Birth of the Demonic Sword – Capítulo 1536

Ladrão

As serpentes sibilaram de raiva quando viram um de seus líderes morrendo e desaparecendo. Elas tinham certeza de que o grupo de Noah não poderia representar nenhuma ameaça para sua matilha, mas os eventos recentes as fizeram mudar de ideia.

A batalha não era mais uma simples caçada. Um ódio intenso havia sido construído nessas trocas curtas. As cobras queriam fazer Noah pagar o preço por suas ações.

Night estava mantendo o líder cego em um impasse. A serpente nunca conseguiu tocar o Pterodáctilo, e os ferimentos continuaram a se acumular em seu corpo.

Night estava mostrando sua superioridade inata durante a batalha. A ambição de Noah o tornou capaz de infligir danos consistentes, e a serpente nem conseguiu acompanhar sua ofensiva.

Noah disparou na direção da serpente. Ele se sentiu fraco, mas os outros dois bandos estavam prestes a chegar à sua posição. Tinha que matar o segundo líder para ter uma chance de escapar.

A serpente podia acompanhar os movimentos de Noah mesmo em sua cegueira. Seus instintos podiam sentir o perigo que se aproximava de sua posição.

Noah empurrou suas lâminas para frente, e uma onda de nitidez fluiu de suas armas. O ataque aterrissou na cabeça da Serpente e abriu um grande ferimento, mas não conseguiu atordoar a criatura.

A serpente avançou, usando seu corpo enorme como uma mola. Essa ação tornou o ataque de Noah mais eficaz, mas também permitiu que ela batesse nele em um instante.

Noah cuspiu sangue enquanto voava para trás. A fraqueza que enchia seus centros de poder se intensificou, mas sua mente o obrigou a ficar acordado.

Ainda assim, sua consciência não mudou sua condição. A ambição continuou a alimentar seus centros de poder e companheiros, mas Noah estava ficando sem combustível. Seu dantian estava quase vazio, e até mesmo sua insana resiliência mostrava sinais de ceder à sua intensa luta.

‘Só um pouco mais!’ Noah gritou em sua mente, e sua ambição se intensificou.

Uma nova onda de poder encheu seus centros de poder. Noah dispersou seu impulso e atacou em direção à enorme Cobra que o perseguia.

Lesões continuaram a abrir no corpo da criatura. Night nunca deixou de atacar, mas seu esforço não conseguiu interromper a investida de sua oponente.

A Serpente tinha apenas um alvo. Queria matar Noah mesmo que o esforço acabasse levando à sua morte.

A energia afiada cobriu a figura dracônica de Noah. Ele apontou suas lâminas para frente sem interromper sua investida.

A Serpente abriu a boca quando sentiu o choque que se aproximava. Gelo se acumulou em sua garganta e reforçou seus tecidos, mas tudo desmoronou quando a criatura colidiu com Noah.

A figura de Noah atravessou a cabeça da Serpente. A aura afiada que o cercava cortou suas escamas duras antes mesmo de suas lâminas pousarem na criatura.

A visão da Serpente de repente ficou preta. Noah tinha dividido sua cabeça em duas partes. No entanto, o resto de seu corpo ainda bateu nele e o atirou para longe.

Um rio de sangue derramou sobre Noah enquanto o cadáver o empurrava. Ele rapidamente guardou o corpo, mas demorou um pouco para parar. Seus olhos estudaram rapidamente o campo de batalha, e o que viu tornou sua expressão ainda mais sombria.

Os dois bandos chegaram ao campo de batalha. Eles estavam a apenas alguns segundos de pular em Noah e no resto de seu grupo.

Uma aura densa também se espalhou pelo ambiente. Noah sentiu um perigo intenso vindo daqueles bandos. Apresentavam espécimes em um nível que nem mesmo sua ambição poderia fazê-lo igualar.

O gelo começou a se acumular na área. Snore e Duanlong não conseguiram mais suprimir essa habilidade inata agora que os outros bandos chegaram.

“Corram!” Noah gritou enquanto rugidos dracônicos se misturavam com suas palavras humanas.

Seus companheiros voaram de volta para dentro de seu espaço separado, e o mesmo aconteceu com suas espadas. Sua armadura escura também desapareceu. Noah concentrou toda a sua existência em acelerar, mas uma figura enorme apareceu em seu caminho antes que ele pudesse decidir para onde ir.

Uma Cobra Eterna de rank 8 na camada intermediária apareceu acima de sua cabeça e ameaçou bater seu corpo maciço em sua figura. Noah rapidamente se teletransportou, mas uma segunda figura gigante apareceu em seu caminho novamente.

Os líderes mais fracos não conseguiam acompanhar seus teletransportes, mas o mesmo não se aplicava aos de nível intermediário. Essas criaturas tinham sentidos aguçados e podiam seguir o movimento de sua energia pelo céu.

Noah continuou a se teletransportar, mas os líderes o forçaram a se reunir com o resto de seu grupo. O Foolery rank 8 e Fergie procuraram respostas em sua expressão, mas só viram desesperança em seu rosto.

“Foi uma boa vida”, disse Fergie antes de fechar os olhos.

As serpentes estavam baixando seus corpos para preparar um ataque conjunto de todas as direções. Já tinham cercado Noah e os outros. O grupo não tinha como sair dessa situação.

“Eu sei onde o ladrão está!” Noah de repente gritou enquanto rugidos ressoavam através de sua voz humana.

As cobras estavam prestes a se lançar para a frente, mas uma série de sibilos de repente saiu dos líderes e os forçou a conter o ataque.

Inúmeros olhares reptilianos caíram sobre a figura de Noah. Sua mente lutou para permanecer acordada quando a aura que saía dos espécimes de nível intermediário convergiu para ele.

O medo encheu sua mente. Os instintos de Noah sabiam como sua situação era desesperadora. Nada em seu arsenal poderia fazê-lo superar esse desafio.

Um dos líderes deixou o grupo e esticou sua enorme cabeça na direção de Noah. Sua língua fazia o céu tremer sempre que estalava no ar. Essa criatura parecia estar no limite da camada intermediária.

“Como você pode saber sobre o ladrão?” A serpente perguntou com palavras humanas.

“Eu matei todas as serpentes que você enviou ao plano inferior”, disse Noah sem demonstrar nenhum medo. “O ladrão está nas Terras Imortais agora. Eu posso levar todos vocês até ele.”

A serpente deu voz a um silvo raivoso. Noah não matou apenas dois membros cruciais de sua matilha. Também manchou o orgulho de sua espécie!

No entanto, a criatura odiava mais alguém do que Noah. Shandal conseguiu roubar um ovo importante de seu ninho. A Serpente não podia deixar aquele humano viver, mesmo que isso significasse deixar Noah ir.

“Diga-me onde está o ladrão”, disse A Serpente, e um sorriso frio apareceu no rosto de Noah.

“Eu não vou,” Noah respondeu enquanto seu sorriso se alargava.

A serpente estalou a língua em uma das criaturas da matilha de Noah. A besta explodiu diretamente, mas Noah não vacilou. Não desistiria de sua vantagem, mesmo que a Serpente decidisse matar todo o seu grupo.

O líder percebeu a determinação de Noah e deu voz a um assobio raivoso. Seus subordinados ecoaram seu grito, mas não ousaram se mexer.

“Eu posso levar seu bando até ele”, disse Noah enquanto o sangue escorria de suas orelhas, “Mas só depois de estabelecermos os termos do nosso acordo. Eu também quero um pedaço do ladrão.”

“O ladrão pertence a nós!” O líder gritou, criando uma onda de choque que fez as bestas mágicas mais fracas da área desmaiar. “Ninguém pode tocá-lo sem minha permissão!”

“Então você pode querer abaixar sua voz,” Noah respondeu sem esconder sua excitação. “Você não quer matar a única existência em todo o plano superior disposta a lhe dizer onde está o ladrão.”

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar