Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 265

Exploda Tudo se Acha que é Bom

O Mercenário nunca pensou que encontraria um inimigo cujo não podia matar com cinquenta adagas.

Ele ainda podia lutar sem elas, mas não podia demonstrar totalmente seu talento sem as adagas especiais; seus ataques de adaga era, a forma mais fácil e formidável.

Este oponente que estava enfrentando era mais forte que ele em primeiro lugar. Sem suas adagas especiais, poderia ter sido morto instantaneamente.

Por fim, Mercenário deu o primeiro comando friamente desde o começo da batalha: — Disperse e ataque com tudo que tem.

Os vinte atiradores restantes obedeceram ao comando sem nenhuma hesitação.

Imediatamente, disparos soaram.

Até Luke teve que recuar diante desta rajada.

Não só estavam disparando, também arremessaram várias granadas.

Se fosse encurralado por estes atiradores, mesmo que por um momento, o Mercenário poderia conseguir apunhalá-lo com suas adagas.

No segundo seguinte, no entanto, soube que algo estava errado

O Mercenário saltou num carro e partiu.

Enquanto isso, os homens nos ternos que nunca participaram da batalha entraram nos outros dois carros e fugiram com ele.

Luke levantou e estava prestes a disparar neles, quando os atiradores próximos explodiram de repente.

Sim, eles realmente explodiram. A poeira espessa criada pela explosão bloqueou a visão de Luke instantaneamente.

Luke agachou e xingou.

Ele tinha sentido o cheiro de bombas dos atiradores mais cedo, só que não prestou muita atenção.

Agora que pensou sobre isto, percebeu que as bombas poderiam ter sido uma precaução da parte do Mercenário.

Nos próximos dez segundos, todos os atiradores explodiram, incluindo aqueles que foram mortos mais cedo.

Luke recuou rapidamente, um olhar estranho pairava em seu rosto e enviou uma mensagem para Damon.

Ele sentiu o cheiro de uma enorme quantidade de explosivos nos caminhões também.

Os caminhões não explodiram ainda, provavelmente porque Mercenário queria atraí-lo para mais perto antes de detonar as bombas.

Era comum perseguir alguém pela mesma rota.

Se Luke não tivesse o Olfato Aguçado, teria realmente caído na armadilha.

Ele saiu da fábrica, deu a volta nos caminhões e correu até seu próprio carro.

Naquele momento, os caminhões explodiram de repente e os estilhaços dispararam com força violenta. Luke não tinha escolha além de se esconder atrás de uma parede.

Ele se perguntou quantas bombas Mercenário colocou nos caminhões.

Felizmente, os caminhões estavam a cem metros de distância da fábrica de onde Damon e Mindy estavam, e os dois já haviam evacuado após Luke enviar a mensagem.

Luke enviou outra mensagem para Damon, dizendo-lhes para sair de Los Angeles o mais rápido possível.

Ele entrou no carro e rapidamente perseguiu Mercenário.

Logo, sentiu o cheiro dos três carros.

O carro que ele estava dirigindo foi modificado e servia apenas para ocultar sua identidade, então não era top de linha.

Os três carros do Mercenário, no entanto, eram as melhores da marca Benz, e os motoristas também eram habilidosos.

Havia alguns carros na rua à noite. Os carros do Mercenário até ultrapassaram os sinais vermelho.

É claro, Luke os seguiu. Ele se perguntou se o sistema o puniria pela violação de tráfego.

Porém, o sistema reconheceu que ele estava perseguindo vilões e não o penalizou.

Luke franziu a testa quando os três carros na frente aceleraram.

Após chegar numa rodovia, os carros do Mercenário avançaram a toda velocidade sem fazer curvas.

Seus carros eram melhores que o de Luke, e ignoraram as luzes de tráfego, então Luke não conseguiu alcançá-los.

A perseguição foi bastante chamativa. As viaturas já estavam chegando.

Eles ainda precisavam chegar, mas como era procedimento da LAPD, um helicóptero seria enviado em dez minutos, no máximo.

Cinco minutos depois, houve sirenes se aproximando de todas as direções. Nitidamente, a corrida entre Luke e o Mercenário na rodovia chamou a atenção deles.

Até então, os carros chegaram na costa.

De repente, a Benza na parte de trás explodiu.

Luke não pôde deixar de xingar alto. Ele sacudiu o volante e se jogou para a outra rua para evitar o golpe da explosão. Então, cerrou os dentes e voltou a perseguição: — Droga! Você não vai fugir hoje! Exploda seu carro se acha que é bom o bastante!

Um momento depois, a segunda Benz explodiu, o que criou ainda mais distância entre seu carro e o de Mercenário.

Após outros dois minutos… Boom!

Com um olhar complicado, Luke olhou para a doca em ruínas não muito longe, antes de virar o carro sem hesitação.

O Mercenário foi louco o bastante para explodir seu próprio carro.

É claro, ele saiu num barco antes de explodir o carro na doca.

O homem criou quatro explosões nesta área nos últimos dez minutos, e Luke seria responsável se não fugisse num momento oportuno.

Além disso, não tinha um barco. Seria impossível alcançar o Mercenário.

Saindo rapidamente de Los Angeles, Luke afundou o carro numa baía. Ele fez um grande desvio e então voltou para a casa de táxi.

Quando chegou em casa, Selina estava saindo do porão. Ela perguntou: — Você está bem?

Após alguma reflexão, Luke balançou a cabeça com um sorriso: — Estou bem. Na verdade, estou muito bem.

Selina observou por um momento e assentiu: — Tudo bem.

Luke achou engraçado: — Okay, vou tomar um banho. Vá ver TV primeiro.

Selina ficou confusa: — Hã?

Luke explicou: — Cheque as notícias de última hora.

Após um banho, viu as notícias das explosões em série pela costa de LA.

Ele se sentiu sortudo após ver por um tempo.

Felizmente, não havia ninguém na fábrica ou na doca, e nenhuma vítima inocente foi ferida.

Os dois carros explodidos antes de chegarem na doca tinham três pessoas feridas, mas nada grave.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar