Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 219

Grande Entrada

De repente, um homem foi jogado pela cortina de um lado do palco.

Antes que a audiência percebesse o que estava acontecendo, o homem foi atingido por algumas fitas antes de colidir no palco. Após rolar algumas vezes, parou com a cabeça acima da bunda.

Desde que o homem colidiu nas fitas, duas dançarinas foram movidas no ar e perderam o equilíbrio. Gritando me pânico, estavam prestes a cair das fitas.

Elas estavam a cinco metros do palco e poderiam machucar levemente se saltasse.

No entanto, ambos estavam de cabeça para baixo com as pernas envolvidas nas fitas.

Se caíssem assim, seriam provavelmente mortos quando a cabeça atingisse o palco.

Luke certamente não fingiria não ver isto com o sistema.

Salvar duas garotas significaria cerca de cinquenta pontos de crédito e experiência. Além disso, não era difícil para ele.

Bem, não era difícil para ele e mais ninguém reagiria a tempo.

No instante que todos notaram algo errado, Luke havia pisado nas costas do assento na sua frente e saltou mais de dez metros, como uma libélula.

Ele rolou quando chegou no palco e parou abaixo das duas dançarinas que estavam gritando enquanto caíam.

Ele então saltou e as agarrou no ar. O ímpeto das garotas o forçou a executar uma rolagem desajeitada.

Caiu no palco e rolou, mas protegeu firmemente as duas dançarinas em seus braços.

Após reduzir o ímpeto da queda com a rolagem, Luke chegou numa parada firme no palco.

Na verdade, ele poderia ter jogado as duas dançarinas de volta nas fitas com facilidade, só que estaria expondo suas habilidades extraordinárias.

O que acabou de fazer foi como um treinador de ginástica protegeria um atleta caindo. Era algo que uma pessoa comum era capaz.

O salão ficou quieto por um momento, antes de todos começarem a gritar.

Eles ficaram confusos, chocados e animados.

Mais felizmente, as duas lindas dançarinas não morreram na sua frente.

Muitas pessoas no mundo prefeririam não testemunhar a morte de duas lindas damas.

Selina estava prestes a se juntar, mas ele a impediu com um gesto. Ela olhou em volta preocupada.

O gesto de Luke significava que era perigoso e que não deveria chegar perto.

Luke não estava olhando para as duas dançarinas que acabara de salvar, estava olhando para o homem jogado no palco.

Ele foi jogado de uma janela, agora quebrada, que estava no alto.

Através da janela quebrada, Luke viu uma figura saltar e correr nesta direção.

Após uma olhada rápido, Luke imediatamente correu com as duas dançarinas nos braços.

 A pessoa de fora definitivamente não era normal, e mais de uma dezena de dançarinas ainda estavam penduradas nas fitas acima do palco; elas poderiam ter se ferido se uma luta ocorresse no palco.

As duas dançarinas não tinham ideia do que estava acontecendo. Tudo que sabia era que alguém as agarrara quando estavam caindo, antes de correr do palco.

Ei, por que você é tão forte? Nossos seios estão doendo um pouco. Ambas estavam atordoadas.

Luke não teve tempo para se importar com algo assim. Após tirá-las do palco, Luke correu na direção de Selina e ambos saíram apressados.

Um momento depois, os dois observaram o palco pelo vão entre as portas entreabertas no salão.

No palco, o homem cuja bunda estava pendurada acima da cabeça… era humano?

Ele parecia mais com um monstro que um humano, no entanto; suas roupas e corpo eram de um humano, exceto pela sua pele vermelha e padrões pretos estranhos que o fazia parecer com um cosplayer.

Até Luke não podia girar seu corpo para que seu traseiro ficasse acima da cabeça.

— Aquele homem é bastante flexível — Selina comentou baixinho.

Luke assentiu de acordo: — Sim, mas estou mais interessado na pessoa que o jogou.

No momento seguinte, uma pessoa alta aterrissou no palco.

Os olhos de Luke estremeceram.

A pessoa que saltara pela janela quebrada que estava a quase dez metros de altura fez um pouso clássico de super-herói quando atingiu o chão, levantando poeira a sua volta.

Luke ficou surpreso ao perceber que a pessoa era uma mulher.

Então, a super-heroína levantou lentamente com um… chicote na mão.

Sua mão moveu rapidamente quando aterrissou no esquisitão de pele vermelha com o chicote.

De repente, o esquisitão cuja bunda estava acima de sua cabeça ficou borrado, antes de desaparecer e reaparecer atrás de Luke e Selina.

Alarmado, Luke girou com um chute sem hesitação.

O esquisito de pele vermelha desapareceu de novo e o pé de Luke atingiu nada além da parede, deixando um buraco profundo.

A mulher no palco saltou mais de trinta metros e aterrissou na frente das portas. Olhou para Luke quando passou por ele e finalmente enunciou: — Esse foi um belo chute. Você é um jogador de futebol?

Luke respondeu: — Não, mas costumava jogar futebol americano.

 A mulher então falou: — … Tudo bem, se afaste assim que puder. Aquele cara é muito vingativo. É possível que volte porque você tentou chutá-lo e mate você.

Com um olhar complicado, Luke assentiu: — Tudo bem.

A mulher não falou mais nada e continuou sua perseguição.

Observando a mulher sair, Selina não pôde deixar de perguntar baixinho: — Quem diabos é ela?

Luke riu e esfregou a cabeça: — Esqueça. Ela é de outro mundo.

Então, Selina parou de perguntar.

As pessoas já estavam reunidas no salão atrás deles, lideradas pelas duas dançarinas usando fantasias brancas e coladas.

Na maioria do tempo, era Selina que estava no centro da atenção quando os dois estavam juntos. Uma jovem e bela sempre era mais atraente.

Naquele momento, no entanto, todos se reuniram por Luke.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar