Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

The Runesmith – Capítulo 153

Para o covil dos ladrões.

‘Eles com certeza escolheram um lugar estranho para isso…’ 

Roland se viu olhando para um velho poço. Ele tinha colocado seus óculos rúnicos para que pudesse ver todo o caminho e era uma queda bem grande. Depois de se inclinar para trás, olhou para o lado e viu pessoas se movendo para frente e para trás na estrada. 

Este poço em que ele se encontrava já fora usado pelos antigos fazendeiros de Albrook. Ele havia secado há muito tempo e foi deixado perto da estrada que levava a masmorra de  Albrook. Roland tinha no bolso a carta que o mestre da guilda lhe dera. 

Naquele dia, quando conversou com ele, recebeu algumas instruções. A carta era supostamente uma introdução às pessoas que administram os negócios clandestinos nesta cidade, a Guilda dos Ladrões. 

Como o mestre da guilda dos aventureiros sabia que a guilda dos ladrões era um pouco desconcertante. Mas depois de mais considerações, percebeu que as duas guildas realmente não tinham nada em desacordo uma com a outra. Não é como se eles tivessem interesses conflitantes, eles eram realmente muito semelhantes. 

Enquanto a guilda de aventureiros eram mais como mercenários e soldados contratados, os membros da guilda dos ladrões eram mais como assassinos contratados e coletores de informações. Se uma tarefa era muito difícil para qualquer aventureiro, não era difícil delas irem parar no submundo e contratar alguém mais propenso a correr riscos. 

A guilda de aventureiros era um negócio justo e isso limitava seu escopo de ações. Eles tinham regras que impediam que seus aventureiros entrassem em muito perigo. Eles tinham classificações para cada um deles e as missões que deveriam cumprir. Assim, eles limitaram a perda de vidas através de um processo de habilitação. 

Os ladrões, por outro lado, não se importavam com essas coisas. Eles tinham uma classificação interna entre si, mas nada do tipo que os aventureiros tinham. Eles não impediriam seus membros de aceitar trabalhos difíceis que poderiam lhes custar a vida. 

Seus mestres não se importavam e na maioria das vezes o pagamento dos trabalhos era proporcional ao membro da guilda que você tinha. Isso tornava um pouco mais difícil para quem contratava conseguir um bom negócio, mas essa era uma das razões pelas quais esses tipos de pessoas eram chamados de criminosos. 

‘Lá vai…’ 

Roland jogou a carta no poço enquanto olhava em todas as direções. Para outros, pareceria que ele estava jogando lixo neste poço e isso era principalmente o que as pessoas faziam aqui. 

Como essa mensagem chegaria à guilda dos ladrões era desconhecido para ele, mas a magia provavelmente estava envolvida. Fazia sentido que, se uma pessoa desejasse se envolver com eles, precisava conhecer uma pessoa que já era membro da guilda de ladrões. 

Era um clube exclusivo que era difícil de entrar, mas ainda mais difícil de sair. Isso era algo que o mestre da guilda o havia alertado, mas não é como se Roland quisesse se tornar um membro da guilda dos ladrões. Seu objetivo era obter acesso aos comerciantes do mercado negro. 

A princípio, Roland ficou preocupado com essa carta. Qualquer um poderia vê-lo jogando algo no poço se quisesse olhar. Então, depois de pensar sobre isso, ficou claro que os ladrões estavam apenas tentando ser espertos sobre isso. 

Quem pensaria que eles estavam realmente usando lugares de fácil acesso para entrar em contato um com o outro? Este também aparentemente não era o único ponto de contato, o mestre da guilda o informou que mudava a cada duas semanas. Embora agora fosse um poço, poderia se transformar em um toco de árvore na floresta ou até mesmo em um tijolo solto em uma das casas da cidade. 

Era também por isso que ele precisava fazê-lo dentro de um curto espaço de tempo. Se não fizesse isso agora, não teria como saber qual seria o próximo ponto de contato. 

‘Pelo que ele disse, preciso esperar alguns dias por uma resposta…’ 

O que Roland fez, enquanto sua carta de apresentação estava sendo enviada, ele decidiu se aventurar na masmorra para variar. Conseguiu reconstruir sua antiga armadura, mas com a falta de fundos, ainda precisava ir com a variante de pedra de mana. 

Parecia praticamente a mesmo, mas decidiu abandonar a coloração carmesim característica. Por enquanto, ele optou por uma variante mais escura que também fazia os símbolos rúnicos se destacarem menos se não estivessem sendo usados. Se usado, ele se destacaria ainda mais, pois eles brilhavam em várias cores. 

Os golens e monstros de nível 2 nos níveis mais baixos não representavam muita ameaça para ele, pois estava lentamente ganhando níveis. A velocidade de seu progresso diminuiu desde sua última descida na masmorra, mas graças a ele obter os esquemas de nível 3, estava indo lentamente para o 100º nível. 

“Ainda não hein?” 

Roland olhou para a tela de status dele e de Agni. Agni estava no nível máximo, cinquenta, mas a variante Lobo Rubi Místico ainda estava acinzentada. Ele progrediu através dos níveis por lixiviação e fez isso muito rápido. Mesmo agora, ele estava alguns níveis abaixo de suas habilidades relacionadas a mana. 

Enquanto para a maioria das pessoas o 100º nível significava sua segunda classe de nível 2 para ele levaria um pouco mais de tempo. Somente quando ele atingisse o nível 125, sua classe Lord Runesmith seria maximizada. Ele ainda podia conseguir uma nova quando chegasse lá, mas não havia realmente uma razão para isso. 

Estava pensando em usar um cristal de mudança de classe quando alcançasse o centésimo nível. Ainda era possível para uma pessoa olhar para as classes para as quais poderia mudar sem mudar para elas. Ele poderia até mesmo passar por algumas das provações como um teste e reprovar nelas de propósito. 

Não era estranho que as pessoas atingissem um limite de nível para sua classe e depois tentassem obter títulos ou características ocultas. Pelo que sabia, era assim que as pessoas nos velhos tempos descobriam novas classes. Eles continuaram a ganhar novas habilidades, títulos e habilidades e então foram ver se alguma nova classe estava disponível para eles. 

Mesmo assim, algumas classes permaneceram escondidas dos olhos do público. Como sua classe de Lord Runesmith  que provavelmente só se tornou acessível a ele através de habilidades como a depuração. Seu nascimento nobre poderia ter algo a ver com isso também, mas ele não tinha certeza da importância das linhagens. 

‘Eu me pergunto se eu poderia usar isso para criar materiais…’ 

Roland deu um chute rápido em uma pilha de pedras vermelhas para revelar um núcleo de golem sob elas. Estes eram os restos de um golem vulcânico que depois de tanto tempo ele aprendeu a derrotar com facilidade. 

“Alguns dos livros dizem que algumas das partes do golem podem ser fundidas em lingotes …” 

Roland examinou um pedaço do golem rochoso. Lamentavelmente, este não era da variante de metal golem que tinha metal bruto suficiente em seu corpo para ser usado como recurso. Esses golems rochosos seriam mais adequados para os modelos de golem encantados. 

Aparentemente, havia uma maneira de reanimar os restos desses monstros rochosos e fazê-los funcionar através do uso de mana. O único problema como sempre permanecia na taxa de absorção de mana. Apenas um mago poderoso teria mana suficiente para suportar um golem inteiro e fazê-lo funcionar em tempo integral. 

Roland era um pouco mago, mas se ele fosse capaz de aprender tais feitiços ainda estava para ser visto. Ele poderia perguntar ao professor gato se era viável, mas estava com um pouco de medo de ser ridicularizado por fazer uma pergunta estúpida. 

Havia a possibilidade de minerar alguns minerais raros nesta masmorra. O maior problema era que a maior parte era da guilda de aventureiros e da união dos anões que gostava de monopolizar qualquer coisa que envolvesse mineração. Mesmo agora ele podia ver alguns trabalhadores anões batendo nas paredes da masmorra com picaretas enquanto eram protegidos por um pequeno batalhão de aventureiros. 

Se ele quisesse se juntar à mineração, provavelmente pegaria a ira das pessoas que trabalham aqui. Embora ninguém realmente tivesse direitos sobre a masmorra, era proibido que ele se envolvesse com os esforços de mineração. Se o fizesse, seria multado pela guilda ou até banido se o pegassem fazendo isso. 

Isso só o deixou com a opção de encontrar um local que não foi mapeado pelos outros. Assim seu olhar se voltou para o grande lago de lava que dava entrada para aquele grande bolsão de metais e minerais raros. Se ele conseguisse ficar forte o suficiente para cultivá-lo, seu futuro estaria garantido. 

“Venha Agni, vamos voltar.” 

“rummm!” 

Agni balançou o rabo enquanto bufava no golem vulcânico. 

“O que há de errado?” 

Roland perguntou enquanto Agni começava a coçar um pouco o corpo do golem. 

“Ah, você quer uma pedra de mana?” 

Os golens não viriam com nenhuma pedras de manas, então seu lobo ficou sem seu lanche favorito. Roland tentou alimentá-lo com os núcleos de golem desintegrados uma vez, mas Agni não parecia gostar muito deles. 

“Ok, vamos pegar uma salamandra, mas depois vamos voltar.” 

Depois de matar, um dos monstros do tipo salamandra Agni teve sua pedra de mana para mordiscar e os dois retornaram aos níveis superiores através do atalho. Então, quando ele estava bem na saída da masmorra, uma pessoa desconhecida esbarrou nele. 

“Hum?” 

“Oh, com licença…” 

Desde o início, a coisa toda parecia suspeita. Roland com sua nova habilidade de pensamento paralelo estava agora mais consciente do que nunca. Ele viu claramente a pessoa mudar de peso e esbarrar nele de propósito por algum motivo. 

Ele queria pegar essa pessoa encapuzada pela mão e perguntar o que era aquilo, mas então percebeu que ele tentava forçar algo em sua mão. Quando percebeu o que era, simplesmente deixou e a pessoa logo desapareceu na masmorra. 

Roland fez questão de se afastar da masmorra antes de abrir a mão novamente. Nela havia um pedaço de papel amassado. Instantaneamente ele soube quem era o homem que esbarrou nele e o pedaço de papel confirmou. 

“Isso foi rápido… como eles sabiam que eu estava na masmorra neste momento…” 

O que estava no papel era um conjunto de passagens e também um endereço. Ele com certeza leria tudo e se lembraria de tudo antes de incendiar o pedaço de papel. 

Parecia um pouco estranho que ele tivesse sido contatado tão cedo pelos membros do submundo do crime. Ele começou a pensar em como eles poderiam tê-lo descoberto tão rápido para entregar esta carta. 

Era possível que eles estivessem vigiando aquele poço seco que recolheu sua carta-convite. Então ele foi vigiado por todo o caminho até descer na masmorra e eles esperaram que ele saísse. Era isso ou a magia estava envolvida de uma forma ou de outra que poderia lhe dar a localização atual. 

Com o conhecimento de seu próximo passo, ele voltou para casa. Lá, informou a Bernir que iria passar a noite na cidade. 

“O chefe vai ir a cidade? Você vai à taverna?” 

Roland acenou com a cabeça, pois este era realmente o local de encontro que precisava ir. Enquanto Bernir era principalmente aquele que saía para a cidade para ficar bêbado, desta vez ele precisaria ficar em casa com Agni. 

Esta pequena expedição a um dos estabelecimentos mais peculiares exigiria uma mudança de visual. Ele poderia muito bem colocar um grande sinal de néon nas costas com as palavras ‘Eu sou Wayland, o Runesmith’ se ele fosse lá usando sua armadura de placa completa usual. 

Por sorte, antes de tomar a decisão de jogar a carta no poço, ele já havia feito alguns preparativos. Comprou uma túnica preta e encaixou sua armadura de meia placa por baixo para que ninguém pudesse dizer o que estava vestindo. Seu rosto seria coberto pelo capuz e sua boca por uma máscara metálica feita especialmente para a ocasião.  

Olhando assim, ele se pareceria com qualquer outro tipo de ladrão. O bocal que o fazia parecer um ninja medieval tinha uma runa especial de mudança de voz como uma de suas características. Com ela, nem mesmo as pessoas que ele conhecia seriam capazes de reconhecer sua voz. 

Não tinha ideia de quem encontraria no covil dos ladrões. Não seria estranho se alguns anões do sindicato estivessem tentando fazer alguma mudança vendendo algum equipamento inutilizável no mercado negro. Se descobrissem que ele estava lá embaixo, poderia causar mais drama. 

Ao retornar à cidade, ele ainda precisava mostrar seu rosto aos guardas que não reconheceram sua forma encapuzada. Com o novo traje passando no teste, ele entrou no distrito da luz vermelha. 

Quando entrou aqui, sentiu o cheiro forte de perfume que fez seu nariz coçar um pouco. Este era o momento de cobrir a boca, pois não sabia se este perfume tinha um pequeno afrodisíaco misturado nele. Ele ouviu uma conversa entre alguns aventureiros que se vieram a este distrito e sabia que era uma forma de tirar mais dinheiro dos clientes mais desavisados. 

Em seu caminho pela rua, podia ver muitas senhoras trabalhadoras acenando para os transeuntes. Esta estrada que ele nunca visitou era bem longa e de cada lado, havia um grande edifício. Em algumas das varandas, ele viu mulheres seminuas olhando para fora. Alguns estavam apenas descansando e parecendo cansadas, enquanto outros piscavam para os clientes em potencial. 

Enquanto o disfarce de Roland lhe deu a oportunidade de ser anônimo aqui, esse não era o caso de outros. Ele reconheceu algumas pessoas da guilda de aventureiros. 

Essa era a coisa normal que esse tipo de gente fazia, depois de dias lutando contra monstros, eles usavam seu dinheiro em mulheres e bebidas. Essas coisas eram amplamente aceitas como a norma neste mundo bem diferente daquele de onde ele veio. 

‘É isso…?’ 

Ele se lembrava bem do bilhete e agora estava diante do estabelecimento para o qual ele o apontava. A placa na frente mostrava um coração que foi atingido por uma flecha. Mesmo com a máscara, ele podia sentir o cheiro forte de perfume feminino. 

“Salão das Delícias Celestiais, hein?” 

Roland não queria nada além de suspirar e ir embora. Quando era mais jovem, imaginava como seria participar dos serviços de uma dama profissional. Agora, por outro lado, quando ficou mais velho, ficou menos intrigante. Este ainda era seu caminho para o mercado subterrâneo, onde ele poderia comprar seus materiais, o que o impediria de buscar rotas alternativas.  

“Ei senhor, o que você está procurando?” 

Enquanto estava em frente à entrada deste bordel, ele foi visto por uma das garotas que trabalhavam aqui. Era uma garota com orelhas de gato, ela foi rápida em balançar os quadris enquanto o chamava. 

Normalmente, poderia até achar isso atraente, mas no momento estava nervoso demais para se concentrar. Isso deveria levá-lo ao covil dos ladrões e não tinha certeza do que deveria esperar disso. 

Havia algumas opções aqui. Ou ele encontraria os comerciantes certos do mercado negro que lhe forneceriam os recursos de que precisava ou seria roubado às cegas. 

O mestre da guilda garantiu que nada de ruim aconteceria com ele, pois a guilda dos ladrões ainda está em processo de construção. Aparentemente, os rumores sobre ser um lugar onde uma pessoa poderia ser esfaqueada por qualquer pequena transgressão foram desproporcionais. Isso fazia sentido, pois nenhum comerciante estaria disposto a fazer negócios em um lugar onde sua vida estivesse em constante perigo.  

Havia regras que as pessoas precisavam seguir enquanto estivessem lá, mas ele ainda precisava se comportar de acordo. Se os ladrões e rufiões o vissem inquieto, poderiam ver isso como uma oportunidade para começar problemas. Assim, Roland se endireitou e olhou para a garota-gato sorridente enquanto acenava com a cabeça. 

Este Salão das Delícias Celestiais era o maior bordel da cidade. No interior estava a porta de entrada para ele, ali seria conduzido ao submundo criminoso não só desta cidade, mas de todo o reino. O mercado negro era uma grande entidade e esta seria sua introdução a ele. 

Ele deu um passo à frente e a senhora-gata parecia feliz em ver um novo cliente vindo em sua direção. Havia uma barra lateral específica dentro deste grande bordel e era para onde ele estava indo. Assim, ele chamou a mulher sedutora com uma pergunta. 

“Sim, você poderia me mostrar o caminho para o bar?” 

Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

5 2 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar