Switch Mode
Servidor de Hospedagem do Site está passando por manutenção, pode ficar instável por algumas horas!!
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

The Runesmith – Capítulo 20

Procurando Trabalho

Roland acordou no dia seguinte mais cedo do que o esperado, o som de carruagens se movendo e pessoas conversando encheram seus ouvidos. Os moradores desta cidade começaram o dia um pouco mais rápido do que em Carwen. Eles também faziam muito mais barulho, ele podia ouvir os sons de martelos batendo em metal mesmo daqui.

Se levantou com um olho fechado, estava um pouco grogue, o cansaço da viagem de trem de uma semana ainda não tinha passado. De alguma forma se arrastou para fora de sua cama e saiu de seu quarto. Não havia muito o que fazer lá e podia simplesmente carregar suas coisas em sua bolsa espacial.

Tomou seu café da manhã que tinha um sabor suave como antes, as pessoas comuns não usavam muito tempero além de sal e pimenta. A pequena garota gnomo estava acordada hoje. Ele decidiu tentar não esbarrar nela novamente, pois ela parecia facilmente irritável. Precisava inspecionar a nova cidade, além desta pousada e da guilda de aventureiros, havia outros lugares interessantes para ver.

Primeiro, decidiu encontrar uma loja geral que vendia itens para escribas. Precisava conseguir algum papel ou pergaminhos em branco feitos de pele de monstro. Não tinha certeza de quais eram melhores, mas provavelmente seria mais fácil desenhar em papel do que pergaminhos ásperos.

Ficava olhando ao redor bastante curioso sobre as pessoas que moravam aqui. Estava neste mundo há quase seis anos. O tempo que ele passou se aventurando já era mais de meio ano. Os aventureiros eram um grupo peculiar, mas ele os considerava um grupo bem unido.

Ainda havia perigos neste mundo. Bandidos e monstros rondavam a noite, e você poderia obter uma sentença de morte se esbarrar em uma pessoa em uma posição alta o suficiente. A sorte estava do seu lado, pois, além daquele encontro, conseguiu voar sob o radar. Isso provavelmente foi graças ao grupo de aventureiros que se juntou, as três garotas eram bastante cautelosas em suas caçadas.

Notou que eles eram diferentes do grupo de aventureiros usuais na época. Não vagavam pelas partes mais profundas da Masmorra, embora devessem ser fortes o suficiente. Tinha motivos para acreditar que eles não estavam dispostos a ir lá com uma criança como ele.

Balançou a cabeça ao redor, tentando esquecer os dias recentes, mas agora velhos. Precisava fazer algumas compras e chegou a um dos maiores armazéns gerais. Entrou e ouviu uma campainha tocar no momento em que abriu a porta.

Ele podia ver algumas pessoas dentro olhando para os itens em exposição. A primeira coisa que notou foram as longas vitrines. Elas tinham itens colocados nelas com um pequeno texto que mostrava o nome e os preços semelhantes às etiquetas de preços modernas.

Havia algumas estantes e algumas decorações em forma de escudos e espadas nas paredes. Esta era uma loja de itens gerais para que você pudesse encontrar coisas como poções, pergaminhos e até provisões aqui.

“Bom dia cliente, fique a vontade para dar uma olhada na loja.”

Ele ouviu alguém chamando por ele. Na frente, atrás das vitrines, estava um senhor mais velho. Ele usava óculos grandes e estava parcialmente careca com alguns cabelos nas laterais. Estava usando um avental pesado sobre suas roupas normais com algumas ferramentas saindo dos bolsos.

Roland assentiu e se aproximou das vitrines. Podia ver algumas poções de vários graus. Eles tinham o mesmo sistema de classificação das runas, variando de inferior até lendário. Aqui encontrou principalmente as inferiores e comuns.

‘Oh, eles têm alguns pergaminhos aqui!’

Em uma das vitrines, viu alguns pergaminhos enrolados. Este que estava olhando tinha um feitiço de flecha de mana inscrito nele. Olhou para o preço e viu que valia uma pequena moeda de prata. Não tinha certeza se era uma grande soma para um item como este. Então tentou comparar o preço com mortes de monstros.

Ele raciocinou que não valeria a pena matar um goblin com este pergaminho de feitiço, a menos que você estivesse tirando uma pedra de mana dele. Se você considerasse isso uma medida que salva vidas, não seria tão caro.

Olhou mais longe e viu mais pergaminhos que estavam sendo vendidos. O próximo da fila era um pergaminho de feitiço de flecha de fogo. Esta foi uma atualização direta de um feitiço de flecha de mana e era magia de nível 2. A pessoa que fizesse este pergaminho tinha que ser um escriba mais avançado, além de ser um mago elemental do fogo.

O custo deste feitiço foi o triplo do custo do inferior. Roland ficou um pouco surpreso por ser apenas isso, estava inclinado a pensar que esse feitiço deveria custar muito mais. Era sempre melhor perguntar quando você tinha algumas duvidas em vez de pensar demais, então ele olhou para o dono da loja e fez sua pergunta.

“Com licença, por que esse feitiço de flecha de fogo custa apenas três pratas pequenas quando é um feitiço de nível 2, enquanto esse feitiço de flecha de mana custa 1 prata pequena?”

O dono da loja aproximou-se um pouco para ver o que seu cliente estava vendo e então deu a resposta.

“Mesmo sendo um feitiço de nível 2, não é muito mais poderoso, também depende da pessoa que faz esses pergaminhos e dos materiais. Se fosse um feitiço de bola de fogo, custaria cerca de seis pequenas pratas por pergaminho.”

“Também caro cliente, esses pergaminhos são identificados por um profissional que pode distinguir seu verdadeiro valor de ataque. Um arquimago poderia muito bem criar um feitiço simples de flecha de mana que seria várias vezes mais forte do que um feitiço de flecha de fogo, tudo depende da pessoa que o faz.”

O dono da loja ficou muito feliz em explicar enquanto pegava um dos pergaminhos e os exibia. Esses pergaminhos também tinham classificações, assim como as runas. Eles eram um pouco diferentes, pois o fator determinante não era quão bem eles eram feitos, mas quanto poder era injetado neles durante o processo de criação. As pessoas simplificaram e os classificaram do menor para o maior e foram verificados por um dispositivo especial antes que um preço fosse atribuído.

“Entendo, obrigado.”

Roland assentiu e se perguntou o quão alta seria sua nota se ele escrevesse sua própria flecha de mana e o feitiço de raio de mana. Tinha muito mais inteligência e mana do que um mago normal, então deveria ser capaz de fazer pergaminhos de feitiço mais poderosos.

Antes de fazer mais perguntas, Roland vasculhou a loja e encontrou as coisas que procurava. Encontrou um pouco de tinta mágica e os pergaminhos de pele de monstro mais grosseiros. Também teve certeza de conseguir um lápis e mais papel de desenho.

Pelo que o dono da loja disse, essas eram as opções mais baratas já que o papel mágico era feito com alguma madeira difícil de se conseguir. Em contraste, os monstros eram facilmente caçados em certas masmorras e eram um bom recurso renovável.

Os pergaminhos vazios vinham em maços de dez e eram quase do tamanho de um papel A5. Isso significava que eles não eram tão grandes, mas considerando que os feitiços que iria escrever neles não eram de alto nível, isso era o suficiente. Feitiços maiores exigiam pergaminhos maiores, mas estes eram suficientes para feitiços de nível 1 e nível 2.

Os dez pergaminhos em branco lhe custaram 9 pequenas moedas de prata, o que era equivalente a 9 grandes moedas de cobre cada. Então, se conseguisse vendê-los todos ao preço do feitiço de flecha de mana nesta loja, ele estaria lucrando apenas uma pequena moeda de prata. Provavelmente não estaria ganhando dinheiro se adicionasse o preço da tinta mágica à mistura.

Estava pensando seriamente em conseguir um emprego agora. Se trabalhasse para alguém, não precisaria se preocupar com custos de fabricação e ainda seria capaz de ganhar pontos de experiência enquanto era pago.

“Com licença, há alguma loja de escrita de pergaminhos por perto?”

O dono da loja deu a Roland a localização da loja mais próxima, mas não sabia se eles estavam recrutando. Ele curvou-se respeitosamente para o homem antes de sair, o homem tinha sido muito útil.

Seu próximo destino era um lugar chamado Empório Mágico do Exeor. Era uma das maiores lojas de magia da cidade e aparentemente pertencia a algum rico usuário de magia. Roland não tinha ideia de que classe de mago a pessoa era, mas ele era podre de rico .

Roland estava um pouco preocupado com a possibilidade de não conseguir uma vaga no mercado de trabalho. Principalmente devido à sua falta de afinidade elemental. Não tinha certeza se deveria divulgar que tinha uma versão mais avançada da classe de escribas para pessoas que também não conhecia. As flechas de mana não eram realmente uma mercadoria quente pelo que ele podia dizer.

Chegou em um grande prédio de três andares, tinha o nome que o dono da loja mencionou. O sinal nele era composto de duas poções ao lado, um pergaminho no meio com um cajado passando por eles. Tinha a sensação de uma loja de magia padrão, nada fora do comum.

‘Eu acho que é isso…’

A primeira coisa que fez foi ver se havia alguma lista de empregos pendurada do lado de fora do prédio de três andares. Não encontrou nada assim, então decidiu entrar. As portas eram um pouco peculiares, pois não tinham maçanetas, mas esse mistério foi resolvido rapidamente, pois elas se abriram sozinhas no momento em que ele chegou.

Por dentro, tinha uma forma semelhante ao do armazém que ele visitou antes. Havia vitrines com vários itens mágicos espalhados por todo o lugar. Ele podia comprar pergaminhos de feitiços como na loja anterior, mas eles tinham muito mais variações. Verificou os nomes e comparou os preços que se mostraram estranhamente semelhantes.

Passou pela maior seção de pergaminhos de feitiços da loja, havia vários feitiços aqui. Como feitiços de bola de fogo, feitiços de raio, cones de congelamento e vários outros. Não estava procurando por isso, ele estava interessado em outra coisa. Finalmente chegou a uma seção menor que estava mais atrás, era a seção ‘Pergaminho de Feitiço Rúnico’.

Na verdade, não havia muitos pergaminhos nesta seção. Eles pareciam um pouco empoeirados, como se ninguém os tivesse pego há algum tempo. Não havia muita variação e eles não vinham em pacotes como os pergaminhos normais. Pareciam mais uma exposição do que itens reais para compra.

Ele se inclinou para mais perto, interessado em que tipo de feitiços eram esses.

Eles eram principalmente feitiços simples de nível inferior. Olhou para a flecha de fogo, poderia comparar os preços desta com a sua contraparte. No momento em que viu os números, percebeu por que eles não estavam sendo vendidos.

‘Custa seis ou sete vezes mais… quem compraria isso?’

Só havia um feitiço sob o preço de uma grande moeda de prata e esse era o Orbe de Luz. O feitiço Flecha de Fogo custa 2 grandes moedas de prata. Esta era uma grande lacuna para o pergaminho de Feitiço Flecha de Fogo regular que valia 3 pequenas moedas de prata.

Tentou pensar por que esses pergaminhos de feitiço custavam muito mais do que os outros. Poderia haver algumas possibilidades, mas felizmente havia uma funcionária vindo em sua direção, então poderia simplesmente perguntar como antes.

Era uma garota bonita com orelhas compridas e ela era do tipo mais alta, uma elfa. Estava vestindo uma túnica vermelha de algum tipo, com o mesmo logotipo que a loja tinha na parte do peito. Ela era uma beleza com cabelos dourados como a maioria dos elfos eram.

“Olá, precisa de ajuda?”

A garota sorriu, ela parecia estar no final da adolescência, mas pelo que Roland sabia, poderia estar na casa dos cinquenta. Os elfos eram uma raça que podia viver por muito tempo.

“Sim, por que esses pergaminhos de feitiços rúnicos custam muito mais do que os pergaminhos de feitiços normais?”

Ele estava aqui para pedir um emprego, mas também estava interessado em saber por que os pergaminhos rúnicos eram tão caros. Também porque eles não pareciam estar vendendo bem.

“Ah, esses? Isso é simples. Esses pergaminhos de magia são muito mais difíceis de produzir do que os pergaminhos de magia comuns. Eles também exigem um Ferreiro Rúnico para produzi-los.”

Roland não chegou a escrever os feitiços normais ainda. Sabia que levava um bom tempo para criar um daqueles pergaminhos rúnicos. Ele precisava de quase uma hora para produzir um e estava com pressa. O feitiço rúnico que fez também estava no lado mais rudimentar, então só podia imaginar quanto tempo levaria para escrever um feitiço mais complexo.

Pela conversa com a elfa, ficou claro. Os pergaminhos de feitiço custam muito porque exigem um Ferreiro Rúnico de nível 2 e também muito mais tempo. Os Ferreiros Rúnicos provavelmente não estavam dispostos a baixar a faixa de preço devido ao tempo e esforço investidos em seu trabalho.

Havia alguns desses pergaminhos de feitiço lá. Ele queria pegá-los para mais pesquisas. Provavelmente poderia atualizá-los para o grau mais alto e obter alguma experiência esquemática enquanto isso. Antes disso, porém, ele se lembrou do porque estava aqui em primeiro lugar.

“Ah sim, com licença, senhorita. Esta loja talvez esteja procurando por Escribas de Mana?”

Ele não queria que as pessoas soubessem que era um Escriba de Mana Rúnico ainda, pois não sabia se isso traria alguma atenção indesejada.

A elfa olhou para ele de cima a baixo e assentiu.

“Escriba de Mana? Vou ter que perguntar ao gerente, acho que estamos, mas…”

Ela não terminou a frase enquanto cobria a boca como se estivesse se segurando para não revelar muita informação.

“Apenas me siga, vou levá-lo ao gerente, ele está sempre procurando bons funcionários~”

A mulher se virou e ele a seguiu. Ambos subiram as escadas, eram bastante estreitas e circulares e quase não havia espaço para alguém andar ao lado.

No andar seguinte, viu um corredor que levava a uma sala com as palavras ‘Gerente’ nelas. Nas laterais havia outras salas que estavam fechadas. Esses quartos também tinham palavras escritas neles, um deles tinha ‘Poções’ nela, outro ‘Pergaminhos e Feitiços’ escrito em uma placa. Essas eram salas de produção ou locais onde armazenavam esses itens.

Antes que pudesse examinar os arredores, a garota elfa bateu na porta. Ambos ouviram uma voz aguda respondendo com um ‘Entre’ e assim o fizeram.

Dentro havia um escritório habitual com uma grande mesa. Naquela mesa ao lado dos documentos, havia um conjunto completo de farmácia com vários frascos e tubos. Havia vários líquidos coloridos passando por aqueles tubos, por qual motivo ele não sabia. Nas laterais havia prateleiras cheias de alguns ingredientes estranhos que fizeram Roland pensar que ele havia entrado em uma oficina de algum alquimista.

“O que é Zilyana? Você sabe que estou ocupado.”

A pessoa que respondeu não era humana, era uma pessoa com uma estrutura menor e uma cabeça grande e suas orelhas eram pontudas, mas não tão longas quanto as de um elfo. Ele estava segurando uma pipeta e colocando um pouco de líquido azul em um jarro maior de líquido verde.

“Gerente, trouxe para você um funcionário em potencial, acho que esse menino quer trabalhar como escriba.”

O homem menor parou o que estava fazendo e olhou para Roland com os olhos. Ele então voltou para o que estava fazendo enquanto falava.

“Apenas mostre a ele o contrato, se assinar você pode testar suas habilidades na escrita. Agora vá embora, estou ocupado com minha pesquisa!”

Os dois saíram e a garota elfa apenas sorriu para Roland enquanto dava de ombros.

“Não se importe com o gerente, ele está sempre enterrado em seu trabalho,ele é na verdade um alquimista avançado!”

“Ah, claro, ele mencionou algum tipo de contrato?”

A garota assentiu e eles desceram e entraram em um quarto menor nos fundos. Uma vez lá dentro, a garota elfa começou a vasculhar algumas pilhas de papel. Ela então trouxe um grande pergaminho e entregou a ele. Parecia um pouco batido e empoeirado.

“Você só precisa assinar o contrato mágico com sua assinatura e inserir um pouco de mana para que funcione.”

“Contrato mágico?”

Ele estava interessado no que era isso, então começou a ler o chamado contrato. Quanto mais lia mais suas sobrancelhas começavam a franzir quando chegou ao final ele apenas olhou para o elfo com uma expressão confusa.

“V-você quer que eu assine isso?”

O elfo assentiu como se tudo estivesse bem. O contrato era de seis anos, afirmava que ele trabalharia por um preço definido e teria que escrever um determinado número de feitiços por dia. Havia alguns que poderia escolher e dependendo disso o número poderia diminuir ou aumentar.

Esta não foi a parte problemática embora. O contrato afirmava que não teria o direito de vender nenhum pergaminho de feitiço fora da loja. Ainda menos se fossem feitiços que ele havia aprendido durante seu trabalho aqui. Em suma, eles lhe forneceriam o conhecimento, mas ele precisava renunciar a quaisquer direitos sobre seu trabalho por esses seis anos inteiros. O contrato era mágico, então saberia se ele o violasse e sofreria algum tipo de maldição.

Pode não ter parecido um negócio tão ruim. Ele teria trabalho e seria fornecido com materiais de artesanato. A única coisa que seria impedida seria sua liberdade, nem seria capaz de fazer pergaminhos de feitiços fora de sua área de trabalho. Então não seria capaz de experimentar suas runas. O período de seis anos também o incomodava, ele queria subir de nível rapidamente e depois conseguir na classe de ferreiro. Se ele assinasse isso, teria que continuar trabalhando aqui mesmo quando alcançasse seu objetivo.

“Quer saber, vou pensar sobre isso.”

Decidiu ir embora, por enquanto. Talvez as outras lojas da cidade lhe fizessem um negócio melhor. Ele ainda tinha muito tempo e não estava com pouco dinheiro, então não estava preocupado, pelo menos não ainda.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

5 1 voto
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar