Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

My Vampire System – Capítulo 216

Amizade incomum

Na base militar dois, parecia que as coisas estavam começando a se acalmar. Não apenas para os soldados da base, mas também para Quinn e seu grupo. O vídeo parecia ter funcionado muito bem e aparentava que eles tinham cancelado a busca quase que completamente. 

A base agora estava tratando isso como um objetivo secundário, em vez de uma busca emergencial. Por causa disso, cada membro do grupo sentia como se um enorme peso fosse retirado de seus ombros. No entanto, Layla sentiu como se um novo peso fosse colocado sobre o dela. 

Só restava um problema para resolver agora que era Peter. O grupo decidiu que continuaria escondendo Peter dentro do quarto de Logan. Não era o momento certo para revelá-lo, visto que a tensão ainda estava um pouco alta. 

Enquanto ele estivesse no quarto de Logan, ele teria mais tempo para decorar os detalhes do aluno que ele estava fingindo ser. 

Antes de deixar o quarto de Logan, Quinn fez um corte em sua mão e deu um pouco do seu sangue para Peter, e também lhe deu a ordem de não atacar Logan. Ele precisaria fazer isso todas as noites apenas para ter certeza, até que Peter fosse capaz de usar o seu disfarce.  

Isso significava que agora já estava de noite, os outros tinham saído e os únicos no quarto eram Logan e Peter. 

Apesar da situação, Logan simplesmente continuou sua rotina normal durante a noite. Ele estava em sua bancada de trabalho usando ferramentas estranhas enquanto mexia com seus aparelhos. Isso continuou por algumas horas. 

“Onde eu coloquei aquela engrenagem?” Logan perguntou a si mesmo enquanto vasculhava o quarto, mas não conseguiu encontrar nada. Ao girar em sua cadeira, notou que Peter estava parado no mesmo lugar e que não se movia. 

“Você não precisa dormir?” Logan perguntou. 

Peter respondeu apenas balançando a cabeça.  

“Bem, eu também não durmo muito.” Ele deu de ombros e, em seguida, fez um gesto para ele: “Ei, você se importa de me passar aquela forma de engrenagem ao seu lado?” 

Peter olhou em volta e começou a entregar o estranho dispositivo que Logan havia lhe pedido. Sem dizer mais nada, Logan continuou a trabalhar em sua nova invenção. 

“Me passe a esfera circular verde brilhante.” Ele pediu. 

“Aquele da sua esquerda, aquela coisa giratória pontuda…” Logan pediu outra vez: “E aquele virado para baixo, agora aquele cristal de besta à sua direita”. Ele continuou a pedir ferramentas diferentes e Peter fez o que ele pediu e as entregou a ele. 

“Finalmente acabei!” Logan disse e se virou para Peter. “Você foi de grande ajuda, não me fez nenhuma pergunta e não me distraiu do meu trabalho, Peter. Agora é a minha vez de te ajudar”. 

Logan abriu os arquivos que continham as informações do aluno chamado Pio Blank em exibição. Enquanto o arquivo estava aberto, Logan fazia uma série de perguntas e Peter respondia. Eles continuaram fazendo isso até que Peter pudesse se lembrar de cada detalhe sobre Pio de cabeça. 

A velocidade com que Peter conseguiu memorizar tudo até impressionou Logan. Era como se sua memória fosse perfeita. 

“Você se importa de me fazer outro favor?” Logan perguntou com um leve sorriso no rosto. 

Peter entrou na máquina de realidade virtual e, enquanto estava conectado, Logan se comunicava com ele através de seu computador. Neste momento, Logan queria ver as habilidades de Peter e o quão forte ele era. 

Logan pediu a Peter para fazer uma série de coisas, como correr o mais rápido que pudesse, jogar objetos o mais forte que podia, bem como desviar de um monte de objetos que foram jogados nele dentro da simulação. 

Eventualmente, com todas as estatísticas registradas, Logan tinha algo mais que queria tentar. 

“Peter, atrás de você vai aparecer um par de armas. Use-os como quiser contra os inimigos do NPC.” 

De repente, um par de lâminas curtas apareceu no chão atrás dele e, ao mesmo tempo, 8 homens diferentes, todos em uma cor preta sólida apareceram. Eles não se pareciam com humanos, mas como bolhas de tinta. 

Esses eram os NPCs que Logan havia criado para praticar suas próprias habilidades de luta e não faziam parte do jogo que ele criou. 

Usando as duas armas e a velocidade de Peter, ele foi capaz de lidar com a maioria dos inimigos com facilidade, e Logan ficou impressionado. Neste momento, tanto a sua força quanto a sua velocidade eram quase quatro vezes superiores ao nível de um humano médio. 

Logan continuou esses conjuntos de testes e cada vez ele lançava uma arma diferente para Peter usar contra os inimigos. Neste momento, Logan havia definido o jogo para permitir que seu corpo reagisse como faria na vida real e o que era mais incrível de tudo era o fato de que Peter nunca parecia se cansar. 

Ele conseguia lutar tão bem, tanto no inicio do jogo como no final. Peter, enquanto passava por todo o processo, estava realmente se divertindo. Por fora, ele não tinha conseguido testar sua força e, pela primeira vez, pôde usá-la livremente. 

Mesmo que ele estivesse sendo usado por Logan para seus próprios propósitos, ele não se importava tanto. A relação entre os dois era de dar e receber. 

Finalmente, a simulação terminou e Peter saiu da cápsula. Depois de reunir todas as estatísticas de Peter, Logan chegou à conclusão de que Peter seria um ótimo espião ou assassino. 

Quando usava armas, ele se saia melhor com as lâminas curtas. Peter também nunca se cansava e podia correr em grandes velocidades, além de que ele também tinha uma memória quase perfeita e, por fim, o rapaz também tinha a capacidade de se transformar e era capaz de se disfarçar como quem quisesse. 

Era uma pena que Peter já estivesse no time de Quinn. Se o caso tivesse sido diferente, Logan adoraria tê-lo convidado para seu próprio passeio no portal. 

Enquanto Logan estava perdido em seus pensamentos, ouviu uma batida na porta e, para sua total surpresa, era Quinn e Fex. 

“O que os dois estão fazendo aqui tão cedo?” Logan perguntou. 

“Do que você está falando?” Quinn respondeu. 

Logan correu rapidamente para o computador para verificar o horário e já era o dia seguinte à tarde. As aulas para o dia já haviam terminado e Fex junto com Quinn tinham vindo verificar Peter, bem como outro motivo. 

Sem perceber, Logan ficou acordado o dia inteiro com Peter. 

“O que posso fazer por você?” Logan murmurou enquanto esfregava seus olhos vermelhos de tanto sono. 

“Você pode dormir se quiser?” perguntou Quinn. 

“Sim, você parece quase tão morto quanto Peter.” Fex acrescentou com uma risadinha. 

“Bem, eu posso decidir isso assim que vocês dois me falarem o que vocês precisam. Se você está aqui por causa de Peter, eu e ele estamos indo muito bem.” 

“Na verdade”, respondeu Quinn. “Eu esperava que pudéssemos usar sua cápsula VR. Eu queria que você adicionasse a habilidade de Fex ao jogo para nós.” 

Agora que tudo se acalmou, Fex finalmente conseguiria cumprir bem sua promessa. Ele estava planejando mostrar a Quinn como lutar da maneira dos vampiros.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

5 2 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar