Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Genius Warlock – Capítulo 239

Capítulo 239

— Porque já colaboramos com eles. 

Oliver perguntou novamente, nas palavras da bruxa.

— A Família Bathory, um instituto de pesquisa sob a Escola de Magia da Vida… Então, você está dizendo que colaboraram com bruxos? 

A bruxa riu de forma depreciativa.

Junto com ela, outras bruxas que emergiram da poça de sangue cercaram lentamente Oliver.

— Por quê? Está chocado? 

Oliver avaliou os estados emocionais das bruxas.

Estavam em um estado de complacência, embriagadas com o prazer e a sensação de vitória por seu plano ter corrido bem.

Oliver continuou a conversa.

— Não diria chocado, mas é um pouco surpreendente. Magos e bruxos trabalhando juntos, pensei que não gostassem um do outro? 

— Apenas do ponto de vista das pessoas comuns. Se há algo a ser ganho, não há razão para não cooperar. Tanto magos quanto bruxos são, em última análise, buscadores da grandeza. 

Oliver olhou para a pessoa nas grades de ferro, o Humano Aprimorado-C03.

— Essa pessoa também é para alcançar a grandeza? 

— Até certo ponto. Para se tornar grande, é preciso trabalhadores úteis. 

Trabalhadores… Oliver lembrou-se da explicação sobre o Humano Aprimorado-C03 mais cedo.

Ela disse que eram trabalhadores melhores: mais fortes, resistentes e obedientes…

— Vocês os criaram como uma força de trabalho para substituir humanos? 

— Oh, você é esperto, não é? A Divisão da Escola da Vida tem sonhado com isso há muito tempo. Uma sociedade sistemática. 

“Uma sociedade sistemática?”

— Uma sociedade perfeita composta por humanos projetados para propósitos específicos. Concordamos até certo ponto e tivemos algo a ganhar, então os ajudamos em troca de compensação. 

— O que receberam como compensação? 

— Isso e aquilo? Dados de experimentos em humanos, aprimoramento de habilidades mágicas por meio de manipulação corporal… A Escola da Vida acumulou consideráveis dados nessa área, apesar de sua curta história. Eles também são flexíveis. 

— Uhhuh… Então, vocês só colaboraram em pesquisa de quimeras? 

— Não, também conduzimos outras pesquisas conjuntas. Regeneração, imortalidade, coisas assim. Bem, ainda não conseguimos resultados significativos. 

Sincero. Tudo o que foi dito até agora era sincero.

— Obrigado pela explicação gentil. 

— Não há de quê. 

— Posso fazer mais uma pergunta? Por que você está me explicando tudo isso? 

A bruxa ergueu a mão. Conforme a mana se concentrava em sua mão, um som de congelamento do ar acompanhava a formação de uma adaga de gelo.

— Estou cobrando antecipadamente de você. 

A bruxa se aproximou lentamente, passo a passo. Oliver recuou um passo de cada vez para combinar com seu ritmo.

— Que tipo de pagamento? 

— Estou planejando torná-lo útil. Primeiro, vou arrancar sua pele e usá-lo como isca para atrair os magos aqui. Se o professor substituto causar tumulto, eles não terão escolha a não ser vir. 

— Desculpe, mas acho que não vai funcionar apenas usando meu rosto sem pele como máscara. Existe um sistema de relatórios, sabe. 

— Hehehe… Que fofo, você se preocupa com tudo. Estamos ocupando este laboratório há mais de um mês, como você acha que não fomos pegos ainda? 

Pensando bem, era estranho. O sistema de segurança que Oliver ouvira falar era bastante complicado.

Havia senhas definidas para cada escola de magia e autenticação através do fluxo de mana.

Tais coisas não poderiam ser simplesmente resolvidas usando uma máscara de couro ou disfarce. A capacidade de adquirir informações…

— Ah, você consegue obter informações do alvo sugando o sangue deles? 

— Dingdong. Inteligente, não é? Podemos aprender sobre a vida, conhecimento e informações de uma pessoa através do sangue delas. 

— Heh… Estou um pouco com inveja. Posso aprender isso também? 

— Desculpe, nossa Mãe odeia homens. Em vez disso, como eu disse antes, vou usá-lo para nosso benefício. Não apenas sangue e pele, mas outros subprodutos também. Como o humano aprimorado que você viu antes, vou usá-lo como cobaia. Você é interessante. Talvez tenhamos sucesso desta vez. Se conseguirmos, vamos criá-lo como nosso animal de estimação. Não está agradecido? 

Tum.

As costas de Oliver bateram na parede.

— Agradeço por sua gentileza, mas não quero morrer ainda. Existe alguma maneira de evitar isso? 

— A morte geralmente chega em um momento indesejado. Não se preocupe demais. Se o experimento der certo, você terá uma segunda vida como nosso animal de estimação. 

— Uh… Pode ser tarde para mencionar isso, mas como há uma Árvore Mundial neste laboratório, pode ser melhor não fazer isso. O Navegador de Rede pode capturar nossas imagens, certo? 

— Kyahahaha! É esse o seu meio de sobrevivência? Este é o local experimental secreto do laboratório da ‘Escola da Vida’. A Árvore Mundial não pode ver este lugar porque já foi selado. Mesmo que seja capturado, não importa, pois podemos apagar essa parte. 

— Oh… É possível? 

— Ah, realmente não sei… se você é inteligente ou burro. 

A bruxa disse isso e mirou sua magia de gelo em Oliver.

Primeiro, ela pretendia congelar seu corpo para capturá-lo.

— Será muito doloroso, mas não se preocupe demais… O que é isso em sua mão? 

Oliver olhou para a mão que a bruxa apontava e respondeu. Havia um fio fino em sua mão. O fio se estendia da mão de Oliver até os pés da bruxa.

— É um fio de mana. 

Com a resposta, Oliver infundiu o fio de mana estendido com sua mana e vontade. O longo fio de mana moveu-se rapidamente e enrolou-se ao redor dos corpos das bruxas.

— Hmph! Esse tipo de truque…! 

As bruxas tentaram responder friamente que Oliver não tinha ninguém para sincronizar seu ataque como antes.

— Acha que esse truque pode salvar sua vida?! Não há ninguém para ajudar você!! 

— Ah, não se preocupe. Eu cuidarei disso. 

— O quê? 

A bruxa pausou e perguntou novamente. Oliver respondeu imbuindo o fio de mana com um feitiço adicional.

Especificamente, o feitiço de magia de raio da Escola de Mjölnir.

Ensinado por Kevin, a ‘mudança de propriedade mágica com base no feitiço’, a vontade de Oliver transformou o fio de mana em eletricidade instantaneamente, eletrocutando as bruxas.

— Kkueuk…! 

— ?! 

— Kyah…!! 

— ……!!! 

As bruxas, incapazes de sequer gritar, tiveram seus músculos enrijecidos pela eletricidade.

Oliver fechou a distância no momento certo e girou sua tonfa com toda a sua força em direção à cabeça, carregado com mana.

Zap-!!!

Com um som horrível, a cabeça se partiu ao meio.

Oliver pisoteou a cabeça para esmagá-la como um tomate e fez o mesmo com a cabeça de outra bruxa.

Zap-!!!

Zap-!!!

Zap-!!!

Quando ele cuidou de mais três, uma bruxa que se recuperou um pouco dos danos se aproximou de Oliver.

— Maldito desgraçado…! 

Uma lâmina de gelo foi golpeada em direção a Oliver.

Oliver imitou Willes, desviando o ataque com a tonfa segurada como um machado, e então ajustou sua pegada para estocar a tonfa profundamente na barriga da bruxa.

— Ugh…! Acha que pode nos matar só com isso?! 

— Não. Por isso, eu me preparei mais. 

A bruxa franziu a testa, sem entender o significado, mas logo descobriu.

Sua barriga ficou quente, e a fumaça subiu.

Através da tonfa cravada em sua barriga, Oliver lançou um feitiço de fogo.

— Você…! Você… 

Fwooshahaha-!

Chamas negras irromperam enquanto sangue, fumaça e óleo fluíam pela boca, nariz e olhos da bruxa.

— Cassandra…! 

— ……!!! 

— Não, não-! 

A cena era tão horrível que as outras bruxas foram incapazes de desviar o olhar, imobilizadas pelo terror e perplexidade.

No entanto, Oliver não mostrou nenhuma emoção ao levantar a bruxa e lançá-la em direção às outras.

Elas a pegaram reflexivamente, e nesse momento, Oliver ativou um feitiço através da mana conectada.

[Fogos de Artifício]

Com um estrondo alto, o calor acumulado e a chama dentro do corpo reagiram e explodiram.

As chamas cintilaram no ar como fogos de artifício, e a carne e as vísceras queimando se espalharam gradualmente para as outras bruxas.

— Kyaahhhhhhh!!! O fogo! O fogo…!! 

— Não apaga…! Não apaga! 

É claro que era um fogo que imitava a magia de fogo de Willes.

As outras bruxas correram em direção a Oliver ao verem o que aconteceu com suas camaradas, mas desta vez, também, Oliver se moveu um passo mais rápido.

[Congelar]

Centrado no pé de Oliver, o gelo se espalhou radialmente ao longo do chão, congelando os pés e pernas das bruxas ao redor.

— Quem… Quem é você?!! 

Uma das bruxas gritou horrorizada.

Era uma pergunta natural, pois elas tinham assumido que ele era um usuário de mana, mas ele havia usado relâmpagos, fogo e gelo. Para lidar com magia tão livremente além de sua natureza, alguém teria que treinar por décadas, o que era uma façanha rara mesmo nos andares superiores da Torre Mágica.

Oliver se aproximou dela, levantando sua tonfa, e respondeu.

— Sou apenas um funcionário da Torre Mágica. 


— Kyaaaaaaaaaaaaaaah-!!!!! 

No laboratório secreto do Instituto de Pesquisa de Quimeras sob a Escola de Vida, um grito ecoou como se quisesse fazer os ouvidos sangrarem.

O grito, impregnado com a energia da magia negra, era como um sinal anunciando um desastre, e logo, uma das paredes desmoronou.

BangCrackboom…!!

Através da parede desmoronada, uma mulher rastejou de quatro, seu rosto uma mistura de terror e raiva.

Era uma visão lamentável, mas não havia outra escolha. Ambas as pernas estavam quebradas pelo gelo, tornando impossível correr normalmente.

— Espere! Espere…! Vou chamar minhas irmãs para se vingar! Uma vingança sangrenta!! 

A mulher gritou com uma mistura de medo e raiva, e Oliver a observou silenciosamente.

— Não é mentira. 

Oliver murmurou brevemente. As palavras da mulher sobre se vingar não eram blefes.

De fato, desde os gritos anteriores, as bruxas espalhadas pelo laboratório haviam reagido, e algumas delas estavam se dirigindo para lá.

“O grito é um sinal para pedir ajuda? Havia energia de magia negra nele também.”

Olhando objetivamente, era uma situação bastante urgente. No entanto, Oliver examinou calmamente o laboratório secreto.

No laboratório arruinado, havia bruxas com as cabeças esmagadas ou queimadas até a morte, e nas grades de ferro, havia o Humano Aprimorado-C03.

Um novo humano criado pela Escola de Magia da Vida, com um corpo humano anexado à cabeça de uma vaca…

Era reminiscente de um museu de monstros, e Oliver ficou curioso sobre o que a Escola da Vida estava pensando.

Inicialmente, ele pensou que eram um grupo interessado em medicina e no campo militar por meio de sua tecnologia, mas isso não era mais o caso.

Embora a vida eterna fosse dada, esse novo humano se desviava da ganância e de sua órbita que existiam em Landa, tanto ideologicamente quanto em termos de crença.

— A sorte está do meu lado de qualquer maneira. 

Oliver disse sinceramente.

Era semelhante à sensação de pegar dinheiro na rua.

Originalmente, ele aceitou este trabalho com a intenção de ajudar Kevin, mas agora sua curiosidade pessoal havia superado essa intenção.

Oliver não podia saber como isso terminaria, mas ele queria saber mais sobre a Escola da Vida, o que eles fizeram ali, e como estavam conectados à Família Bathory.

“E para fazer isso, preciso encontrar o líder chamado Mãe.”

Oliver definiu seu primeiro objetivo e examinou todo o laboratório com os olhos de bruxo.

Ele não pôde encontrá-la imediatamente, já que não sabia quem era a líder, mas poderia encontrar alguém para perguntar.

As bruxas da Família Bathory que ocupavam este laboratório estavam se reunindo não muito longe dali.

Movidas pela vingança por suas irmãs mortas, também estavam reunindo zumbis de várias partes da instalação de pesquisa através da poça de sangue.

— Uma poça de sangue…? 

A poça de sangue no laboratório…! Uma boa ideia cruzou a mente de Oliver.

Embora ele a tenha visto pela primeira vez hoje, valia a pena tentar.

Com sua decisão tomada, Oliver pegou uma poção de regeneração de mana, bebeu tudo e extraiu emoções do tubo de ensaio que pegou.

Após se preparar, ele pisou na poça de sangue e verificou sua posição atual e a posição do oponente com os olhos de bruxo.

Concentrando sua visão o máximo possível, ele ativou a magia negra e a magia simultaneamente.

Oliver caiu na poça de sangue, aparentemente levado pela correnteza rápida, e então foi erguido por uma força como a flutuabilidade, emergindo diretamente.

Swoosh-!

Oliver abriu os olhos.

Ele viu mais de vinte bruxas e inúmeros zumbis que pareciam ser funcionários da Escola da Vida. Ele havia teleportado com sucesso.

É claro que as bruxas também viram Oliver. Suas expressões estavam todas distorcidas de horror.

— É impossível! 

— Como ele saiu da poça de sangue… 

— Ataquem-no!! 

As bruxas lançaram apressadamente feitiços na aparição inesperada de Oliver, mas ele, que estava preparado com antecedência, foi mais rápido.

Oliver uniu as mãos, cheias de emoções e mana, e lançou um feitiço.

[Fogo da Ganância]

Junto com isso, uma pequena chama negra se acendeu e, em um instante, envolveu todo o espaço.


Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar