Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Pursuit of the Truth – Capítulo 331

Wu Duo

As palavras ditas com veemência tinham um tom frio que fez He Feng estremecer.

Su Ming ergueu a mão direita e a apontou para ele. Imediatamente, as Asas da Lua errantes soltaram guinchos agudos e retornaram para He Feng. Assim que o envolveram em várias camadas, ele conseguiu não desaparecer por completo quando o sol da manhã se levantou completamente no céu.

As Asas da Lua se fundindo mais uma vez ao corpo de He Feng deram-no a sensação de que acabara de escapar da morte certa. Em seu íntimo, medo agora substituía todas as ideias de rebeldia. Ele simplesmente não conseguia entender Su Ming, considerando que o mesmo reagira e pensara de forma completamente diferente de como ele imaginava que seria.

Como naquele dia, ele costumava pensar que Su Ming jamais o mataria de verdade. Apesar de realmente não estar morto, He Feng sabia que se tivesse demorado um pouco mais a falar, então o que o esperava teria sido a morte.

He Feng possuía uma natureza incrivelmente selvagem e não conseguia encontrar dentro de si a possibilidade de aceitar ser o escravo de alguém. Agora o medo tomava conta de grande parte de seu íntimo, e conforme o temor se esvaísse pouco a pouco, ele mais uma vez… tentaria trair Su Ming.

Mas por hora, ele não ousaria fazê-lo, não enquanto não descobrisse um jeito de evitar a grande ameaça trazida pela luz do sol. Ele não ousaria tentar matar Su Ming novamente.

Su Ming compreendia tudo isso a fundo.

Ele realmente não queria matar He Feng. Afinal, seu poder era peculiar e ele se provaria extremamente útil na Caçada aos Xamãs da Névoa do Céu. E quanto a sua possível traição… Bom, Su Ming tinha seus próprios planos para lidar com isso.

He Feng, que se unira às Asas da Lua novamente, se transformou numa sombra. Ele reverenciou Su Ming com um medo ainda recorrente em seu âmago, então tornou a se esconder na sombra de Su Ming.

No chão havia duas cabeças ensanguentadas e um cadáver apodrecido e seco.

Quando o Macaco de Fogo viu que Su Ming estava acordado, ele bocejou ao seu lado e então, como se não fosse nada, pegou a cabeça do Xamã musculoso e começou a brincar com ela. Se alguém testemunhasse a cena, seria difícil não ficar amedrontado.

As notas do xun de Su Ming gradualmente desapareceram conforme o sol da manhã se levantava e sua luz iluminava a terra. Ele olhou para o céu claro e azul e respirou fundo. Então lentamente se levantou após ter ficado sentado com as pernas cruzadas a noite toda.

Quando se levantou, todo seu corpo estalou. Conforme os sons ecoaram no ar, a Marca da Montanha apareceu no rosto de Su Ming. Sob as roupas, a Tribo da Montanha Sombria se manifestou. Neve percorreu a pele e vermelhidão surgiu em seu olho direito.

A Imagem da Lua de Sangue coberta de neve envolvendo a Montanha Sombria fora completamente revelada. Luz vinha dela, e uma canção tocada por um xun podia ser ouvida suavemente no ar. Era como se a canção em si existisse dentro da Marca Berserker de Su Ming. Quando a Marca estivesse completamente revelada, ela soaria no ar naturalmente.

O cabelo de Su Ming começou a se mover sem vento algum. Ele ergueu a cabeça e lentamente, seus pés flutuaram do chão até que estivesse a quase um metro dele.

Uma poderosa aura de repente se revelou no corpo de Su Ming.

Seu nível de cultivo alcançou o último estágio do Reino do Despertar depois da mudança de coração antes do leilão. Ele já estava a um passo de alcançar a grande perfeição. Su Ming entendera já naquela época que precisaria do som do xun para completar aquela etapa. Ele precisaria tocar a melodia em suas lembranças, e caso pudesse fazê-lo, sua Marca Berserker da Montanha Sombria poderia se unir completamente às suas memórias.

Quando sua Marca Berserker rugiu com poder, ela permitiu que seu nível de cultivo passasse diretamente do estágio final para a grande perfeição do Reino do Despertar!

Após o leilão, Su Ming viera até este lugar, recuperara seu xun reparado, andara por três dias até que se esquecesse de tudo, e apenas na quarta noite, silenciosa e preenchida com derramamento de sangue e assassinato, é que ele conseguira tocar verdadeiramente a canção naquele xun, fazendo-o recuperar a sua alma mais uma vez.

Esta alma era formada pelo acúmulo das memórias de Su Ming. Ela… era a alma da Marca Berserker de Su Ming!

A presença do poder dentro de Su Ming se tornara muito mais forte, e após um momento, o chão numa área circular de várias centenas de metros ressoou. As árvores farfalharam como se houvesse uma enorme lufada de vento passando por elas.

O corpo de Su Ming flutuava a várias dezenas de metros do chão. Um brilho cintilante apareceu em seus olhos, e a sensação de que tinha as rédeas de um incrível poder nas mãos brotou dentro de si.

Podia parecer que havia apenas um nível entre a grande conclusão e o último estágio do Reino do Despertar, mas na verdade, a grande conclusão era o ápice do Reino do Despertar. Este era o nível mais poderoso dentro dele.

Aqueles que alcançavam tal estágio podiam se intitular Berserkers que atingiram a perfeição do Reino do Despertar. Tal nível era conhecido também como Ósseo Inferior, porque havia apenas uma distância ínfima como pergaminho fino entre ele e o estágio dos Berserkers do Reino do Sacrifício Ósseo.

Se conseguissem avançar, então poderiam rasgar tal pergaminho com apenas os dedos, no entanto, se não conseguissem fazer um avanço, mesmo com o tempo, eles não seriam capazes de ultrapassar aquela distância ínfima.

Su Ming desceu gradualmente e no momento em que tocou o chão, seu cabelo lentamente caiu sobre seus ombros. Ele mantinha os olhos fechados, e quando os abriu logo em seguida, tranquilidade podia ser vista neles.

“Esta é a quinta manhã, ainda me restam dois dias… Mas não tenho tempo suficiente para ir daqui até a Barreira Névoa do Céu.”

Quando Su Ming fechara os olhos há pouco, ele não estava apenas acalmando as flutuações de poder, mas também pressentindo a localização da marca pertencente à sua força vital.

Ele podia sentir sua posição, e então deduzir a distância aproximada entre ele e a marca.

“Se esse for o caso…”

Um lampejo breve surgiu nos olhos de Su Ming, então ele pegou a cabeça da Xamã e a jogou para o Macaco de Fogo. O Macaco pulou e a agarrou. Assim que o fez, seu rosto se iluminou com um sorriso. Ele levava as duas cabeças segurando-as pelos longos cabelos e as amarrou em sua cintura, então bateu no peito olhando para Su Ming, mostrando o quão forte ele era.

Su Ming então andou até o cadáver seco do homem com a tatuagem de morcego no rosto. Com sua mão direita, ele cortou a garganta ressecada do cadáver. Ruídos de coisas se partindo e chiando ressoaram. Antes que o rapaz pudesse pegar a cabeça, o Macaco de Fogo correra até ele, incapaz de se conter. Ele apanhou a cabeça do homem, fazendo-a separar-se do corpo. Nenhuma gota de sangue se derramara.

O Macaco de Fogo ficou ainda mais satisfeito consigo mesmo e rapidamente atou as três cabeças à cintura. Ele balançou o corpo diversas vezes ao lado de Su Ming, ficando cada vez mais animado.

Su Ming não ergueu a cabeça e continuou a encarar o cadáver decapitado. Depois de checar vários pontos do corpo diante de si, ele encontrou uma bolsa tecida com grama.

A bolsa estava bem desgastada, mas quando Su Ming a segurou nas mãos, ele percebeu que ela tinha a mesma função que uma bolsa de suprimentos. Com seu sentido divino, ele deixou sua própria Marca nela sem nenhuma dificuldade.

– Hmm?

Su Ming despejou o conteúdo da bolsa na palma de sua mão e uma pedra do tamanho de uma unha caiu. A pedra brilhava com cinco cores radiantes sob a luz do sol, e vapor de fumaça podia ser visto dentro dela, conferindo a ela uma aparência bastante bela.

Havia um total de cem pedras como estas dentro da bolsa de palha.

Além das pedras, havia também algumas ervas medicinais que Su Ming nunca vira antes. E a quantidade era enorme.

Su Ming guardou a bolsa de palha no peito e então se levantou. Com um movimento, ele desapareceu do local, e quando reapareceu, estava diante do cadáver decapitado do homem musculoso localizado numa área da floresta não muito longe de onde ele estivera antes.

Assim que revistou o cadáver, Su Ming franziu o cenho. Ele se levantou e desapareceu mais uma vez. Desta vez, reapareceu ao lado do corpo de Ying Huan na direção contrária ao do cadáver do homem. Ele a revistou, mas não havia nenhuma bolsa de palha para ser encontrada.

Um brilho quase imperceptível surgiu nos olhos de Su Ming. Assim que ele se levantou, começou a se afastar na floresta. O Macaco de Fogo seguiu atrás dele. Em algum lugar ao longo do caminho, ele encontrou um machado de batalha gigante e o balançou acima dos ombros. O machado era muito pesado, mas com a força naturalmente divina do Macaco de Fogo, ele não parecia nem um pouco pesado.

Su Ming olhou para ele e o esboço de um sorriso apareceu em seu rosto.

– Xiao Hong. – Su Ming o chamou com carinho,

O Macaco de Fogo levantou a cabeça e rolou os olhos para Su Ming, ignorando-o logo em seguida.

Su Ming deu um sorriso, então com um movimento, avançou em alta velocidade. O Macaco de Fogo o seguiu rapidamente, e um olhar competitivo surgiu em seu rosto. Estava claro que ele não ficara satisfeito em perder na última vez em que correra com o rapaz.

O rapaz e o macaco correram e duas horas mais tarde, deixaram a floresta e apareceram numa espaçosa planície verde. A grama farfalhava com o vento. Algumas flores silvestres podiam ser vistas, a sua fragrância sutil preenchia o ar, fazendo o local inabitado ser preenchido de grande beleza, uma que nenhum humano normalmente estaria presente para apreciar.

– O que acha deste lugar?

Su Ming parou nas planícies gramadas e perguntou suavemente. Sua voz ecoou pela área. O Macaco de Fogo olhou ao redor de si, então pensou que o rapaz estava falando com ele, fazendo-o revirar os olhos novamente.

– Senhor, você esteve me seguindo por todo o caminho e me escoltou até aqui, mas ainda prefere se manter em silêncio. Será que ainda não está pronto para atacar?

Su Ming se virou e olhou o horizonte, na direção em que suas costas estavam apontadas antes, seus olhos em chamas.

O Macaco de Fogo ficou momentaneamente aturdido, então imediatamente olhou para a mesma direção.

Enquanto a grama continuava a farfalhar com o vento nas planícies verdejantes, uma figura magra e frágil lentamente se revelou e foi até Su Ming. Assim que ele estava a dezenas de metros de distância, parou.

Era uma pessoa alta e magra, vestindo um longo manto preto. Ele parecia estar na casa dos trinta. Seu olhar era perspicaz e seu cabelo tinha várias pequenas tranças espalhadas pela cabeça.

Ele olhava Su Ming com seriedade.

Su Ming também o fitava, e seus olhares se encontraram, cada um em seu ponto, com dezenas de metros a separá-los.

– Eu sou Wu Duo, do Clã do Mar Oriental!

Depois de um bom tempo, o homem levantou a mão direita e um prato de azul profundo surgiu em sua mão. Ele o jogou para Su Ming.

O prato se transformou numa linha azul profunda que avançou na direção de Su Ming, mas ele simplesmente deu alguns passos para trás e deixou que o prato caísse no chão. Ele não o tocou.

Quando ele viu Su Ming fazendo isso, o homem pareceu ficar ansioso, mas sua mudança fora quase imperceptível.

– Eu sou Mo Su, da Tribo da Montanha Sombria. – Su Ming declarou calmamente. – Não é assunto meu a qual clã você pertence, mas você pegou meu troféu de batalha. Terá de me dar uma explicação quanto a isso.

Su Ming encarou o homem. Pelo que podia sentir, esse homem também ainda não alcançara o Reino do Sacrifício Ósseo. Ele era como Su Ming: os dois haviam alcançado a grande perfeição do Reino do Despertar.

Porém este homem passava a Su Ming a sensação de estar diante de um lobo feroz, assassino e solitário. Sua aura assassina ultrapassava aquela dos três Xamãs de antes, cujos poderes equivaliam àqueles no Reino do Sacrifício Ósseo.

Quando ouviu as palavras de Su Ming, o homem se calou e não tornou a falar. Similar ao que Su Ming sentira, ele também podia dizer que esse Mo Su à sua frente parecia estar no estágio da grande perfeição do Reino do Despertar, além disso, ele acabara de alcançar tal nível. No entanto, ele estava receoso em relação ao rapaz, especialmente depois que Mo Su percebera quando ele o seguia em segredo. Só isso já deixava Wu Duo relutante em agir precipitadamente.

Além do mais, ele entendera que ele definitivamente não poderia julgar Mo Su apenas por seu nível de cultivo, já que ele matara aqueles três Xamãs. Ele também jamais ouvira falar sobre essa Tribo da Montanha Sombria, o que significava que Mo Su inventara isso naquele momento.

– Talvez você tenha me seguido por causa disso? – Su Ming disse lentamente e ergueu a mão direita. Uma joia do tamanho de uma unha, brilhando com cinco cores, surgiu em sua mão.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar