Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 35

Disparo por Trás e Head Shot

Luke balançou a espingarda sobre seu ombro e apertou em sua mão de novo. Ao mesmo tempo, ele removeu a trava de segurança, seu dedo aterrissando no gatilho.

Bang!

O tiro foi disparado direto no peito do alvo.

Quando Luke viu a pessoa espasmando no chão, ele bombeou a espingarda sem nenhuma hesitação.

Kacha! Bang!

Ele descarregou outra bala no peito da pessoa.

Desta vez, aquela pessoa ficou imóvel.

Somente então Luke caminhou para frente e chutou a AK para longe do homem caído. Luke tirou uma lanterna da cintura e iluminou no rosto do homem.

Não havia erro; essa pessoa era Hernandez Carlos.

A informação do FBI indicava que essa pessoa era um líder importante da Família Carlos. Ele era considerado um dos comandantes que liderava seus atiradores e também primo de Diego Carlos.

Após sentir o pescoço da pessoa, Luke finalmente soltou um suspiro de alívio.

Não havia pulso. Essa pessoa foi confirmada como morta.

Luke nunca pouparia ninguém da Família Carlos. Se possível, ele mataria ao invés de prendê-los.

Também foi por isso que ele disparou naqueles que já estavam caídos.

A Família Carlos certamente viria por ele para se vingar de suas perdas. Ele não tinha intenção de deixá-los escapar.

Depois de confirmar a morte de Hernandez, Luke se levantou e guardou a lanterna. Ele balançou a espingarda pelo seu ombro de novo antes de ir para sua casa.

Robert provavelmente estava bem, mas Luke ainda queria ir checar.

Ele correu para casa e quando estava a aproximadamente 200 metros de distância, desacelerou e começou a avaliar as redondezas.

De repente, houve um som de estrondo quando ele viu várias pessoas correndo em pânico na direção dele da direção oposta.

Luke foi muito mais rápido ao reagir que essas pessoas. No exato momento que elas apareceram na rua, ele já tinha se escondido em um quintal adjacente. Somente metade da sua cabeça era visível na cerca enquanto observa essas pessoas.

Havia alguns postes de luz aqui, mas eram poucas e distantes, então a área era mal iluminada. No escuro, apenas os contornos das pessoas eram visíveis.

 Mas Luke logo viu que estavam todos armados com AKs.

Essa era uma informação clara de quem eram.

Nenhum dos agentes do FBI ou da polícia estavam equipados com AKs. Essas pessoas fugindo em pânico certamente eram os atiradores da Família Carlos.

Com certeza, algumas pessoas apareceram atrás deles e começaram a disparar.

Luke viu uma figura familiar no segundo grupo, Robert.

Ele suspirou de alívio para a vista. Robert realmente era tão incrível quanto Luke imaginava.

O tiroteio aqui era tão intenso que preocupou muito Luke. Mas do que estava vendo, estava claro que Robert tinha acabado com um bom número deles.

Luke permaneceu em silêncio e trocou de posição enquanto ainda estava agachado em seu local oculto. Ele escorou em um carro no quintal e continuou a observar o grupo fugindo.

Eles fugiram em pânico e quando Robert apareceu, um deles caiu.

Robert disparou nas costas daquela pessoa com um rifle. A bala atravessou direto aquela pessoa, criando um buraco massivo em seu torso. Com um olhar, Luke teve certeza que a pessoa estava morta.

O grupo fugindo ficou ainda mais em pânico, pois agora só restava quatro deles.

Eles começaram a fugir loucamente e um deles até jogou sua arma fora.

Aquela foi uma escolha esperta.

Em um confronto com um veterano do exército como Robert, eles deveriam desistir completamente de revidar enquanto fugiam por suas vidas.

Uma pessoa só precisava correr mais rápido que os outros e Robert certamente priorizaria os outros que ainda tinham suas armas.

Os outros três ainda pareciam alheios enquanto continuavam correndo com suas armas.

Luke pegou a Glock em sua cintura.

Ele permaneceu agachado enquanto se movia em volta do carro para posicionar suas costas para o grupo vindo.

Então, ele assumiu uma postura relativamente confortável antes de formar um triângulo com os braços e mirar sua arma direto no pavimento à sua direita.

Pouco depois, o som dos passos se aproximou dele.

A pessoa correndo na frente era o cara esperto que tinha jogado sua arma fora. Ao invés de disparar, Luke o deixou passar.

Menos de dois segundos depois, três outras pessoas apareceram em sua vista.

Luke esvaziou sua mente de todos os pensamentos, focou no que aprendeu durante os últimos dois meses e disparou sua arma repetidamente.

Bang! Bang! Bang! Bang! Bang! Bang! Bang!

Em seguida, dois buracos de bala apareceram nas costas de cada um dos três atiradores fugindo.

Os dois na frente vacilaram levemente antes de colapsar no chão. Quanto a terceira pessoa, ele cambaleou levemente antes de continuar correndo.

Sem hesitação, Luke disparou de novo.

Bang! Bang!

De novo, ele disparou duas vezes nas costas do homem, finalmente fazendo-o desabar no chão.

Logo depois, Luke saiu detrás do carro e correu para frente com seu corpo ainda abaixado. Quando chegou em um local com uma visão direta dos três homens, ele levantou sua cabeça e olhou para eles.

Os três estavam no chão. A terceira pessoa tremeu levemente antes de ficar completamente imóvel, claramente morto.

A primeira pessoa ainda estava gemendo e se arrastando lentamente pelo chão.

As duas balas o atingiram em se braço esquerdo e ombro direto. Foi por isso que ainda podia lutar.

Quanto a segunda pessoa, ele foi menos sortudo. As duas balas o atingiram no lado esquerdo do seu peito. Ele já estava completamente imóvel no chão.

Um brilho frio apareceu nos olhos de Luke quando levantou um pouco antes de erguer a arma para a pessoa que estava rastejando no chão.

Bang!

O rosto daquela pessoa bateu no chão. De tão perto, bala de Luke aterrissou bem nas costas de sua cabeça.

Bang! Bang!

Mais uma vez, Luke mudou de alvo e rapidamente disparou uma bala nas cabeças dos outros dois.

Ele não pouparia nenhum membro da Família Carlos.

Não muito longe, Robert gritou: — Quem é?

Luke respondeu: — Sou eu, Luke. Três suspeitos foram mortos.

Robert pensou consigo. Que diabos? Esse garoto está aqui para roubar minha presa!

Logo depois, eles reagruparam. Robert começou a dar um comando depois do outro.

A força policial era diferente do FBI. Sua prioridade sempre seria a segurança dos civis. Assim, Robert já tinha feito os policiais ficarem de guarda na cena para evitar que algo desagradável acontecesse.

Quanto ao FBI, eles já tinham concluído o objetivo. Como eram todos bem treinados, eles foram enviados para a casa da Selina como apoio.

É claro, Robert não era uma pessoa sem sentimentos.

Depois que outro policial dirigiu seu carro, ele chamou Luke antes de dirigir para a casa de Selina.

Baseado na habilidade de combate de Robert e Luke, só os dois seriam mais úteis que quatro ou cinco policiais.

No caminho, os policiais começaram a conversar pelo rádio da polícia.

— O chefe matou nove pessoas sozinho. Todos nós juntos matamos dois e ferimos cinco. Quando Luke estava em perseguição, ele matou três. Apenas um escapou.

— Puta merda! O chefe é incrível!

— Você acha que o Robert serviu no exército por nada? Deixe-me dizer, todas as nove pessoas foram mortas com um tiro cada; ele não precisou de mais que uma bala para cada um deles.

— Ei, todos os dez suspeitos na casa do Bill estão mortos. Vocês não estão chocados?

— Você quer dizer onde o Luke e a Selina foram emboscados?


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar