Second Life Ranker – Capítulo 186

Floresta dos Demônios (1)

A sombra do Todos-por-um havia sumido? Não parecia impossível já que a sombra do Rei Marcial tinha vontade própria. Mas o desaparecimento da sombra do Todos-por-um significava que o 21º andar havia irrevogavelmente mudado.

Já que os deuses e os demônios não podiam sair do 98º andar por causa do sistema, isso era algo que não deveria ter acontecido. No entanto, a sombra do Todos-por-um realmente não estava ali e havia somente um portal azul que levava ao próximo andar.

‘O que devo fazer?’ Yeon-woo ficou pensativo por um momento e então balançou a cabeça. Não parecia com algo que ele deveria se preocupar. Se o Todos-por-um não estava aqui, o primeiro lugar seria dele automaticamente.

[Você bateu um record nesse andar. Gostaria de registrar seu nome no Hall da Fama?]

[Você se recusou a registrar seu nome.]

[O seu record foi gravado na Torre. Você pode registrar o seu nome quando desejar.]

[Ranking do 21º andar]

[Empate 1. Desconhecido e Vivasvat
2. Nayu

3. Hughl

4. Cah Jeong-woo]

Embora ele não tenha sido capaz de ver a sombra do Todos-por-um, esse era um bom resultado. Ele mal podia esperar para ver que tipo de expressão o Rei Marcial faria quando ficasse sabendo dos resultados.

Yeon-woo rejeitou todas as mensagens que apareceram como sempre fazia. Era melhor acumular recompensas e resgatá-las de uma vez mais tarde. No momento em que ele estava prestes a ativar o portal, o seu anel de comunicação tocou. Era a Patrulha Noturna do Distrito Externo da Torre. ‘O que será que aconteceu?’

『Uh… Hm, acho que você precisa se apressar. 』

『Por quê? 』

『Ficamos sabendo que ninguém viu Brahm no 23º andar nesses últimos dias. 』

Os olhos de Yeon-woo se arregalaram e ele rapidamente ativou o portal. Ele se descuidou demais pensando que Brahm ficaria no 23º andar por um tempo. O portal abriu e Yeon-woo foi engolido pela luz.


As notícias da mudança nos rankings do 21º andar se espalharam rapidamente para o resto da Torre e os rankers que ignoravam os andares inferiores passaram a prestar atenção agora. Os registros no Hall da Fama não mudavam há algum tempo e até o Rei Marcial não havia conseguido o primeiro lugar.

Mesmo tendo sido um empate, ainda significava que Yeon-woo havia conseguido a mesma pontuação de Todos-por-um. Por causa disso, o Acumulador ficou famoso entre os rankers de alto nível e grandes clãs. Alguns deles começaram a se perguntar o motivo para ele não ter revelado seu nome desde que começou do Tutorial. Embora muitas pessoas não se importassem muito com isso, a questão da identidade do Acumulador se tornou algo interessante para algumas.


“E daí que…” Henova estava prestes a responder a pessoa que havia entrado na forja, mas pausou depois de ver a mensagem que apareceu na frente de seus olhos.

[Um novo record foi registrado no Hall da Fama do 21º andar. Gostaria de verificar?]

Yeon-woo partiu para o 21º andar essa manhã e depois de se despedir dele, Henova ativou as notificações para ser avisado se os rankings mudassem. Mas ele não achou que isso aconteceria por pelo menos alguns dias– talvez até alguns anos.

Ele ficou confuso quando a mensagem apareceu. Preocupado que algo tivesse acontecido, abriu rapidamente a janela, deixando de lado o estranho que tinha entrado na forja. No topo do ranking estava um nome não revelado.

“Empatado em primeiro lugar?” Isso era possível? E não só isso, era um empate com o Todos-por-um. Henova não conseguiu conter o sorriso caloroso depois de superar sua surpresa. Havia valido a pena fazer aqueles artefatos para Yeon-woo. Pelo menos, Yeon-woo não tinha manchado sua reputação. “Hm. Ele ainda tem um cérebro.”

Henova sorriu e baixou seu martelo. Ele pegou seu cachimbo e o colocou em sua boca. Enquanto fumava, contemplava a ideia de que se ele fosse um jogador, também iria querer ir ao 21º andar para ver o rosto de uma pessoa que ele sentia falta. Embora fosse só uma sombra, seria legal visitá-lo.

Já que Yeon-woo havia ido ao 21º andar armado com os artefatos de Henova, era quase como se o próprio Henova tivesse ido também. Ele saboreou a ideia de ver o rosto que Yeon-woo provavelmente tinha visto. Que tipo de expressão a sombra teria? Sorridente ou inexpressiva como as outras sombras? Na verdade, que tipo de expressão o verdadeiro “eu” daquela sombra tinha quando completou o 21º andar? Provavelmente ele deve ter sorrido como um idiota. Ele usou a Matadora de Dragões que Henova fez ou os relâmpagos?

As velhas memórias começaram a ressurgir. Antes, pensar nelas o machucava muito, mas agora parecia que ele poderia começar a se lembrar delas uma por uma. ‘Hm, não tinha um cliente aqui? E acho que alguém da Tribo dos Unichifres disse que viria visitar.’

Henova virou para olhar para a porta, mas não havia ninguém ali.

***

Jang Wei se sentiu estranho vendo Henova sorrir. Quando fez suas investigações, ficou sabendo que as habilidades de Henova haviam enferrujado depois da queda de Arthia, mas pôde ver que os boatos eram falsos. Talvez eles tenham se espalhado porque Henova tinha perdido a motivação.

Mas parecia que o fogo de Henova havia se reacendido, apesar da morte do seu discípulo, Bahal. Embora tenham cortado laços, um ex-discípulo ainda teria importância. ‘Algo com certeza está acontecendo.’ Jang Wei planejava interrogar Henova e até estava preparado para sequestrá-lo e torturá-lo.

No entanto, antes que pudesse agir, a porta se abriu de repente revelando um homem com um chifre, provavelmente da Tribo dos Unichifres. Ele estava carregando alguns dispositivos estranhos. Jang Wei não queria causar confusão na frente de um dos membros da Tribo dos Unichifres e decidiu lidar com Henova outra hora.

Mas o membro da Tribo dos Unichifres parecia tê-lo achado suspeito e estava seguindo Jang Wei discretamente. Mas ele não estava sendo discreto o suficiente e Jang Wei o viu e entrou nos becos do Distrito Exterior.

“Não sei por que esse cara da Tribo dos Unichifres está me seguindo.” Jang Wei fitou o beco escuro e deliberadamente falou em voz alta. Uma pessoa apareceu silenciosamente. Ele tinha um rosto simpático, mas poderia parecer intimidador se quisesse. Era Yanu, um dos potenciais sucessores para Médium Psíquico.

Ele tinha ido até a forja por causa de um acordo que Henova havia feito com a Tribo dos Unichifres. “Não tenho tanto poder quanto a senhorita Edora, mas posso sentir que você é perigoso. Quem é você?” Yanu disse algo que Jang Wei não entendeu e cerrou os punhos. Ele nem se incomodou em esconder sua intenção assassina. Embora ele sempre estivesse sorrindo na frente de Yeon-woo e os irmãos, ele era famoso entre os guerreiros da tribo por suas habilidades.

Yanu teve uma impressão clara de que Jang Wei estava planejando machucar Henova e queria saber o que estava acontecendo.

Jang Wei estalou a língua. Até a Rainha do Verão não queria se envolver com a Tribo dos Unichifres, muito menos ele. Embora ele não se importasse em falar, a intenção assassina do homem era tão forte que não havia nada que ele pudesse fazer.

Além disso, ele não era muito bom com conversas e já que uma opção mais fácil se apresentou para ele, por que não escolhê-la? Na verdade, Jang Wei evitava a tribo não porque tinha medo deles, mas sim porque eles poderiam se tornar uma pedra no sapato. Mas ele já não se importava mais se a Tribo dos Unichifres pudessem vir atrás de vingança, então ele puxou uma flecha de suas costas.

O lado bom era que agora ele tinha outra pessoa para interrogar. Embora Yanu não tivesse nada a ver com Arthia, quem sabia quais informações ele poderia ter? Jang Wei se moveu em direção a Yanu com seu Arco Destruidor de Sóis pronto para a ação.

***

“Hehe. Que merda…” Sangue escorria da boca de Yanu. Ele tentava se levantar, mas continuava caindo por causa da flecha em seu peito.

Jang Wei olhou friamente para Yanu. Não havia sido uma luta equilibrada desde o começo. Era óbvio qual seria o resultado de uma luta entre um ranker de alto nível e um semi-ranker. Ainda assim, Jang Wei ficou secretamente chocado com o quão difícil tinha sido de se lidar com Yanu. A Tribo dos Unichifres fazia jus à sua reputação.

“A partir de agora, quero que responda todas as minhas perguntas,” Jang Wei disse enquanto empurrava a flecha no ombro de Yanu.

Yanu sorriu apesar da dor. “Por que eu deveria?”

“Vou poupar a sua vida se me responder.”

“Hehe. Acha que vou cair nessa?”

“Pensei que valia a tentativa.”

“Foi divertido ver você tentar.”

Jang Wei estalou a língua. O cara estava sem forças para revidar, mas seus olhos estavam afiados. Ele reconhecia aquela expressão– aqueles que a tinham nunca desistiriam, não importa o quanto fossem torturados. “Bem, não é um dos meus métodos favoritos, mas…”

“Hehe. O quê? Já vai desistir?”

“Você que pensa.” Jang Wei deu um sorriso malicioso e colocou dois dedos na boca enquanto usava sua outra mão para segurar Yanu.

<Invocação – Chamado das Criaturas Demoníacas>

Fumaça roxa começou a subir no ar e uma cobra azul com nove cabeças apareceu. A Cobra Demoníaca era um dos muitos monstros que ele havia capturado quando ainda era um herói. “Coma.”

A Cobra Demoníaca rastejou-se em direção a Yanu, que não conseguia tirar seus olhos dela. A cobra entrou pela boca de Yanu e começou a comer seu cérebro. Imagens começaram a aparecer na cabeça de Jang Wei.

A cobra tinha a habilidade de absorver algumas das memórias do que comia e Jang Wei dependia desse método para retirar informações daqueles que eram muito rebeldes e teimosos. Apesar de não ter nenhum som, ele descobriu várias coisas, como o motivo para a Tribo dos Unichifres ter se retirado da guerra e porque os filhos do Rei Marcial haviam se juntado ao Dragão Vermelho. No meio disso tudo estava o Acumulador, Cain.

Depois que Jang Wei terminou de ver as imagens, ele ficou pensativo por um momento. “Então ele não apareceu porque foi convidado. Parece que tinha um motivo. Ele nunca planejou se juntar ao Cheonghwado desde o começo, mas também não tinha a intenção de ficar do lado do Dragão Vermelho, hm?”

Jang Wei sentiu algo estranho em Cain. Ele agia como se não se importasse em se juntar ao Dragão Vermelho. Apesar de ter se tornado um mercenário para lutar ao lado da Tribo dos Unichifres, parecia que ele priorizava participar da guerra acima de qualquer coisa.

Era interessante. Várias coisas não faziam sentido, mas pareciam importantes. Tudo rodava ao redor de Cain e embora Jang Wei tivesse excluído ele desde o começo, parecia que ele tinha muitos segredos.

“Cain.” Jang Wei murmurou o nome desconhecido várias vezes. Ele não gostava do nome por algum motivo, mas também estava intrigado. Queria saber por que Cain queria participar da guerra. Eventualmente, a cobra rastejou para fora do corpo que agora estava completamente seco.

Jang Wei estendeu sua mão e a cobra se enrolou como se fosse um bracelete. Ele começou a se mover em direção à Torre, pois ficou sabendo que Cain planejava ir ao 23º andar.

“Espero que algo divertido aconteça.” Jang Wei curvou os cantos de seus lábios, sentindo uma sensação de antecipação pela primeira vez desde que entrou na Torre.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar