Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Genius Warlock – Capítulo 238

Capítulo 238

Willes brandiu sua espada longa envolta em chamas com grande força.

As chamas carmesins criaram uma barreira de calor poderosa que afastou o vapor e protegeu Oliver e Willes dos inimigos ao redor.

O calor intenso das chamas era insuportável não apenas para pessoas comuns, mas também para a maioria dos magos e bruxos.

Em resposta, as bruxas da Família Bathory usaram magia de gelo.

[Frio]

[Congelar]

[Tempestade de Neve]

[Espinho de Gelo]

As bruxas manejaram habilmente sua mana e combinaram suas magias de gelo como se tivessem recebido treinamento mágico profissional.

Primeiro, usaram [Frio] para diminuir rapidamente a temperatura do ar ao redor, criando um ambiente favorável para sua magia de gelo. Em seguida, usaram [Congelar] para congelar o vapor d’água no ar, e [Tempestade de Neve] para enfraquecer a barreira de chamas difundida de Willes ao soprar uma tempestade de múltiplos ângulos.

Screeeeech!

À medida que as chamas enfraqueciam devido ao ataque combinado, um enorme [Espinho de Gelo] penetrou na barreira de chamas, perfurando-a.

Era como uma lança gigante feita de gelo, mas Oliver e Willes utilizaram cada um sua mana e habilidades de detecção mágica para bloquear os [Espinhos de Gelo] que vinham de todas as direções.

CrackClackBoom!

Surpreendentemente, Oliver e Willes trabalharam juntos como uma equipe bem coordenada, sem interferir um no outro e bloqueando apenas as partes necessárias dos ataques.

Isso era possível porque ambos os lados tinham habilidades consideráveis.

— Isso é tudo que vocês têm…?! 

Conforme a barreira de chamas perfurada por [Espinhos de Gelo] começou a encolher, as bruxas avançaram com suas armas geladas, gritando. Elas empunhavam armas feitas de gelo, que iam de espadas comuns a foices, rapieiras e correntes. Sua mana e estrutura de feitiço não eram comuns, mas suas habilidades como lutadoras deixavam a desejar.

Apesar de suas impressionantes habilidades mágicas e habilidades físicas, as mulheres simplesmente balançavam suas armas.

Claro, sua agilidade as tornava ameaçadoras, mas não era páreo para Willes, que tinha um treinamento adequado em esgrima, e elas nem conseguiam acompanhar Oliver.

Oliver e Willes lutavam lado a lado, defendendo-se e esquivando-se dos ataques inimigos enquanto contra-atacavam.

Willes condensava as chamas em sua lâmina para aumentar a resistência contra a magia de gelo e parava os ataques inimigos, retalhando-os em troca.

Oliver, por outro lado, usava as técnicas que aprendera com o Boneco Cadáver Duncan, mudando sua postura para bloquear ataques como um escudo, chicote e machado.

Claro, as bruxas também eram ágeis o suficiente para bloquear os ataques de Oliver, mas não conseguiam controlar a batalha apesar de sua vantagem numérica e posicional.

— Tenha cuidado para não ser cortado por suas armas de gelo. Se conseguirem acertar, o frio causará danos contínuos como veneno. 

— Sim, estou ciente. 

Oliver se lembrou de um livro que havia lido na biblioteca de Merlin.

Assim como a velocidade e alcance da magia do trovão e o poder de fogo e a capacidade de ataque sustentada da magia do fogo, a magia de gelo da Escola Skadi tinha suas características únicas.

Essa característica era a capacidade do frio de causar danos contínuos como veneno. O frio mágico poderia danificar o sistema respiratório e causar necrose na carne.

Por isso, Oliver priorizava sua própria segurança na luta, em vez de tentar causar danos aos seus oponentes.

— O que você vai fazer a respeito?! 

A bruxa de cabelos castanhos jogou com raiva sua corrente de gelo contra eles.

As correntes de gelo, semelhantes a âncoras, voaram em direção a Oliver com um som de fricção, e Oliver bloqueou as correntes com a Tonfa em uma das mãos, segurando-a como um machado.

WhooshCrack!

As correntes de gelo envolveram a Tonfa como uma corda, e a bruxa selou um lado da Tonfa de Oliver puxando-o para ela.

Ela riu e disse.

— Peguei! E agora… hein? 

Antes que a bruxa que jogou as correntes de gelo pudesse terminar sua frase, Oliver imediatamente soltou a Tonfa presa.

A bruxa, que estava exercendo força, perdeu o equilíbrio e caiu para trás. Sem perder o momento, Oliver puxou a linha mágica conectada à Tonfa, arrastando a bruxa desequilibrada em sua direção.

— Hã…? 

A bruxa foi arrastada como um peixe pego em uma linha.

Oliver balançou a Tonfa recuperada e esmagou a cabeça da bruxa verticalmente.

Crack—!!

A cabeça dela se partiu com um som nítido.

Felizmente, a bruxa não conseguiu se recuperar de ter a cabeça dividida ao meio e jazia no chão se contorcendo.

Sangue escorria da fenda em sua cabeça enquanto ela lutava para se recuperar, mas seus esforços foram infrutíferos, e seus vasos sanguíneos continuavam a colapsar.

Tum—!!

Oliver pisoteou a cabeça dela apenas para garantir, esmagando-a completamente.

Embora ele quisesse preservar o corpo para pesquisa posterior, parecia inadequado, pois ainda estavam em batalha.

“Bem, há muitas outras… Mas o quê?”

Oliver olhou ao redor com o pé ainda na cabeça esmagada da bruxa.

As bruxas, que estavam atacando ferozmente em uníssono, pararam e encararam Oliver simultaneamente.

Todos ficaram em silêncio como se tivessem visto algo chocante, e um silêncio gélido desceu sobre elas.

— Como se atreve… a matar a Ester… Como ousa um homem pisotear nossa irmã até a morte?! 

Uma bruxa gritou com raiva, desprezo e nojo.

Suas emoções se intensificaram, e seus músculos faciais e tendões se tornaram mais proeminentes, suas presas crescendo como as de uma besta.

— Kyaahhhhhhh

A bruxa abriu a boca repleta de presas e gritou, seguida pelas outras bruxas fazendo o mesmo.

— Kyaahhhhhhh

— Kyaahhhhhhhh

— Kyaahh

— Kyaahhhhhhh

— Kyaahhhhhhhhh

Os gritos ecoantes eram dolorosos para os ouvidos, mas os experientes lutadores Oliver e Willes protegeram seus ouvidos usando magia.

À medida que o som ensurdecedor diminuía, a primeira bruxa que gritou exclamou.

— Nossa mãe disse para trazê-los de volta vivos se possível, mas mudamos de ideia. Ela entenderá se vocês ficarem um pouco danificados! Meninas! 

As bruxas liberaram simultaneamente a magia de gelo que estavam segurando e começaram a conjurar novos feitiços de gelo.

Willes criou uma tempestade de chamas usando todo o fogo de sua espada para se proteger e proteger Oliver da chuva de granizo e tempestade de neve que vinha de todos os lados.

Não era uma magia adequada para uso interno, mas não havia escolha a não ser bloquear a magia de gelo que se aproximava.

Shahahahahahahahahahahaha-!!!!

A tempestade de chamas varrendo a sala e a magia de gelo tentando resistir a ela se envolveram em uma luta de poder, e Oliver pôde ver que suas forças estavam equilibradas.

A magia colidindo estava em níveis semelhantes, fazendo com que se cancelassem mutuamente. Era uma guerra de desgaste a essa taxa.

— Ei. 

Willes, dentro do olho da tempestade, chamou enquanto balançava a cabeça.

— Sim, Sr. Willes. 

— Tem alguma ideia boa? Estou chegando no meu limite só para segurá-las. Vou ficar sem mana se continuar apenas defendendo. 

Ele estava certo. Eles estavam contra mais de dez oponentes, e Willes estava sozinho. Era impressionante que a luta estivesse tão equilibrada.

Oliver tocou a caixa de remédios no bolso e pensou por um momento antes de balançar a cabeça. Ele precisava guardá-la para depois.

Para encontrar outra maneira, Oliver olhou ao redor com os olhos de bruxo e identificou as posições das bruxas além da tempestade de fogo.

— Uh… Não tenho certeza se é o caminho certo, mas tenho uma ideia. 

— Qual é? 

Willes perguntou, e Oliver respondeu.

Após ouvir a resposta completa, Willes assentiu.

— Não é uma má ideia. Você pode fazer isso agora? 

— Sim. 

— Está bem, então. Vamos começar… agora mesmo! 

Com o grito de Willes, a tempestade de fogo explodiu, se espalhando para fora. As bruxas aumentaram a produção de sua magia para bloqueá-la.

Mais uma vez, a sala se encheu de vapor e ar quente.

Desprevenidas pela mudança repentina, as bruxas interromperam sua magia. Não perdendo essa oportunidade, Oliver puxou sua mana e enviou correntes de mana em todas as direções para amarrar as bruxas.

Fwooshsnap!

As correntes de mana, rápidas como serpentes, se prenderam aos braços, cinturas e torsos das bruxas.

Surpreendidas pelo contra-ataque inesperado, elas entraram em pânico momentaneamente, mas logo recuperaram a compostura quando perceberam que as correntes de mana não eram muito fortes.

— Isso é tudo o que você tem para ganhar tempo? 

Conforme o vapor se dissipava, a bruxa viu as correntes de mana com os olhos nus e tentou cortá-las com uma lâmina de gelo.

— Não, eu não estava tentando ganhar tempo. 

— O que, você… hein? 

A bruxa olhou para Oliver.

Oliver, que havia criado mais de dez correntes de mana através de sua Tonfa, as havia amarrado com sucesso.

Oliver estava em uma posição com um joelho dobrado, pronto para ser atingido, e diante dele, Willes se preparara para cortar Oliver com sua lâmina coberta de fogo mais uma vez.

Para ser preciso, ele mirou na Tonfa conectada às correntes de mana.

As bruxas, habilidosas no uso da magia, pareciam perceber o que estava acontecendo e tentaram impedi-lo com expressões horrorizadas em seus rostos, mas era tarde demais.

Willes brandiu com força sua lâmina flamejante sobre a Tonfa de Oliver, e as correntes de mana conectadas a ela se incendiaram, conforme Oliver havia pré-configurado, avançando em direção às bruxas como um pano em chamas encharcado de óleo.


— Aaaaaaaah!!! 

As bruxas, amarradas pelas correntes de mana, gritaram enquanto seus corpos eram envolvidos pelas chamas.

Era um grito cheio de dor e medo, completamente diferente dos gritos anteriores de raiva.

Elas tentaram desesperadamente apagar as chamas em seus corpos, mas, como mencionado várias vezes, usar sua mana para apagar as chamas de Willes só alimentava o fogo.

A princípio, parecia que elas conseguiam bloquear as chamas concentrando sua mana, mas o fogo logo explodiu em resposta à mana delas, engolindo-as instantaneamente.

— Kuh…! 

Uma das bruxas, azarada o suficiente para ter uma corrente de mana envolta em seu pescoço, teve o rosto queimado e seu sistema respiratório reduzido a cinzas. Ela foi privada até do direito de gritar.

Aquelas que tiveram alguma sorte tiveram seus braços ou pernas pegando fogo, e elas conseguiram, por pouco, sacudir as chamas ao arrancar as partes do corpo queimando.

Claro, isso não significava que estavam a salvo.

Whoosh

Tum

Willes não perdeu a oportunidade quando as inimigas estavam indefesas, rapidamente se aproximando e cortando as inimigas que mal evitaram ferimentos fatais.

A lâmina flamejante cortava e queimava as inimigas ao mesmo tempo, e aquelas que mal salvaram suas vidas experimentaram tanto a dor de terem seus pescoços cortados quanto a dor de queimar até virarem cinzas.

— Aaargh-!!! 

No final, apenas uma ou duas bruxas sobreviveram precariamente e fugiram para as partes internas do laboratório.

— Persigam-nas! 

Willes, aproveitando o momento, gritou, e Oliver seguiu, lamentando que não restassem cadáveres intactos.

Willes e Oliver perseguiram as bruxas. Embora fossem bastante rápidas, não conseguiram atingir sua velocidade original, já que cada uma delas havia perdido um braço ou uma perna.

Assim que a lâmina de Willes estava prestes a tocá-las, zumbis de repente se derramaram de uma abertura no teto.

— Kyahahahahaha!!!! 

— Krrrurk-!! 

— KyahakKyahahahak-!! 

Surpreendido pelo ataque repentino, Willes instintivamente deu um passo para trás e balançou sua espada longa, cortando os zumbis como se fossem manteiga e os incendiando.

Ainda assim, os zumbis continuavam a despejar, mas Willes não entrou em pânico e tentou controlar as chamas para varrer a horda de zumbis. Afinal, a magia de fogo era mais eficaz contra um grupo densamente compactado.

Fwooshahahahahaha!!!

A mana que formava as chamas estava refinada, e sob o controle de Willes, ela envolveu a horda de zumbis.

Naquele momento, algo estranho chamou a atenção deles.

Os corpos dos zumbis que não foram atingidos pelas chamas incharam como alimentos enlatados há muito tempo.

E de acordo, os zumbis que não foram atingidos pelas chamas explodiram por dentro, jorrando sangue e pedaços de vísceras em todas as direções.

Willes recuou, e Oliver inspecionou sua pele salpicada de sangue.

Ele verificou se estava afetado por alguma magia negra enfraquecedora de doenças, mas felizmente, não havia nada de errado.

Ele se sentiu aliviado, mas ao mesmo tempo, surgiu uma pergunta. Se fosse ele, teria usado magia negra enfraquecedora de doenças.

“Então, qual é o plano deles?”

Oliver olhou ao redor, pensando.

As chamas de Willes cobertas de sangue e se extinguindo, os restos dos corpos explodidos e as poças de sangue no chão…

“Poças de sangue?”

Assim que Oliver notou algo e estava prestes a falar com Willes, uma bruxa explodiu para fora da poça de sangue no chão.

Pego de surpresa por sua aparição repentina, Willes tentou cortar a bruxa com sua espada flamejante, mas desta vez, a bruxa foi mais rápida.

Ela tocou a poça de sangue, ativando um feitiço misturado com magia negra e mana, e Oliver, que estava em cima dela, afundou com Willes como se estivessem caindo em um pântano.

A bruxa gritou.

— Separem-nos e lidem com eles separadamente! 


— Lidem com eles separadamente! 

Com essas palavras, Oliver caiu na poça de sangue, sua visão foi preenchida de vermelho. Ele sentiu como se estivesse sendo arrastado por uma correnteza rápida e, logo, foi empurrado para fora.

Molhado de sangue, Oliver se levantou e limpou o sangue do rosto enquanto observava seus arredores. Assim como a bruxa havia dito, não havia sinal de Willes, e ele se viu em um lugar desconhecido envolto em escuridão.

Reunindo mana em suas pontas dos dedos, Oliver criou uma pequena esfera de luz para iluminar seus arredores. Parecia ser um laboratório experimental.

“Um laboratório experimental… Tenho uma memória estranha sobre isso.”

Oliver recordou o momento em que havia infiltrado o laboratório secreto da Mattel em busca de Rosbane.

Memórias daquele tempo vieram à tona, incluindo Rosbane e outras crianças chorando em seus braços e um garoto chamado Colin.

Colin, que estava em pior estado, havia confundido Oliver como Salvador e pediu ajuda.

No entanto, Oliver não pôde ajudá-lo e acabou mentindo.

Ele disse a Colin que se ele confessasse seus pecados, poderia ir para o céu, embora não soubesse se era verdade ou não.

Mas Colin acreditou nas palavras de Oliver e pediu perdão a Deus por meio dele.

“Por que fiz isso?”

Oliver questionou suas ações passadas.

Ele ainda não conseguia entender por que havia feito algo tão imprudente.

— Hã? 

Algo chamou a atenção de Oliver enquanto olhava ao redor.

Aproximando-se das grades de ferro na parede, ele viu uma criatura grotesca amarrada dentro. Como deveria chamá-la…

— Ser Humano Aprimorado-C03, suponho. 

Oliver virou a cabeça na direção da súbita aparição de sinais de vida.

A esfera de luz se movia com ele, iluminando a área, revelando a poça de sangue e as bruxas emergindo dela.

As mulheres cercaram Oliver com vingança e malícia nos olhos.

— Ser Humano Aprimorado-C03? 

— Isso mesmo. Um novo ser humano criado combinando uma vaca e um humano. 

Oliver olhou para a criatura atrás das grades de ferro.

Dentro das grades, havia uma quimera com a cabeça de uma vaca e um corpo humano, morta e esparramada. Seus olhos, nariz e boca estavam todos jorrando sangue.

— Vocês misturaram uma vaca e um humano? 

— Como você pode ver. 

— Qual é o motivo? 

— Criar trabalhadores excelentes. Mais fortes, mais resistentes e obedientes, bons trabalhadores. 

A história bizarra era como uma lenda urbana, mas, tendo já visto o lado sombrio da Escola da Vida, Oliver a aceitou sem surpresa ou novidade.

Talvez ele já tivesse antecipado isso.

Então, outra pergunta surgiu.

— Mas como vocês sabem disso? 

— Porque já colaboramos com eles. 

A bruxa respondeu sinceramente.


Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar