Super God Gene – Capítulo 641

Abrigo da Ilha Misteriosa

Han Sen entrou no abrigo metálico e ameaçador e, de repente, viu uma figura escura voando pela Ilha Misteriosa. Ele franziu as sobrancelhas e gritou em voz alta: — Já emiti um comando proibindo o acesso à Ilha Misteriosa. Quem desobedeceu às minhas ordens e veio?

De pé na parede alta do abrigo metálico, Han Sen notou que era a figura de um homem que estava se aproximando. Ele não tinha um animal de estimação como a raposa prateada ao seu lado, portanto, estava sendo perseguido por uma série de monstros.

Ele estava abrindo caminho em às hordas de criaturas; ossos e sangue pavimentando seu encalço. Nenhum monstro poderia impedir a aproximação dele, que estava vindo diretamente para o abrigo metálico.

Han Sen teve um vislumbre do rosto do homem, mas era desconhecido. Tinha cabelos escuros e armadura preta, seus olhos eram bonitos e uma espada de cobre brilhava na sua mão. Sua sutileza com a espada era notável e cada golpe da espada era intimidante de se observar.

— Estranho. Como é que eu nunca vi este homem nos campos de gelo antes? — Han Sen teve certeza de que nunca tinha visto essa pessoa nos campos de gelo antes. Com habilidades de espada como essa, ele o teria reconhecido com facilidade.

O homem se aproximou e ficou com uma expressão confusa, quando viu Han Sen em pé no topo da muralha alta.

Ele estava na muralha do abrigo espiritual sem uma única criatura ao redor dele. Uma raposa prateada descansava graciosamente em seus ombros. Dessa forma, presumiu que os dois pareciam um espírito.

E foi isso que o homem pensou que Han Sen fosse. Sem aviso prévio, começou a brandir sua espada contra ele.

Han Sen franziu a testa, sem saber o que havia de errado com o estranho. Sem dizer uma palavra, executou uma habilidade poderosa e estava tentando atacá-lo.

Rajadas de vento seguiram atrás da espada enquanto ela voava pelo ar a uma velocidade assustadora. Com tanto poder, esse homem provavelmente abriu seu bloqueio genético.

Enquanto Han Sen observada a chegada, teve certeza de que esse homem havia decidido roubar o abrigo dele. Não aceitaria essa introdução brutal, então decidiu se envolver na luta.

Wang Yuhang ficou chocado quando a luta começou, porque esteve no Segundo Santuário de Deus por mais de uma década, cercou muitos abrigos reais e lutou contra muitos espíritos reais nesse tempo.

Depois que conseguiu desbloquear seu bloqueio genético, nunca achou um oponente que rivalizasse com seu próprio talento. Dentro de dois segundos, duas espadas longas estavam o atacando freneticamente, de modo que não conseguiu obter uma vantagem.

Nunca esteve nesse tipo de situação antes, pois não achava que os espíritos reais pudessem se tornar tão poderosos.

Han Sen percebeu que seu oponente também era bastante poderoso, já que estava usando a habilidade Dupla Esvoaçada com o melhor de suas habilidades, só que precisaria se esforçar mais para ganhar, mesmo que parecesse que estava suprimindo o oponente.

O adversário não era apenas hábil com a espada, mas também bem habilidoso em vários outros aspectos. Ele parecia um gênio, que vinha de uma grande família. Han Sen temia que o oponente pudesse até ser mais forte do que Xue Yikuang.

— A gente nem se conhece. Mesmo que a propriedade do abrigo real seja seu objetivo, me matar é tão difícil que não vale a pena. — Han Sen estava se preparando para usar a balestra de pavão para matar o atacante. A última coisa que queria agora era se envolver com outro lutador, então decidiu testar a determinação dele por meio do diálogo primeiro.

— Você não é um espírito? — Wang Yuhang ficou surpreso quando ouviu o que o outro disse. Rapidamente, desinvocou as Almas de Besta e olhou para o rosto do Han Sen com descrença.

— Como você pode me confundir com um espírito? Por acaso, já viu um assim antes? — Han Sen suspirou de alívio, mas nunca esperou que seu oponente acreditasse que ele era um espírito.

Wang Yuhang observou Han Sen por um mais um momento e então se aproximou para manter os punhos juntos e se curvar, falando em seguida: — Foi mal. Não quis te ofender, cara. Eu te vi quando você estava em cima da muralha. As criaturas te cercaram, sem ter coragem de se aproximar com medo. E olha essa sua aparência, como não vou pensar que você é o governante daqui? Ou foi o que pensei. As aparências enganam! Mas, é sério, foi mal por tudo, então acho melhor começarmos com o pé direito. Posso saber o seu nome?

Han Sen revisou a explicação e pensou que fazia sentido. Com um sorriso irônico, respondeu: — Eu sou Han Sen, mas acho que já ouviu falar de mim aqui nos campos de gelo.

— Você é o Han Sen? — Wang Yuhang parecia ainda mais surpreso. Com um olhar de maior descrença, teve que perguntar: — Você é o Han Sen que se formou na Academia Militar Falcão Preto?

— Acredito que não teve outro Han Sen no Falcão Preto, então, sim, esse sou eu — respondeu jovialmente.

— Como é que isso é possível? Você só está no Segundo Santuário de Deus por pouco mais de um ano e, ainda assim, já desbloqueou seu bloqueio genético. Diabos, me conta como foi capaz de ir tão longe! — Ao ouvir o que Han Sen disse, Wang Yuhang não ficou mais confuso. Em vez disso, ficou apenas agitado de surpresa agora.

— Gosto de chamar isso de talento natural. — Han Sen tocou o nariz, começando a se perguntar como todos sabiam que só estava há um ano no Segundo Santuário de Deus.

Wang Yuhang congelou por um momento, mas falou após um momento: — Desbloquear o bloqueio genético em apenas um ano não é algo que só talento resolve. Na boa, acho que isso já está no nível daqueles supergênios.

Depois de outro breve silêncio, ele zombou de si mesmo e disse: — Meu nome é Wang Yuhang. Sou o tio da Wang Mengmeng. Antes de eu vir aqui nos campos de gelo, ela me falou para eu te procurar e ver se precisava da minha ajuda com alguma coisa. Agora ficou claro que não precisa.

— Você é tio da Mengmeng? — Agora foi a vez do Han Sen de ficar surpreso.

— Eu sou o tio dela, sim; vinte anos mais velho, na verdade — Wang Yuhang sorriu e continuou: — Se quiser, fique à vontade para me chamar de tio, assim como ela me chama. Qualquer coisa, pode me chamar de mano também, quem sabe? Do que você preferir.

— Vou ficar com tio. Se não, não tenho certeza de como contarei para Mengmeng sobre como nos encontramos hoje. — Han Sen tossiu. Este homem era vinte anos mais velho do que ela, mas ainda falava como se fosse jovem. Que homem!

— Já nos apresentamos, então sem rodeios. Bora verificar a área juntos. Aquele que der o golpe final numa criatura pode ficar com o corpo, mas, não importa o que aconteça, a propriedade do abrigo será sua — disse Wang Yuhang.

— Tio, acho melhor você entrar sozinho, porque acredito que não é uma boa entrarmos juntos — Han Sen sugeriu.

— Oi? Han, você também vai me abandonar? — Wang Yuhang sorriu.

Han Sen apontou para a raposa no ombro e disse: — Meu animal de estimação tem um poder especial. Com ela ao meu lado, nenhuma criatura vai se aproximar de mim. Então não vamos conseguir caçar nenhuma se formos juntos.

— Um animal de estimação assim existe mesmo? Mano do céu, isso é incrível! — Wang Yuhang, com outro olhar de choque, olhou atentamente para a raposa prateada. Mas, pelo menos, entendeu agora por que todas as criaturas estavam se afastando do Han Sen.

— Mas que poder simplesmente foda. Com esta raposa acompanhando, você não tem uma passagem livre para o salão de qualquer abrigo espiritual? Pode possuir qualquer abrigo que desejar com essa coisinha — Wang Yuhang perguntou.

— Esta habilidade só funciona contra criaturas, uma pena. Ainda tenho que cuidar dos espíritos pessoalmente — Han Sen respondeu, sem sentir a necessidade de esconder nenhuma dessas informações.

— Bem, pra mim já tá bom. Bora, vamos nos aventurar lá dentro. Que tal me mostrar do que ela é capaz? — Wang Yuhang puxou as mangas do Han Sen, levando-o para dentro do abrigo metálico.

Como de costume, nenhuma criatura ousou se aproximar, de modo que encontraram o caminho livre para o salão espiritual sem basicamente nenhum problema. Isso surpreendeu Wang Yuhang.

— Realmente, o animai de estimação mais foda. — Wang Yuhang não estava interessado no espírito, visto que só continuou olhando para a raposa prateada. Parecia que ele realmente queria um para si.

Han Sen olhou para o espírito na frente dele, e isso trouxe uma grande alegria para seu coração.

Comentários

  1. Jupiter disse:

    Naaaaaaoooooooooo os atuais que droga, quero mais skksks

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar