The Book Eating Magician – Capítulo 193

Pelo Deserto #3

Depois que o corvo voou pelo céu do deserto por uma hora, Theodore foi forçado a corrigir sua percepção. Ele não podia usar o poder da Mitra, então chamou o Hugin como um substituto. No entanto, ele era muito superior ao que ele esperava.

‘De fato, é bem maior quando os olhos estão em um nível mais alto.’

Theodore compartilhava o cenário do deserto com o Hugin e logo descobriu o motivo disso.

A habilidade da Mitra era se mover pelo chão, enquanto o Hugin podia olhar para o chão do céu. Os ventos arenosos do deserto não podiam alcançar essa altura. Ao contrário do grupo que mal podia ver 50 metros à frente, ele podia ver um cenário amplo.

Então, algo logo entrou nos olhos do Theodore. Passaram quatro horas depois que a carruagem parou, o sol já estava começando a cair abaixo do horizonte. Algo brilhando na direção oposta do sol entrou nos olhos do Hugin.

– “Hã?!”

– “Garoto, o que aconteceu?”

Na frente do grupo, Theodore de repente agarrou seus olhos e a Veronica o ajudou rapidamente. Podia ser devido ao hábito do corvo, que gostava de coisas brilhantes. O brilho prateado que entrou nos olhos do Hugin era difícil para o Theodore suportar.

No entanto, Theodore restaurou o equilíbrio e olhou novamente para a paisagem. Havia uma construção que mantinha sua forma no deserto criado pelo dragão de areia, Desertio. Além disso, o brilho prateado machucando seus olhos combinava com a descrição anterior de Paragranum.

A forma de cúpula, com 300 metros de raio, se projetava do chão e era feita de um metal difícil de arranhar com aura de nível mestre.

– “Eu encontrei a ruína.”

Os rostos das pessoas da equipe de investigação ficaram tensos com as palavras do Theodore. Eles ficaram felizes por chegarem ao destino, mas eles conheciam as pessoas que estavam ocupando o lugar. Então, a partir daquele momento, a marcha do grupo se tornou mais cautelosa.

Eles estreitaram a distância em direção ao cenário que o Theodore viu.

‘…Ali.’

A equipe de investigação pôde ver o contorno das ruínas que o Theodore viu do céu distante. Havia uma bandeira com duas espadas balançando ao vento. A bandeira simbolizava o império da espada. Os cavaleiros negros de Andras também estavam patrulhando as ruínas.

– “300 metros à frente, uma patrulha dos Cavaleiros das Sombras passará.”

– “Quantos?”

– “Há 12 pessoas em patrulha e, com base no quartel, há 40 pessoas no total.”

– “É uma quantidade considerável. Não acha que o valor deste conjunto de ruínas é bastante alto?”

Ao contrário da Quattro, que não tinha experiência, Veronica os encontrou várias vezes, então sabia o significado desse número.

Os Cavaleiros das Sombras eram as espadas ocultas do Império de Andras, que cometiam todos os tipos de ações na escuridão. O fato de 40 terem sido enviados para este deserto distante era prova de que essas ruínas tinham muito valor.

No entanto, pouco depois disso, a expressão do Theodore ficou séria, – “…Uma das Sete Espadas do império está presente.”

Era um rosto familiar. Com cabelos pretos e pernas esticadas de maneira descontraída, essa era a aparência de um cavaleiro que parecia astuto. Ele era a Sétima Espada de Andras, Lloyd Pollan.

Theodore Miller não tinha uma boa impressão dele. Ele era o mestre da espada que o encontrou no palácio real e ameaçou matá-lo no final do armistício.

– “A Sétima Espada, Lloyd Pollan.”

– “O quê? Aquele bastardo oportunista?”

No entanto, a reação da Veronica foi inesperada para o Theodore.

– “Oportunista?”

– “Sim, é estranho. Ele nunca aparece quando há armadilhas, mas se houver algo a ganhar, ele aparecerá como um fantasma. Além disso, ele nunca aparece em um campo de batalha em que o Blundell ou eu estamos presentes. Ele é mais astuto que a Quarta Espada.”

Portanto, os olhos da Veronica estavam brilhando com essa chance de matá-lo. Não era só ela, mas os outros também. Quattro tinha um grande apego ao seu reino, então eles queriam aproveitar esta oportunidade para destruir o poder do império.

No final, apenas o Mujak e a Para se moveram com expressões casuais.

– “Certo, essa colina é adequada.”

Em pouco tempo, o grupo do Theodore chegou a uma duna de areia perto das ruínas que continham a equipe de Andras. Era um local adequado para monitorar secretamente os inimigos A aproximação das seis pessoas ainda não havia sido exposta.

– “Os Cavaleiros das Sombras… É a primeira vez que os vejo com meus próprios olhos.” William olhou por cima da duna de areia e engoliu em seco. Ele conhecia as forças especiais do Império de Andras, mas não sabia que as encontraria dessa maneira.

Sylvia não pôde deixar de apertar seu cajado, enquanto o Theodore estava olhando para o homem chamado Lloyd Pollan. Naquele momento, Veronica olhou para os cavaleiros de Andras e murmurou, – “Mas o que eles estão fazendo agora?”

A questão logo se espalhou para todos. Era inevitável que os magos de guerra de Meltor ficassem curiosos sobre as estranhas ações das sombras. Um grupo de cinco pessoas estava cavando no chão, enquanto outro par estava enterrando algo no chão. Líquido prateado estava fluindo dos grandes poços que eles fizeram.

Paragranum foi a primeira a perceber suas intenções.

– “…Explosivos.”

– “O quê, explosivos?”

‘Eu sei que o povo Andras está usando todos os tipos de métodos, mas até explosivos?’

Veronica e os outros se viraram para a Para com surpresa, mas ela não prestou atenção neles. Ela continuou resmungando para si mesma. O que a equipe de Andras estava fazendo?

Pelo contrário, havia várias possibilidades do motivo de eles estarem colocando explosivos. O grupo de Meltor deveria deixar eles continuarem ou deveria interferir? Se eles estivessem confiantes de vencer em uma batalha frontal, seria mais realista escolher a última opção.

– “Se eles estão planejando explodir, devo usar minha baforada?” Veronica ofereceu uma sugestão radical.

No entanto, Theodore considerou seriamente. Como Paragranum descreveu, a ruína não seria quebrada pela baforada da Veronica. O grupo de Andras, que ainda não percebeu a aproximação deles, seria atingido e queimado até a morte sem saber. Os explosivos explodiriam e até o Lloyd teria dificuldades em sobreviver. Era uma chance de se livrar de todos com um ataque!

No entanto, no momento em que o Theodore estava prestes a concordar, uma voz interferiu na decisão.

– “Não, você não pode fazer isso!” Paragranum, o grimório na concha de uma garota, de repente gritou com a Veronica. Veronica parou surpresa, exatamente quando os explosivos queimaram do outro lado da duna de areia.

Kwakwakwakwa!

Houve uma enorme explosão acompanhada por um enorme rugido. O grupo não estava preparado e rapidamente cobriu os tímpanos, enquanto o céu escurecia de fumaça.

Kukukukung, a terra também tremeu.

O chão tremeu como um terremoto. Uma grande onda de choque estourou e o campo arenoso tremeu. Theodore mal se recuperou do choque e percebeu instantaneamente. ‘…Não, esse tremor não está durando demais para ser apenas consequência da explosão?’

O impacto da explosão já deveria ter cessado. Então, por que o tremor ainda não parou? Significava que o choque não foi causado pela explosão, mas de algo embaixo da terra. Foi uma coincidência ou algo inevitável? Theodore olhou para Paragranum em busca de esclarecimentos.

Então ele conseguiu o que desejava.

「 Mercurius… acordou. 」

Theodore não conseguiu ouvir porque seus ouvidos ainda estavam vibrando, mas ele leu os lábios dela.

Kukukukukung…!

Simultaneamente, um líquido branco surgiu debaixo da ruína. Mercúrio foi colocado embaixo do laboratório com o objetivo de interromper qualquer invasão. Havia um grande volume e começou a assumir a forma de algo enorme.

Era um guardião autônomo que Paracelsus criou com mercúrio. O nome era Mercurius…

Esse era o nome que o melhor alquimista da Era da Mitologia deu a uma personificação artificial de Hermes. O guardião não tinha um núcleo, que era a fraqueza de todas as existências com uma forma indefinida. Ele tinha a capacidade de se multiplicar repetidamente, desde que restasse uma gota de mercúrio.

O guardião de Paracelsus apareceu na imagem de uma cobra e declarou em voz alta, 『 Este é o 76º movimento autônomo de Mercurius. Foi ativado devido a uma tentativa de invasão sem passar pelos procedimentos. 』

Mercurius olhou para a equipe de escavação de Andras. 『 Aniquilação de poder. 』

Embora o sol tivesse caído apenas um pouco a oeste, a serpente era grande o suficiente para cobrir o sol, lançando uma enorme sombra. Enquanto os cavaleiros ficavam tensos ao vê-lo, Mercurius atacou sem piedade.

Seu comprimento estimado era de dezenas de metros, enquanto seu peso estimado era de várias toneladas. O corpo do Mercurius, que era inteiramente feito de mercúrio, era uma arma terrível por si só. De cima para baixo, da esquerda para a direita…

Enquanto a massa de mercúrio caía sobre eles, muitos Cavaleiros das Sombras foram esmagados até a morte.

――――――――――――――!

O movimento simples não foi suficiente para destruir todo o quartel de Andras, mas chegou à duna de areia onde o grupo do Theodore estava escondido. Até o vento era um ataque! Mercurius agitou sua cauda levemente, mas foi quase igual à magia do 7º Círculo.

– “Waaack!

– “Oh!

– “Essa cobra maldita!”

Felizmente, Veronica conseguiu compensar a pressão do vento. Caso contrário, os seis teriam sido surpreendidos. Um estudioso disse uma vez, uma massa maciça é um poder por si só.

As seis pessoas escondidas na duna de areia rapidamente pensaram no que fazer a seguir. Ainda restavam algumas Sombras de Andras, enquanto Mercurius já estava movendo seu corpo para o próximo ataque. Se eles não se mexessem rapidamente, chegariam atrasados.

– “Garota da Torre Amarela, por que você me parou?”

Não parecia que ela estava ciente da existência de Mercurius? Cinco pares de olhos encararam a Para com uma dúvida sensata.

Ela explicou, – “Aquele é Mercurius, um guardião do laboratório que o Paracelsus criou. Todo o seu corpo é feito de mercúrio. Se a Mestra da Torre tivesse usado sua baforada, toda a área teria ficado cheia de gás venenoso.”

– “Gás venenoso?”

– “Até mesmo um mestre da espada não pode escapar da influência venenosa do mercúrio. Além disso, se evaporasse, ele apenas retornaria ao seu estado líquido novamente.”

Não podia ser derrotado. Esse era o pensamento comum na mente daqueles que ouviram a explicação. A baforada da Veronica só ameaçaria o corpo. Mesmo se evaporasse pela magia poderosa, ele retornaria ao seu estado original. Este não era um oponente que eles podiam enfrentar.

Eles se perguntavam por que a Para omitiu a menção de uma existência tão perigosa.

– “Mas o Mercurius é um defensor que só usará a força se as pessoas não entrarem pela porta de maneira legítima. É mais seguro ficarmos afastados até que todo o grupo de Andras esteja morto.”

– “…Isso seria razoável.” Veronica assentiu pela explicação da Para, mas depois apontou para algo. – “No entanto, não acha que será ruim se deixarmos a situação como está?”

A equipe de investigação olhou para onde a Veronica estava apontando. No campo de batalha, os Cavaleiros das Sombras estavam sendo pisoteados como formigas. Atrás do Mercurius, um homem estava tentando entrar no laboratório através de um túnel de drenagem que foi exposto.

– “Lloyd Pollan?!”

– “Bem, foi isso que aconteceu. Não podemos recuar agora. Aquele bastardo está entrando sozinho.” Veronica disse e depois olhou para o Mercurius, que parecia uma montanha.

Apesar de ser um mestre da espada, Lloyd não hesitou em fugir de um monstro desses. Quanto ao Mujak, poderia ser diferente se a sua Habilidade de Aura fosse focada em destruição… mas sua habilidade de “Ilusão” não era nada diante do Mercurius.

Então, um mago era necessário para lidar com aquela serpente de mercúrio. No entanto, a pessoa precisava ser de nível mestre e capaz de cooperar com a Veronica.

– “Venha, Garoto. É a nossa vez.”

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar