Swordmaster’s Youngest Son – Capítulo 73

Destinos Entrelaçados (5)

Uauuuu~!

Muito empolgada, Enya gritou e bateu no peito como um primata bestial. O alvoroço dela surpreendeu Jin, fazendo-o recuar. O dragão guardião da garota suspirou.

Tap!

Enya agarrou as duas mãos de Jin e fez uma reverência. Com a cabeça a centímetros de bater no chão, parecia uma prostração.

“É um grande prazer conhecê-lo, Lorde Jin! Me chamo Enya!”

“Oh, hmm… Prazer em conhecê-la também, Enya.”

“Kyaaaaa~!”

‘É sério?’

Jin nunca tinha visto uma situação como essa em toda a sua vida. Mesmo o grande e poderoso Beradin Zipfel não receberia tanta admiração de um único fã.

‘É isso que significa “admiração”?’

Era como um seguidor encontrando seu deus. Francamente, Enya – que ainda estava agachada no chão – começou a murmurar algumas orações.

O peito de Jin estava prestes a explodir de vergonha.

Uma garota com sonhos de conhecer uma ‘divindade’, algo que Jin nunca realmente entenderia. Provavelmente porque ele nunca experimentou tal empolgação.

“Não foi tão ruim assim quando ela se tornou a contratante de Olta.”

Quikantel suspirou mais uma vez.

Quando o Deus do Tempo a escolheu, tudo o que Enya disse foi “Uau.” E agora ela estava pulando como um cachorrinho todo animado, o que decepcionou Quikantel.

‘Foi por isso que contei ao Lorde Olta sobre o sangue real!’

Uma visão sem qualquer compostura ou autocontrole!

Foi por isso que Olta e os dragões de prata priorizaram a classe de sangue. Um contratante de um deus deveria pelo menos ser civilizado.

Mas o que eles poderiam fazer?

No presente, nenhum humano era mais amigável e acessível do que Enya, então eles se forçaram a fazer um contrato com ela. Devido ao contrato irrevogável, Quikantel teve que amar e cuidar de Enya.

Porque esse era o dever de um dragão guardião.

“Ahem, Enya. Já chega.”

Quikantel tentou aliviar o entusiasmo de Enya. Ela pressionou levemente a testa da garota e, finalmente, ela se acalmou.

Mas é claro que seus brilhantes olhos prateados não pararam de olhar para Jin.

O jovem Runcandel riu para si mesmo.

“Me pergunto o que Murakan diria a ela.”

“Ah, devo ter passado dos limites. Ver o verdadeiro Jin Runcandel em carne e osso, e não em algo divulgado pela imprensa, realmente me fez ficar empolgada demais… Me desculpe!”

Enya curvou-se mais uma vez em desculpas.

Uma garota com uma personalidade severamente sociável e vívida – era o que Jin pensava dela.

“Não precisa se desculpar, Enya. Simplesmente não sei muito bem como reagir às boas-vindas comemorativas.”

“Kyaaaa! Gostaria de um pouco mais?”

“Já foi o bastante.”

“Senhora Quikantel! Senhora Quikantel! Pode me dizer agora? A razão pela qual Lorde Jin veio até aqui. Olta respondeu às minhas orações?”

“Você reza para Olta todas as noites?”

“Obviamente que sim, rezei para conhecer o Lorde Jin algum dia. Heehee. Enfim, hoje é um ótimo dia! Eu estava tão cansada na academia.”

O rosto de Quikantel escureceu. Ela sabia com que frequência Enya era discriminada pelos outros alunos e funcionários.

‘Também não posso matar todos aqueles malditos…’

Quikantel rangeu os dentes ao pensar na escória nobre fazendo bullying com Enya. Se eles abusassem fisicamente da garota, ela mataria todos eles. Mas tudo o que faziam era tratar Enya como se não existisse.

Jin olhou para Quikantel e simpatizou por sua dor. Ele sabia como a nobreza da academia agia na presença de um plebeu. Ele assentiu.

“Eles fazem todo tipo de coisa ruim, só porque ela é uma plebeia. É por isso que não falava com os magos da academia.”

Durante os dias de aprendizado de Jin, ele encontrou todos os tipos de magos da academia. Até hoje, nunca conheceu um grupo de pessoas que odiasse mais do que esse.

Continuando.

Era hora de tirar Enya daquele buraco de discriminação. Como um Runcandel, Jin não poderia ajudá-la especificamente, mas o elaborado plano de realocação seria o suficiente.

‘Só preciso convencer Enya a levar toda a família para Tikan. E quanto à magia, posso encontrar um excelente professor.’

No geral, a Cidade Livre de Tikan tinha uma comunidade despreocupada e acolhedora. Além disso, Kashimir cuidaria dela, para que experimentasse a vida mais extravagante.

Se pudesse desistir de sua terra natal, seria uma grande oportunidade.

“Senhorita Enya, o objetivo da minha visita é garantir sua segurança e levá-la a um lugar mais seguro.”

Ele disse a verdade com franqueza.

Não demorou muito para ele perceber que sua frase poderia ser mal interpretada. Assim que ouviu o que Jin disse, Enya se sentiu a personagem principal de um romance.

“Para… Me levar… Para. Me. Levaaaar!”

Suas palavras causaram outra confusão caótica. Enya começou a socar o ar como uma maluca alucinada, e seus olhos ficaram vermelhos.

“Eu vou – eu vou! Onde quer que seja, eu vou! Todos saúdam Olta!”

Pow!

Cansada daquela visão, Quikantel bateu levemente na nuca de Enya. O corpo dela tremeu, então caiu no chão enquanto desmaiava. Jin riu da cena engraçada.

“Minha nossa. Como ela se tornou a contratante de Olta?”

“Bem, uma criança tem que ser uma criança. Você também é uma criança. Ufa, não há necessidade de convencê-la. Ela o seguiria até a prisão subterrânea de Runcandel, se precisasse.

“Não mantemos uma prisão subterrânea em nosso clã, Senhora Quikantel.”

“Não tem mais? Ainda deve estar lá. E provavelmente tem alguns dragões presos.”

“O quê?”

“Isso não é importante agora, então esqueça. Certo, ouça. Enya vai acordar exatamente dez segundos a partir de agora. Quando acontecer, certifique-se de escolher suas palavras com cuidado e explique a situação atual para ela.”

“Você não bateu nela com muita força? Nem mesmo um cavaleiro treinado pode sobreviver a esse golpe.”

Farfalha.

Dez segundos nem se passaram, mas Enya começou a acordar. Arrepios atravessaram o corpo de Jin. A fisiologia e a medicina modernas não conseguiram explicar o fenômeno diante dele.

Era a força de vontade de um fanático.

Ainda assim, o golpe definitivamente teve algum efeito. Enya parecia ter perdido um pouco de sua energia transbordante.

Ela também estava sem palavras.

“Loooooorde Jiiiiin.”

“Senhorita Enya, vou explicar lentamente a situação atual.”

Enya assentiu. Jin então começou de Euria e sua situação, até as especulações sobre Vyuretta e os Zipfel.

Ele não podia dizer nada de sua vida passada, mas felizmente, Enya digeriu facilmente todo o conteúdo.

“Hmm, já que são as palavras do Lorde Jin, vou confiar em cada uma delas. É tão romântico! Dragões, conflito, aventura, um garoto e uma garota! E o Lorde Jin!”

“É, tipo isso mesmo.”

“Estou bem, desde que seja para meu benefício. Enfim, devo deixar o Império de Vermont com minha família e ir para Tikan?

“Exatamente.”

“E quando devemos partir?”

“Quanto antes melhor. A Senhora Quikantel e eu temos alguns negócios a cuidar no império, então é uma boa ideia você ir primeiro.

Sair oficialmente da academia e cuidar do resto das burocracias não era uma boa ideia.

A Família Imperial de Vermont não deixaria a contratante de Olta partir tão facilmente e, no momento em que percebessem sua intenção, a prenderiam a todo custo — seja capturando sua família como refém ou usando drogas para impedi-la de sair. As Forças Especiais de Vermont também seriam designadas para monitorá-los.

Antes que isso aconteça, sair secretamente era a melhor escolha. Haveria uma busca e perseguição, mas começaria na Federação Mágica de Lutero em vez de Tikan.

No entanto, isso não significa que não há perigo algum.

‘Depende do quanto a Família Imperial de Vermont se preocupa com a contratante de Olta.’

Como Jin viu, a Família Imperial de Vermont não se importava tanto assim com Enya. Se eles se importassem, então Enya não estaria vestindo roupas esfarrapadas.

“Ou estão sendo cautelosos com os Zipfel, ou não podem dar um cuidado especial a ela, porque o mundo simplesmente não sabe sobre a garota ainda. Ela nem está sendo protegida por ninguém.’

Se o problema fosse o último, ela teria pelo menos alguns guarda-costas ao seu redor o tempo todo.

Mesmo sendo uma contratante, não podia receber ajuda especial por causa de sua classe social. Aos olhos dos ricos e privilegiados, um contratante pobre era apenas um incômodo.

Essencialmente, os Zipfel impuseram seu ideal através de seus funcionários — Nunca ajudar o plebeu inútil.

“Então, o mais rápido possível. Entendi, milorde. Vou preparar minha família até amanhã.”

Toda a família de Enya era apenas seu irmão de sete anos e um cachorro velho chamado Pupi.

“Mas Jin, como vai transportá-la? Não pode passar pelo portão, e eu não posso levá-la até lá. Tudo será registrado, então a ameaça de uma perseguição é provável.”

Seria o mesmo se voassem com Murakan.

No entanto, Jin já havia pensado em um jeito.

“Navios mercantes de Tikan periodicamente atracam no porto da capital. Basta esgueirar-se em um deles.”

Todos os agentes da Pavão de Sete Cores no Império de Vermont trabalhavam em torno desse cronograma de ancoragem. Embora o império soubesse que os marinheiros trabalhavam para a agência de inteligência, eles não podiam fazer nada, porque a organização tinha informações valiosas sobre o governo corrupto do império e funcionários de alto escalão.

Além dos agentes que detinham informações confidenciais, os agentes de baixo escalão podiam entrar e sair do Império de Vermont livremente.

“Depois que Enya for embora, continuarei com uma vida normal e tentarei encontrar uma oportunidade de conhecer Vyuretta. Quanto à academia, direi que Enya está doente.”

Os ricos e a nobreza não dão a mínima para a presença de Enya. Eles prefeririam que ela nunca mais fosse lá pelo resto da vida.

“Sim, podemos encerrar as coisas com Vyuretta e voltar para Tikan. Espero que possamos resolver os problemas sem lutar… mas uma batalha é iminente.”

“Como falei antes, Vyuretta é meu. Aquele vira-lata dormindo ali não deve lutar contra ele.”

Encerrando a conversa, Jin e Quikantel olharam simultaneamente para a porta da frente.

Eles conseguiam ouvir pares de passos ficando mais altos no jardim da frente. Então…

Toc, Toc.

Um dos donos dos passos bateu na porta.

“Alguém em casa? Viemos pedir alguns gravetos.”

Não tinha como alguém vir até esse lugar remoto só para pedir lenha.

Eles eram ou as Forças Especiais ou a Guarda Imperial que veio checá-los.

“Vieram até aqui para pegar alguns gravetos? Que absurdo. Por favor, esperem um momento.”

E surpreendentemente, Quikantel nem duvidou dos convidados indesejados.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar