The Great Mage Returns After 4000 Years – Volume 1 – Capítulo 227

Capítulo 227

Ele podia ver muitos rostos. Rostos que ele tinha visto antes.

Eles estavam olhando para ele com medo.

“P-pare! Nós… não queremos isso.”

Frey olhou para eles e estendeu a mão. Não. Ele não era o único que estava se movendo.

Parecia que Frey estava apenas consciente, mas era outra pessoa que controlava seu corpo.

[Não tenha medo, meu povo. Vocês vão entender.]

Era a voz do Lord.

Só então Frey percebeu que aquele era o corpo do Lord. E os seres que estavam tremendo na frente dele eram os semideuses.

Esses seres transcendentes, que haviam pisoteado os humanos como insetos, estavam agora ainda mais miseráveis do que aqueles que mataram.

Eles nunca pensaram em revidar. Eles não tinham escolha a não ser assistir com horror enquanto a morte se aproximava deles.

A festa começou.

Crunch, crunch.

Embora Lord expressasse isso como aceitá-los e se tornar um, não foi esse o caso. Não, ele literalmente os devorou.

Uma boca enorme apareceu no rosto do Lord e, com ela, ele mordeu os semideuses, mastigou seus corpos e os engoliu.

Lord não pareceu hesitar ao mover a boca. Ele podia sentir agora que era parte dele.

Ele não sentiu a menor repulsa em suas ações. Na verdade, havia até uma sensação de satisfação em sua mente, como se ele estivesse realmente fazendo a coisa certa.

Frey ficou sem palavras.

‘Estas são as memórias do Lord.’

Só então ele entendeu sua situação.

Os testamentos de Frey e Lord foram agitados violentamente e fragmentos de suas memórias foram espalhados por toda parte.

O que Frey estava testemunhando atualmente era um desses fragmentos. Era possível que Lord estivesse vendo suas memórias também.

Ele foi atraído para outra memória.

Desta vez, ele viu um homem de cabelo prateado.

[Matar nosso povo é imperdoável, Riki.]

“Eu sei.”

[Eu quero perguntar. Por que você nos traiu? Você não era assim antes. Você me entendeu melhor do que ninguém e concordou com meu objetivo.]

“Isso é óbvio, Lord.”

Riki olhou para Lord com um olhar firme.

“É porque percebi na época que estávamos errados.”

Logo após ouvir as palavras de Riki, foi como se uma grande e irreparável fenda aparecesse na mente de Lord. Isso causou suas emoções, que nem sequer tremeram quando ele devorou dezenas de seu povo, para vacilar.

A conversa deles continuou.

Lord fingiu estar calmo, mas estava queimando por dentro. Ele ficou impaciente. Ele se sentiu confuso.

Ele nunca esperou a traição da pessoa em quem mais confiava.

Ele sentiu que tinha que mudar a mente de Riki de alguma forma. Sua impaciência o fez dizer algo que nunca deveria ter sido dito.

[Então vamos fingir que isso nunca aconteceu.]

“…o quê?”

[Temos que fazer uma boa atuação. Vou escolher um dos semideuses que vier aqui. Não haverá suspeitas e tudo correrá bem. Você não tem com o que se preocupar.]

“… você vai acusar falsamente e depois matar um semideus inocente?”

[É lamentável, mas não pode ser evitado. Porque você é mais importante do que qualquer outro.]

Deve ter sido exatamente neste ponto. A primeira distorção na mentalidade de Lord e todas as mudanças subsequentes começaram com essa mesma proposta.

Naturalmente, Riki não aceitou sua oferta, o que aumentou ainda mais a velocidade das rachaduras que se espalhavam pela psique de Lord.

‘Eu estava disposto a desistir de tanto por você! No entanto, você! … você …! ‘

Lord gritou desesperadamente por dentro. Por mais de dezenas de milhares de anos, ele tratou e amou todos os semideuses igualmente.

Foi por causa disso que ele ganhou o título de ‘Lord‘ e conquistou a lealdade cega de todos os semideuses.

Mesmo assim, ele cometeu o primeiro ato que ia contra suas crenças em relação a Riki.

Foi um ato que violou sua própria identidade.

Mas ele nem percebeu que seus pensamentos já estavam tortos. Ele só estava com raiva porque sua dedicação não foi recompensada.

Ele não se importava com a confusão que os outros semideuses sentiriam se isso fosse revelado.

O maior problema já havia surgido na mente do Lord. E pela primeira vez, ele sentiu ódio pela raça conhecida como Semideuses.

‘Isso é.’

Essa foi a fraqueza do Lord.

Era a única coisa que poderia atravessar a fortaleza de ferro que era sua convicção.

Consigo ganhar.

No momento em que Frey teve esse pensamento.

Crack.

Kuk… ’

Ele acordou da assimilação com dor intensa.


“Huk… huk…”

Frey ofegava pesadamente.

Depois de acordar das memórias, ele percebeu seu estado. Ele derramou tudo o que tinha.

O poder usado na palavra  ‘Morra’ estava além da imaginação.

O corpo de Frey até desmaiou como uma ilusão. Ele levantou a cabeça à força e Frey olhou em volta.

Lord estava parado ali. Seu estado atual só poderia ser descrito como uma bagunça.

O brilho ao redor de seu corpo brilhou como uma vela pronta para se apagar. Havia rachaduras por todo o corpo que revelaram a carne por baixo. E sua presença mal podia ser sentida.

Isso foi o suficiente para mostrar quanto dano ele sofreu.

O mais importante é que, apesar dos danos, seu estado ainda era melhor do que o de Frey.

Derrota.

Esta palavra de repente surgiu em sua mente.

Frey mordeu o lábio enquanto tentava apagar esse pensamento negativo, mas não funcionou. Mesmo considerando todos os meios de que dispunha, não havia como reverter a situação atual.

Naquele momento, ter um cérebro tão inteligente parecia um obstáculo.

[Eu ganhei.]

“…”

Frey viu o rosto de Lord pela primeira vez. Esse rosto, que geralmente estava em branco, tinha traços claros.

Lord também tinha um sorriso presunçoso nos lábios, mas sua expressão ainda era sombria.

Ele não tinha escolha.

Ele não teve escolha a não ser mudar sua decisão no último minuto.

Ele não pretendia matar Frey. Mas ele poderia ter desaparecido se o tocasse.

Portanto, ele fez o seu melhor. E ele venceu.

[Nós fomos assimilados após aquele confronto. E a maior parte do seu poder veio para mim. Assim como o rio corre para o mar. Esta é a prova de que tenho um poder maior.]

‘Foi uma luta muito … muito longa e difícil.’ Lord não teve escolha a não ser admitir esse fato.

Não era nem mesmo um dragão, um demônio ou mesmo Deus.

Em vez disso, foi esse homem antes dele, um humano, o maior inimigo do Lord.

Mas era só isso.

No final, foi o Lord quem venceu.

[Você vai morrer aqui.]

“…”

Frey abriu a boca antes de fechá-la novamente.

Ele não tinha mais nada a dizer.

Ele o desafiou, lutou e perdeu. Sua vontade diminuiu.

Agora, ele nem tinha força para levantar um dedo.

No final, toda essa cena mostrou ser a convicção do Lord ainda mais forte do que a dele.

Na verdade, ele não conseguia acreditar. Não havia como ele acreditar, considerando tudo o que havia passado ao longo dos anos.

A convicção do Lord foi obscurecida. Era distorcido e contraditório. Se fosse expresso como uma cor, seria escuro enquanto emitia uma aura opaca.

Era por isso que ele não conseguia acreditar que havia perdido para uma convicção tão perversa.

No entanto, era inegável que ele havia perdido.

Os resultados não mentiram.

“…”

Frey fechou os olhos.

‘…Não pensei que fosse acabar desse jeito.’

Ele pensou que poderia vencer. Ele até aprendeu a fraqueza decisiva de Lord.

Mas no final, ele ainda perdeu. Exatamente como há 4.000 anos.

Claro, era diferente de então.

Lord não podia mais desprezar Frey. Portanto, ele não faria algo como trancá-lo no Abismo novamente.

Ele havia reconhecido claramente o quão ameaçador Frey era, então ele não deixaria nem um pedaço dele para trás.

Não haveria milagres desta vez.

“…Eu perdi. Mas…”

A voz de Frey era clara enquanto ele falava.

“A humanidade não perdeu.”

[…Frey Blake, você ainda não entendeu? Para mim, sua existência foi mais problemática do que todos os outros humanos no continente juntos.]

Lord olhou para ele por um momento antes de murmurar baixinho.

[Tchau.]

Puk.

A mão de Lord apunhalou seu peito.

Então, sua consciência desapareceu. Era como se ele tivesse sido sugado para um espaço escuro. Como se ele tivesse caído em um abismo do qual nunca escaparia.

Era inútil até lutar. Em vez disso, a escuridão apenas o puxaria mais e mais fundo como areia movediça.

E então.

‘Frey Blake’ morreu.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar