Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

My legendary class is Husband of Deathwill Sisters?! – Capítulo 246

Liam Muralha

Nem fazia uma hora desde a conversa de Alex com o Rei.

Os demônios famintos moveram todas as forças para o Reino de Berden naquele curto tempo. As guildas de vilões inundaram a capital, seus números deixando todos nervosos e com medo.

No céu vermelho, um homem com armadura vermelha se destacava. Seu corpo inteiro estava coberto por uma armadura grossa, exceto por sua cabeça, que mostrava seu lindo rosto. Ele tinha um nível perto de 100 e sua classe era lendária.

Ele anunciou: — Você tem classe lendária, não é? Estive me coçando por um bom tempo para competir com você.

— É fácil demais, não é?! Precisamos de mais desafios, não precisamos?! — ele riu.

Seu apelido era [Liam Muralha].

A classe lendária de Liam Muralha estava relacionada ao velho espírito, Hunyi, que vinha de um reino superior. Naquele reino superior, ele era uma parte da [Muralha do Império], a última e mais resistente defesa do Império.

Quando o Império caiu, a muralha desabou e sua alma vagou para os reinos mais fracos, alcançando eventualmente o jogador fervoroso. O Velho Espírito se tornou o sistema que guiou Liam Muralha. E com isso como vingança, Liam causou um tumulto em várias terras.

A Muralha do Império pertencia ao Império, ninguém menos. Por esse motivo, Liam era praticamente um vilão. Nunca se curvou ou jurou a alguém. Nunca deixou as pessoas ditarem seu caminho, transformando todas as missões em apenas ganhos.

Ele era… a lenda.

Porém, os demônios famintos conseguiram puxá-lo para seu time.

O medo de Liam Muralha era que nenhum jogador pudesse se equiparar a ele. Não conseguiu encontrar outros jogadores com classe lendária por seus movimentos estranhos. Pior, não conseguia se mover entre os continentes.

Seu sistema do Velho Espírito não mencionou nada sobre teletransportes entre reinos e continentes ainda. Tudo era muito preocupante para ele.

Porém, aprendeu sobre a existência da poderosa classe lendária. Melhor ainda, aquele cara logo faria parte da guerra iminente.

Como poderia perder essa chance?

E como o antagonista poderia não utilizar isso em sua vantagem?

— Classe lendária — Alex sussurrou: — Parece divertido… mas… — Alex olhou em volta, seus olhos fixos nos inúmeros demônios famintos.

Naquelas fileiras, viu todos os seus alvos. O que isto significa? Significa que os antagonistas chamaram todas as suas forças para a capital do Reino de Berden. Havia uma alta chance dos demônios famintos se reunirem aqui.

E Alex teve a sensação de que era por causa dele e de suas esposas.

[Uma vez que perder alguém precioso, você desenvolverá esse medo.]

[E então, procurará por nós.]

[Receberemos você de braços abertos, Alexander.]

As palavras dos demônios famintos soaram na mente de Alex. Ele encontrou aquele cara quando coletou a alma do Demônio Wolfen. E, é claro, estava acima de Alex, escondido atrás das nuvens enquanto observava a cena de desenrolar com interesse.

Alex não sabia sobre ele, mas estava confiante que foi por causa dele… e por causa daquele movimento que os outros dois reinos receberam mais margem de manobra. Eles poderiam usar suas posições para assegurar as zonas seguras… ou fugir.

Pior, o plano de Tomo Homie já estava meio frustrado com aquele movimento. Com tantos demônios famintos, os residentes nem poderiam sonhar em sair da zona segura. Incluindo a família real, era impossível sair.

O Rei e sua família compartilharam dos pensamentos de Alex.

O homem com nível 150 saiu do castelo: — Alexander Deathwill! Você é igual o Elias Deathwill! A causa da miséria e tristeza das pessoas! Se não tivesse vindo, todos ainda teriam uma chance de sobreviver!

Seus filhos, esposas e conselheiros olharam para Alex e esposas enquanto cuspiam besteiras similares.

O rosto de Alex contorceu porque um sujeito aleatório o comparou a Elias Deathwill, uma pessoa que ele odiava de verdade.

Contudo, antes que pudesse se mover, a mamãe dullahan deu um passo. Ela estava no comando da família, seu cabelo loiro balançando diante de Alex enquanto o vento acariciava gentilmente seus fios dourados.

Sara sorriu: — Espero que os outros reis humanos não sejam como você, Rei do Reino de Berden. Tive o prazer de ver alguns reis humanos em minha vida, mas nunca tive a chance de ser julgada pessoalmente por eles.

— E agora que estou sob seus olhos cegos, vejo uma semelhança flagrante que você compartilha com meu pai, rei humano. Você é o primeiro a jogar seus fardos em outra pessoa. Você é o primeiro a fugir.

— Você simplesmente não consegue aceitar seus erros, não é? — Sara zombou, seus olhos azuis brilhando como uma lanterna, que fez as pessoas pensarem que ela conseguia ver suas almas.

O Rei abriu a boca, porém, apenas a palavra “Não” saiu, pois Sara elevou o tom, atingindo as almas e ouvidos das pessoas.

Ela continuou numa maneira muito dominante: — Se não fosse por sua incompetência, não enfrentaria demônios famintos com tão poucas pessoas. Metade, se não mais, estariam do seu lado.

— Você falhou em torná-los parte do seu reino. E quanto aos demihumanos? O amigo do meu marido me contou que a maioria dos demihumanos foram mortos nas terras do Reino de Berden, pois não eram bem-vindos aqui.

— Se fosse um rei que via além do seu nariz, perceberia quanto potencial suas terras carregam. Você reconheceria o valor dos demihumanos e seus corações.

— Mas como isso pode ser possível, não é? Você nem consegue entender o coração humano, mesmo tento tanto orgulho de ser um.

— Um governante idiota. Um perdedor. É isso que você é. Nem mesmo tente falar o nome do meu marido de novo. Não tente contar seus problemas para ele, pois desprezo totalmente estes atos. — O semblante de Sara ficou severo, seus olhos mais intensos.

O Rei estava tremendo, a fúria dentro de si crescendo. Nenhuma palavra saiu e, naturalmente, não conseguiu olhar para Alex. Os membros da sua família estavam piores porque não conseguiam fechar a boca.

Contudo, naquele ponto, os residentes, jogadores, antagonistas e as Irmãs Deathwill não podiam se importar menos com eles.

Sara tinha os destruído totalmente pelo bem de seu marido.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar