Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Genius Warlock – Capítulo 269

Capítulo 269

Kevin pediu uma explicação.

Ele mostrou um considerável interesse e entusiasmo pelo método de ensino de Oliver.

Essa foi uma reação bastante incomum vindo dele, alguém que normalmente não se surpreendia facilmente.

Oliver elaborou sobre seu método de ensino único em resposta a essa reação.

Ele mencionou focar no autoaperfeiçoamento por meio da prática individual, mas também fornecer assistência para sentir quando havia obstáculos.

Kevin fez uma pergunta.

— O que você quer dizer com ajudar a sentir? 

— Ao fazer um contato físico leve, permito que eles o experimentem indiretamente… É um pouco semelhante a ter alguém segurando você por trás enquanto você anda de bicicleta. 

Oliver falou sem falsa modéstia ou arrogância, expressando seus pensamentos de forma direta.

Embora fosse um método eficaz, era diferente de segurar uma bicicleta.

No entanto, a reação de Kevin foi ligeiramente diferente do esperado.

Ele estava mais surpreso do que Oliver pensava, lançando dúvidas.

Como se nunca tivesse ouvido falar de tal coisa.

— Eu… Eu não entendi muito bem. 

— É mesmo? 

— Sim, é a primeira vez que ouço falar de um caso assim. 

Kevin foi sincero, e Oliver ficou ligeiramente surpreso.

Ouvir pela primeira vez… Embora ele não tivesse pensado profundamente sobre essa habilidade, não esperava uma reação assim.

Especialmente de Kevin, que ele pensava que teria um amplo conhecimento e pelo menos saberia de algo semelhante…

Embora parecesse exagerado, a reação de Kevin era genuína, e ele ficou muito chocado e impressionado com o que Oliver disse. Era como se tivesse descoberto algo incrível.

Quando perguntado sobre isso, Kevin abriu cautelosamente a boca.

— Embora não possa afirmar precipitadamente, pois não é uma área que conheço detalhadamente, minha opinião pessoal é que é notável. 

— É mesmo? 

— Sim, porque pode melhorar dramaticamente a eficiência da educação. 

Melhorar dramaticamente a eficiência da educação… Isso não parecia errado.

Afinal, ele havia acelerado o crescimento da Família Joseph e do Grupo de Lutadores usando esse método.

Hmm… Pensando bem, parece que fiz um uso bastante bom disso?”

Olhando para trás no processo educacional suave, Oliver olhou para a mão.

Kevin falou com Oliver, que estava perdido em pensamentos.

— Você tem casos específicos em que usou esse método para treinar? Não estou duvidando de você. 

Ele foi sincero novamente. Kevin acreditava em tudo o que Oliver dizia.

— Não posso falar especificamente, mas houve dois casos. 

Oliver deliberadamente não mencionou a Família Joseph e o Grupo de Lutadores.

Embora não tivessem prometido não discutir, ele sentiu que não seria educado trazer o assunto unilateralmente.

Felizmente, Kevin não insistiu mais.

— Entendo… Existem registros ou documentos de treinamento? 

— Não, não existem. 

— Que pena. 

— Também acho um pouco lamentável. 

Oliver falou sinceramente. Ele percebeu tardiamente como os registros de treinamento eram importantes no processo de ensino dos alunos da Torre Mágica.

Depois de um momento, Kevin abriu a boca novamente.

— Hmm… então, você pode testar em mim? Quero ver por mim mesmo, já que é um caso novo. 

Oliver ponderou brevemente, depois condensou mana nas pontas dos dedos e a lançou.

Com um estalo, dois feitiços foram ativados simultaneamente.

Um era um feitiço de silêncio para evitar que qualquer som vazasse da sala, e o outro era um feitiço sensorial para alertar sobre qualquer aproximação.

Embora não significassem muito para Oliver, que possuía o olho de Bruxo, ele tomou esse cuidado apenas por precaução.

— Se não se importar, poderia estender a mão, por favor? 

Kevin estendeu a mão sem hesitar.

Então, Oliver extraiu a emoção do tubo de ensaio em seu bolso e colocou-a na mão de Kevin.

— Você sente alguma coisa? 

— Não. Eu não sou um bruxo, sabe. 

Ao ouvir a resposta, Oliver colocou sua própria mão sobre a de Kevin.

Era a primeira vez que ele se deparava com um caso assim, então estava cético se funcionaria, mas bem, não havia perda em tentar.

— Oh… Funciona. 

Um momento depois, Oliver falou.

A emoção intangível e esfumaçada que estava entre as mãos de Kevin transformou-se em um círculo sob a orientação de Oliver.

— Uau…… 

Kevin pronunciou em admiração.

— O que é isso? 

— Isso é um dos treinamentos básicos que aprendi quando estava servindo meu mestre. 

— Treinamento básico? 

— Sim, assim como os magos lidam com mana, os bruxos devem saber como lidar com emoções. Primeiro, eles verificam se têm o olho para ver as emoções, depois aprendem extração e controle. 

Oliver recolheu suas experiências passadas.

Há cerca de dois ou três anos? Não foi tanto tempo atrás, mas parecia que havia passado um tempo considerável.

— É interessante… Eu já enfrentei bruxos no campo de batalha e nas cidades, mas nunca pensei sobre seus métodos de treinamento. 

— É mesmo? 

Oliver perguntou de volta, surpreso.

No caso de Oliver, ele próprio tinha muito interesse nos métodos de treinamento dos magos.

Esse era um dos motivos pelos quais ele prontamente aceitou quando Merlin disse para ele ir para a Torre Mágica.

Mas, se você pensar com calma, poderia ter sido óbvio.

Comparar magos e bruxos no mesmo nível era um exagero.

Não se tratava de quem era superior. Oliver não pensava mais dessa forma.

No entanto, em termos de escala e natureza sistemática da organização, os magos ainda estavam muito à frente.

Observando indiretamente o poder organizacional na Torre Mágica, Oliver pensou assim.

— Qual é o próximo? 

Oliver, distraído por seus pensamentos, foi questionado por Kevin.

Reunindo seus pensamentos, Oliver passou para o próximo passo.

— Você começa a criar formas mais complexas. 

Oliver manipulou a emoção através das mãos de Kevin para mudar sua forma.

De um círculo para um quadrado, triângulo, estrela, cone, espiral e até teia de aranha…

— Eu ensinei algo assim a eles. A maioria deles pegou rápido… Você consegue sentir? 

Kevin respondeu manipulando a emoção ele mesmo.

Surpreendentemente, apesar de ser um mago que nunca havia lidado com emoções antes, ele conseguia controlar a emoção com bastante habilidade.

— Oh, excelente. Você também tem talento para isso. 

— É…? 

Kevin respondeu com um olhar questionador.

Sua falta de confiança era desconcertante, mas Oliver o incentivou.

— Não, pelo menos pelo que vi, você parece ter talento. É raro ver alguém lidar com isso tão diretamente. 

Kevin olhou para a emoção se movendo em sua mão, aparentemente indiferente às palavras de Oliver.

— E o que vem a seguir…? 

— Depois que você conseguir controlar adequadamente a emoção, o próximo passo é manipulá-la mais rapidamente. 

Oliver levantou o dedo indicador para trás da mão de Kevin e mais uma vez assumiu o controle da emoção.

A emoção na mão de Kevin se transformou livremente, como uma criatura viva e informe, seguindo um certo fluxo.

Era tão rápido que era difícil seguir com os olhos.

— No entanto, o que é importante aqui não é apenas a velocidade, mas também ciar a forma com precisão. 

— Certo, eu entendi… É similar à mana. 

— Oh… Eu concordo. Embora a magia e a magia negra pareçam muito diferentes, em minha opinião pessoal, elas parecem ter uma conexão. 

Oliver respondeu entusiasticamente. Era agradável ouvir um mago concordar com um pensamento que ele tinha acalentado por muito tempo.

No entanto, Kevin apenas olhou para Oliver sem qualquer resposta em particular.

— Será que eu disse algo errado de novo? 

— Não, não é isso. Mas você pode aplicar isso à magia? 

— Não tenho certeza sobre isso. Afinal, esta é a primeira vez que estou ensinando um mago. 

Embora fosse uma resposta correta, a resposta um tanto audaciosa parecia perplexa ao ouvinte.

Felizmente, Kevin havia se acostumado um pouco a Oliver e não estava tão abalado.

— Bom. Então, teste em mim. 

— Posso fazer isso? 

— Claro. Eu prefiro pedir por isso. 

— Ah, bem, conduzirei o experimento com gratidão. 

Oliver levantou a mão em resposta e a colocou nas costas da mão de Kevin.

— Mas há algum feitiço que você não pode lançar…? 

Oliver perguntou tardiamente, lembrando-se de um fato crucial.

Kevin era um mago da Torre Mágica. Além disso, ele era um Mestre.

O posto seguinte ao de Grão-Mestre e de Mestre Único era o de Mestre.

Era absurdo ensinar magicamente a uma pessoa assim.

Kevin também parecia perceber esse fato agora, e hesitou por um momento.

— Bem… magia espacial? 

— Também não sou muito bom nisso… E quanto à magia do gelo ou do ar? 

— Eu posso usar toda a magia elemental. A diferença está na proficiência. O mesmo vale para a magia pura. 

— Ah… 

Oliver exclamou, olhando para Kevin, que era demasiadamente competente.

Ser demasiadamente competente era uma dificuldade. Era uma situação complicada. No meio disso, uma boa ideia atravessou a mente de Oliver.

— Com licença. 

Oliver abraçou novamente a mão de Kevin.

— O que você está tentando fazer? 

— Apenas espere um momento. 

Oliver concentrou sua mente e controlou a mana de Kevin através das costas de sua mão, criando uma pequena chama entre suas mãos.

— Isto é—

— Não é uma chama comum. 

Kevin interrompeu a explicação de Oliver.

— É a chama de Willes. 

— Vocês se conhecem? 

— Não. Apenas ouvi rumores quando era um bruxo de guerra. Havia um cara que usava uma chama maligna que sugava mana… Mas você está usando isso agora. 

— Nós trabalhamos juntos na última viagem, e eu apenas copiei o que vi naquela época. 

Oliver disse casualmente que não era nada, mas Kevin estava confuso.

Ele havia se interessado pelo feitiço e pesquisado sobre ele, mas não conseguiu resultados significativos. Mas Oliver havia implementado isso simplesmente imitando-o, uma resposta casual.

No entanto, o que era ainda mais surpreendente era que ele estava ensinando isso a Kevin.

O fato dele entender esse feitiço complexo e os truques sutis apenas tocando as mãos… Ele não conseguia encontrar palavras para expressar o que sentia.

— Você entende? O feitiço e o truque para manipulá-lo. 

Oliver perguntou, e Kevin respondeu.

— Acho que entendo…

Como se para provar suas palavras, Kevin controlou cuidadosamente a chama que poderia até engolir o conjurador do feitiço.

Estava um pouco desajeitado, mas considerando que era a primeira vez que lidava com isso, era bastante impressionante.

— Ufa… Ainda bem. Então, posso ajudar os alunos que estou atualmente encarregado com esse método? 

— Você planeja ajudá-los do início ao fim? 

Oliver balançou a cabeça.

— Não, não é isso. Vou apenas ajudá-los um pouco com as partes em que estão tendo dificuldades. Se eles não conseguem fazer um círculo, eu vou mostrar como fazer um para que sintam. O resto eles têm que aprender por conta própria. 

— Eu meio que entendo o que você está dizendo… Você ensinou os outros bruxos de guerra da mesma forma? 

— Sim. 

— Estou apenas curioso, por que você os ensinou daquela outra maneira? Teria sido mais rápido e mais fácil se você os tivesse ensinado dessa forma desde o início. 

— Eu apenas os ajudei com seus esforços, isso não seria perder o ponto? 

Oliver respondeu com uma expressão como se não conseguisse compreender o que Kevin estava tentando dizer.


— E então, o que ele disse? 

Na biblioteca dentro da mansão, Merlin perguntou enquanto procurava por um livro.

— Foi o mesmo de antes. Ele perguntou se poderia usar esse método para ajudar os alunos esforçados, incluindo o Felix. Ele disse que se ajudasse alguns alunos esforçados, isso motivaria os outros. — Respondeu Kevin.

— Isso não é uma má ideia, cara. Então, qual foi sua resposta? 

— Eu disse a ele para esperar um pouco. Disse que preciso perguntar sua opinião. 

— Minha opinião? 

— Sim, você não é a pessoa responsável por isso? 

— E se alguma coisa der errado, você vai fingir que não sabe? 

Merlin brincou, mas como sempre, Kevin não entrou na brincadeira.

Especialmente, desta vez ainda mais.

— Este não é um assunto para brincadeira.

— É mesmo? 

— Sim. Certamente eu disse que devemos enfrentar várias situações, mas isso é… além da imaginação. 

Kevin, que havia se preparado para alguma perturbação, disse isso. Porque era realmente além da imaginação.

— Pelo jeito que você está falando, parece que o talento de Dave é verdadeiramente tremendo. 

— Mestre… Talento para as pessoas significa ser mais forte do que os outros, ou correr mais rápido. Não é um termo para usar quando voa no céu. 

Foi uma observação que poderia parecer exagerada para um estranho, mas Kevin, a pessoa em questão, não achou isso. Esta era uma expressão contida.

— Não é como se Dave simplesmente conhecesse o truque. Do que eu vi, é algo além disso. 

— O quê? 

— Eu nunca pensei que usaria uma expressão tão emocional, mas é como compartilhar o talento… Não, isso também está errado. Compartilhar significa dar o que é seu. Mas ele está simplesmente concedendo isso… como uma bênção. 

— Isso não parece nada com você. 

— Eu também acho. No entanto, não há outra maneira de expressar isso. 

Kevin expressou seus pensamentos honestos.

Ser capaz de ensinar o truque de usar magia de alto nível com apenas uma intervenção só podia ser descrito como uma bênção, ou um milagre.

— Se Dave decidir, ele tem a habilidade de construir uma escola com uma história de centenas de anos ou uma Torre com uma história de décadas em um curto período de tempo… Ainda não sabe qual é a identidade dele? Isso tem algo a ver com a profecia e o apocalipse, as crônicas do Arquivo e o livro sobre Demônios que você está vasculhando agora? 

Diante do questionamento de Kevin, Merlin respondeu após um momento de reflexão.

— Não tenho certeza, mas elaborei algumas hipóteses. 

— O que é? 

— Eu te direi depois. São apenas hipóteses. 

Kevin tentou protestar, mas ao ver a expressão de Merlin, desistiu.

Era uma expressão que ele não via há muito tempo, a mesma expressão quando ele herdou oficialmente o Arquivo.

— Isso é muito sério…? 

— Pode ser sério, ou pode não ser. Qualquer assunto se torna uma comédia sangrenta quando você olha de longe. 

— Dave perguntou se havia uma maneira de entrar em contato com o senhor. Ele quer encontrar o Mestre. 

— Eu? 

— Sim, ele disse que tem uma pergunta sobre a Árvore Mundial. O que devo dizer a ele? 

— Hmm… isso é uma boa notícia, amigo. Eu tenho algo para verificar também, então estava pensando em passar por lá novamente. Será bom nos encontrarmos e resolvermos nossas dúvidas. Vou falar sobre o treinamento então. Você pode se mandar agora. 

Merlin terminou suas palavras e tirou um livro antigo da estante.

O título <A Princesa Adormecida na Floresta> estava gravado na capa.


Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar