Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 276

Chefe, terminei

Na tela da câmera, Millis foi golpeada na cabeça por trás com um produto de borracha vermelho e desabou. Então, um homem grunhiu baixinho: — Você quer se livrar da Manny e pegar todo o dinheiro? O dinheiro é meu! Meu! Vá pro inferno, vadia!

Quando rugiu, houve som do produto de borracha atingindo carne.

Elizabeth ficou completamente sem palavras enquanto observava o vídeo.

Na tela estava o rosto nítido, mas distorcido de um homem e era ninguém menos que Thomson, o chefe da segurança.

Luke não falou nada. Após o homem espancar Millis num frenesi, voltou de repente aos sentidos e começou a limpar a bagunça. Ficou um pouco em pânico, mas ainda organizou. Colocou os itens que Millis derrubou com sua queda no lugar, antes de arrastar a mulher inconsciente para fora.

Então, o quarto ficou quieto mais uma vez.

Luke rodou o vídeo em 24x da velocidade normal e confirmou que ninguém entrou no quarto de novo, até a câmera parar de gravar quando descarregou.

Ele levantou a cabeça e olhou para Elizabeth: — Parece que este caso está resolvido. Elizabeth, você fez um ótimo trabalho. Continue assim.

Elizabeth: — Hã? Okay.

Ela encontrou alguns sacos de evidência e empacotou a estátua, câmera e o frasco de perfume. Então saiu do quarto com Luke.

No jardim, Luke falou para Jennifer, que ainda estava atordoada: — Srta. Perry, por favor, convoque seus guardas.

Jennifer não perguntou nada e simplesmente os chamou.

Os quatro guardas que estavam descansando no dormitório chegaram logo. Nenhum deles parecia bem.

Não fizeram muitas perguntas, mas ainda estavam um tanto irritados. Todos estavam olhando como se fossem todos assassinos.

Além disso, Morgan foi levado à tarde, mas não retornou.

Após serem companheiros de trabalho por tanto tempo, inevitavelmente sentiam falta dele.

Olhando para os guardas, Luke falou: — Okay. Green, Ram e Ricky, podem ir agora.

Os três se entreolharam antes de sair.

Luke olhou para Thomson e continuou: — Thomson, vamos lá. Precisamos de sua ajuda com a investigação no departamento de polícia.

Thomson avançou de repente na direção de Jennifer enquanto estendia a mão para arma.

Todos os guardas, incluindo Thomson, ficaram alarmados.

Balançando a cabeça, Luke avançou para bloquear o caminho. Levantou a mão para impedi-lo de pegar a arma, então socou o homem no estômago com a outra mão.

Thomson imediatamente desabou.

O soco de Luke parecia leve, mas Thomson sentiu como se seu estômago estivesse com cólica.

Luke algemou o homem sem presa e disse: — Thomson, o que eu deveria dizer sobre você, tentar pegar a Srta. Perry de refém na frente de três detetives da polícia? Eu deveria elogiá-lo por sua coragem?

Estava acabado para o cara! Havia câmeras no carro de Luke, que não estava estacionado muito longe e havia gravado tudo, o que dava mais evidência para usar contra Thomson.

Thomson não podia dizer nada. não havia nada além de pânico e medo em seus olhos.

Ele não tinha ideia do porquê fez isso também.

Talvez porque Morgan foi levado, ou foi a maneira que Luke olhou para Thomson e como foi dito para ficar quando seus companheiros de trabalho foram dispensados; tudo parecia estar dizendo a Thomson que seu ataque em Millis foi revelado.

Ele não estava errado. Luke pediu a todos os guardas para vir no caso de Thomson achar suspeito e fugir.

Embora ainda pudesse pegar o homem, mesmo que ele fugisse, certamente não desistiria da abordagem mais fácil.

Jennifer parecia calma, mas olhou para Thomson com arrogância e nojo. Luke fez uma ligação: — Chefe, terminei aqui. Pedirei para Elizabeth e Selina levar o Thomson.

Elsa ficou perdida: — Hã?

Luke explicou: — Encontrei evidência. Elizabeth fará o relatório mais tarde. Ela fez um bom trabalho hoje.

Após desligar, Luke falou: — Selina, você e a Elizabeth podem levar o Thomson ao departamento em nosso carro. Elizabeth, me dê as chaves do seu carro. Vou voltar quando terminar aqui.

As garotas assentiram e voltaram ao departamento com Thomson e a nova evidência.

Thomson poderia escapar de um carro que Luke modificou? Não se não tivesse super habilidades.

Observando o carro sair pela porta dos fundos, Luke pegou as fitas na mesa e falou: — Vamos lá, Srta. Perry. Preciso ver todas as fitas.

Jennifer não conseguiu permanecer calma: — Por quê? Você já não prendeu os suspeitos?

Luke respondeu casualmente: — Srta. Perry, perdoe a franqueza, mas você está no centro dos dois casos e poderia ser uma suspeita também. Muitas celebridades matam para manter seus segredos em segurança.

Jennifer ficou sem palavras.

Enquanto conversavam, retornarão ao quarto de Millis.

Uma hora depois, Luke saiu, de mãos vazias.

Antes de entrar no carro, olhou para os guardas parados no portão e a linda mansão fechada, antes de balançar a cabeça: — Beverly Hills? Pessoas ricas? Hehe.

Ele encontrou Elsa no departamento: — Chefe, você não vai fazer uma pausa?

Elsa havia acabado de sair da sala de interrogatório. Ela balançou a cabeça: — Millis também está morta devido a um sangramento cerebral.

Luke imediatamente entendeu. Um caso de ataque escalou para dois assassinatos, o que era muito mais sério.

Porém, Elsa estava se sentindo relaxada, pois os casos já foram resolvidos.

A evidência dos dois crimes foi encontrada; praticamente não havia como mudar a sentença agora

— Onde está a Elizabeth? — perguntou Luke.

Elsa respondeu: — Está pegando a declaração do Thomson na sala de interrogatório. Ela se acostumará com isto após trabalhar em mais casos desses.

Luke assentiu.

Era melhor dar aos detetives novatos esta parte do trabalho porque Elsa e Luke cuidaram da porção crítica. Elizabeth e seu parceiro poderiam se familiarizar livremente com o procedimento padrão ao resolver casos. Após entrarem no escritório de Elsa, Luke finalmente perguntou: — Há algo que devo prestar atenção com estes casos?

Ele tinha certeza de que não cometeu nenhum erro durante o dia, mas ainda perguntou a Elsa por hábito. Afinal, ela era a pessoa encarregada.

Elsa balançou a cabeça: — Não. Você está interessado na informação que conseguimos?


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar