The World After the End – Capítulo 62

Última Esperança (11)

— Eu prometo que se algum de vocês me derrotar, farei do vencedor o novo Mestre.

Foi uma batalha de um Mestre contra seis, incluindo alguns líderes dos Dez-Clãs. Foi uma luta que normalmente nunca ocorreria. Era uma chance de ver o quão forte era esse Mestre, que afirmava estar embarcando em uma expedição ao <Abismo>.

Isso era exatamente o que Jaehwan queria. Ele sabia por sua experiência como líder do ‘Carpe Diem’, sobre a mentalidade de grupo.

Ele precisava da confiança dessas pessoas. Mas a verdadeira confiança só poderia ser conquistada por meio de relacionamentos, e isso só aconteceria com o tempo. No entanto, ele não tinha esse tempo. Então, ele recorreu a demonstrar força. Força esmagadora que criaria admiração em qualquer um que assistisse.

A mulher do outro lado do palco riu. Era a mulher escondendo algo que Jaehwan não conseguia descobrir. Jaehwan se concentrou em seus poderes. Todos aqueles que ele não conseguia ler usando [Suspeita] eram poderosos, como Chunghuh. Isso significava que ela também era pelo menos tão poderosa quanto Chunghuh.

— Eu sabia que algo interessante ia acontecer.

Ela então caminhou direto para Jaehwan.

— Gosto de você. A ponto de querer você para mim agora.

Ela parou bem na frente de Jaehwan, perto o suficiente para que mais alguns centímetros e seus lábios se encontrassem. Jaehwan não a empurrou para trás, pois não podia sentir nenhuma ameaça dela. A mulher sussurrou no ouvido de Jaehwan.

— Vou sair daqui.

— Você está desistindo?

— Sim.

Ela então se afastou. Jahir anunciou rapidamente através de um microfone extra,

— Um dos participantes de repente desistiu! Ela não quer se tornar a Mestra?

Ela deu de ombros como se ser um Mestre não fosse nada para ela.

— Eu não quero ser pega em mais problemas. Além do mais…

Suas últimas palavras foram muito suaves para serem ouvidas, mas Jaehwan não perdeu seus movimentos labiais. O que ela disse foi isso:

— Desastre virá em breve.

Jaehwan não conseguia entender o que ela queria dizer, mas não conseguia pensar em nada. Foi quando alguém falou do palco.

— Hmm. Mestre, também vou desistir. Sei que não posso vencê-lo no meu estado atual.

Era Yong. Ele já estava entre os oito melhores como prometido, então não precisava lutar. Mas não era isso que Jaehwan queria.

Então, outro homem falou.

— Sei que não tenho chance contra você. Aceito minha derrota.

Era Cayman. A multidão começou a murmurar entre si. Eles não entendiam por que Cayman, que adorava lutar com honra, desistiu sem sequer lutar.

Jaehwan franziu a testa. Isso não era o que ele esperava.

Cayman fez uma reverência silenciosa.

— Isso está estranho. É uma armação?

A multidão começou a ficar desconfiada, e era exatamente com isso que Jaehwan estava preocupado. As pessoas restantes estavam agora reduzidas a três. Era a Líder e a segunda colocada da Dama Divina, e a mulher que derrotou Kanghwang. Jaehwan ponderou o que deveria fazer em seguida.

— Isso é uma pena. Não acabou como você queria.

Foi Ja Ryung, a líder da Dama Divina, quem falou primeiro. Jaehwan balançou a cabeça.

— É uma pena para vocês, não para mim, pois sua chance de vitória diminuiu. Ainda querem lutar?

— …Você é um homem arrogante.

Sua voz parecia cheia de raiva.

[Líder, devemos errota-lo agora.]

A segunda colocada da Dama Divina sussurrou para Ryung. Ela não gostou disso tudo desde o início.

[Ele não pode vencer contra nós três.]

[Se acalma.]

Ryung balançou a cabeça.

[Não estamos aqui para lutar contra ele.]

[Sim, mas…]

Jaehwan, que ouviu o que elas estavam dizendo usando [Suspeita], ficou intrigado.

“Não estão aqui para lutar? Então, qual é o propósito delas?

Ryung então enviou sussurros para a mulher que derrotou Kanghwang. Parecia que elas se conheciam de antes.

[Hyeyoung, o que você vai fazer?]

[Tenho que ver mais coisas sobre ele.]

A mulher, que se chamava Hyeyoung, respondeu.

[O que fez o Monarca do Aço enviar você de qualquer maneira? Quem está por trás do Céu Dourado?]

[Como eu disse, não posso te dizer isso. Você não deve interferir tanto neste assunto.]

O orgulho de Ryung parecia estar ferido, mas assentiu enquanto a mulher respondia.

[…Claro. Então, o que quer que eu faça?]

[Preciso conhecer melhor o caráter dele.]

[Você quer saber se ele será útil como o peão de vocês.]

Heyoung não respondeu imediatamente, mas logo sussurrou.

[O Monarca do Aço não esquecerá sua ajuda.]

[E se o Mestre de Gorgon não se encaixar no seu padrão?]

Outro momento de silêncio. Hyeyoung pensou por um tempo e então respondeu.

[Então vamos encontrar um novo indivíduo. Confio que sua sabedoria fará um bom trabalho.]

Ryung respondeu satisfatoriamente.

[Entendido.]

Quando seus sussurros terminaram, as três mulheres se voltaram para Jaehwan e Jaehwan para elas.

— Mestre de Gorgon, não temos intenção de lutar contra você.

— Estão se rendendo?

— Se render? Essa seria a palavra errada. É diferente.

— O que quer dizer então?

— Você disse antes que aqueles que perderem em um duelo contra você devem se juntar à [Equipe de Expedição do Abismo].

Era uma pergunta familiar. Jaehwan respondeu:

— Você está tentando fazer jogos de palavras igual àquele Meng?

— Não, não pretendo fazer isso.

— Então o que é?

Ele podia sentir Ryung sorrindo por trás do véu sobre seu rosto.

— Não vamos perder para você.

— …O quê?

Ela estava claramente falando de um futuro que ainda não havia acontecido. Então continuou:

— Estamos dizendo a você que nos juntaremos à [Equipe de Expedição do Abismo] voluntariamente.

Ao mesmo tempo, um pássaro mensageiro azul chegou ao escritório no interior da fortaleza de Gorgon. Como não havia ninguém para receber a mensagem, o pássaro soltou um guincho. O chanceler Euren entrou rapidamente na sala para verificar a mensagem.

— Quem é agora? Estou meio ocupado e… Calma aí.

Euren congelou. O pássaro azul era usado apenas para enviar mensagens em momentos de emergência.

[Mestre da Fortaleza Dríade. Aisa Lindcroft]

Era da fortaleza do sul. Por que ela enviou tal mensagem?

— …Impossível.

Euren empalideceu ao ler o conteúdo da mensagem. Ele se virou para olhar pela janela, em direção ao céu do sul de Gorgon. Estava escuro. Ainda estava muito longe, mas certamente algo estava vindo em direção à fortaleza.

Era o Exército do Desespero que estava se movendo em direção à Fortaleza de Gorgon.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar