Tensei Shitara Slime Datta Ken – Capítulo 46

Um Nome de País e Dois Tratados

A cidade ficou muito bonita.

『Veja os resultados do meu trabalho árduo!』, não é algo que eu posso dizer, no entanto.

Mas tirando isso, eu me preocupei com algumas coisas: banheiros, encanamentos, repelentes de insetos e banheiras!

Os três primeiros foram feitos no estilo japonês. Também construí telas de janela usando teia de aranha.

No início, tínhamos construído os assentos dos vasos sanitários com madeira, mas isso não adiantou.

Embora tenha sido assim que os japoneses fizeram, é insuportável de se cuidar. Apodrece, você sabe.

Então eu me virei para os anões.

Eles nunca falharam em sua tarefa, então talvez eles possam fazer algo sobre o problema do banheiro.

『Manipulação de Pensamento』 foi muito útil desta vez. É a forma evoluída da 『Transmissão de Pensamento』, mas seu uso permanece praticamente o mesmo.

Então, usando isso, eu posso facilmente transmitir uma imagem para eles.

Desenhar e explicar seria difícil, mas enviar uma imagem mental, não.

Mesmo assim, porém, quando lhes mostrei o sistema de descarga dizendo: 『Quando você empurra a alavanca, a água flui para baixo!』, isso foi impossível reproduzir.

Pode ser feito com pedras mágicas de água de alto nível, que absorvem água do ar, mas elas são muito caras.

Além disso, como precisam ser substituídas com frequência, raramente são usadas, mesmo para objetivos militares.

Honestamente, apenas os muito ricos podem se dar ao luxo de criar isso.

Como não temos o capital necessário, faremos com o que temos.

Em qualquer caso, podemos deixar sistemas de encanamento complexos para mais tarde.

Portanto, por enquanto, fornecemos água para as banheiras em todas as casas, das quais se pode tirar água.

E, depois de encher o vaso sanitário com água, você pode dar descarga.

Então o Kaijin viveu de acordo com sua reputação mais uma vez.

Assim, eu havia ordenado estritamente aos monstros que cuidassem da higiene pessoal e dos cuidados dentários.

Não sei se monstros podem desenvolver problemas dentários, mas não há mal nenhum em ter certeza de que não aconteça com eles.

De acordo com o Kaijin, os aventureiros tendem a fazer amizade com pessoas que conhecem 『Magia de Limpeza』 ou aprendem por conta própria.

Dessa forma, eles evitam ficar sujos durante viagens longas.

Embora principalmente os de alto escalão se preocupam com essas coisas.

Agora, sobre o repelente de insetos.

Como era de se esperar, a floresta tem muitos insetos. Uma vez que você não pode se proteger contra eles, há uma chance de pegar doenças que eles transmitem.

Embora isso não seja um problema para mim, os Hobgoblins ficam doentes.

Então, tentei consertar esse problema.

Pedi aos anões que criassem o repelente, mas eles não conseguiram.

Acho que teremos que ir e comprá-lo nas cidades humanas. Embora não tenhamos dinheiro.

Eu pedi aos três idiotas que fossem pegar um pouco para nós, mas foi o que eles disseram,

「Não peça o impossível! É muito caro!」 (Cabal)

「Além disso, não saberemos quanto precisaremos comprar para cobrir uma cidade inteira! Você encontrará essa quantidade apenas na Capital Real!」 (Elen)

「Rimuru-danna, você pode imaginar como seria difícil de transportar?」 (Gido)

Foi o que eles disseram.

Eu não me importo que eles venham para se divertir, mas eles devem, pelo menos, ser úteis às vezes.

Além disso, eles estão ficando muito amigos da Shuna.

Frequentemente cozinhando juntos, comprando seus produtos – tentando chegar mais perto dela.

E até construímos uma casa para eles ficarem durante as suas visitas.

A taxa de natalidade dos monstros caiu para a mesma dos humanos.

Portanto, vou precisar descobrir o que fazer sobre o casamento em breve.

Eu quero que os Orc, Goblins e Homens-Lagarto tenham o direito de escolher quem eles amam.

Seria bom se eles produzirem descendentes mais fortes.

Mas há um problema: devo permitir a poligamia?

Isso pode ser especialmente útil para as mulheres que perderam o marido.

Os Onis, por exemplo, eles podem se reproduzir com qualquer raça, mas escolhem não fazer isso.

Toda a sua energia mágica é absorvida no processo e alguns não são capazes de recuperá-la.

Como disse Benimaru,

「Mas isso não é algo com que o Rimuru-sama deva se preocupar, certo? Muitas pessoas perderam toda a sua energia mágica depois de nomear monstros e mesmo os Lordes Demônios geralmente evitam isso, afinal」 (Benimaru)

Essa maneira de soltar uma bomba.

Ei ei!!! Quantos você acha que eu já nomeei! E você mencionou isso agora!

Graças a Deus minha energia mágica tem sido reabastecida até agora.

Terei que ser mais cuidadoso ao nomear monstros de agora em diante. Bem … repor a energia parece natural para mim, chame de intuição de um adulto ou algo assim.

De qualquer forma, parece que também existem dois tipos de crianças produzidas pelos Oni.

As primeiras são criadas apenas com a semente, a segunda é verdadeiramente trabalhada.

A primeira é feita pela combinação de alguns dos seus poderes mágicos e, embora eles herdem algumas habilidades, eles tendem a ser mais fracos. Neste último você despeja toda a sua força.

Mas sua expectativa de vida diminui como resultado.

「Estou bem sozinho! Eu não estou interessado!」 (Rimuru)

É pessoal.

A propósito, é diferente para as mulheres.

Eles podem rejeitar uma semente que acreditam ser muito fraca. Então, se elas forem forçadas, isso significa que o parceiro é mais forte, mas se um engano tiver ocorrido, elas não terão um filho.

Eles não têm permissão para ter filhos com qualquer pessoa.

E isso é comum entre monstros e demônios de alto escalão, ao que parece.

Goblins e outros Demi-humanos, uma vez que não possuem uma força excelente, não são muito diferentes dos humanos.

Até agora, tivemos cerca de 5 a 10 crianças nascidas e não mais do que 2 de cada vez.

Em qualquer caso, para garantir que deixem descendência, permitirei a poligamia. No entanto, limitado apenas às viúvas!

E essa é a regra que eu passei. Eu vou mudar quando necessário.

A cada lua nova, decidimos realizar um 『Festival da Confissão』 e novos casais recebem um lar.

Os solteiros continuarão morando em cortiços.

Bem, se ocupam algum cargo importante, são livres para viver por conta própria.

Isso não me incomoda pessoalmente.

No final, não poderei ter certeza de que todos estão satisfeitos, mas há o costume de aceitar meus desejos nesta cidade.

Quando os interesses se chocam, os residentes brigam e eles vêm atrás da minha decisão.

Bem, os Anciões também lidam com muitos deles, então meu envolvimento pode ser considerado limitado … até certo ponto.

Todos estão tentando ter muita consideração por mim, então eles tentam evitar causar problemas.

Fiquei surpreso com o quão cooperativos os monstros realmente são.

Quando se trata de governo, seja socialismo ou capitalismo, ambos irão eventualmente apodrecer e desmoronar.

Uma terra governada por um rei verdadeiramente justo. Onde todos são iguais.

Isso é apenas um sonho irreal. Contudo…

Decidi almejar esse sonho.

Rezo para nunca cair no vício. Se eu me tornar realmente depravado, espero que alguém acabe comigo.

Isso é o que eu pensei enquanto observava o 『Festival da Confissão』.

Agora que estabilizamos a vida aqui e aprovamos todas as regras (aparentemente) necessárias, quero ir e ver como os humanos vivem.

Além disso, agora posso me transformar em humano, é hora de eu ir e aprender com eles.

Normalmente, aqueles que reencarnam em um mundo diferente dão muita importância ao encontro com humanos, porém, encontrei muito poucos até agora.

O grupo fora da cidade dos Anões, Shizu-san, os três idiotas … e isso é tudo?

Também não esqueci meu objetivo original de conhecer outros 『Viajantes entre Mundos』.

Das memórias da Shizu-san – seus dois alunos: Yuuki Kagurazaka e Hinata Sakaguchi.

Eu quero conhecer os dois, mas a Hinata Sakaguchi parece uma má notícia.

Também há algo que me incomoda. Por que alguém como a Shizu-san permitiu que a Hinata saísse sozinha?

Como sua senpai, como uma companheira japonesa, ela não deveria ter se despedido dela? Devo encontrar a Hinata e confirmar.

Adquiri algumas das memórias de alvos que consumi com o 『Predador』, mas certamente não todas. Memórias remanescentes são mais fáceis de adquirir, eu acho.

Quando eu a encontrar, devo confirmar o que sei.

Os três idiotas repassaram minha mensagem ao Mestre da Guilda e também cuidaram da carta que escrevi.

Essa carta simplesmente expressa meu desejo de conhecê-lo.

Embora ele seja apenas um chefe de uma filial da Associação de Liberdade de um pequeno país, ele é um Mestre da Guilda. Ele deve ter conexões.

Espero conseguir alguns benefícios em conhecê-lo.

Se tudo correr bem, talvez ele possa até tentar me apresentar ao Grande Mestre Yuuki Kagurazaka.

Já que as coisas se acalmaram por aqui, provavelmente poderei sair um pouco.

No entanto, para fazer isso, há algo que me falta.

Isso! Dinheiro.

Os três idiotas são muito pobres e não tem muito dinheiro com eles.

Não que eu esperasse nada melhor deles.

Quero comprar sementes de hortaliças, pedras mágicas, artesanato e tudo o que parecer impressionante.

Eu inicialmente planejava vender algum 『Aço Demoníaco』, mas decidi ir contra isso.

A razão é simples. 『Aço Demoníaco』 é um recurso muito precioso.

Já que o usamos em nossas armas e armaduras, vendê-lo seria quase um sacrilégio.

Também é inestimável para a produção de armas de soldados montados. Uma vez que pode mudar de forma à vontade, é útil para receber e lidar com vários ataques, sem falar em carregá-lo.

E embora eu tenha muito, não é uma quantidade infinita. Então, vamos adiar a venda até que possamos reabastecer nosso estoque.

Quanto ao minério de ferro e tal, descobrimos um pouco no distrito da montanha e estamos comprando dos Altos Orcs.

Então, Kurobee e Kaijin o estão usando como base para criar armas.

Também precisamos de muitas pedras mágicas para a pesquisa. Essas são criados pelos Pesquisadores Fantasmas humanos e não aparecem naturalmente.

Eles a fabricam com pedras mágicas cristalizadas que extraem de monstros.

Também parece exigir grandes fábricas, por isso só é feito na sede da Associação da Liberdade.

Os monstros às vezes deixam cair pedras mágicas cristalizadas, essas são então coletadas em cada ramificação e enviadas para a sede.

Esse é o sistema que eles usam. Então, quando aventureiros caçam monstros, eles não fazem isso apenas para se proteger contra danos, mas também para ficarem ricos.

Um sistema muito bom, se você me perguntar.

O que significa que se eu quiser adquirir algumas pedras mágicas, tenho que comprá-las …

Então, corri contra a parede do dinheiro novamente.

Portanto, como devo ganhar algum dinheiro?

Sozinho, eu não poderei ser rápido o suficiente.

O mesmo com a venda – nossos campos não produzem quase o suficiente para nós e provavelmente não poderemos vendê-los a um preço alto o suficiente.

Armas e armaduras são para nosso uso pessoal e não serão vendidas.

Então, não temos nada para vender?

A coisa é, nós temos! Afinal, deixei algo para o Gabil.

Certo! Grama Hipokute!

Então eu chamei o Gabil,

「Gabil-kun, como está indo o cultivo?」 (Rimuru)

「Fufufu. Estou feliz que você perguntou! Está indo bem! Literalmente os frutos do nosso trabalho!」 (Gabil)

Ele disse, me mostrando seus produtos.

É uma erva daninha…

Silenciosamente, eu apontei o 『Relâmpago Negro』 para ele.

Bem, ele não vai morrer disso. Fiquei bom em ajustar a saída.

「Guoo! O que você está fazendo! Eu te irritei de alguma forma?!」 (Gabil)

「Idiota! Esta é uma erva daninha comum! O que diabos você tem cultivado!!!」 (Rimuru)

「O-o quê! Eu imploro seu perdão! Eu estava com pressa, então parece que eu confundi as coisas!」 (Gabil)

「『Estava com pressa』 não vai resolver! Sério. Observe o que você está fazendo! Além disso, deveria ser quase impossível cultivar uma erva daninha em uma caverna com densidade mágica tão alta!」 (Rimuru)

Na verdade, até mesmo essa troca foi planejada.

Na verdade, estamos cultivando grama Hipokute de maneira constante.

Em vez disso, ensinar o Gabil a distinguir entre diferentes tipos de grama é o que estava me causando problemas.

E este Gabil anda ao redor da caverna como se fosse o dono do lugar, às vezes até referindo a si mesmo como seu rei.

Os monstros que habitam a caverna também fogem ao vê-lo.

Alguns de seus subordinados recentemente conseguiram derrotar a centopeia sozinhos e agora consideram a caverna como seu território.

É realmente impressionante. Não que eu vá dizer isso para eles, ou oferecer algum elogio.

Gabil é o tipo que se empolga quando elogiado e falha logo em seguida. Assim como eu.

Eu entendo porque eu sou o mesmo. Eles têm cultivado muita grama Hipokute até agora.

Então chamei Kaijin e mostrei a grama Hipokute.

E ao lado dela, o remédio que fiz do processamento. A qualidade foi avaliada como muito boa.

Sempre fui capaz de produzir medicamentos de qualidade com ele.

Então, comecei a conversa.

「Kaijin. Se eu vender isso em uma cidade, quanto eu vou ganhar?」 (Kaijin)

Kajin pensou um pouco e depois respondeu:

「Hmmm. Danna, essa é difícil. Este medicamento é muito bom. Seus efeitos são muito bons. É incrivelmente bom!」 (Kaijin)

E então aprendi algumas coisas com ele.

Que meu remédio tem a maior taxa de pureza, a de 99%.

Normalmente, o limite é de 98%, e mesmo os Mestres Anões não conseguiram ultrapassar isso.

E mesmo a 98%, alcança um preço alto.

E assim por diante.

「Então, se você tentar vender isso em uma cidade …」 (Kaijin)

「Você se destacará demais!」 (Rimuru)

Uma resposta veio do céu.

Mas minha 『Percepção Mágica』 não sentiu ninguém!

「Já faz um tempo, Kaijin! E, Slime. Você … você se lembra de mim?」 (???)

Enquanto dizia isso, uma pessoa apareceu do céu montada em um cavalo alado.

Um maravilhoso corcel branco com asas – um Pégaso. Após o pouso, ele saltou para o chão.

Como poderia esquecer … é o rei anão! O próprio Rei Herói, Gazelle Dwargo.

「M-meu senhor! Por que, eh, por que você estará aqui? Eeeeh!!! Você saiu furtivamente do castelo?!」 (Kaijin)

Kaijin abriu os olhos tanto que parecia que iam cair.

Bem, sim, isso é natural. O rei está sozinho … na verdade, não, ele trouxe um extra. Ele veio com apenas duas pessoas!

Na verdade, eu não vi o outro em algum lugar …

Hã! Esse não é o Bester!? O anão que tentou nos aprisionar … por que ele está aqui?

「Diversão! Passei por cem guardas meus! Eles estão relaxando. Quando eu voltar, vou treiná-los novamente!」 (Gazelle)

「N-não … ter um rei como parceiro de treinamento …」 (Kaijin)

「Hmm? Kaijin, você disse algo?」 (Gazelle)

「N-não! Eu não disse nada!」 (Kaijin)

「É assim mesmo? Está bem então!」 (Gazelle)

Falando de coisas fora do meu conhecimento, os dois continuam a conversa.

Como diabos o rei escapou?!

Decidimos continuar a conversa em um lugar diferente.

E não para um temporário, mas para um edifício especial no centro. Todas as funções administrativas são realizadas neste edifício.

Então, pegamos emprestada uma das salas de conferências.

「Então, Rei, o que está acontecendo? Por que você trouxe o Bester-dono junto …」 (Kaijin)

「Oh! Isso é simples! Eu egoisticamente decidi proibir sua futura reentrada no Reino dos Anões. Então decidi vir ver você. Quanto ao Bester, ele também é o culpado pelo que aconteceu, então eu também o exilei. Mas não podemos permitir que ele leve uma vida despreocupada agora, podemos! Então eu o trouxe」 (Gazelle)

「…」 (Bester)

「『Então eu o trouxe』! Você realmente disse isso?! Você, Rei, realmente entende? Você está planejando ter o Bester trabalhando aqui?」 (Kaijin)

「Hmm? Você não o quer?」 (Gazelle)

「Esse não é o problema! Você não está preocupado que o conhecimento dele vaze para nós?」 (Kaijin)

Kaijin disse isso com uma cara mortalmente séria.

Embora ele seja sério por natureza, ele está pressionando desesperadamente o Rei por respostas.

Em contraste com ele, o Rei casualmente ignora suas perguntas. A dignidade anterior está longe de ser vista, esta é provavelmente sua aparência real, hein?

Quanto ao Bester, ele parece completamente perdido.

「Vazamento … huh. Quando vocês saíram, não é exatamente isso que vocês estavam fazendo! Eu pensei em apagar você, você sabe?」 (Gazelle)

De repente, o rei ficou sério

「Rei, isso …」 (Kaijin)

「Estou falando sério! Eu decidi contra, no entanto. Tento evitar esforços inúteis. Trouxe o Bester porque gostaria que ele trabalhasse aqui!」 (Gazelle)

Essas palavras acenderam uma chama nos olhos do Bester.

「R-Rei!」 (Bester)

「Não entenda errado, Bester. Eu tenho grandes expectativas de você. Isso é verdade. Não vou permitir que você me sirva, mas você pode trabalhar o quanto quiser aqui. Isso é tudo」 (Gazelle)

「Rei! Isso não significa que eles aprenderão todas as habilidades dos anões de graça?」 (Kaijin)

Kaijin tinha acabado de superar isso, porém …

「Diversão. 『Está tudo bem』 é tudo o que vocês dizem. Com vocês dois aqui, esta cidade se tornará o centro do desenvolvimento tecnológico. Você não entende? O País dos Anões, este Rei está interessado em trabalhar junto com você. Entendeu? O País dos Anões, a partir de hoje, busca oficialmente fazer um tratado de não agressão com você! Além disso, antes disso. Como um acordo por baixo da mesa, queremos formar um Tratado de Pesquisa de Tecnologia Mútua. Isso, no entanto, nunca deve ser mencionado a ninguém. Que tal isso? Você vai aceitar esses dois tratados?」 (Gazelle)

Ele disse com uma cara séria me olhando diretamente nos olhos.

Um tratado de não agressão e um para compartilhar avanços tecnológicos?

O que mais poderíamos pedir!

Eles estão essencialmente nos reconhecendo como um estado oficial.

「Isso significa que você está nos reconhecendo como um país com direitos soberanos?」 (Rimuru)

Para minha pergunta,

「Claro. É uma boa oferta, não é? Além disso, só por curiosidade, qual é o nome desse país?」 (Gazelle)

Eh? Um nome?

Kaijin e eu trocamos olhares,

「Não decidido ainda …」 (Rimuru)

「Agora que você citou isso…」 (Kaijin)

Eu tinha pensado nisso uma vez, no entanto.

O rei anão decidiu passar a noite conosco.

Se viajar no Pégaso, ele poderá retornar ao Reino dos Anões em um dia.

No entanto, viajar à noite é perigoso, então ele decidiu voltar no dia seguinte.

Reunimos um conselho de emergência para decidir o nome do país.

E assim decidimos, seremos conhecidos como a Cidade dos Monstros 『Tempestade』.

Eles tinham a intenção de chamá-la de Rimuru, mas isso é muito embaraçoso, então eu proibi. Acordamos com Tempest.

Não é como se fosse apenas o meu nome e parece bom.

Naquela noite, para comemorar o batismo da cidade, demos uma grande festa.

Temos comida em abundância e alguns cozinheiros muito bons.

Parece que até conseguimos impressionar o rei.

Principalmente porque a Shuna é uma cozinheira incrível.

Para entretenimento, tivemos uma batalha simulada com o rei.

Ele estava reclamando sobre como ele nunca conseguia deixar o castelo e tal.

Que personalidade surpreendentemente aberta ele tem! Nesse ritmo, vamos nos chamar pelo nome em breve …

Mas uma batalha simulada não é bom. Foi o que eu pensei. Mas ele não quis ouvir.

Parece que ele está planejando algo.

Mas não tenho escolha, vou jogar junto.

Eu me transformei em minha forma humana.

Desde que comi o Orc Desastre, minha forma humana cresceu um pouco.

Não sou mais uma criança, mas uma jovem. Cerca de 150 cm de altura. Um pouco mais velho, talvez?

Com espadas de madeira nas mãos, nos enfrentamos.

Hakurou observou a partida e foi quem deu o sinal de início.

「Começar!」 (Hakurou)

Naquele exato momento, o rei desapareceu. Escapando completamente da minha percepção.

Perigoso! No momento em que pensei isso, a espada de madeira que eu segurava foi atingida pela minha mão.

A partida foi decidida. Eu perdi completamente.

Então este é o rei anão … o poder do rei herói!

「Ouça, Rimuru. Desde o início você não percebeu que eu me aproximei pelo céu, não é? Embora a 『Percepção Mágica』 seja uma habilidade maravilhosa, existem inúmeras maneiras de escapar de sua vista. Eu antecipei qual método de percepção você usaria e passei por ele. Esses são os princípios básicos da guerra! Concentre-se mais. Se você depender apenas de suas habilidades, não vai melhorar!」 (Gazelle)

Então é por isso que ele fez isso …

Satisfeito, eu agradeci.

「Obrigado, Gazelle. Da próxima vez que nos encontrarmos, não será tão fácil!」 (Rimuru)

「Divertido. É o que você deve dizer, jovem!」 (Gazelle)

Depois que nossa partida terminou, os gritos dos monstros encheram a cidade.

Eles estão muito animados, para dizer o mínimo.

Benimaru, Souei e Shion também parecem querer dizer algo – seus rostos estão sérios.

Hakurou acenou com a cabeça com uma expressão feliz em seu rosto.

Ainda tenho um longo caminho a percorrer. Eu finalmente aprendi isso.

O banquete continuou noite adentro …

E no dia seguinte, o Anão Rei, Gazela Dwargo, e eu assinamos oficialmente os dois tratados.

A história saberá que hoje como o dia em que a Cidade dos Monstros 『Tempest』 foi oficialmente criada.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar