Participe do nosso novo grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação e veja os benefícios.

World Domination System – Capítulo 136

A Verdade (2)

[Sobreposição detectada. O anfitrião gostaria que fosse removida?] 

A voz que soava em sua mente o puxou de volta da loucura que quase o devorou inteiro vendo essa visão. 

Embora ele não tivesse ideia do que o sistema significava, ele ainda respondeu “Sim” instintivamente. 

De repente, sua visão embaçada como um rosto diferente apareceu sobre sua mãe. Intrigado, ele usou a mão para entregar os dois corpos, percebendo que eles eram na verdade seu Pai e Faxul. 

No entanto, assim como com sua mãe, seus rostos estavam embaçados com rostos diferentes aparecendo em cima deles. 

Depois de alguns momentos, Daneel deu um suspiro de alívio ao ver que as três faces agora pertenciam a indivíduos que ele nunca tinha visto antes. 

“Sistema, o que está acontecendo?” Perguntou ele, ansioso para finalmente descobrir o que estava acontecendo. 

[O Hospedeiro entrou em um fragmento de memória. Esta memória pertence a um indivíduo que viu seus entes queridos neste local. Uma sobreposição foi adicionada à memória para que aquele que experimentasse a memória visse seus próprios entes queridos.] 

“Então tudo isso aconteceu com alguém?” 

[Afirmativo. Fragmentos de memória funcionam tomando a memória real de um local com seus arredores do cérebro de um organismo. Usando técnicas especiais, pode-se fazer um artefato que permite entrar na memória e experimentá-la por si mesmo. Essas sobreposições também podem ser adicionadas no processo. As informações atuais foram coletadas da Biblioteca Secreta. Por favor, colete mais informações para uma melhor avaliação.] 

Daneel nunca tinha ouvido falar de tal artefato. Na verdade, ele nunca tinha imaginado que algo assim poderia ser possível. 

A sensação de antes estava ficando mais forte, então Daneel usou o bastão para voltar e começar a seguir em frente novamente. 

Ao fazê-lo, ele ponderou sobre o que o sistema tinha dito. Alguém estava definitivamente nesta situação, então essa incrível quantidade de derramamento de sangue tinha acontecido em algum lugar. 

Quem causou isso? E onde era esse local? 

Tendo apenas perguntas que não podia responder, Daneel continuou mancando enquanto tentava não olhar para os corpos no chão. 

Cada imagem sombria de alguém maltratado, espancado ou queimado até a morte, marcada em sua memória, o deixava com náuseas ainda mais. Ele tinha pensado que havia visto derramamento de sangue nas câmaras do Rei quando o meteoro matou os Nobres, mas aquilo não foi nada comparado a isso. 

Finalmente, vendo o corpo de uma garotinha cortado ao meio com os intestinos espalhados no chão, Daneel não aguentava mais.  

Curvando-se para o lado, ele vomitou até não poder mais. 

Depois de alguns minutos com náuseas, Daneel finalmente se sentiu melhor. Olhando em uma direção diferente, ele de alguma forma conseguiu atravessar o corpo sem vomitar novamente. 

Sua mente começou a ficar dormente de todo o gore na frente dele, enquanto o grito ocasional distante o assustou… 

Não havia nenhum conceito de tempo neste campo de batalha sem fim. No entanto, ele percebeu que estava ficando cada vez mais louco a cada segundo. 

Passo após passo, era tudo o que ele podia fazer para continuar se movendo. 

Para se distrair, ele começou a analisar tudo o que tinha feito desde que se tornou rei. 

Depois de ver o corpo de sua mãe, Daneel percebeu que tinha esquecido de passar tempo com seus pais. Ele estava acompanhando o procedimento para curar a condição de seu pai e isso ocorreria em poucos dias. 

Tempo, tempo, tempo. Ele estava lutando para lidar com problemas da sua esquerda até sua direita, mas tinha tolamente ignorado as coisas mais importantes. 

Com uma análise mais profunda, Daneel percebeu que até mesmo sua personalidade estava mudando pouco a pouco. Tinha sido apenas alguns dias, mas ele já tinha começado a se acostumar a estar no poder. 

Ele sabia que Faxul estava sofrendo por seu passado, mas ele não tinha tomado o cuidado de acompanhar e perguntar-lhe sobre como ele estava. 

Ele sabia que seus pais provavelmente estavam confusos devido a tudo o que estava acontecendo no palácio, mas ele não se preocupou em passar algum tempo com eles, a fim de tranquilizá-los que seu filho, Daneel, ainda os tinha em seu coração. 

Ele sabia que Jonah estava ansiando por vingança por muitos anos e deve ter tido suas razões para fazer o que fez, mas o mesmo ainda se permitiu ficar tão furioso de volta na sala do trono quando tinha posto os olhos nele. 

Ele tinha ouvido na Terra que o poder era perigoso, que estar no poder mudava as pessoas. Daneel agora percebeu que era verdade. 

A planície que ele estava andando já se inclinava há algum tempo. 

Andando com a cabeça virada, o Rei não tinha percebido que tinha chegado a um penhasco. 

Olhando para cima, sua boca alargou-se quando ele viu a cena na diante dele. 

A capital Lantor foi sitiada por um enorme exército de todos os lados. A cidade externa já havia caído, com as paredes contendo numerosos buracos de pelo menos 3 metros de diâmetro. 

O exército de ataque era composto principalmente por figuras vestindo uniformes brancos brilhantes. Entre eles, Daneel podia ver muitas engenhocas que o lembravam das máquinas de guerra da Terra. 

Embora sua forma fosse diferente, ele podia dizer que sua função era a mesma. Por exemplo, havia um grande cubo de 10 metros com uma abertura no topo, no qual magos, estacionados nas proximidades de pedregulhos levitados, dispararam com força explosiva, trazendo ruína para a cidade à sua frente. 

Ele podia ver o sangue fluindo nas ruas, com homens, mulheres e crianças sendo mortos impiedosamente enquanto o exército composto por pelo menos 5 milhões de soldados marchava em direção aos portões do interior da cidade. 

Uma figura usando mantos brancos esvoaçantes estava voando no ar, repetidamente batendo na barreira de formação que havia protegido o rei anterior por tanto tempo durante a luta pelo trono. 

Entretanto, enquanto Daneel observava, a barreira rompeu com apenas mais dois socos, fazendo os soldados à espera gritarem com alegria enquanto corriam para dentro e massacravam as pessoas que estavam escondidas dentro do palácio. 

Esta visão permaneceria para sempre na memória de Daneel. O sistema já havia notificado em sua mente que esta era outra sobreposição, mas ele não tinha sido capaz de responder devido ao puro choque e terror que sentia. 

Eram o povo dele. Este era o Reino dele. 

No entanto, ele era impotente para parar qualquer coisa. 

“Finalmente, um vivo! Agora o arcebispo não pode nos repreender…” 

Ouvindo uma voz atrás dele, Daneel foi afastado de seu devaneio. 

No entanto, mesmo antes de conseguir se virar, ele sentiu algo cortando seu pescoço. 

Uma estranha sensação de voo o ultrapassou, fazendo-o olhar para baixo para ver seu próprio corpo blindado ainda parado na beira do penhasco, com um corte cauterizado limpo no pescoço, exatamente como o que ele tinha visto antes em sua perna. 

Todos os seus sentidos saindo do foco, a última coisa que ouviu foi a mesma voz falar novamente antes de encontrar sua consciência sendo varrida, respondendo a uma chamada que parecia estar vindo do fundo dele. 

“Uma testemunha do expurgo, capturada. Vamos voltar para nos juntarmos ao partido. 

… 

Sentindo o chão duro da casa debaixo dele, Daneel acordou com uma pancada na cabeça. 

O cilindro ainda estava em sua mão, enquanto Jonah ainda estava para o lado, esperando Daneel voltar aos seus sentidos. 

Ao vê-lo abrir os olhos, Jonah caminhou para a frente e o ajudou a se levantar, dizendo: “Em primeiro lugar, esses não são seus pais, e isso não é Lanthanor. Esse artefato permite que você experimente a memória de alguém, e isso só faz com que sua consciência sobreponha coisas pessoais, como seus pais ou sua cidade, sobre o que você está vendo.” 

Claro, Daneel já sabia disso do sistema. Balançando a cabeça e tentando se livrar da dor na cabeça, ele perguntou: “Onde isso aconteceu?” 

“Eu não sei. Mas o que eu sei é que este é o destino que acontecerá com Lanthanor se Angaria não se unir para repelir a Igreja.” 

As palavras arrepiantes fizeram Daneel ficar em pé e olhar para Jonah com os olhos bem abertos. 

O que ele viu… poderia se tornar realidade?!


Gostaria de ter sua novel favorita em PDF ou algum outro formato digital para ler offline?? ACESSE AQUI e saiba como!!

Comentários

3 1 voto
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Saitama
Visitante
Saitama
6 meses atrás

Quem imaginaria que a igreja, responsável pela erá das trevas na nossa realidade seria uma opressora ai também.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar