My Vampire System – Capítulo 173

Meu Fantoche

O dia estava calmo no edifício do primeiro ano. Não estava muito quente e não havia chovido nos últimos dias, então o chão estava seco. Quinn permaneceu de frente para Fex enquanto os outros ficavam atrás da porta do terraço. A porta estava levemente aberta porque os quatro estavam espiando o que estava acontecendo.

A mão de Erin estava tremendo enquanto a pairava sobre o cabo da espada. Os outros haviam feito tudo em seu poder para convencê-la a não sair e começar uma luta de cara. Eles estavam interessados no que Fex tinha a dizer e se saísse agora com raiva, arruinaria tudo. A melhor opção para eles era sair disto sem lutar.

Se isso acontecesse, Vorden estava preparado, pois atualmente tinha uma habilidade de gelo, fogo e também regenerativa. Levou mais tempo que esperava conseguir a habilidade, e não conseguiu encontrar a pessoa que queria. Felizmente, no último minuto, encontrou outro aluno com uma versão mais fraca e similar da habilidade.

Ele precisava garantir de manter a habilidade regenerativa só no caso das coisas não forem como planejado. Se Fex realmente não tivesse uma solução, ele teria que se preparar para remover outra parte do corpo. Também era improvável que conseguisse fazer Sil lutar por eles, no máximo, Vorden poderia convencer Raten.

Sil não era confiável, então Vorden nunca entrou numa luta contando com ele.

“Então você entende os termos,” Quinn disse: “Estaremos esperando do outro lado daquela porta e se algo acontecer com ela, nós vamos…”

“Eu sei,” Fex disse com um bocejo: “Já dei minha palavra, não foi? Você já deveria saber que uma promessa é sagrada para Vampiros; não é algo que possa ser quebrado com facilidade.”

“E sobre o problema do ghoul, você promete nos ajudar depois disso, certo?” Quinn perguntou.

“Já tenho tudo pronto,” Fex disse com confiança.

“Apenas um leve aviso, ela sabe o que você é, então será cautelosa,” Quinn respondeu.

“Parece que você está quebrando regras o tempo todo,” Fex falou: “Acho que não é um problema se planeja transformá-la eventualmente.”

Fex nunca viu um Vampiro quebrar tantas regras de maneira tão casual, havia apenas uma pessoa que era tão ousado quanto ele e este era o próprio Fex. A maioria dos Vampiros era chatos e rigorosos, muito tradicional nesse sentido e fazia vários anos, foi por isso que Fex estava ansioso para ir ao mundo humano. Quanto mais descobria sobre Quinn, mais interessado ficava. Porém, com sua posição, podia se safar aqui e ali, e como Quinn nunca o viu antes, se sentia que se ficasse próximo dele, talvez eventos interessantes começariam a surgir.

Quinn fez tudo que podia, só que ainda era difícil de confiar em Fex. Até o sistema não parecia ter uma solução para o problema atual, então só se perguntou o que Fex tinha que eles não tinham.

Assim que abriu a porta, Erin estava pronta para sair.

“Erin, lembra do plano?” Layla disse.

Erin assentiu e saiu enquanto os três observavam atrás da porta.

No começo, Erin caminhou lentamente, mas conforme se aproximavam de Fex, começou a caminhar mais rápido. Quanto mais perto chegava dele, mais irritada ficava ao ver seu rosto.

“Oh, a linda Cachinhos Dourados finalmente saiu, tenho uma proposta para você,” Fex disse.

Contudo, do nada, a caminhada virou uma corridinha, após ouvir a voz de Fex, a fúria interior só ficou pior e, finalmente, se cansou e sacou sua espada: “Pensei já ter te avisado, se mencionasse o que viu na biblioteca, eu te ensinaria uma lição!” Ela gritou.

“Parece que ela não vai seguir o plano!” Layla disse.

“A biblioteca, estes dois se encontraram antes?” Peter perguntou.

“Parece que pode ter havido um pouco de tensão entre os dois que não sabíamos,” Quinn acrescentou.

“Droga!” Vorden gritou: “Ela vai se matar.”

Quando Vorden foi abrir a porta, Quinn o puxou de volta: “Só espera, Vorden. Se ele realmente quisesse fazer algo para feri-la, por que faria isso na nossa frente? E se matar todos nós aqui, ele seria caçado pela escola.”

O que Quinn disse fez muito sentido para Vorden, ainda assim, não pôde deixar de se preocupar.

Ouvindo as palavras de Erin… Fex ficou um pouco confuso, este podia dizer que ela estava com raiva, mas aparentemente, tinha algo a ver com o último encontro: “Espera, não tem a ver com aquele livro, tem?”

Enquanto avançava, seu rosto ficou vermelho brilhante novamente e preparou sua espada, todavia, de repente, seus movimentos começaram a desacelerar porque sentia algo envolvendo suas pernas e braços. Quando olhou para Fex, pôde vê-lo fazendo algo com as mãos.

“É isso, vou ir salvá-la!” Vorden falou.

“Espera!” Peter gritou: “Isso é a mesma coisa que ele fez comigo, não acho que esteja tentando feri-la.”

A substância semelhante a um fio continuou a envolver sobre todo seu corpo. Quando Erin olhou em volta, notou que havia pequenas adagas em volta do terraço com um pequeno anel no topo. Finalmente, ficou completamente restringida e não conseguia mais se mover.

Erin não estava no nível onde podia usar as habilidades de gelo só com a mente, ainda exigia pequenos movimentos da mão para ativá-la. Ela precisaria ser pelo menos um usuário de habilidade de gelo de nível 7 para isso. Então, agora estava completamente indefesa. Além de sua arma, não tinha outro Equipamento Bestial consigo, então sua força era o de uma pessoa comum, assim, não havia como sair dos fios em volta dela.

“Sabe, depois que você saiu, li aquele livro, não admira que fique tão envergonhada,” Fex comentou: “Se quiser fazer as coisas mencionadas naquele livro, ficaria feliz em te ajudar.”

“Vá se ferrar, seu doente!” Erin gritou.

“Isto é o que consigo por ser legal.” Fex disse: “De qualquer forma, me ouça, durante meu tempo aqui, preciso de um fantoche e fonte de comida. Agora, como você decidiu me punir na biblioteca, acabou se tornando a felizarda por se tornar as duas coisas.”

“Quinn, você entende o que ele está dizendo?” Layla perguntou.

“Não tenho ideia, quero dizer, entendo a parte da comida, só que a coisa do fantoche não faço ideia,” Quinn respondeu.

“Sistema, ele está falando sobre torná-la uma Portadora de Sangue?” Quinn perguntou.

“Não, a Família Sanguinis tem a habilidade de fio. Porém, seu estilo de combate é único. Eles são extremamente ágeis e habilidosos com seus dedos, só que o poder de combate é ruim.”

Ouvir isto não fez Quinn se sentir melhor. Se Fex fosse um Vampiro ruim em habilidades de combate, então como um com boas habilidades de combate lutam?

“Para desempenhar o melhor de sua habilidade, eles precisam de algo chamado fantoche, que luta enquanto eles os controlam por trás das cenas.”

Fex então foi até atrás de Erin, enquanto percorria um caminho seletivo para evitar todos os fios atados as pequenas lâminas que jogou.

“Não vou me tornar seu fantoche!” Erin gritou.

“Receio que não tenha muita escolha,” Fex respondeu ao apunhalar 12 agulhas nas costas dela.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar