Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Super God Gene – Capítulo 677

A Serpentezinha Rosa

Qin Wenzhao era um jovem educado e que sabia seu lugar, então Han Sen não via problema em se tornar o guardião dele.

Porém, o que mais surpreendeu Han Sen foi o quanto Qin Wenzhao parecia talentoso. Agora que Super Criaturas haviam sido encontradas, perguntou-se por que a família Qin permitiu que ele se tornasse um evoluído tão cedo. Poderia ter esperado mais alguns anos para ver se poderia coletar Pontos de Super Gene.

Recentemente, a agenda do Han Sen estava bem livre. Não conseguiu encontrar Super Criaturas adequadas para matar, então a maior parte do seu tempo era gasto na prática do Sutra Dongxuan ou na pesquisa de Essência de Vida.

Todavia, não teve progresso em nenhuma delas. Como Han Sen não teve nenhum progresso na Essência de Vida, decidiu emprestar para a família Ji. Durante todo o tempo, estava em suas mãos, de modo que havia inúmeros olhos o observando como falcões, dispostos a fazer tudo ao alcance para garantir a Essência de Vida. Dar para a família Ji afastaria a importunação dos outros, o que permitiria Han Sen fazer suas coisas livremente.

Seria melhor se pudessem descobrir como absorver a Essência de Vida. Se descobrissem, Han Sen poderia se concentrar em caçar Super Criaturas. Claro, não haveria perda se não descobrissem.

Vendo que não tinha absolutamente nada para fazer, Han Sen se preparou para levar Qin Wenzhao e Su Xiaoqiao para caçar, para que ficassem fortes no Segundo Santuário de Deus.

Mas, na verdade, Han Sen tinha um destino em mente: a Floresta de Pessegueiros. Ainda precisava alcançar um avanço com seu Sutra Dongxuan, mas não dava para saber quanto tempo levaria sem ajuda externa.

Se conseguisse comer um dos pêssegos místicos da árvore gigante, talvez pudesse alcançar o avanço que estava procurando e desbloquear o bloqueio genético.

Ele levou Qin Wenzhao e Su Xiaoqiao consigo, e não teve nenhum problema. Ao longo da jornada até a Floresta de Pessegueiros, conseguiram matar um bom número de criaturas.

Quando chegaram na fronteira da Floresta de Pessegueiros, Han Sen não se atreveu a levá-los para dentro. No entanto, ele mesmo deu uma olhada rápida e notou que todas as flores tinham murchado. Sob as folhas verdes, contudo, podia detectar frutas verdes que eram tão pequenas quanto feijões. Pelo visto, demoraria um pouco mais até que ficassem maduras o suficiente para coleta e consumo.

Han Sen apenas olhou para elas dos arredores da floresta e, depois disso, fez os preparativos para partir com os dois discípulos. Afinal, a Floresta de Pessegueiros era um lugar perigoso, e não tinha como dizer quantas Super Criaturas continuaram residindo sob seus galhos escuros. Han Sen não teria ousado entrar mesmo se estivesse sozinho.

Quando se prepararam para sair, ouviram um rugido de monstro de dentro da floresta. Veio de muito longe, então o barulho foi opaco. Mas Han Sen, percorrendo os arredores com as orelhas agindo como parabólicas, ficou com uma expressão sombria.

O barulho soou como se viesse do urso preto que encontrou na árvore gigante. O rugido continha uma mistura de tristeza e raiva, de modo que não conseguia imaginar o que poderia ter estimulado isso.

Han Sen desejava muito descobrir o que tinha acontecido, mas queria levar Qin Wenzhao e Su Xiaoqiao para o abrigo mais próximo primeiro. Quando os levou para lá, pediu para que esperassem por ele. Então voltou para as fronteiras da floresta.

Do lado de fora da Floresta de Pessegueiros, Han Sen ainda conseguia ouvir fracamente os rugidos do urso preto. O barulho contínuo aliviou sua preocupação de que a criatura pudesse estar morta, então, tomando muito cuidado, entrou na floresta e percorreu enquanto seguia o som dos rugidos.

Como não tinha trazido a raposa prateada, fez questão de tomar o máximo de cuidado ao longo do caminho. Foi muito mais difícil progredir pelos galhos desta vez, pois encontrou muitas criaturas ao longo do caminho.

Havia serpentes por toda parte. Han Sen invocou a armadura dourada e o glifo de gárgula para evitar o bando de cobras e continuou se aventurando na direção dos rugidos do urso preto.

De repente, Han Sen viu uma serpentezinha rosa deslizando. Teria continuado o caminho se nunca tivesse visitado esta floresta antes.

Mas a serpente rosa parecia um pouco inconspícua. Tinha só uns trinta centímetros e era muito fina. Parecia praticamente inofensiva com seu corpo rosa e dava a impressão de que era o tipo de criatura que poderia simplesmente esmagar sob os pés.

Só que Han Sen se lembrou dela. Essa serpentezinha rosa estava debaixo da árvore gigante, praticando com todas as outras criaturas. Era uma serpente assustadora.

Han Sen parou de se mover subitamente e escondeu sua presença. Só queria dar uma olhada no que estava acontecendo com o urso preto e não queria entrar em conflito com a serpente rosa.

Mas parecia que ela não tinha nem notado a presença dele. Só continuou deslizando em outra direção e indo muito devagar, como se estivesse passeando pelo parque. Depois de um tempo, ela conseguiu chegar a um pessegueiro, onde decidiu subir.

Han Sen sentiu que tinha alguma coisa errada, então abriu seu bloqueio genético e planejou fugir. Mas foi então que notou um grupo de serpentes cercando. Havia serpentes vermelhas, verdes, pretas, brancas e até algumas com padrões. Elas estavam ao redor do chão e ao longo das árvores como videiras; não sabia dizer quantas estavam lá.

A rainha dessas criaturas é muito maligna. Han Sen ficou estarrecido com o que aconteceu, então invocou suas asas e tentou voar para longe. Mas foi então que viu uma serpente com asas saltar das árvores. Até mesmo a serpentezinha rosa tinha asas escarlates, mas um pouco transparentes. Ela voou acima do Han Sen e circulou lá, proibindo qualquer chance de uma fuga no ar.

Han Sen invocou rapidamente o Rex Pontiagudo Flamejante, a arma de dois metros de comprimento. Ele arremessou a arma em um grupo de cobras, que instantaneamente as incinerou em carvão. O ataque formou uma lacuna no anel de cobras ao seu redor, para onde tentou avançar.

Não demorou muito para Han Sen perceber que a serpente rosa era muito parecida com o rei lobo e o rei pégasos. Seus poderes se baseavam na abundância dos subordinados e na capacidade de comandá-los. As serpentes estabeleceram uma formação. Tiveram dificuldade nas tentativas de ferir Han Sen, mas conseguiram forçá-lo a se aprofundar na floresta.

O que essa serpente rosa quer?’Han Sen ficou estarrecido.

Mas foi então que percebeu que a serpente rosa talvez não quisesse matá-lo. Ela só continuou forçando Han Sen a se aprofundar cada vez mais na floresta de pessegueiros. Não dava para saber o que queria, mas foi isso que ela fez. Era quase óbvio o quanto a serpente rosa queria levá-lo mais afundo.

Han Sen não queria subestimar a inteligência dessas criaturas. Queria escapar, mas não surgiu nem mesmo uma chance.

A floresta estava cheia de serpentes. Às vezes, voavam das coroas de pessegueiros como uma praga de gafanhotos de todos os cantos. Continuamente, elas o baniram para os cantos mais profundos da Floresta de Pessegueiros.

As serpentes estavam perseguindo Han Sen em direção ao urso preto. Ele foi forçado a se aprofundar mais de cinquenta quilômetros, quando os rugidos do urso ficaram mais claros e distintos. Os rugidos foram mais altos do que imaginava, e o urso estava furiosíssimo agora.

Han Sen cerrou os dentes, pensando que poderia muito bem acelerar e voar em direção ao urso. O bando de serpentes não atacou, mas aceleraram o ritmo para segui-lo. Por algum motivo, realmente queriam que Han Sen fosse para lá.


Comentários

5 5 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar