Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Chrysalis – Capítulo 1269

Anthony em Turnê! – Parte 10

Eran Thouris estava radiante como um gato que ganhou creme. Também o peixe. Provavelmente também mordiscou uma ave rara e ameaçada de extinção. 

[Então realmente correu tão bem?] 

[Ah, sim], ela me garantiu. [O número de ofertas que recebemos é modesto, mas a impressão que causamos foi devastadora. Assim que provarmos que somos capazes de movimentar a quantidade e a qualidade que prometemos, os pedidos começarão a chegar.] 

Justo, suponho. Na superfície, mais uma vez, o pico do lago está agora em nosso rastro enquanto os brathianos contavam seus ganhos. 

[Pergunta rápida. Eran é seu nome ou seu título?] Eu perguntei. 

Ela se virou para mim, ainda lutando para manter o sorriso satisfeito no rosto. 

[São os dois], ela disse. [Eran é o negociador-chefe do Conglomerado, que também se tornou meu nome quando assumi o cargo.] 

[Espere, você tem que desistir do seu nome para se tornar o negociador-chefe?] 

[Claro], ela balançou a cabeça. [Nesta posição, sou a lâmina mais afiada e o escudo mais rígido do Conglomerado. Em muitos aspectos, o meu papel é mais importante que o do Sátrapa. É necessário que um Eran esteja pronto para entrar em batalha a qualquer momento e lutar até o fim. Não há papel para o ego em alguém que assume tal fardo.] 

Sim. Havia um brilho de aço em seus olhos e sabia que ela estava falando sério, mas me lembrei que ela estava apenas falando sobre pechinchar. Ela literalmente não precisava lutar com ninguém. Os brathians levavam seu comércio muito a sério. 

[Entããão, posso te chamar de Eran?] 

[Isso é bom.] 

[Certo. Então, Eran, para onde vamos agora, e pelo amor da vida, poderei esticar as pernas quando chegarmos lá?] 

‘Preso no meio desta banheira, mal consigo me mover há dias! Se isso continuar por muito mais tempo, vou me levantar usando a gravidade e não me importa o quão idiota isso pareça!’ 

[Estamos a caminho da Colina Livre e devemos chegar lá em mais dois dias], diz ela. 

[É onde o Povo fica, não é?] 

[É onde eles… moram. Eles são um povo bastante nômade, mas a Colina Livre é o maior assentamento permanente que possuem. Eles não têm um governo centralizado, mas seu conselho se reúne na Colina Livre para discutir assuntos que afetam todo o seu povo.] 

[Oh, certo. Eu me pergunto se eles já decidiram se a Colônia já se qualifica como povo.] 

Eran franziu a testa para mim. 

[Não tenho certeza do que você quer dizer.] 

[Já conhecemos alguns membros Povo antes. Encontrei dois deles em algum tipo de jornada de treinamento e ficaram conosco por um tempo. White e Grey, como eles se autodenominavam. Nos ajudaram quando estávamos em apuros. Eu provavelmente deveria tentar encontrá-los se tiver uma chance.] 

Marzban, que estava ouvindo por perto, participou neste momento. 

[Onde você conheceu esses dois?] Ele perguntou. 

[No segundo estrato. Estávamos em uma situação difícil na época e eles realmente nos ajudaram.] 

‘Preciso detalhar o cerco pelo qual passamos, lutando contra a Legião e os Golgari ao mesmo tempo? Eu não vou.’ 

[É incomum vê-los tão alto], disse Marzban, com os braços cruzados sobre o peito. [Quem quer que estivesse sendo treinado devia ser bem jovem.] 

[Sim, White. Algum tipo de prodígio, ou pelo menos foi o que me disseram.] 

[Você tem alguma ideia de que tipo de classe seus associados eram? Gray era o treinador, acho que você disse? Pode ser útil se essa pessoa puder atestar por nós quando montarmos nossas barracas.] 

[Tenho certeza que Gray disse que ele era um mestre das espadas.] 

Eran congelou e Marzban empalideceu enquanto falava. 

[O quê? Há algo que eu deveria saber?] 

A reação deles me disse que algo estava acontecendo. Felizmente, eles estavam dispostos a me explicar. 

[Os mestres das espadas são os mais respeitados,] Eran começou.  

[E os mais perigosos], murmurou Marzban. 

[Figuras entre o Povo], terminou a comerciante, lançando um olhar furioso para o cunhado. [Se um mestre das lâminas estiver disposto a reconhecer a Colônia, isso ajudará muito a legitimar nosso empreendimento comercial entre seu povo.] 

Eu não sabia que Gray era tão importante. 

[Tudo bem, isso é bom, eu suponho. Não tenho ideia se ele estará lá quando chegarmos, mas podemos tentar entrar em contato. Ele disse que tentaria fazer com que seu povo aprovasse uma aliança com a Colônia. Ou pelo menos não deixar que eles nos cacem.] 

Eu considerei por um momento. 

[Que tipo de lugar era a Colina livre, afinal? Vou presumir que pelo menos está acima da água.] 

Marzban me informou. 

[É uma montanha, igual a todas as outras da quarta. O Povo não vive dentro dela, como o seu povo, mas a Colina Livre é uma cidade que circunda o exterior.] 

[Tipo… circunda toda a montanha?] 

Ele concordou. 

[É enorme. O Povo realmente não acredita em uma vida densa, então tudo é bastante espalhado, e diferentes partes da cidade são geralmente habitadas por diferentes raças de Povo. As áreas comuns ficam no alto da montanha, e o conselho se reúne bem no topo… da cidade, não da montanha.] 

‘Bem, se for espaçoso, então certamente poderei me movimentar um pouco. Sob guarda, não tenho dúvidas. Quem deixa um monstro mítico correr entre seu povo? Em breve comerão seu povo. Quer dizer, eu não faria isso, mas alguém como Garralosh? Não dá para pensar.’ 

À medida que aceleramos pelas águas do lago sem fim, não posso deixar de ficar entusiasmado com a oportunidade de conhecer pessoas novas, esticar as pernas e reencontrar velhos conhecidos. O Povo era fortemente aliado dos bruan’chii, então imaginei que eles ficariam mais ou menos felizes em receber a mim e aos meus irmãos. 

A única questão real era se eles precisavam de produtos bem feitos e com bons preços. 


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar