The World After the End – Capítulo 29

Homem Morto (4)

Jaehwan desviou cada lâmina das sombras e mirou na cabeça de JanYa. Mas o ataque dele quase passou em branco.

“Ele desviou?”

Era Jaehwan quem estava surpreso. Não havia ninguém que tivesse desviado de sua “Estocada Leve” até agora. Não, havia um, mas ele matou esse com a “Estocada Normal” e agora estava com sua bainha.

— Irmão!

JanMyung estava segurando JanMang enquanto ele estava assustado com o dano inesperado. Parecia que as coxas e o braço direito de JanMang foram feridos pelas estocadas.

JanYa estava chocado. Ele não podia acreditar no que tinha acabado de presenciar.

O homem na frente dele havia desviado cada ataque apenas usando [Estocada] e até mirou na cabeça dele. A única razão dele ter conseguido se esquivar do ataque foi porque era sortudo.

Se os instintos dele não tivessem o avisado, ele teria sido morto. Ele mandou uma mensagem para os membros do lado de fora novamente.

[O homem não é um Não Adaptado?]

[Sim. Temos certeza.]

Se os membros do Céu Dourado disseram, então deve ser verdade. Mas como ele poderia ser tão forte?

“Ele é um ‘Homem Forte do Abismo’?”

Não, ele sentiu algo parecido, mas nenhum “Homem Forte do Abismo” era um Não Adaptado.

“Então o que ele é?”

JanYa se preparou novamente. O homem não tinha poder espiritual e só usava [Estocada], mas era muito mais poderoso do que os três irmãos.

[Não consigo acreditar, mas ele é muito mais forte que nós.]

[I-Irmão, então….]

[Mudança de planos.]

JanYa aceitou a realidade rapidamente. Se o inimigo fosse forte, ele só precisava lutar de acordo. Jaehwan ficou decepcionado com a mudança de planos. Os irmãos Jan pegaram os reféns e começaram a lutar enquanto os seguravam. Era uma tática para lutar contra Jaehwan, que só usava [Estocada].

A [Estocada] era rápida, mas também era muito simples. Se a direção do ataque fosse bloqueada no início, era fácil de lidar com ela. Isso se provou muito útil lutando contra Jaehwan.

Entretanto, não importava.

— O quê…?

A mão direita de Jaehwan começou a acumular Poder Espiritual. Era tão poderoso que toda a construção estava tremendo. Ele estava se preparando para uma “Estocada Normal”.

Jaehwan não se importava com os reféns. Os irmãos Jan, os criminosos, os reféns, eram todos cadáveres para Jaehwan.

Mas quando ele tentou usar a [Estocada], o coração dele doeu. A visão dele embaçou e os rostos dos reféns ficaram cobertos com uma imagem.

“O que é isso?”

Jaehwan ignorou e tentou de novo. A visão dele embaçou e uma voz veio até ele.

— Eu sou humana. Não sou tão forte ou confiante como você, mas ainda sou humana.

Jaehwan ficou confuso. Por que ele estava vendo aqueles cadáveres como humanos? O corpo dele estava se recusando a atacar. O corpo dele estava dizendo para ele não usar a “Estocada Normal” contra eles.

Os irmãos começaram a correr soltos quando os ataques de Jaehwan pararam. A [Suspeita] dele estava tremendo e sua [Compreensão] estava fazendo o mesmo.

Ele precisava matar os reféns.

Ele tentou usar a “Estocada Normal” de novo, mas não conseguia se concentrar. Até a [Suspeita] dele estava tornando difícil de se concentrar. A [Suspeita], ao invés de estar desconfiada desse mundo, agora estava desconfiada de si mesma.

Ele sentiu o espírito dele sofrer uma mudança. Algo profundo e poderoso que também era quente estava nascendo de dentro. Era algo muito antigo, mas algo pelo qual ele ansiava. Um poder perdido há muito tempo…

Entretanto, o problema era que isso não ia ajudá-lo agora.

“Droga.”

Jaehwan, pela primeira vez, se arrependeu de só saber usar a estocada. Se pelo menos ele tivesse outras habilidades…

“Outras habilidades… Hmm…”

Jaehwan repentinamente redirecionou sua “Estocada Leve” para várias partes da taberna. Alguns ataques foram mirados nos irmãos Jan, enquanto outros foram mirados no telhado. Os ataques fizeram parecer que a taberna estava cheia de buracos de tiro.

— Ele enlouqueceu!

JanYa riu pensando que havia ganhado a vantagem. Era evidente que o Poder Espiritual do homem cairia para zero nesse ritmo. Alguns minutos depois, Jaehwan parou de atacar. Ele tinha usado tanto a estocada que agora o teto da taberna estava cheio de buracos e o céu estava visível. Jaehwan olhou para o céu e abaixou sua espada.

“Isso deve servir.”

Ele virou as costas para eles e Minora ficou surpresa.

— O-O que está fazendo?

— Vou deixar que ele cuide deles.

— Ele? De quem está falando?

— O falador, teimoso.

Falador, teimoso?

Minora pensou em alguém. Mas como…? Naquele momento, um dos membros do Céu Dourado gritou assustado.

— JanYa! A barreira de silenciamento foi quebrada!

JanYa ficou completamente chocado.

— O quê?! QUANDO?!

Ele enviou uma mensagem para aqueles que estavam trabalhando na barreira de silenciamento, mas não conseguia sentir o Poder Espiritual deles. Ele então olhou em volta da taberna. Os buracos feitos pelas estocadas. Aqueles ataques…

De repente, todos na taberna sentiram uma energia poderosa se aproximando rapidamente. Era poderosa o suficiente para confrontar um Adaptado de 4º estágio com tranquilidade.

Era uma energia poderosa, porém pura. Só havia uma pessoa que tinha uma energia espiritual dessas. A porta se abriu e homens em armaduras prateadas brancas entraram. Eram os guardas do Posto Norte e…

— O que está acontecendo aqui!

O brilho prateado preencheu a taberna. Um cabelo loiro e brilhante, com uma asa de prata saindo do ombro. O capitão mais teimoso do Posto.

Carlton, a prisão de prata.

Minora engoliu enquanto observava. Foi a primeira vez que viu Carlton parecer tão confiável. Cartlon estreitou os olhos ao encontrar Jaehwan na multidão e perguntou:

— Jaehwan? O que está acontecendo aqui?

Jaehwan assentiu e respondeu:

— Essas são pessoas que desobedeceram a suas leis. Não estou muito familiarizado com elas, mas eles provavelmente não seguiram o Capítulo 276, parágrafo 4.

Carlton encarou os olhos dele e perguntou:

— Quem são eles?

— Eles.

Jaehwan apontou com o queixo e Carlton se virou para eles. Havia criminosos segurando reféns.

— O que eles estão…

— Acho que estão conspirando para destruir o mundo, começando por essa taberna.

Minora ficou confusa pela mentira, mas Carlton puxou a alabarda de prata gigante em suas mãos.

— Destruir o mundo… Não posso deixar isso passar.

O rosto dele ficou frio.

— Sob as leis de Gorgon, vou prender todos vocês por invasão ilegal, destruição de propriedade privada e sequestro.

Os irmãos Jan e todos os membros do Céu Dourado ficaram pálidos.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar