Participe do nosso novo grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação e veja os benefícios.

Unlimited Power – Arcane Path – Capítulo 704

Capítulo 704

A perspectiva mudou para Leon de novo, e voltou a ver as coisas que o outro Leon estava vendo. Embora tenha dormido por um longo tempo, não sentia nenhuma estranheza em seu corpo… somente alguns calafrios quando viu os olhares de repreensão de Ilyana e Serena. No entanto, antes da repreensão, elas o abraçaram com força.

“Parece que ganhei o tempo que precisávamos”, Aquele Leon forçou um sorriso: “Estou ciente que dormi por um longo tempo, mas ao invés de descobrir por quanto tempo, quero saber se ela não veio atrás de vocês enquanto estava fora.”

“A primeira coisa que pergunta quando acorda após dormir por mil anos é sobre outra mulher?” Ilyana franziu a testa.

“Não foi isso que perguntei…” Leon deu de ombros: “Mil anos… levou mil anos para meu espírito se recuperar disso, hein.”

Leon franziu a testa quando ouviu isso porque, de acordo com Ilyana e Sekundez, espíritos não podiam ser curados, e ele próprio também concluiu isso porque não conseguiu recuperar o seu. Contudo, de novo, mesmo que seu espírito tivesse recuperado, não muda o fato que sacrificou noventa mil anos de vida. De algum modo, sabia que tinha perdido exatamente isso… e que podia morrer a qualquer momento, mesmo que ainda parecesse como o cara do dia em que os Dragões apareceram.

“Por que fez isso?” Ilyana perguntou.

“Eu disse, não vou deixar nenhuma de vocês antes de mim”, Leon deu de ombros: “Se quiser tanto morrer, faça depois de mim.”

“Como pode dizer algo assim?” Ilyana abaixou a cabeça e lagrimas começaram a fluir.

“Desculpe…” Aquele Leon abraçou Ilyana com força ao ponto em que conseguia sentir a suavidade e encanto dos seios dela. Notando suas intenções, Ilyana deu uma cabeçada nele.

“Ugh… pelo menos esperem até eu sair do lugar”, Serena franziu a testa e apressou para sair antes que pudesse ser traumatizada pela vida, apesar da idade.

Leon franziu a testa mais uma vez quando viu aqueles dois executando a tarefa de conceber o primeiro irmão de Serena. Estranhamente o bastante, aquela sensação lentamente ficou mais fraca até que desapareceu completamente. Era óbvio que isso aconteceria porque foi forçado a assisti-los fazendo de novo e de novo como macacos no cio. Independente disso, só parou quando Ilyana ficou gravida de novo… a segunda criança era outra garota. Uma que tinha cabelos branco-azulado, e que sempre estava sorrindo. Leon esperava que Ilyana desse o nome, contudo, assim como antes, pediu para ele escolher, qual a chamou de Ursula.

Ursula cresceu para ser uma garota que gostava muito de brincar. Seus passatempos principais eram puxar o cabelo e beliscar os lados de Leon quando não estava ciente dela. Diferente de Serena, Ursula não tinha um controle incrível da magia do tempo, porém, gostava de brincar tanto com água que eventualmente se tornou sua especialidade.

“Espera… essa é… Undine?” Leon franziu a testa.

O semblante estava lá, mas ao invés disso, começou a se preocupar se todos os espíritos não estavam brincando com ele… não queria acreditar, todavia, se Ilyana havia os criado baseado nas crianças, então os espíritos eram como seus filhos…

Independente disso, desde que nunca ouviram falar da mulher de cabelos negros de novo, Leon e Ilyana decidiram parar sua caça e apenas ter uma vida normal. Aquela era a única coisa restante para eles porque todo dia, o cabelo de Leon estava ficando cada vez mais grisalho… ao invés de passar o tempo restante enfrentando cuzões, Ilyana decidiu ter uma vida normal.

Sua terceira criança era um garotão de cabelos vermelhos que Leon chamou de Ernest. Ele era selvagem, diferente de Serena e Ursula. O garoto gostava de brincar de luta com seu pai sempre que possível… dito isso, mesmo quando só tinha cinco anos, seus socos começaram a ferir Leon. Embora seus pais fossem magos, Ernest tinha talento em lutas corpo a corpo, só que também tinha talento em usar magia de fogo.

A quarta criança era um garotinho que Leon decidiu chamar de Simon. Este amava correr. Mesmo antes que pudesse fazer isso sem tropeçar, desafiou suas irmãs e pais em corridas. Simon também gostava de relaxar bastante enquanto sentia o vento no jardim, então para relaxar o máximo possível, aprendeu a usar vento, qual se tornou seu talento.

Remington foi o quinto filho… Naquele ponto, Leon não pôde deixar de se perguntar se essa era uma coincidência enorme que os filhos deles tivessem afinidades a elementos diferentes e seus nomes também eram similares aos espíritos… Independente disso, Remington não era uma criança ruim, mas um pouco difícil de lidar porque era muito esperto. Mesmo que não tivesse vivido tanto quanto seus pais ou mesmo Serena, estava tentando ser mais esperto que eles nas discussões sobre coisas triviais.

A sexta criança foi chamada de Volker. Diferente das outras, Volker era uma criança muito quieta, não era particularmente tímido, todavia, não era muito sociável também. Volker gostava de observar todos quando estavam juntos. Estranhamente, não tinha nenhuma afinidade elemental em particular, então talvez o fato que as crianças tinham nomes similares aos espíritos que Leon encontrou nos jogos fosse apenas uma coincidência.

Ignis foi o sétimo filho. Embora também gostasse de brincar como Simon, ele gostava de brincar sozinho com terra ao invés de outra coisa. Desde que se tornou habilidoso o bastante em usar magia de terra, fez todos, exceto Leon, brincar de bola de lama.

A oitava criança era uma complicada… seu nome era Shaun, e era um bebê chorão. Também era bem pequeno. Adicionado isso a sua personalidade o tornou no alvo perfeito de Remington, que gostava de parecer esperto. Graças aos semi-bullying constante, Shaun se tornou uma criança meio gótica da família. Leon podia imaginá-lo com facilidade usando fones e ouvindo alguma música punk rock durante a refeição…, no entanto, era seu filho como os outros, então isso nunca o incomodou.

Aquele Leon já estava com várias rugas no rosto, e seu cabelo estava completamente grisalho quando a última das crianças nasceu. Seu nome era Celia, e mesmo que também fosse um bebê chorão, gostava muito de Leon. Ela sempre sorria quando ele estava a carregando nos braços ou ombros. Era a garotinha do papai…

Todavia, dez anos após seu nascimento, aquele Leon morreu…


Gostaria de ter sua novel favorita em PDF ou algum outro formato digital para ler offline?? ACESSE AQUI e saiba como!!

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar