Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Red Storm – Capítulo 9

O deserto carmesim

A cerimônia da maioridade.

Eu senti a benção dos deuses entrarem em meu corpo.

É o Deserto Carmesim que divide o grande continente ao meio. As pessoas do continente foram divididas em continente oriental e ocidental por este Deserto Carmesim. Eles não eram muito diferentes uns dos outros, mas esse deserto era grande o suficiente para ser uma fronteira considerável.

Existem muitas características únicas neste Deserto Carmesim.

Primeiro, o nome Deserto Carmesim vem do fato de que as areias têm uma coloração avermelhada, mas também porque sempre há derramamento de sangue.

Há um total de doze tribos diferentes no Deserto Carmesim.

Uma terra onde, durante o dia, há um calor abrasador e, à noite, a frieza gelada pode até congelar sua alma. A metade do deserto é feita de areia movediça, por isso era difícil para as pessoas que não conheciam o caminho se locomoverem por ali. Com um único erro de cálculo, a areia seria onde suas almas seriam enterradas sem aviso prévio.

E, claro, a água era importante. No deserto, há cerca de duzentos oásis que não secaram durante anos e não secarão. Há também cerca de duzentos oásis que são intermitentes. Finalmente, há cerca de cem oásis que aparecem e depois desaparecem.

Apenas ouvindo esses números, você pode estar pensando que há muitos oásis. Mas, para um deserto tão grande, essa quantidade de oásis seria considerada pouca.

O nível de força para cada tribo do deserto se baseia em quantos oásis que não secam eles têm sob controle. É por isso que todas as tribos do deserto estão sempre lutando. Eles estão tentando aumentar o número de Oásis que sua tribo controla.

Na verdade, mesmo que o número de oásis seja baixo, havia muita água. Havia água suficiente que, mesmo que a população do deserto aumentasse em 300%, ainda haveria o suficiente.

Infelizmente, humanos nunca estão satisfeitos e são animais que vivem com medo. Como a água significava sobrevivência, eles só podiam relaxar enquanto tivessem mais água. As tribos sempre lutaram, preocupadas com o fato de que, se perdessem seu Oásis, poderiam morrer ou acabar como escravos de uma tribo inimiga. Viver nesse tipo de ambiente era a razão pela qual a maioria dos homens no deserto se tornavam guerreiros violentos e grosseiros.

Embora todas as tribos do deserto se originassem do mesmo antepassado, isso realmente levou algumas tribos a se tornarem grandes inimigas.

As tribos que têm as guerras mais violentas e lutaram por mais tempo são a tribo de Parea de Yulian e a tribo Shuarei.

Como dizem, as duas tribos ficam tensas de não conseguirem suprimir uma a outra. Como cada uma das tribos tinha esses tipos de questões, o Deserto Carmesim se tornou conhecido pelo derramamento de sangue contínuo.

Além disso, independentemente de todas as outras coisas, a razão pela qual as nações fortes no Oriente e no Ocidente não poderiam deixar o deserto de lado era por causa de um recurso que existia no deserto.

Este recurso era conhecido por “Água Negra” ou “Água Ardente”. [NT: não é cachaça, é ardente pois queima. NR: A cachaça é aguardente.]

Esta foi a razão que atingia mais o orgulho de Yulian.

A interferência das grandes potências.

Não só a tribo Pareia, até mesmo a tribo Rivolde, a tribo que possuía dezessete oásis, não podiam evitá-la.

Se todas as tribos do deserto se unissem, poderiam se tornar o país mais assustador do continente, mas as tribos estavam muito divididas.

O deserto é um lugar assustador, mas se for decidido, ainda era um lugar que poderia ser invadido. Foi por isso que todas as tribos do deserto mantinham relações com as nações fortes. No Oriente, estes eram o Reino de Inama e o Reino da Puria, e no Ocidente era o Império Silêncio e o Reino Rojini.

O Reino Rojini não faz fronteira com o deserto, mas porque eles eram um reino forte situado ao lado do Império Silêncio, pode ser considerado uma aliança estratégica.

Destes, Pareia tem mantêm relações com o Império Silêncio. Na superfície, parecia que eles tinham uma parceria comercial favorável, mas em comparação com a quantidade de trabalho que era exigido para colher e armazenar a Água Negra, eles estavam sendo roubados. Isso tornava óbvio que era um tributo e não uma aliança.

Quando você considera a natureza violenta dessas tribos, o fato de que eles ficavam calados sobre este tipo de trama era estranho, mas, colocando o perigo de invasão em segundo lugar, eles não podiam recusar porque o pagamento que eles estavam recebendo para a Água Negra era o ferro.

Se sua tribo fosse a única a rejeitar o comércio, criaria uma diferença no número de armas que possuíam em comparação com outras tribos.

Na guerra, os guerreiros eram importantes, mas as armas certas para os guerreiros eram tão importantes quanto.

As armas se desgastavam após cada batalha. Se dois guerreiros tivessem o mesmo nível de habilidade, um guerreiro com um escudo de madeira seria empurrado por um guerreiro com um escudo de aço. Com a situação atual do deserto, onde cada tribo estava a ponto de engolir a outra, o ferro era mais importante do que o ouro.

Foi por isso que as tribos do deserto acabaram nessa situação, em que foram forçados a ouvir as exigências ultrajantes das nações fortes do continente.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar