Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

My legendary class is Husband of Deathwill Sisters?! – Capítulo 230

Você Tem Mais Ódio que Medo

BANG!

A colisão de Alex com seu primeiro inimigo, Lochan, ocorreu.

[Lochan Nv. 80]

[PV: 18.500]

[PM: 12.040]

Sua batalha começou com sua espada negra pousando no punho do nobre. A qualidade da Espada do Rei Dullahan era soberba e o poder era simplesmente imenso. Contudo, o punho de Lochan parecia firme, tremendo da pressão, mas ainda aguentando.

Todavia, como Alex já era um empunhador duplo, sua outra espada seguiu prontamente a primeira. Trazendo um vento feroz, a mão esquerda executou uma estocada com as mesmas habilidades.

Seu oponente bloqueou o segundo movimento com a outra mão. No seu estilo usual, Alex teria se distanciado para atacar de novo. Contudo, com os outros braços, sua reação adicionou outra espada ao ataque.

Assim, Lochan foi quem chutou o chão, recuando alguns passos para se posicionar.

Seu segundo movimento foi… mais lento, Alex analisou como de costume. Sua mão esquerda pode ser a fraqueza ou o vento carrega a frieza do [Corte Arrepiante]. Se esse é o caso, não tenho que focar em causar dano.

Devo carregar o vento com todas as espadas enquanto puder, Alex sorriu, pronto para punir o homem que insultou suas esposas.

Quando as habilidades de Remia fecharam as poucas rotas de fuga, Alex se lançou em Lochan, suas espadas, girando para criar torrentes de vento.

Em apenas alguns movimentos, Alex confirmou sua teoria. Ele ficou mais apaixonado pelo vento, desacelerando continuamente o inimigo.

Suas espadas continuaram atacando Lochan, não se importando com ele. Seu estilo ficou mais estranho, como se só quisesse fazer seu inimigo de bobo. Entretanto, seus olhos azuis brilharam, pois conseguia ter uma visão perfeita ao seu redor.

Ele também viu através do oponente, estendendo seu efeito [Alma Congelada] na alma dele… Em apenas algumas respirações, Alex alcançaria seu objetivo.

Ele não consegue focar por causa das quatro espadas diferentes. A força por trás das minhas habilidades e equipamento também é demais para ele, Alex analisou mais enquanto continuava atacando, não dando espaço para respirar.

Alex estava equipado com itens de alta qualidade. Eram itens comprados com a renda do Castelo Deathwill. Sua riqueza era suficiente para mantê-lo num nível alto. Ao mesmo tempo, suas espoas usavam itens do tipo crescimento, gastando seu dinheiro apenas em consumíveis e outras coisas essenciais.

Suas roupas eram muito diferentes porque Alex usava mantos confortáveis. Elas tinham o emblema de [Deathwill] gravado naquelas roupas, que diria às pessoas quem havia os salvado. Ele também exporia seu rosto para as pessoas entenderem que era ele e sua vontade.

Embaixo do manto dourado e preto, Alex tinha uma armadura de couro. Suas defesas e poderes ofensivos eram superiores, pois seu equipamento veio de uma riqueza nobre. Seus atributos naturalmente aumentaram; então, ele tinha Stella em suas costas.

— Qual é o seu medo? — Alex perguntou quando os efeitos congelantes começaram a afetar o corpo de Lochan.

Lochan, que estava bem ativo, rangeu os dentes: — Meu medo é que não consiga acabar com a porra do seu sobrenome! Medo não, Deathwill… Você logo verá meu poder total!

— Acho que não — Alex sussurrou sem emoção, não desprezando Lochan, mas também não sentindo nada por ele: — Você tem mais ódio que medo.

Diferente de Damon Mouga, o propósito de vida de Lochan era se vingar de Deathwill. Ele não queria consertar sua situação. Olhou para Alex e suas esposas, cegando seu desejo genuíno com ódio.

Ele falou à sua família que prosperariam após assumir o castelo. Mas na realidade, era apenas uma desculpa.

— Na sua próxima vida, aprenda alguma humildade. Talvez se torne um zelador e consiga respeito pelo trabalho duro — Alex pronunciou quando ergueu as espadas.

Com aquele movimento, explodiu um vento frio poderoso em Lochan. Aquela habilidade inutilizou o nobre, congelando seu corpo e alma. Naturalmente, apenas seus olhos conseguiam se mover… E aqueles olhos vermelhos pareciam tão impotentes que não eram assustadores ou lindos.

Alex então cortou, arrancando os braços de Lochan. O homem não conseguiu gritar ou lamentar sua perda porque Alex o tinha sob seu controle.

Ele pegou aqueles braços porque eram uma boa fonte de sangue para suas runas de sangue. Estas que naturalmente foram escritas em seu equipamento.

Alex então olhou naqueles olhos vermelhos: — Você é como Elias Deathwill.

— Hã?! — Lochan gritou porque a habilidade [Alma Congelada] de Alex terminou. Sua voz veio de sua alma, ressoando na vizinhança: — O que você disse?! Você ousa me dizer que sou um bastardo manipulador, sem coração e egoísta?! Por anos, trabalhei pela minha família e sobrenome!

— Eu segui as regras do meu pai e ralei pelo nosso futuro!

— Tudo em vão! Naqueles últimos anos de desespero, joguei fora todas as minhas prioridades! Posso concordar com isso! Mas não ouse me comparar àquele homem!

— NUNCA! — Com cada palavra, a expressão de Lochan ficava mais feia, logo, parecendo pior que um animal ferido.

Alex balançou a cabeça: — Vocês estão cegos. Se Elias fosse um bom rei que se importasse com seu povo, ele teria tornado você num zelador. Se ele fosse um bom marido e pai, teria notado os tesouros em sua casa.

— É isso que queria dizer — Alex explicou.

Nas suas costas, Stella usou sua nova característica poderosa. Checou seu minimapa, curando e ajudando suas irmãs. Ela ouviu casualmente a conversa, e quando Alex a mencionou, seu coração ficou adocicado.

Apesar de suas falhas, Alex a amava. E diria isso em cada ocasião possível, intencionalmente ou não.

Lochan arqueou a cabeça para trás, rindo loucamente: — Então você está consciente disto! Haha! Criança ingênua… — Ele olhou para baixo, zombando de Alex: — Nunca passou pela sua cabeça escrever suas próprias regras?

— Por que caralhos segue o sistema daquele bastardo?

Alex estreitou os olhos.

— Receber uma recompensa por nos ajudar? Ele compartilhou seu registro de missão com você, sabendo que odiaríamos você e sua família. Ele montou essa batalha deste o começo.

— Ele quer que exerça sua força. Em sua mente, você jamais receberia uma recompensa de nós! — Lochan riu: — Você o odeia, consigo dizer… mas ainda é inexperiente!

Alex não respondeu.

Antes de vir a este mundo, era um homem que sempre encontraria uma resposta apropriada. Acharia outro caminho e procuraria entender se não conseguisse. Entretanto, seus problemas estavam centrados na escola, família e amigos.

Ele provou a vida adulta em Avander. E logo provaria na vida real também, agora que sua escola terminou.

Não, ele já havia provado um pouco porque não conseguiu encontrar uma resposta para a situação de Olivia. Ele às vezes seguia as regras impostas pelo mundo e o sistema.

Seus olhos brilharam por entender algo: — Não me tornei o marido delas por causa da classe. Nunca usei esse título para forçá-las a me amar. Eu segui meu próprio caminho.

E quando olhou para a espada, sussurrou: — Suas origens também estarão aqui. Contudo, o que importa é a execução.

— Como executo tudo à minha disposição… Como desenvolvo a partir disto… Estou numa posição onde posso pavimentar meu próprio caminho e ignorar o julgamento do mundo.

Ele deixou a Espada do Rei Dullahan descansar no inventário. Então, agarrou o pescoço de Lochan, sussurrando para o espírito na tesouraria: — O transportarei para a prisão. Você tem meu acesso a partir de agora.

— Como o espírito da tesouraria e protetora, você e eu, como o dono do Castelo Deathwill, estudaremos as runas de sangue juntos. Encontraremos um caminho para pegar as recompensas sem ajudar aquelas pessoas.

— Seu sangue será o bastante para pegar aqueles tesouros. — A voz de Alex soou séria, alcançando o coração de Erin.

Ela se curvou feliz para ele e foi trabalhar.

Lochan desapareceu, pouco depois o mesmo aconteceu com os outros dois que pareciam mais espancados que o inimigo de Alex.

Ele olhou para suas esposas e sorriu: — Não deve haver mais inimigos perigosos nesta cidade. Salvaremos todos e nos moveremos ao norte.

— No caminho, salvaremos as pessoas e encontraremos outros demônios famintos… E quando chegarmos no palco principal, veremos mais respostas.

Alex olhou pela cidade. Após enviar todos os demônios famintos para a prisão, a névoa densa dissipou. Ele não recebeu recompensas porque os três reinos não declararam nada.

Alex não pensou demais, focou apenas em si e suas amadas. Também não precisava daquelas pessoas abrindo seus braços para ele.

— Conseguiremos respostas sozinhos — ele sussurrou.

E internamente, acrescentou. Encontrarei uma resposta para nosso relacionamento também, Olivia. Deixe-me ser um cuzão por um tempo… Harém já é uma parte inseparável da minha vida e quero que entenda isto…

Ele queria que ela soubesse que não havia como desistir delas, não importa o que ela propusesse. Porém, como nunca respondeu suas mensagens, Alex não sabia se Olivia tinha algum pensamento ou plano sobre ele.

Ele apenas jurou dar o seu melhor por todas as pessoas que amava.

*****

Na prisão, Lochan remoeu sobre a expressão de Alex. Seu corpo ferido soltou sangue, que Erin coletou através do sentido espiritual.

— Fico feliz que aquele jovem não seguirá mais o sistema idiota daquele bastardo… — ele sussurrou, sentindo um poder de cura estranho vindo da prisão.

Antes de sua mente ser controlada, Lochan reuniu seus pensamentos, Esta felicidade vem da minha velhice… Eu deveria guiar você, meu filho, não meu inimigo…

Ódio demais… Eu fui cegado por isto, assim como ele disse…

O olho de Lochan soltou uma gota de lágrima antes dele sofrer a lavagem cerebral.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar