Super God Gene – Capítulo 646

Alma de Besta do T-rex

O T-rex cego continuou voando pelo céu, sendo atacado pelos dois: Han Sen e a raposa prateada. Com o tempo, sua saúde piorou visivelmente, mas ainda se recusava a desistir da vida.

Só o céu sabia quanto sangue o T-rex havia perdido ao longo da batalha, e Han Sen ficou aliviado de vê-lo perder cada vez mais, conforme a criatura continuava tentando uma fuga aérea.

Enquanto o perseguia pelo mar grande, Han Sen passou a maior parte do tempo a bordo na enguia prateada, a fim de acompanhar com mais facilidade o ritmo do T-rex.

Han Sen também estava gravemente ferido. Se ele continuasse voando, seria apenas uma questão de tempo até que a exaustão fizesse efeito, e ficasse cansado demais para lutar.

Eles perseguiram o T-rex por mais oito dias. No oitavo dia, foi incapaz de continuar e desabou no mar.

Seu corpo gigante caiu no mar, produzindo ondas gigantescas. O T-rex tentou o seu melhor para retornar aos céus, batendo e espirrando a água com suas asas extintas(chamas), mas falhou.

Podia não ser capaz de se levantar, mas isso não significava que estava morto ainda. Han Sen saltou nas costas dele e notou que estava incapaz de lutar. Ele resolveu esperar até a criatura morrer, visto que não tinha armas necessárias para penetrar as escamas grossas e dar um golpe final.

Han Sen esperou por duas semanas para ouvir a notificação que gostava tanto de ouvir.

T-rex de Escamas Flamejantes, Super Criatura foi caçada. A Alma de Besta foi obtida. A carne não é comestível, mas é possível colher a Essência de Vida. Coma a Essência de Vida para ganhar aleatoriamente de zero a dez Pontos de Super Gene.

Han Sen então observou o enorme corpo sem vida do T-rex desaparecer. Um cristal de fogo caiu do cadáver em desintegração. O cristal era lindo de se olhar e do mesmo tamanho de um punho.

Han Sen pegou rapidamente o cristal, mas sua mão foi queimada pelas chamas que o envolviam, então recuou a mão e o cristal caiu no mar.

Era como uma esfera ardente de metal caindo no mar. A água produziu muito vapor, quando o cristal caiu, e começou a ferver.

— Puta que pariu! Como vou comer essa Essência de Vida tão ardente? — Han Sen ficou com medo de que outra criatura pudesse vir e comer o cristal, depois de cair no mar. Ele rapidamente invocou a balestra do pavão e a usou para pescar o cristal do mar.

A Essência de Vida não tinha ficado mais fria, apesar de estar submersa no mar; ainda continuava muito quente.

Han Sen observou o cristal ardente em cima da balestra do pavão, então franziu a testa e comentou: — Como vou comer essa coisa? Minha língua vai torrar se eu lamber como fiz no Primeiro Santuário de Deus.

A raposa prateada estava nos braços do Han Sen. Com suas patinhas, ela tentou agarrar a Essência de Vida, mas ele impediu imediatamente que isso acontecesse, pois queria comer a essência só para si. Foi uma vitória difícil, então queria desfrutar de cada pedaço da recompensa.

Contudo, Han Sen logo percebeu que ele estava errado, a raposa prateada estava apenas curiosa sobre a Essência de Vida; não queria comer, parecia até um gato brincando com uma bola. Ela usou suas patas para tocar a Essência de Vida, que então as queimou. Depois disso, perdeu rapidamente o interesse pelo cristal.

— Você não quer comer? — Han Sen colocou a Essência de Vida perto da raposa prateada, mas ela mostrou desdém no rosto e se virou, recusando-se a sequer olhar para o cristal.

‘Essa raposa prateada que é tão gananciosa não quer comer algo tão bom?’ Han Sen ficou bastante estarrecido.

Foi então que pensou em alguém que gostava de comer coisas aleatórias. Em seguida, invocou a Anjinha e colocou a Essência de Vida do T-rex na frente dela e disse: — Quer comer isso?

A Anjinha apenas olhou para a Essência de Vida e negou com a cabeça. Parecia também que ela não estava interessada nisso.

— O que está acontecendo? — Han Sen ponderou, perplexo. Ele não conseguia acreditar que as duas maiores comedoras de monstros não estavam interessadas em comer algo tão valioso e raro. O mundo estava acabando?

— Será que é porque está muito quente, então elas pensam que não vão conseguir digerir? — Essa era a única razão possível na qual Han Sen conseguia pensar.

Era uma pena que a Anjinha e a raposa prateada não pudessem falar, de modo que não podiam contar o motivo para não quererem comer.

Han Sen pensou bastante em um modo de comer a Essência de Vida até seu cérebro começar a fritar. De todos os métodos que vieram à mente, nenhum permitiria que o comesse.

— É como uma bola de ferro em chamas. Como vou comer

A temperatura da Essência de Vida não parecia diminuir com o passar do tempo. Incapaz de resistir mais, ele esticou a língua e deu uma grande lambida. Infelizmente, o único resultado foi ela ser queimada.

— Que desgraça! Como vou comer essa coisa?! — Han Sen não tinha ideia do que fazer, então teve que deixar para lá por enquanto, visto que já esgotou todas as opções viáveis.

Felizmente, apesar da quentura atual, seu calor não estava nem perto da magnitude das chamas que o T-rex havia gerado. Han Sen usou uma unidade de armazenamento metálica de água para guardar a Essência de Vida ardente. Felizmente, por mais quente que estivesse, a temperatura do cristal não foi conduzida para o pote metálico.

— Que coisa mais estranha. — Han Sen então examinou o resto dos resultados da batalha e descobriu que a maioria dos dardos foram destruídos. Eles foram incinerados ou destruídos pelo T-rex, sobrando apenas sete para uso.

Contudo, derrotar outra Super Criatura à custa desses dardos foi uma troca mais do que valiosa. Ele ainda achava que teria valido a pena mesmo se tivesse perdido todos os dardos.

Han Sen então foi examinar sua maior recompensa: a Alma de Besta do T-rex de Escamas Flamejantes. Ele ficou muito animado com isso, sem fazer ideia do que poderia ser.

Tipo da Alma de Besta Super: Joia

Han Sen ficou petrificado assim que leu as palavras. Ele se lembrou de ter visto esse tipo do Segundo Santuário de Deus em algum lugar, mas não existiam muitos por aí. Tinha visto uma vez na Skynet, mas não fazia a mínima de ideia de como usar.

Han Sen ficou paralisado um pouco e depois invocou a Alma de Besta do T-rex de Escamas Flamejantes. Tudo o que apareceu na frente dele foi uma joia de rubi do tamanho de um punho. Ele conseguiu discernir a imagem vaga do T-rex dentro dela, como se uma variante em miniatura tivesse sido colocada dentro.

Han Sen não conseguiu determinar para que servia essa joia estranha, enquanto continuava dando uma olhada.

— Melhor voltar para o abrigo primeiro. Devo achar alguma resposta quando voltar para a Aliança. — Han Sen montou nas costas da enguia prateada e voltou para os campos de gelo.

Um pensamento então surgiu na mente dele: e se foi infectado pelo azar terrível do Wang Yuhang? Mas então chegou a conclusão que não era possível, visto que obteve a Alma de Besta. Até ganhou muito mais.

Mas, dito isso, não tinha ideia de como consumir a Essência de Vida ou fazer uso da Alma de Besta, o que deixou uma pulga atrás da orelha do Han Sen.

De volta aos campos de gelo, a Ilha Misteriosa ainda não tinha retornado ao Vazio, então Han Sen suspirou de alívio.

Quando voltou para a ilha no alto, Wang Yuhang o recebeu lá com muita emoção.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar