Participe do nosso novo grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação e veja os benefícios.

Douluo Dalu – Capítulo 335

A Fusão Divina Perfeita, uma Luta contra Duas Divindades

Assim que Tang San foi jogado para longe, Bibi Dong vacilou no ar e começou a vomitar sangue sem parar. No entanto, todos aqueles que observavam essa cena do topo dos muros compreendiam que a batalha já estava acabada.

Era possível ver os raios arroxeados percorrendo todo o seu corpo enquanto caia. Aquela energia maligna não parava de assaltar sua intenção divina, o obrigando a usar todas as suas forças para resistir a ela, se aproveitando do seu nível superior para expeli-la aos poucos. Quando Qian Renxue viu sua mãe vomitando sangue, ela segurou sua espada com mais força e avançou na direção dele, deixando uma série de miragens douradas para trás. Nesse ponto, ele já estava praticamente no fundo do poço e sequer tinha forças para se proteger. A verdade é que o Deus do Mar nunca teve a menor chance contra aquelas duas. Ter sido capaz de ferir Bibi Dong de novo foi um verdadeiro milagre.

Foi então que um raio de luz rosa surgiu do nada ao lado dele. Seu objetivo não era bloquear Qian Renxue, muito pelo contrário, ela apenas esticou os braços para abraçá-lo, ignorando todo o poder maligno que percorria seu corpo e dando as costas para aquela espada se aproximando.

Sua reação foi rápida e sem hesitação, conseguindo agarrá-lo mesmo enquanto competia contra a velocidade de ataque da Deusa dos Anjos.

Qian Renxue ficou chocada, afinal, era ela, Xiao Wu, a única mulher que Tang San realmente amava. Nesse momento, um estranho pensamento surgiu em sua mente: se ao invés de inimigos, os dois fossem amantes, será que ela também seria capaz de se jogar na frente dele diante de um ataque mortal como Xiao Wu acabou de fazer? Foi então que ela compreendeu o porquê de Tang San tratá-la com tanto desdém, o porquê de “ela” ser a única que existia em seu coração.

Ardendo de ciúme, Qian Renxue guinchou e acelerou ainda mais, golpeando na direção das costas dela enquanto suas chamas cortavam os céus. Já que você quer tanto assim morrer com ele, então eu farei as honras.

A verdade é que Xiao Wu já estava preparada para isso desde que viu as duas começarem a cooperar, apenas esperando pelo momento certo. Caso contrário, como ela poderia ter aparecido ao lado dele justo agora?

Abraçando Tang San com força, ela permitiu que o poder divino de Rakshasa também invadisse seu corpo, isso porque ela sabia que qualquer resistência nesse ponto seria inútil. Seus olhos se concentraram apenas em Tang San, o encarando ternamente como se dissesse: Ge, morrer ao seu lado é o suficiente para mim.

Deixando o tridente de lado, ele não tentou protegê-la, apenas retribuindo o abraço. Ele já havia feito tudo o que podia, usado todas as suas cartas na manga e, mesmo assim, por mais relutante que estivesse em aceitar, ele sabia que não havia mais nada que pudesse fazer. Sendo assim, o que queria fazer agora era estar com sua amada, quer fosse na vida ou na morte. Tang San já havia se decidido no instante em que deixou a Passagem Jialing sem prender Xiao Wu em uma dimensão separada. Mesmo se isso fosse prolongar sua sobrevivência, ele sabia que ela o seguiria assim que tivesse a chance. Nesse caso, agora que havia chegado a hora, era melhor eles partirem juntos para as Fontes Amarelas, assim eles pelo menos nunca mais precisariam se separar. Quanto aos seus pais, Tang San só podia rezar por eles, pelo menos seu pai ainda teria que cuidar de sua mãe quando ele se fosse.

Quer fosse Tang San ou Xiao Wu, tudo o que eles conseguiam ver nesse momento era um ao outro. O rugido das chamas que cobriam aquela espada prestes a aniquilá-los estava cada vez mais próximo, no entanto, só restava um pensamento em seus corações:

Nós podemos até não ter nascido no mesmo ano, mês e dia, mas esperamos pelo menos morrer juntos.

Boom! Aquela espada divina, inflamada pelo ciúme de Qian Renxue, a acertou em cheio. Mesmo com Xiao Wu no caminho, ela ainda foi capaz de trespassar o indefeso Tang San atrás dela, apagando os dois desse mundo. Enquanto tudo isso se desenrolava na sua frente, Qian Renxue de repente se sentiu perdida. Hu Liena já estava de joelhos no chão, chorando. Foi nesse instante, entretanto, que algo que ninguém esperava aconteceu.

Assim que aquela espada atravessou as costas de Xiao Wu, um intenso brilho avermelhado explodiu dela, de alguma forma a mantendo protegida do abrasador Fogo do Sol.

Depois do susto, a primeira reação de Qian Renxue foi transmitir todo o seu poder divino para a espada.

No entanto, aquele brilho continuou aumentando, transformando-se em um gigantesco vórtice vermelho que engoliu os dois e dispersou o Fogo do Sol, empurrando Qian Renxue para longe.

Ssss… O poder de Rakshasa corrompendo os dois virou fumaça, como se tivesse sido purificado. Tanto Tang San quanto Xiao Wu encararam um ao outro em estado de choque.

Para ele, era como se não fosse mais Xiao Wu que estivesse em seus braços e sim brasas ardentes, ainda mais quentes que o próprio Fogo do Sol de Qian Renxue. Já para ela, a sensação era o completo oposto, como se aquela aura congelante no seu interior tivesse explodido. Num piscar de olhos, toda aquela energia violenta se espalhou por cada centímetro de seu corpo e ela se descobriu incapaz de se mover.

Seu corpo foi completamente tingido de vermelho e suas roupas foram obliteradas. Era como se ela fosse feita de metal incandescente e seu brilho chegou até cegar Tang San, mas como ele poderia soltá-la? Mesmo se Xiao Wu o queimasse até a morte, ele continuaria a abraçando com força.

Foi então que um milagre ocorreu sobre a Passagem Jialing. Diante dos olhos de todas aquelas pessoas, o corpo incandescente dela começou a se fundir ao de Tang San, como se o estivesse marcando com ferro.

Bibi Dong já havia se recuperado nesse ponto e, num piscar de olhos, correu até Qian Renxue, que se virou na direção dela em choque. Ela não conseguia compreender de onde poderia vir essa energia que havia sido capaz de bloquear até mesmo o seu ataque de nível divino.

No entanto, quando viu a expressão de sua mãe, seu coração quase parou. Sua pele antes esverdeada agora estava branca e seu corpo não parava de tremer. Aqueles fluxos de energia escura se reunindo na sua direção pareciam muito mais caóticos, como se tivessem encontrado alguma força repulsiva e não se atrevessem mais a se aproximar dela.

Mesmo sem ter a menor ideia do que estava acontecendo, Qian Renxue ainda tomou a melhor decisão possível. Agarrando Bibi Dong com uma das mãos, ela voou para longe, parando a quilômetros de distância. Isso porque percebeu que essas anomalias estavam sendo causadas pela intensa luz cor de sangue envolvendo Tang San e Xiao Wu.

— Não, impossível. Isso, isso é… — A voz de Bibi Dong estremeceu e mesmo tendo recuperado a capacidade de absorver a energia maligna dos ressentimentos, diante daquela luz vermelha, o terror em seu olhar em momento algum desapareceu.

O desespero das pessoas sobre os muros da Passagem Jialing se transformou em choque ao ver aquele gigantesco vórtice no ar. O próprio Xue Beng não conseguiu se segurar, perguntando ao Grande Mestre:

— Tutor Imperial, o que, o que está acontecendo? O professor está, está…

— Eu não sei, mas parece que isso é, de alguma forma, algum tipo de fusão espiritual. — O Grande Mestre também estava perplexo. — Porém, como é que uma mortal pode ser capaz de se fundir a um deus? O que está acontecendo?

Os dois com certeza não tinham uma habilidade como essa antes e aquele vórtice estava deixando até mesmo o Grande Mestre apreensivo. Afinal, sem saber se isso era bom ou ruim, quanto mais rápido ele girava, mais rápido seu coração batia.

O corpo de Xiao Wu continuou se fundindo ao dele aos poucos. Seu calor escaldante era tão intenso que nem mesmo a Armadura do Deus do Mar conseguia de protegê-lo.

Xiao Wu estava tão chocada quanto eles, mas assim que percebeu o que de fato estava acontecendo, um traço de alegria surgiu no seu olhar.

Ge.

— Xiao Wu, o que está acontecendo? Não me diga que você está se sacrificando por mim de novo?

Tang San até tentou resistir àquela energia escaldante, mas descobriu que também não era capaz de se mover. Sua armadura começou a se desfazer aos poucos, voltando para dentro dele um pedaço de cada vez. Nesse ponto, metade das pernas e cintura de Xiao Wu já haviam se fundido a ele e seu calor abrasador parecia inflamá-lo.

— Não, eu já me tornei humana, então como poderia me sacrificar de novo? Ge, eu finalmente entendi. Você se lembra de quando absorvi aquela Espada de Asura? Ela não me escolheu como sua herdeira, mas sim como sua bainha.

Bainha? Tang San a encarou confuso, mas antes que pudesse pensar mais sobre isso, Xiao Wu de repente esticou os braços e abraçou seu pescoço. Com uma explosão de calor, seu corpo ardente finalmente se tornou um com o dele.

— Aaargh! — O duplo horror causado pela dor e pelo desaparecimento de Xiao Wu fez com que Tang San rugisse na direção do céu, irrompendo com uma poderosa intenção de massacre que pulverizou aquele vórtice em volta deles e o transformou em raios de luz vermelha que dispararam na sua direção.

Nesse momento, tudo que havia dentro de uma área de um quilômetro a sua volta foi tingido de vermelho sangue enquanto aqueles raios fluíam até ele sem parar. As luzes vermelha e azul brilhavam alternadamente ao seu redor e a cada erupção dessa estranha energia, ela voltava na direção de Tang San na forma de uma onda de energia.

— Asura… — Só então Bibi Dong conseguiu dizer alguma coisa. Mesmo odiando admitir, ela sabia que toda essa luz vermelha diante delas se originava do poder divino de Asura, a única força capaz de intimidá-la desse jeito. Tanto Asura quanto Rakshasa possuíam o domínio sobre os “massacres”, porém Asura controlava a intenção assassina como um todo, enquanto Rakshasa tinha o poder sobre o seu aspecto mais maligno e ressentido. Sendo assim, apesar de ambos serem deuses da matança, eles eram incompatíveis. A presença de Asura era o maior inimigo de Rakshasa que existia, tendo um efeito de restrição sobre ele maior até que o do próprio Deus da Luz.

Descrevendo de forma mais direta, Asura era o deus da matança da luz e Rakshasa era o deus da matança das trevas. Enquanto a luz de Asura representava a pureza, as sombras de Rakshasa eram marcadas pela impureza. Além disso, por ser um dos cinco grandes deuses do reino divino, a herança de Asura era considerada a mais poderosa quando o assunto era força, sendo assim, como Bibi Dong poderia não ficar temerosa ao se deparar com sua presença?

— Do que você está com medo? E daí se ele for Asura? Se já conseguimos matar o Deus do Mar, então também podemos matar o Deus Asura.

Qian Renxue segurou sua espada com mais força. Como herdeira do Deus dos Anjos, ela não temia o poder de Asura e sua aura sozinha não era o suficiente para restringi-la, sendo assim, ela parecia ter muito mais bravura que sua mãe no momento.

— Não, não é apenas Asura! — A dor fez com que Bibi Dong fechasse os olhos. Nem mesmo a coragem para fugir lhe restava agora. A pressão causada pela presença de Asura fez com que toda aquela energia maligna que havia acabado de reunir no seu interior fervesse e estremecesse.

Antes que Qian Renxue pudesse fazer mais perguntas, o que aconteceu a seguir explicou o que Bibi Dong queria dizer.

Aqueles instáveis raios azuis e vermelhos trovejaram ao redor de Tang San e até mesmo seus olhos pareciam alternar entre essas duas cores. Sua expressão também parecia um pouco retorcida, uma evidência da enorme dor que estava tendo que suportar.

— Asura e Deus do Mar? — Qian Renxue ficou chocada. — Não me diga que é possível uma pessoa herdar o poder de dois deuses? Isso é impossível! Ninguém seria capaz de fazer isso!

Qian Renxue mal havia terminado de falar quando Tang San estremeceu de repente, como se algo estivesse lutando para sair de dentro dele. Foi então que aquelas luzes azuis e vermelhas abruptamente se separaram e uma enorme sombra azulada surgiu atrás dele enquanto seu corpo ficou vermelho.

A nova armadura sobre seu corpo era muito maior que a do Deus do Mar, a do Deus dos Anjos ou a de Rakshasa e os padrões esculpidos sobre ela eram ainda mais deslumbrantes. Padrões mágicos também brilhavam sobre o gigantesco martelo em sua mão, até ele começar a derreter. Um intenso brilho avermelhado repleto de intenção assassina irrompeu dele antes de voltar a se condensar na forma de uma gigantesca espada com mais de dois metros de comprimento.

Os olhos de Tang San também já estavam vermelhos nesse ponto. Aquela armadura cor de sangue estava repleta de lâminas afiadas, como se fossem espinhos cobrindo cada centímetro da sua superfície. A pressão emanada por ele agora foi o suficiente para suprimir até mesmo o exuberante espírito de luta de Qian Renxue, que tinha clara sensação de que esse Tang San era muito mais assustador do que o Tang San como Deus do Mar.

Além disso, aquela sombra atrás dele não era apenas uma ilusão temporária. Seu rosto estava bem visível, além de usar a própria Armadura do Deus do Mar e carregar um tridente azul. Mesmo não sendo a sua forma mais poderosa, quando sobreposta ao Tang San vermelho sangue na frente, ela parecia irradiar uma pressão ainda maior.

— Isso, isso é… — A voz de Qian Renxue também começou a vacilar.

O Tang San vermelho sangue, ou melhor, o Tang San Asura lentamente ergueu a cabeça, olhando na direção de Bibi Dong e Qian Renxue com aqueles frios e inexpressivos olhos vermelhos.

— Surpresas? Eu explico para vocês, essa é a habilidade de fusão perfeita, minha e da Xiao Wu, chamada de Coexistência entre Dois Deuses.

Sim, depois de se fundirem, a energia da Espada de Asura que Xiao Wu havia absorvido se mesclou com o poder de Asura no Martelo Céu Claro e então se fundiu a própria intenção divina de Tang San para criar essa fusão espiritual perfeita e única.

Se a habilidade de Ning Rongrong e Oscar era uma fusão perfeita entre dois mestres dos espíritos do tipo suporte, então isso que Tang San e Xiao Wu fizeram era uma fusão de nível divino.

Na verdade, de certa forma, essa fusão só foi possível graças à Bibi Dong. Quando o poder de Rakshasa invadiu o corpo de Xiao Wu, o poder de Asura dentro dela foi despertado, permitindo que ela imediatamente completasse essa fusão espiritual com ele. Uma fusão desse nível não poderia ser interrompida nem mesmo por outros deuses, por isso o ataque de Qian Renxue acabou falhando.

A Espada de Asura ainda teria sido ativada mesmo sem o poder de Rakshasa, mas nesse caso, Xiao Wu teria sofrido todo o impacto do ataque de Qian Renxue e seria difícil dizer se ela ainda seria capaz de completar a fusão. Por mais que já estivesse no nonagésimo sexto nível, como poderia ser tão fácil assim lidar com um ataque de nível divino?

Coexistência entre Dois Deuses, apesar de serem apenas algumas palavras, quando trazidas à vida, deixando de lado no mundo mortal, isso seria uma ocorrência única até mesmo no reino divino. Aquela poderosa energia demoníaca ondulou por todo o corpo de Tang San e, nesse ponto, Bibi Dong e Qian Renxue já nem conseguiam mais ver a Passagem Jialing, tudo o que restava era uma enorme parede vermelho sangue.

Tang San lentamente ergueu a espada e passou os olhos por toda a sua extensão, agora tudo fazia sentido. Essa sua fusão com Xiao Wu jamais poderia ser replicada. Para começo de conversa, ela já havia se sacrificado para salvá-lo uma vez, se tornando parte dele de uma forma que, mesmo após ressuscitá-la, o vínculo espiritual entre os dois se manteve. Esse era o primeiro requisito para se realizar uma fusão espiritual perfeita.

Além disso, depois de se fundir com aquela espada, toda a energia que ela continha, junto com a energia que o avô de Tang San havia acumulado dentro dela ao longo dos anos, foi repassada para Xiao Wu. Porém, como não possuía a aprovação de Asura, ela nunca foi capaz de utilizá-la. Foi por isso que, logo de início, ela declarou que não passava de uma bainha. A espada esteva apenas esperando dentro dela, tratando-a como sua portadora.

Cada pessoa só podia receber a herança de uma divindade, porém, graças a essa fusão, o Martelo Céu Claro se tornou como uma chave para a transferência do poder de Asura e com Xiao Wu como a portadora de sua espada, eles foram capazes de invocar a presença do próprio Asura, permitindo a Coexistência entre Dois Deuses.

Sua presença era bem diferente da presença divina invocada pela fusão de Oscar e Ning Rongrong, afinal, esse era o verdadeiro Asura e, sendo um deus, Tang San poderia mantê-la por quanto tempo desejasse. Obviamente, Xiao Wu continuaria fundida a ele nesse caso. Porém, ele também poderia encerrá-la quando bem entendesse. Até porque, essa era uma fusão perfeita, uma formidável habilidade divina que não possuía efeitos colaterais.

Uma fria luz divina brilhou sobre a testa de Tang San. Assim que ele apontou a espada para frente, aquela luz vermelha se espalhou pelos arredores, deixando apenas a sombra do Deus do Mar atrás dele com uma cor contrastante.

Bibi Dong e Qian Renxue se entreolharam, percebendo o intenso medo uma na outra, em especial Bibi Dong após ser completamente suprimida. A única coisa que Rakshasa podia fazer diante de Asura era estremecer. Deixando de lado a Coexistência entre Dois Deuses, mesmo se estivesse apenas diante de Asura, ela ainda não seria capaz de reunir coragem suficiente para lutar.

— Vamos lutar! Ele não vai pegar leve conosco! — gritou Qian Renxue, apontando sua espada para o céu enquanto incitava seu poder divino, atraindo o Fogo do Sol.

Toda essa pressão fez com que ela progredisse ainda mais. Seu próprio corpo se fundiu ao Fogo do Sol, usando-o como base para encarnar o Anjo do Sol ao invés de precisar despedaçar sua armadura dessa vez. Com um raio de luz dourada avermelhada, ela então se lançou contra Tang San.

Uma calmaria total tomou conta do seu coração e, no momento, até as noções de vida ou morte e vitória ou derrota já haviam se tornado irrelevantes. Nesse estado, seu corpo e mente alcançaram um nível de afinidade sem precedentes com o Anjo do Sol e, num piscar de olhos, aquele anjo dourado já estava na frente de Tang San.

Seu grito também fez Bibi Dong despertar. Até porque, Qian Renxue estava certa, mesmo não sabendo o quão poderoso essa forma o havia tornado, elas podiam ter certeza de que ele não as pouparia. Se lutassem por suas vidas agora, elas ainda poderiam ter uma chance. Afinal, elas também não faziam ideia de qual era o nível de afinidade que mantinha essa Coexistência entre Dois Deuses.

Aquelas chamas esverdeadas na Foice de Rakshasa explodiram de novo, incendiando todo o corpo de Bibi Dong. Contando com seu poder divino superior, ela imediatamente alcançou Qian Renxue, deixando um rastro esverdeado para trás. Assim, elas mais uma vez lançaram um ataque simultâneo contra ele, uma pela direita e outra pela esquerda. Porém, dessa vez elas não deixaram suas energias se espalharem pelos arredores, concentrando toda ela no seu interior ao invés disso, para ativar suas habilidades de ataque divinas mais poderosas.

— Vocês ainda não entenderam? — O olhar de Tang San continuava calmo como a água de um poço mesmo diante de seus ataques, sem demonstrar qualquer traço de agitação. De repente, a espada em suas mãos brilhou, disparando um raio de luz vermelha como sangue.

Boom! A ponta daquela espada atingiu em cheio a Espada Angélica. Num piscar de olhos, Qian Renxue sentiu seu poder divino se dissipar, como se tivesse sido atingida por um raio e, apesar de todo o seu progresso anterior, aquele anjo dourado ao seu redor se desfez. Até mesmo ela foi jogada para longe, atravessando o céu como um cometa dourado.

Quanto poder ele precisaria para derrotar Qian Renxue no seu estado mais forte com apenas um ataque de energia? Essa era a força de um dos cinco grandes deuses do reino divino.

Porém, nesse meio tempo, a foice de Bibi Dong continuou se aproximando da cabeça dele, desferindo um corte vertical de cima para baixo envolto por aquelas malignas chamas esverdeadas.

Tang San bufou com frieza, se virando de forma que sua espada estivesse apontada para cima e formando uma barreira de luz vermelha, bloqueando com fluidez o segundo golpe após empurrar Qian Renxue para longe.

No mesmo instante, onda de luz vermelha repleta de intenção assassina, além da própria intenção divina dele, obliterou a energia gerada pelos ressentimentos no interior de Bibi Dong. Como consequência, aquelas chamas ao seu redor também ficaram bem mais fracas. Quando seu brilho esverdeado se encontrou com aquela barreira de luz vermelha, centenas de milhares de fantasmas surgiram no ar e o corpo inteiro de Bibi Dong foi tingido de vermelho.

Tang San não parou por aí, desferindo mais um golpe contra aquela foice enquanto dizia com um tom gélido:

— Julgamento de Asura.

Isso mesmo, como executor do reino divino, Asura possuía o direito de julgar a maioria dos outros deuses, inclusive Rakshasa. Assim, seis raios de luz vermelha irromperam na sua direção como flores desabrochando.

No mesmo instante, Bibi Dong foi coberta por intensos raios avermelhados, deixando um grito miserável escapar. Por mais que tivesse tentado o seu melhor para bloqueá-los com a foice, mesmo se tivesse sido capaz de segurar a espada dele, ainda teria sido impossível resistir ao poder demoníaco que a acompanhava e aquela luz vermelha que tanto temia ainda a teria invadido do mesmo jeito.

— Tang San, eu te enfrentarei! — Luz dourada brilhou de novo quando as asas nas costas de Qian Renxue explodiram, expelindo à força o poder divino de Asura de dentro do seu corpo e a lançando contra Tang San como um tiro de canhão. Sua espada voltou a brilhar enquanto cuspia sangue, dessa vez, o Fogo do Sol estava realmente consumindo seu corpo, queimando até sua própria vida para criar esse ataque.

Ver sua mãe sofrendo sob aquela luz avermelhada causou uma pontada de dor em seu coração, o que a levou a ignorar todas as consequências de desferir um ataque como esse. Nem mesmo Tang San, como Asura, foi capaz de evitar se sentir tocado por uma ação como essa.

Ainda assim, ele balançou sua espada, se livrando de Bibi Dong ao mesmo tempo em que seu corpo transacionava de vermelho para azul, voltando a se tornar o Deus do Mar.

A verdade é que, mesmo com essa fusão, não havia como ele ser o Deus do Mar e Asura ao mesmo tempo. A Coexistência entre Dois Deuses permitia que ele usasse o poder de ambos, mas apenas um de cada vez. Ainda assim, isso o transformava uma existência extremamente aterrorizante. Até porque, mesmo sozinho, Asura já era superior ao Deus dos Anjos e a Rakshasa, sendo capaz de suprimi-los por completo.

Além disso, Tang San ainda podia alternar à vontade entre eles, se um ficasse sem poder, ele poderia deixá-lo descansando enquanto utilizava o poder do outro. Dessa forma, mesmo não sendo capaz de atacar com o poder de ambos ao mesmo tempo, ele ainda tinha ao seu dispor a força de dois deuses. Assim, mesmo em desvantagem numérica, ele se tornou capaz de derrotar até mesmo Qian Renxue e Bibi Dong juntas.

Se o Deus do Mar tivesse agido primeiro, talvez as duas ainda tivessem alguma chance. Afinal, seu poder divino não era o suficiente para pressioná-las. O poder de Asura, por outro lado, era assustador demais. Só de sentir a sua presença, já foi o suficiente para fazê-las se sentirem incapazes de resistir.

Bibi Dong foi jogada para longe e Qian Renxue se viu sozinha diante de Tang San como Deus do Mar já completamente recuperado.

Ondas de luz azul se espalharam ao redor, tingidas de dourado quase que no mesmo instante. Vendo o ataque com força total de Qian Renxue se aproximando, ele voltou a disparar círculos de luz dourada do seu tridente, mais uma vez usando a Tempestade Caótica para bloqueá-la.

Boom! As duas figuras colidiram enquanto Qian Renxue gritava, usando toda a força que ainda lhe restava nesse ataque. Mesmo já tendo recuperado todo o seu poder, não seria nada fácil para o Deus do Mar lidar com ele.

A estocada de Qian Renxue obrigou a forma dourada de Tang San a recuar enquanto longas rachaduras começavam a se espalhar pelo tridente em suas mãos. Desse jeito, até parecia que aquele intenso Fogo do Sol poderia consumi-lo a qualquer momento.

Porém, quando Qian Renxue ergueu a cabeça para encará-lo, ela descobriu que sua expressão continuava da mesma forma: tomada por uma calmaria inabalável.

— Morra! Morra! — rugiu Qian Renxue. Como resultado, o Fogo do Sol queimou ainda mais forte, consumindo sua própria alma e força vital. Toda essa energia descontrolada, alimentada pela sua fúria, fez com que o tridente começasse a derreter e não demorou muito para esses sinais de derretimento também ficassem visíveis na armadura divina dele.

Esse era o poder produzido por um deus que havia desistido da própria vida. Parecia que Qian Renxue havia perdido a sanidade. A coroa sobre sua cabeça se despedaçou e até a marca em sua testa que representava o Deus dos Anjos se desfez em partículas de luz, fluindo para a espada em suas mãos.

Independentemente do resultado desse ataque, ela já não seria mais a Deusa dos Anjos depois disso. Qian Renxue havia sacrificado a própria divindade para produzir esse ataque capaz de superar todos os seus limites. Tang San sentiu como se estivesse enfrentando o próprio sol ao ser golpeado pelas furiosas chamas do Fogo do Sol.

Seu tridente continuava derretendo e sua armadura estava começando a ganhar um tom incandescente. Foi nesse momento que aquelas enormes asas em suas costas se moveram. Depois de se esticarem para os lados, aquelas asas imensas envolveram Qian Renxue. Mesmo tendo sido queimadas pelo Fogo do Sol no instante em que a tocaram, elas também o contaminaram com seu poder.

Boom! A parte mais forte da Armadura do Deus do Mar, suas asas, se separaram dele. No entanto, elas também levaram à força mais de metade do poder do Fogo do Sol de Qian Renxue com elas.

A marca dourada na testa de Tang San brilhou de repente, iluminando o tridente em sua mão. Ao mesmo tempo, um gigantesco redemoinho dourado irrompeu da gema incrustada no peitoral da sua armadura. Os dois se uniram e o Tridente do Deus do Mar recuperou sua glória, voltando ao seu estado ideal. Segurando o tridente com as duas mãos, ele aplicou o seu peso máximo de um milhão de jin. Assim, as últimas chamas do Fogo do Sol de Qian Renxue viraram fumaça e ela foi jogada para longe, no entanto, a Armadura do Deus do Mar também acabou se partindo em pedacinhos que se dissiparam no ar.

Qian Renxue até poderia se sentir orgulhosa por conseguir obrigar o Deus do Mar a chegar a esse ponto. Porém, agora ela já não era mais a Deusa dos Anjos.

Mais uma vez o azul deu lugar ao vermelho e quando Tang San voltou para aquela aterrorizante forma cor de sangue, sua espada se transformou em um arco-íris sangrento que perfurou os céus e avançou contra Qian Renxue. Apesar de ainda estar consciente, depois de perder tanto o Fogo do Sol quanto sua armadura divina, não havia mais nada que ela pudesse fazer a não ser observar aquela luz avermelhada se aproximando cada vez mais…


Gostaria de ter sua novel favorita em PDF ou algum outro formato digital para ler offline?? ACESSE AQUI e saiba como!!

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar