Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Realm of Myths and Legends – Capítulo 1011

Kol'Jil e Zel'Kan

Claro, Izroth também estava ajudando Tal’Nis de várias maneiras, então nenhum dos lados estava perdendo na troca.

No entanto, Izroth imaginou que este seria o método mais rápido para fazer com que Tal’Yah e os outros membros do Clã do Sétimo Demônio abandonassem a questão da punição. Além disso, não era como se eles realmente o prejudicassem ou fizessem qualquer outra coisa imperdoável. Izroth não era do tipo que se debruçava sobre uma coisa tão insignificante, especialmente quando havia assuntos mais importantes a serem atendidos.

“… Então, já que esse grande benfeitor colocou assim, vamos humildemente receber sua clemência”, respondeu Tal’Yah impotente.

Tal’Yah sentiu-se estranha por se salvar sem consequências; no entanto, Izroth trouxe a graça de sua ancestral para ele. Se empurrasse a questão, não seria o mesmo que menosprezar sua ancestral?

“Ainda tenho algumas coisas para terminar em Malentansium. Após concluir o que precisa ser feito aqui, vou ajudá-la a restabelecer a conexão do seu Clã do Sétimo Demônio com as Sete Chamas de Tal.” Afirmou Izroth.

“O Clã do Sétimo Demônio esperou através de várias gerações por uma oportunidade de restaurar nossa conexão perdida com as Sete Chamas de Tal. Mesmo que tivéssemos que esperar mais alguns anos, eu não reclamaria.” Tal’Yah respondeu com graça.

A expressão de Tal’Yah então se tornou séria quando ela gritou: “Kol’Jil! Zel’Kan!”

Whoosh! Whoosh!

Os dois membros do Clã do Sétimo Demônio se moveram com pressa e chegaram atrás de Tal’Yah com os punhos cerrados.

Tal’Yah virou-se para encarar Kol’Jil e Zel’Kan.

“Vocês dois devem ficar ao lado do nosso grande benfeitor até que ele esteja pronto para fazer sua jornada para a morada oculta do nosso Clã do Sétimo Demônio! Sua segurança e bem-estar são sua prioridade número um — fui clara?”

“Recebemos as ordens da Líder do Clã!” Kol’Jil e Zel’Kan responderam em uníssono.

Tal’Yah então se virou para encarar Izroth e disse: “Perdoe-me por não consultar o grande benfeitor de antemão; no entanto, permita que Kol’Jil e Zel’Kan o acompanhem em sua jornada. Embora eu mesmo quisesse ter a honra disso, devo relatar ao Clã do Sétimo Demônio e informar os anciãos sobre o que ocorreu para podermos fazer os preparativos adequados para o futuro. Mas fique tranquilo. Kol’Jil e Zel’Kan são dois dos guerreiros mais poderosos do nosso Clã do Sétimo Demônio. Eles não serão um fardo para o grande benfeitor, e você pode empregar seus serviços como achar melhor.”

Izroth examinou Kol’Jil e Zel’Kan.

Kol’Jil era um homem que aparentava ter trinta e poucos anos e tinha quase dois metros de altura. Embora o traje camuflado que ele usava escondesse bem a maior parte dele, com o nível de percepção de Izroth, ele podia ver os músculos definidos em Kol’Jil que vinham de anos de treinamento intenso.

Além disso, ao contrário das chamas verde-escuras que Tal’Yah exibiu anteriormente ou das chamas azuis que ela recebeu de Tal’Nis, as chamas que compunham o cabelo de Kol’Jil e fluíam dentro de seus olhos eram um vermelho saturado escuro.

Zel’Kan, a jovem que estava ao lado de Kol’Jil, parecia ter vinte e poucos anos. O que mais se destacou era seu inabalável par de olhos. Além disso, assim como Kol’Jil, ela tinha chamas de cor diferente que compunham seu cabelo e olhos, sendo violeta claro.

“O que vocês dois estão esperando? Cumprimentem o grande benfeitor!” Tal’Yah disse enquanto se afastava e sinalizava com a mão.

“Eu me chamo Kol’Jil. É minha honra seguir o grande benfeitor”, declarou Kol’Jil ao se adiantar para cumprimentar Izroth.

“Eu me chamo Zel’Kan. Como a Líder do Clã mencionou, farei o meu melhor para garantir que não me torne um fardo para o grande benfeitor.” Zel’Kan disse enquanto ela também se levantava para cumprimentar Izroth.

‘Nada mal. Ambos ainda não entraram no Reino Lendário, mas com base em sua aura, eles provavelmente são tão fortes quanto um habilidoso Comandante de Brigada de Guerra. É uma pena que o Clã do Sétimo Demônio tenha perdido sua herança por tanto tempo; caso contrário, com seus níveis de talento, esses dois já teriam entrado no Reino Lendário.’

“Como a Líder do Clã Tal’Yah deseja colocar dois guerreiros talentosos de seu clã ao meu lado, naturalmente, não vou recusar”, respondeu Izroth casualmente.

Ter dois membros do Clã do Sétimo Demônio com ele tornaria sua jornada para a morada oculta muito mais fácil. Além disso, ele teria essencialmente dois indivíduos de nível Comandante à sua disposição. Isso ajudaria a aumentar o poder de combate geral da 9ª Divisão, que estava desesperadamente carente indo em direção à Cripta do Lorde da Noite.

‘Ter esses dois ajudará a diminuir as chances de perder qualquer membro da 9ª Divisão no próximo caos. Embora seja importante que os membros da 9ª Divisão ganhem experiência, também tenho que levar em conta sua segurança. Não é algo que possa ser deixado para Astratis.’

No final, Izroth acreditava que a presença de Astratis era importante demais para ser usada para a simples tarefa de proteger a 9ª Divisão.

“Agradeço ao grande benfeitor por aceitar meu pedido egoísta”, disse Tal’Yah com um sorriso alegre.

Ela então continuou: “Se nos desculpar, vamos nos despedir. Vou relatar esse assunto aos anciãos do Clã do Sétimo Demônio junto com meu irmão mais novo.”

“Então, desejo à Líder do Clã Tal’Yah uma jornada segura. No entanto, você e o Clã do Sétimo Demônio estarão bem? O pedido que você aceitou dessa pessoa, não vai demorar muito para ela descobrir que você a abandonou.” Disse Izroth.

“Agradeço a preocupação, mas vamos conseguir. É verdade que nos faltam em muitos aspectos; no entanto, meu Clã do Sétimo Demônio ainda tem alguns tesouros em que confiar. Sem mencionar que, agora que tenho as Chamas Eternas, posso implantar todo o poder da formação do nosso clã. A princesinha e o Quinto Grande Clã, a menos que estejam dispostos a jogar fora uma quantidade ridícula de recursos, não conseguirão entrar na morada oculta do Clã do Sétimo Demônio, a menos que eu permita. Mas, pelo que sei, a princesinha não é do tipo que ataca de frente. Então, devemos ficar bem por algum tempo.” Tal’Yah tranquilizou.

Izroth assentiu e respondeu: “Já que você tem as coisas resolvidas, posso ficar à vontade.”

Izroth não pôde deixar de pensar em como seria trágico se a morada oculta do Clã do Sétimo Demônio fosse subitamente destruída e ele acabasse falhando na missão.

Após trocar mais algumas palavras, Tal’Yah caminhou ao lado de Tal’Han.

Os dois encararam Izroth e apontaram os punhos respeitosamente.

“Até nos encontrarmos novamente, grande benfeitor”, disse Tal’Yah com sinceridade.

No momento seguinte, Tal’Yah e Tal’Han foram engolidos por chamas azuis antes de desaparecerem quando a última das chamas se dissipou.

Assim que Tal’Yah e Tal’Han se despediram, Izroth recebeu uma mensagem de Menerva.

‘Parece que acabou no momento certo.’

Menerva mandou uma mensagem para Izroth informando que a 2ª Unidade estava se preparando para partir. Ela queria saber se a 9ª Divisão estaria acompanhando a 2ª Unidade ou viajando em seu próprio ritmo.

Izroth respondeu Menerva antes de fechar sua interface de sistema.

‘Como estamos indo para o mesmo local, por enquanto, ficaremos com a 2ª Unidade.’

“Estamos indo embora. Aliás, se alguém perguntar, é só dizer que vocês são meus guardas pessoais.” Izroth disse enquanto se virava para a direção do acampamento temporário.

“Sim, grande benfeitor.” Kol’Jil e Zel’Kan responderam em uníssono.

“Além disso, me chamar de grande benfeitor perto dos outros vai soar muito suspeito. Basta me chamar de Izroth.” Afirmou Izroth.

Kol’Jil e Zel’Kan se olharam antes de voltarem seus olhares para frente.

“Sim, jovem mestre Izroth.” Os dois responderam.

“Apenas Izroth ser-” Izroth de repente parou no meio da frase.

Quando ele viu o olhar nos olhos de Kol’Jil e Zel’Kan que gritavam: “Qualquer coisa além disso é inaceitável”, ele decidiu deixá-los fazer o que quisessem.

“Não, não importa. Acho que está tudo bem também.” Izroth disse enquanto só podia sorrir impotente por dentro.

Kol’Jil e Zel’Kan pareciam aliviados quando Izroth disse aquelas palavras. Os dois puxaram os capuzes sobre a cabeça e se posicionaram atrás de Izroth.

“Vamos”, disse Izroth enquanto começava a fazer seu caminho de volta para o acampamento temporário, acompanhado por Kol’Jil e Zel’Kan.


Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar