The Great Mage Returns After 4000 Years – Volume 2 – Capítulo 23

Capítulo 23

Shaa-

Estava chovendo fortemente. O relâmpago no céu se espalhou como uma teia de aranha antes de desaparecer.

Lukas percebeu que a projeção de pensamento do Deus Relâmpago havia deixado completamente o universo.

— O Grande Jogo…

Essas palavras ficaram presas em sua cabeça. Ao mesmo tempo, ele teve uma premonição de que seria um teste diferente de tudo que ele havia visto.

— Hoo.

Ele respirou fundo e organizou seus pensamentos.

Em vez do “Grande Jogo” sobre o qual ele nada sabia, seria melhor pensar sobre os Absolutos que em breve entrariam neste universo.

Absolutos.

Foi o que o Deus Relâmpago disse.

Em outras palavras, não seria apenas um Absoluto que entraria neste universo.

Não tem sido um grande problema ele não poder usar o Poder da Magia Divina ou a Língua Final. Pelo menos até agora.

O conhecimento e a experiência que ele tinha, acompanhados dos feitiços de 9 estrelas, foram suficientes para permitir que ele não tivesse ameaças neste universo.

Embora ele não tivesse encontrado o Rei Demônio, os Duques, que eram considerados os Demônios mais fortes depois do Rei, não representaram nenhuma ameaça para ele.

No entanto, era completamente impossível enfrentar um Absoluto com nada além do poder de 9 estrelas.

“Se algum Absoluto já entrou…”

Então era importante descobrir onde eles estavam.

Para isso, ele precisava de informações.

Isso significava que ele precisava obter assistência de organizações que pudessem identificar os principais eventos acontecendo ao redor do mundo com facilidade.

Atualmente, a força mais favorável para Lukas era a Filial Europeia. Isso porque ele tinha a confiança absoluta de Nina, a Presidente da Filial.

No entanto, a Europa não podia se dar ao luxo de lutar contra os Demônios que estavam constantemente invadindo seu território.

Embora algum mínimo de coleta de informações tenha sido realizado, foi diferente da informação que Lukas queria.

Ele precisava de agentes de primeira classe que reunissem informações não apenas nos territórios humanos, mas também na terra dos Demônios.

Ele precisava de olhos e ouvidos.

“Eu preciso do poder da Agência de Inteligência Chinesa.”

A China poderia ser considerada o país mais controverso do mundo, mas tais sentimentos se esvaíram após a invasão dos Demônios.

Agora, a maioria das pessoas estava se movendo sob a ideologia de “Uma China”, e eles desempenharam fielmente o papel da maior muralha de defesa para a frente humana.

Ao contrário do Japão e da Coreia, onde se teria relativamente poucas oportunidades de ver Demônios, o poder da Filial Chinesa poderia ser considerado dentre os três principais do mundo inteiro, porque sempre estiveram travando batalhas com risco de vida na linha de frente.

Era por isso que a inteligência deles era óbvia. Nesse ponto, a ciência mais avançada havia sido neutralizada.

A capacidade da Agência de Inteligência Chinesa de obter informações diretamente do território dos Demônios, apesar do fato de estar cheio de Demônios, estava além da dos Estados Unidos.

Mas as coisas não seriam tão fáceis.

Mesmo que ele pegasse emprestado o poder de Nina. Não. Em vez disso, havia uma grande possibilidade de que ele fosse criticado por tais truques.

A China não tinha uma opinião muito positiva dos Estados Unidos, que viviam no espaço pacífico que criaram do outro lado do mar. E o mesmo aconteceu com a Europa, que havia construído uma relação próxima com os Estados Unidos.

Foi então que Lukas pensou em um homem.

Ele era o segundo em comando da filial chinesa da Associação dos caçadores, e era uma figura reverenciada em toda a Ásia.

O Dragão Humano, Lee Jong-hak.

Para ganhar o poder da agência de inteligência, sua assistência seria indispensável.


Alguns dias antes, Lukas teve um encontro com o Deus Relâmpago.

A Europa e a África foram consideradas as duas regiões que sofreram os danos mais devastadores da Terra. Não era exagero dizer que a maior parte da terra nesses dois continentes estava ocupada por Demônios.

A Grã-Bretanha, que poderia ser considerada uma das três maiores potências da Europa, não foi exceção. Entre as nações insulares em todo o mundo, a Grã-Bretanha sofreu uma quantidade sem precedentes de danos.

Isso pode ter sido porque o Rei Demônio desceu sobre a França, que era o país mais próximo da Grã-Bretanha.

A situação da Irlanda do Norte, que não pertencia à Grã-Bretanha, era relativamente melhor.

Ou, pelo menos, era assim há pouco tempo.

— H-hoo…

Katherine ofegou com uma expressão aterrorizada.

Ela queria cobrir os ouvidos dos grunhidos, gritos e sons de coisas sendo comidas vindos de fora da casa.

— Irmã?

Tom, que agora tinha seis anos, ainda parecia não entender completamente o que estava acontecendo. Sua voz estava cheia de curiosidade sobre a expressão incomum de sua irmã.

Vendo aquele garotinho, que era muito mais fraco do que ela, Katherine ganhou coragem.

— Está tudo bem. Tudo vai ficar bem. Você confia na irmã mais velha?

— Uhum.

— Boa. Enquanto ficarmos…

Crack!

— Kyah!

A porta foi quebrada e uma criatura de aparência bizarra entrou na casa.

Seu focinho era tão longo quanto o de um tamanduá, e a parte superior do seu corpo era extraordinariamente grande. Comparado a isso, sua parte inferior do corpo era tão fina que não se podia deixar de imaginar como poderia suportar seu próprio peso.

— Grrr…

Os olhos vermelhos do monstro brilharam intensamente e seu nariz se alargou. Seu olfato era anormalmente forte, então não foi problema para ele encontrar o menino e a menina que estavam escondidos na casa, pensando que estavam seguros.

— Ai meu Deus…

Katherine fechou os olhos com uma expressão de desespero.

Por outro lado, Tom não fechou os olhos.

Em vez disso, ele estava olhando para o céu com uma expressão vazia no rosto.

O teto da casa desabou durante a fúria das Bestas Demoníacas, então o céu noturno era claramente visível.

E nele, um meteoro podia ser visto.

— Bonito.

Tom murmurou isso baixinho. Mas ele notou que o movimento do meteoro era estranho. Era como se estivesse vindo direto para eles.

Não, isso era realmente um meteoro?

Estrondo!

— Krk?

A Besta Demoníaca virou a cabeça. Um objeto não identificado caiu do céu e se chocou contra o chão.

Afastando-se dos dois humanos que não achava que pudessem escapar, a Besta Demoníaca olhou para a cratera.

Então, alguém saiu da nuvem de poeira.

— …

Era uma mulher incrivelmente bonita. Seu cabelo era tão escuro que parecia absorver a luz do luar, e suas roupas eram pretas como breu.

Seus olhos pareciam brilhar com uma luz sangrenta, e sua expressão era sombria.

O que realmente se destacou, no entanto, foi a arma em sua mão.

Era uma foice ridiculamente grande, que não parecia combinar com ela.

— Krrr…

A Besta Demoníaca olhou para a mulher com uma expressão cautelosa.

Os pelos de todo o seu corpo se arrepiaram e suas pupilas tremeram. Achava difícil respirar por causa da aura viciosa que cercava a mulher.

— Kyaah!

No entanto, uma besta era uma besta.

A Besta Demoníaca não gostou da sensação de medo que recebeu da mulher, então partiu para cima dela. Suas garras, que poderiam facilmente rasgar pedra, brilharam ao luar.

Chuk-

Mas o corpo da Besta Demoníaca de repente se tornou milhares de pedaços de carne, espalhados pelo chão.

No entanto, não havia uma única gota de sangue na foice.

— H-hik…

Katherine olhou para a mulher com horror, mas a mulher saiu da casa fingindo não os notar.

— Krk!

— Kaak! Kaak!

As Bestas Demoníacas que sentiam o cheiro pesado de sangue começaram a fervilhar. Havia até algumas incrivelmente grandes, que faziam a Besta Demoníaca que acabara de morrer parecer pequena.

— Coisas ignorantes.

A mulher murmurou sombriamente.

Então toda a cidade ficou banhada em sangue.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar