Swordmaster’s Youngest Son – Capítulo 75

Destinos Entrelaçados (7)

‘Eu teria morrido se não tivesse cuidado.’

Wratch — que escapou da cabana remota de madeira — sentiu alívio apesar de mostrar apenas uma expressão séria. Seu comportamento nasceu de horas e horas de expressão facial rigorosa e treinamento de supressão de emoções, necessário para se tornar um líder da divisão das forças especiais de Vermont.

Quikantel provavelmente exibiu um poder inconcebível, mas ele realmente não sentiu medo. Afinal, para as Forças Especiais de Vermont, a morte era considerada apenas um pequeno inconveniente quando se tratava de executar missões.

‘Mas quem eram aqueles dois caras na casa? O homem de cabelo comprido provavelmente era o amante de Quikantel, e o garoto com o estranho artefato cobrindo o rosto… Talvez ela esteja escondendo os filhos?

Ele nunca teria imaginado que eram Jin Runcandel e Murakan — o dragão negro que acordou de um sono de mil anos.

De qualquer forma, Wratch entendeu errado a relação entre Quikantel e as duas pessoas misteriosas. Ele tinha a sensação de que não seria fácil encontrar informações sobre essas pessoas.

‘Eu deveria diminuir o ritmo do monitoramento de perto. Devo ordenar que os soldados retornem com relatórios simples até que ela comece a agir de forma estranha.’

Embora ele tratasse a morte como um resfriado comum, era diferente quando se tratava do sustento dos soldados de classe baixa.

Wratch não achava que precisava ter seus capangas supervisionando Quikantel enquanto ela estava em um estado sensível.

Graças à decisão do líder da divisão de tomar cuidado, Enya e sua família conseguiram embarcar com segurança no navio mercante para Tikan.

E a Família Imperial de Vermont não percebeu que a contratante de Olta estava desaparecida.

Pelo menos, até Quikantel ir ao encontro de Vyuretta.


Uma semana depois, meio de julho de 1795.

Assim como Jin esperava, não havia espiões monitorando a localização de Enya e Quikantel ao redor da cabana o tempo todo.

Durante esse tempo, Jin e Murakan nunca saíram de casa. Uma vez por dia, apenas Quikantel saía para ir à cidade buscar comida e bebida.

Enquanto estavam lá, Jin recebeu uma mensagem de que Enya chegou em segurança à Tikan e estava recebendo proteção de Kashimir.

“Bem, eu já sabia que eles estariam seguros, mas receber uma carta pessoal de Enya é mais reconfortante. Definitivamente, podemos encontrar Vyuretta com um fardo mais leve.”

Quikantel já havia entrado em contato com o dragão de vento. Ela pediu um encontro para discutir sobre Enya.

Vyuretta rapidamente aceitou o pedido, e a data prometida era no dia seguinte à noite.

“Você acha que Vyuretta virá sozinho?”

“Garoto, entre dragões, a etiqueta é muito importante. Quikantel ligou apenas para se encontrar, então trazer uma tropa de magos Zipfel seria inaceitável. Mesmo que os chame para uma batalha, eles virão sozinhos, sem reforços.”

“Ah, então é por isso que você foi para o território oceânico do Império de Vermont com tanta bravura.”

“É claro. Não há nada que possa parar o grande Murakan.”

“Claro, amigo. Lembra quando você quase morreu para mim quando chegou aqui? Se não fosse por Jin, você estaria afundando nas profundezas do oceano frio agora.”

“Ah, é que… Eu estava pegando leve com você, Quikantel.”

“Preciso bater um pouco mais em você para ver se cai a ficha?”

“O quê?”

Enquanto os dois dragões rosnavam um para o outro, argumentando que a força de um era mais superior que a do outro, Jin estava profundamente atolado em seus pensamentos.

‘Então, ele está dizendo que os dragões vêm sozinhos sempre que são convocados por causa da etiqueta. Mas somos um grupo de três indo encontrar Vyuretta… Bem, quem realmente se importa?’

Jin deu de ombros e foi separar os dois cuja luta facilmente se tornara uma visão rotineira para o jovem Runcandel.

“Sim, tá bom. Já chega, pessoal. Vocês vão acabar lutando antes mesmo de encontrarmos Vyuretta amanhã. Acho que devemos planejar mais detalhadamente o que devemos fazer quando chegar a hora.”

“O que quer dizer com ‘o que devemos fazer’? Acabamos de dizer a ele que ligamos para descobrir o paradeiro de Lathry, não para falar sobre Enya. E se ele está fazendo a besteira de tentar ensinar Magia Dracônica para ela, então só vamos espancar ele sem piedade.”

“Concordo. Já que Enya não está aqui, posso agir tão agressivamente quanto quiser.”

“Hmmm. Sim, tudo soa bem. Eu só queria perguntar, porque Vyuretta não responderia tão facilmente. E se uma batalha começar, mesmo que vençamos, precisaremos enfrentar a ira dos Zipfel. Acho que devemos pelo menos considerar as consequências de nossas ações.”

Jin afirmou isso com firmeza em um tom sério.

‘Eu já previ que intervir com os Zipfel para salvar o dragão guardião de Euria causaria alguns problemas… Mas não tantos assim.’

Lutar contra Vyuretta significava transformar todo o Clã Zipfel em inimigo.

E, no momento, Jin não tinha forças para combatê-los. Mesmo que ele chamasse o exército de seu aliado mais recente — o regimento de Kashimir de Tikan — eles não teriam chance.

Na verdade, resgatar Lathry não seria tão benéfico em muitos aspectos.

Em troca de se aliar a Kashimir, o contratante de Az Mil, e à Pavão de Sete Cores, Jin faria os Zipfel se virarem contra ele próprio.

Apesar dessa consequência, Jin escolheu encontrar Vyuretta por três motivos principais.

Primeiro, ele prometeu a Kashimir devolver Lathry ao lado de Euria.

Segundo, verificar o plano dos Zipfel de encontrar e assassinar contratantes.

Por último, agir para salvar uma criança era algo incrível.

“Hmmm, o garoto tem razão. Embora eu não esteja realmente com medo da retaliação deles, ainda é algo para se pensar.”

“Não só isso, também temos que considerar o resultado se perdermos. Ao contrário de vocês dois, acho possível que Vyuretta possa vir com o segundo em comando, Andrei. Em um cenário em que ele desconsidera a etiqueta dos dragões.”

E se Vyuretta viesse com Andrei? Ou e se ele aparecer com outros magos avançados atrás dele? Não havia resposta definitiva. Cada um dos magos avançados dos Zipfel era equivalente em poder a um dragão de baixo nível.

Claro, Jin já tinha um último recurso planejado, mas queria antes ouvir a opinião de Quikantel.

“Não se preocupe com isso. Se Vyuretta trouxer outros capangas para o ponto de encontro e eles tentarem me atacar, convocarei os dragões da Família Imperial de Vermont como reforço.

“Esse é um ótimo plano. Mesmo que não descubramos mais sobre os sequestros, caso Vyuretta se recuse a cooperar, temos um bom motivo para chamar reforços.”

“Exatamente. E quando eu lidar com Vyuretta, se tivermos os dragões da Família Imperial do nosso lado, então os Zipfel não poderão realmente agir. Afinal, o Clã Zipfel e a Família Imperial de Vermont têm alguns laços políticos complicados.”

A Família Imperial de Vermont era o peso de equilíbrio entre o Clã Zipfel e o Clã Runcandel.

Qualquer que fosse a direção que a Família Imperial de Vermont seguisse, o equilíbrio entre os dois clãs mais fortes se romperia. Portanto, Quikantel poderia destruir Vyuretta, e os Zipfel ainda seriam incapazes de fazer qualquer coisa.

Se os Zipfel fizessem a Família Imperial de Vermont se voltar contra eles, os Runcandel receberiam o benefício.

Seria uma resposta muito satisfatória. Dessa forma, não importa o que eles fizessem, não seriam alvos dos Zipfel.

“Parece muito bom. Então, amanhã vamos confiar o trabalho a você. Enquanto isso, Murakan e eu estaremos escondidos nas proximidades.”

“Hã? Garoto, o que quer dizer com isso?”

“Isso significa que seremos os reforços. Se Vyuretta vier sozinho, a Senhora Quikantel lutará contra ele sozinha. Nada de bom sairá de mostrarmos nossos rostos aos Zipfel.”

Quikantel sorriu com satisfação pela resposta de Jin.

“Sim, Murakan. Seria melhor se você não aparecesse. Eu vou lutar, então tudo que precisa fazer é assistir.”

Suas palavras foram alinhadas com um tom de provocação, mas Quikantel estava genuinamente preocupada com Murakan. Ela acreditava firmemente que ele não tinha chances contra Vyuretta em seu estado atual.

“Caramba. Entendo que fiquei um pouco mais fraco, mas não quero nenhuma simpatia da minha ex.”

“Quem está simpatizando? Cale sua boca idiota e me ajude se eu tiver problemas. Mas é claro que isso nunca aconteceria.”


Nada teria acontecido se Vyuretta viesse sozinho, porque, entre todos os dragões ativos por aí, Quikantel era um dos mais fortes.

No entanto, como Jin previu, Vyuretta levou uma pessoa.

E foi o segundo em comando dos Zipfel, Andrei Zipfel.

De pé no meio da ilha, Quikantel olhou para Vyuretta.

Jin e Murakan estavam escondidos, assistindo à cena tensa. Eles já haviam enchido a floresta com energia espiritual para que suas presenças fossem ocultadas.

“Ho, ho, hum. É a primeira vez que este velho encontra o Dragão de Prata do Tempo. Madame Quikantel, é uma honra conhecê-la. Sou Andrei Zipfel.”

[Vyuretta. Não achei que você traria uma pessoa em resposta ao meu chamado.]

[Por favor, entenda, Dragão de Prata. Quando recebi seu chamado, Andrei estava bem ao meu lado. Com o tópico sendo sobre a contratante da Olta, ele demonstrou grande interesse, então eu o trouxe.]

Quikantel expressou grande decepção, e Andrei deu uma risadinha, estragando ainda mais sua primeira impressão.

[Vyuretta, você tem sido muito desrespeitoso desde que começou a me pedir para apresentar Enya. Espero que não faça algo assim novamente.]

[Entendido. Então, vamos direto ao assunto. O que quer me dizer sobre a contratante da Olta?]

[Antes disso, eu gostaria de te perguntar uma coisa.]

[Vá em frente.]

[O Dragão guardião do contratante de Az Mil, Lathry. O que você fez com ele?]

Ela falou em um tom perigoso.

Vyuretta riu um pouco em resposta, então voltou a fazer uma cara séria.

[Droga… fui enganado. Você chamou para falar sobre Lathry, não sobre a contratante de Olta. Eu sabia que algo estava acontecendo.]

A cabeça de Vyuretta balançou enquanto falava.

[Responda minha pergunta, Vyuretta. Um ano atrás, você levou Lathry para ensinar um pouco de Magia Dracônica. Vi com meus próprios olhos. E até hoje, o contratante de Az Mil não conseguiu localizar seu dragão guardião.]

[Não sei te responder sem te deixar insatisfeita. Hm, Lathry… Está bem. Eu nunca soube que você tinha uma conexão com o contratante de Az Mil. Te pediram para encontrar Lathry?]

[Exatamente. Agora, se isso faz sentido, devolva Lathry agora. O contratante de Az Mil está procurando atentamente.]

Woooooosh~ Woooooosh…!

Redemoinhos de repente se manifestaram, cercando a ilha. Foi um ciclone causado pela habilidade de vento de Vyuretta.

[Vyuretta, parece que você enlouqueceu. Você está sob comando dos Zipfel, de fato. Mas até o ponto em que você sequestra sua própria espécie? E ainda mais um jovem, é sério? Com base em suas ações, apenas me diga que você quer uma luta.]

[Você sabe muito sobre nossos negócios. Vou dizer isso agora. Entregue Enya e a pouparemos.]

Quikantel sorriu.

[Ah, é mesmo? Perfeito. De qualquer maneira, eu não iria poupá-lo, não importa o que escolhesse fazer.]

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar