…” O jovem queria dizer algo, mas no final, apenas praguejou ressentido: “Loucos! Todos vocês são malucos!” 

Ele saiu da ponte e não exigiu mais que o navio pousasse. Parecia que seu medo em relação à “aquela pessoa” era ainda maior do que o vento e o relâmpago. 

O dirigível era como uma folha em um mar tempestuoso. Ele lutava para avançar através das ondas furiosas, embora pudesse ser esmagado a qualquer momento. 

Duas fileiras de guerreiros estavam sentados de costas para as paredes dentro do compartimento interno. Sua força era impressionante – todos eles estavam no nível sete ou acima – mas suas expressões não estavam boas no momento. Só podiam amarrar-se firmemente aos assentos em meio aos fortes solavancos para evitar serem lançados acidentalmente. Colidir com algo dentro da cabine era uma questão pequena, mas pessoas sendo arremessadas para fora da porta da cabine, ou até mesmo das janelas laterais, não era algo sem precedentes. 

Havia três pessoas que na verdade conseguiam se mover livremente dentro da cabine espaçosa. O grupo de guerreiros as observava com olhos cheios de reverência. Os soldados sabiam muito bem o quão aterrorizantes eram, pois elas não só conseguiam andar sem problemas, mas também treinar em um ambiente onde poderiam ser repentinamente arremessadas a centenas de metros em qualquer direção. 

Um jovem soldado, que ficava ao lado da porta da cabine, cujas estrelas em seu ombro chamavam especialmente a atenção, era o mais jovem general dos Anjos de Asas Quebradas, Bai Longjia.  Ele sempre foi o centro das atenções onde quer que fosse. No entanto, neste momento, não era diferente de um observador comum. 

As verdadeiras estrelas ali eram as duas mulheres, uma mais jovem e outra mais velha, no centro da cabine. 

A mulher sempre vestida com roupas antigas de cores claras parecia comum à primeira vista. No entanto, sua agudeza poderia ferir qualquer pessoa que a olhasse por um momento a mais. Ela era a mulher que podia fazer com que o arrogante e incisivo Bai Longjia se tornasse obediente como um gatinho, Bai Aotu. 

Em oposição a ela estava uma jovem garota cujos grandes olhos brilhavam com um radiante inocência. Ela parecia ter apenas 12 ou 13 anos, mas sua aparência infantil já poderia ser chamada de deslumbrante. Com uma pequena faca em sua mão, ela cercava Bai Aotu enquanto lançava uma série de ataques contínuos. 

O dirigível ainda estava tremendo violentamente e a menina cambaleava e oscilava. No entanto, ela não caía, não importava quão instável fosse seu andar, e até mesmo aproveitava todas as oportunidades para lançar ataques fatais em Bai Aotu. Era como uma víbora astuta e implacável – não importava o quanto fosse espancada, ainda poderia dar uma mordida fatal no momento em que o inimigo se descuidasse. 

Bai Longjia, que observava de lado, esfregou o rosto. Ele não queria admitir a sensação fresca que vinha de suas palmas. Isso não era um desconforto causado pelo balanço do dirigível, mas um calafrio involuntário que surgiu dentro de seu coração ao ver o treinamento da menina. 

Já havia percebido há muito tempo que, se fosse ele no ringue, qualquer descuido ou hesitação teria resultado em vários cortes em seu corpo. Essa menina era capaz de lançar contra-ataques terríveis, não importava o quão desvantajosa fosse sua situação. 

A jovem havia apenas acendido cinco nós de energia do seu poder ancestral e não poderia ser considerada muito talentosa. Mesmo esse nível só foi alcançado depois que Bai Aotu usou uma quantidade considerável de medicamentos nela. Mas, às vezes, classificação e força do poder ancestral não eram tudo. Seus poderosos instintos de combate eram evidentes quando comparados aos soldados de classificação seis ou sete que só conseguiam se amarrar em seus assentos. 

Além disso, essa menina ainda parecia bastante jovem. Embora Bai Longjia soubesse que sua verdadeira idade era um pouco mais velha do que ela aparentava, a idade óssea testada dela era de apenas cerca de 15 anos. Com 15 anos de idade, mesmo que alguém treinasse desde o nascimento, seria impossível alcançar seu estado atual. 

Parecia que realmente havia gênios neste mundo. Até mesmo o líder militar da próxima geração do clã Bai, Bai Longjia, não pôde deixar de pensar assim. 

Essa menina era um gênio inato em combate. Parecia quase como se ela tivesse nascido proficiente tanto em seu julgamento quanto em sua intuição em relação ao perigo. Ao pensar nisso, Bai Longjia até mesmo sentiu um pouco de inveja. A única pena era que, embora ela possuísse um grande talento em um aspecto, havia defeitos no outro – seu domínio no cultivo do poder ancestral era medíocre – ela não tinha chance de se tornar uma campeã mesmo se grandes quantidades de medicamentos fossem usadas. 

O poder ancestral da menina era limitado, enquanto o gasto durante as batalhas em um ambiente tão adverso era especialmente grande. Ela já estava perto do colapso em questão de momentos. 

Bai Aotu evitou sua estocada e disse: “Isso é o suficiente. Vamos encerrar o treinamento de hoje. Vá descansar e se recuperar.” 

A menininha prestou continência para Bai Aotu seriamente, correu em direção a um canto da cabine e começou a consumir sua ração. Ela parecia concentrada na comida, como se estivesse experimentando a comida mais deliciosa da Terra. Na verdade, o que ela tinha em mãos era apenas uma ração militar feita de carne comprimida, legumes e grãos. Tanto a textura quanto o sabor estavam longe de serem deliciosos. 

Bai Aotu ficou apoiada na parede da cabine de olhos fechados e começou a se recuperar. Bai Longjia caminhou até o lado dela e deu uma olhada na menininha antes de dizer: “Irmã, você não acha que talvez não consigamos manter a Kong Zhao?” 

Bai Aotu nem se deu ao trabalho de abrir os olhos e respondeu indiferentemente: “Kong Zhao é uma arma de dois gumes. Ela é muito poderosa quando usada corretamente, mas se não for, pode trazer danos a você. O que? Você não tem confiança em si mesmo?” 

Bai Longjia riu amargamente. “Kong Zhao é simplesmente um monstro. Eu realmente não teria tanta confiança se não fosse pelo talento medíocre dela no cultivo do poder ancestral.” 

“Não se esqueça de que Kong Zhao agora tem o sobrenome Bai. Seu nome se tornará gradualmente conhecido a partir do momento em que a deixarmos entrar nessa batalha. Ela sempre terá o sobrenome Bai, de qualquer maneira, não importa quais feitos ela realize.” 

“Mas… você sente que o nome do clã Bai terá algum efeito restritivo?” Neste ponto, Bai Longjia hesitou por um momento antes de perguntar: “Irmã, quanto você confia em suprimi-la no futuro?” 

Bai Aotu mergulhou em um raro momento de silêncio antes de responder: “50%.” 

O dirigível ainda estava se movendo com grande dificuldade, pulando para cima e para baixo como um sapo à beira do lago saltando para evitar a chuva. Milagrosamente, não havia caído e ainda seguia em frente, enfrentando o vento e os relâmpagos. 

——- 

O silêncio ainda reinava sobre a Cidade de Fluxo Negro. A comoção causada pelo caso de Wu Zhengnan havia desaparecido completamente. Até mesmo as raças das trevas que eram ativas fora da cidade haviam diminuído consideravelmente. No entanto, para algumas pessoas, isso não era um bom sinal. As raças das trevas só retirariam suas forças antes do início de uma grande batalha. 

Assim, as classes alta e básica dentro da cidade estavam divididas em dois grupos diferentes. As altas estavam ansiosas – aqueles que podiam partir já haviam partido – os outros, presos aqui por seus deveres, estavam todos nervosos e inquietos. As classes básicas, por outro lado, recebiam esse raro período de relaxamento, desfrutando dos prazeres da vida ao máximo. Suas ambições não eram altas; um pouco de vinho ruim os permitiria passar alguns dias. 

Como o capitão de uma banda de mercenários recém-estabelecida, Qianye agora podia ser considerado alguém de status na cidade, embora apenas por pouco. Deve-se dizer que Wei Potian possuía os sentidos aguçados dignos de um herdeiro aristocrático – tão extravagante quanto ele costumava ser, não tornou seu relacionamento com Qianye conhecido. Isso poupou este último de herdar o ressentimento dos antigos subordinados de Wu Zhengnan. 

Assim, como líder de uma tropa de mercenários com apenas algumas centenas de membros, Qianye era apenas um personagem de terceira categoria em uma cidade com muitos poderes semelhantes. Ninguém prestava muita atenção nele além dos seus pares. 

Wei Bainian removeu os atuais alojamentos – o acampamento reconstruído da 7ª divisão também estava na base dos quatro rios. Costumava haver dois regimentos estacionados permanentemente em Fluxo Negro, no entanto, esses soldados foram os primeiros a serem afetados pela confusão após a morte de Wu Zhengnan. Agora, apenas uma estrutura vazia restava dos dois regimentos e os soldados remanescentes não passavam de 300. 

Havia cartazes de recrutamento por toda a cidade e mais de uma dúzia de centros de recrutamento tinham sido estabelecidos por toda a cidade. Todos os recrutas receberiam uma moeda de prata ao se alistar. Wei Bainian esperava recrutar soldados em massa dessa maneira, no entanto, aqueles recrutados por meio desses métodos naturalmente não eram muito úteis. Sua força de combate não era melhor do que a da recém-estabelecida tropa de mercenários de Qianye. 

Qianye havia ficado parado perto de um posto de recrutamento próximo ao portão norte por um tempo, observando o ambiente ao seu redor. Ele estava vestido com uma roupa de caçador comum e tinha uma mochila grande nas costas. 

Originalmente, Qianye planejava sair da cidade para observar a situação na selva. Inesperadamente ele sentiu como se alguém estivesse o observando quando saiu do pátio ao amanhecer. Imediatamente ficou vigilante – como poderia ser alvo tão cedo? Seria alguém de uma força local de Fluxo Negro ou um dos antigos subordinados de Wu Zhengnan? 

Mas logo depois, Qianye descartou essas duas suspeitas. 


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar