Infinite Competitive Dungeon Society – Capítulo 351

O Fim (5)

Após pensar um pouco, Ciara logo respondeu com um aceno.

“A demônia, certo? Aquela que tinha a habilidade de ignorar o poder da dungeon.”

“Você disse que o próximo Comandante do Exército Demônio que eu enfrentaria seria uma versão fortalecida da Lespina.”

“Sim, disse. Mas isso foi erro meu. Percebi depois que obtive as memórias desta mulher. Aquela mulher era uma Irregular entre os Irregulares. Se esta Sherafina soubesse que tal coisa nasceria, nunca teria dado a informação ao Lorde Demônio.”

O poder da Lespina era único até entre os incontáveis demônios que já existiram. O Lorde Demônio parecia ter jurado criar mais demônios como ela, porém, no final, nenhum demônio como ela apareceu de novo. Até o Lorde Demônio foi enganado pelas mãos da Sherafina.

Contudo, após subjugar a Lespina, havia algo que sempre considerei estranho.

“Antes de derrotar a Lespina, me encontrei com a Sherafina pela primeira vez. Naquela época, Sherafina me falou sobre duas coisas. Primeiro, o perigo dos demônios. Segundo, Ciara Kenex, aceitar você. … Esse foi um feitiço mágico para forçar a alguém a agir de uma certa maneira… uma sugestão mental, certo?”

“Sim. Como você já tinha a Alma Absoluta naquela época, foi impossível instalar uma sugestão mental sem a ativação da Alma Absoluta a menos que ela encontrasse você cara a cara.”

“Entendo, então ela fez o mesmo com a Loretta.”

Lembrei de pensar que a Loretta estava agindo estranhamente quando me levou para encontrar a Lorde da Dungeon.

Essa foi a única vez que a Sherafina me encontrou diretamente. Naquela época, não achei estranho, mas pensando nisto agora, era inatural demais.

Se quisesse me dizer algo, poderia ter feito através do sistema de mensagem da dungeon. Se ela quisesse ficar em seu personagem de mensagem automática, poderia ter repassado sua mensagem a Loretta.

Além disso, se a Sherafina quisesse obter meu poder eventualmente, era melhor não se mostrar até a hora chegar. Como a encontrei antes, consegui lidar com a mana dela com muito mais facilidade.

Não havia como a Sherafina não saber disto. Foi só que ela tinha que me ver naquela época para instalar uma sugestão mental.

A maneira que conquistou isto foi simples. Ela colocou uma sugestão mental na Loretta para me levar até ela. Após me encontrar pessoalmente, teve sucesso em colocar uma sugestão mental em mim. Teria sido impossível se eu tivesse dominado a Alma Absoluta, contudo, não tinha me adaptado completamente a Alma Absoluta naquela época. Foi por isso que cai em sua sugestão mental.

O que aconteceu depois, me lembrava com clareza. Mesmo que não quisesse encontrar a Ciara de novo, decidi aceitá-la no grupo sem pensar demais. Mais importante, matei qualquer demônio que encontrei de forma cruel e sem misericórdia.

É claro, nunca hesitei em matar um inimigo. Porém, naquela época, foi quase como se eu estivesse cego ao pensar em matar a Lespina. Massacrei os demônios sem importar com minha própria segurança ou pensar direito.

“Mas por quê? Você deve saber por que absorveu a Sherafina. Por que ela precisa ir tão longe a ponto de me encontrar para colocar em uma sugestão mental?”

“Eles eram importantes. Ela estava confiante que seria capaz de me absorver e temia o poder daquela demônia. Também… aquela mulher, Lespina, sabia parte da verdade. Ela sabia sobre a conexão entre o Lorde Demônio e a Sherafina. Entretanto, Herói-nim, ela acabou morrendo pelas mãos suas mãos sem ser capaz de fazer nada

Como pensei, Ciara não sabia.

Deveria haver mais uma coisa com a qual Sherafina estava preocupada. Minha descoberta que ela era quem dava a informação ao Lorde Demônio, que era o mandante oculto por trás do continente dos monstros. Ciara disse que a Lespina morreu sem ser capaz de fazer nada, todavia, a realidade era um pouco diferente.

Certo, foi quando tive certeza de que a Sherafina era minha inimiga. No momento que a Lespina caiu sob o efeito da Tentação de Lilith e se tornou minha subordinada, a sugestão mental deixada pela Sherafina desapareceu da minha cabeça.

‘A Lorde da Dungeon se encontrou com o Lorde Demônio.’

Foi isso que a Lespina disse enquanto queimava até a morte.

“Mas Herói-nim, Por que está perguntando sobre ela agora?”

Ciara não sabia o que a Lespina me disse. Havia apenas um motivo.

Seu poder não era puro.

“Queria me decidir.”

“Se decidir?”

Com um aceno, estendi a mão no ar. Num instante, mais da metade da mana dentro de mim foi concentrada em minha mão. Era uma técnica que eu podia fazer, uma habilidade miraculosa que só é garantida a mim.

Ciara rapidamente interferiu com sua mana, todavia, elevei o poder do Extorquir ao máximo e roubei um pouco de seu poder. O motivo que não havia usado Extorquir até agora foi para este momento. Independente de quão autoritária a mana da Sherafina posa ser, eu não perderia tão facilmente para ela, especialmente com um trunfo ou dois no meu bolso.

Ciara olhou atordoada.

“Herói-nim, isso é…”

“É uma magia chamada Viagem Dimensional.”

Uma magia que aprendi na cabana da Loretta, uma da qual nem a magia da Sherafina ou da Ciara podia alcançar. Esta magia me deixava viajar por dimensões para outros mundos sem o apoio da dungeon. Parecendo notavelmente chocada, Ciara balançou a cabeça.

“Herói-nim, não me diga que… Você está tentando sair deste lugar? Me desculpe, mas não posso deixar isso acontecer.”

“Pensei sobre isso também. Deveria ser possível se eu usasse o poder de Hermes, mas decidi o oposto.”

Hesitei entre duas escolhas. Um era fugir primeiro e fazer um ataque surpresa depois. A outra era acabar com tudo aqui e agora.

Após analisar a habilidade dela… Não, só baseado no que a Sherafina disse, se eu fugisse, a Ciara voltaria à Terra. Isso só a fortaleceria.

Se eu a enfrentasse aqui, não seria diferente de enfrentar a Sherafina, e seria capaz de usar tudo que preparei contra a Sherafina na Ciara. Como a Ciara não podia usar a habilidade de seus Olhos Malignos, o resultado já foi decidido.

Através do portal dimensional que abri, joguei uma moeda. Imediatamente, a mana irresistível varreu pelo portal, fechando tudo com facilidade.

“Herói-nim… Para o que era aquela moeda?”

Ciara perguntou com uma expressão que parecia dizer que não conseguia entender. Respondi.

“Era um sinal.”

“Sinal?”

Vendo Ciara inclinar a cabeça de uma maneira fofa, contive a vontade de bater na cabeça dela. Por enquanto, assenti com calma e respondi.

“Você lembra quando acabei com a Lespina?”

“É claro! Assisti todas as lutas com meus próprios olhos! Aaah, não importa a situação, você é sempre magnifico e glorioso, Herói-nim! Quanto aquela demônia, você a queimou até a morte com as chamas do caos!”

“Certo, e você sabe o que é a chama do caos, certo?”

“Uma chama inextinguível que queima até o alvo morrer!”

Os olhos da Ciara iluminaram. Foi como se esquecesse do portal dimensional que acabei de abrir.

Esta criança era realmente perigosa. Tendo uma quantidade absurda de mana e a habilidade de ver a história dos últimos 4,6 bilhões de anos era uma coisa, mas sua personalidade era distorcida demais.

“Herói-nim, você costumava favorecer aquele poder no passado! Aah, ainda lembro de quando meu coração tremeu quando vi você usando aquele poder pela primeira vez! Meu único arrependimento é não ter estado lá para ver em ação!”

“Para dizer a verdade, há duas maneiras de extinguir aquelas chamas. Você sabe quais são?”

“Sim! A primeira é o alvo das chamas morrer.”

“E a segunda?”

Com uma ondulação do espaço, um portal abriu no ar. Não abri este portal. Foi aberto do outro lado por aquele que recebeu meu sinal.

Naquele instante, a expressão da Ciara empalideceu.

“… Herói-nim?”

Falei com um sorriso.

“É eu mesmo a extinguir…”

Do portal, um corpo feminino flexível saiu. Cabelo violeta e pele azul clara. Além das pupilas completamente brancas que tinha que faziam seus olhos parecerem assustadores, ela era uma beldade rara.

“Antes do alvo morrer.”

Uma demônia.

“Mestre, fico contente que cheguei a tempo.”

“Yeah, Lespina. É bom ver você de novo.”

“Eu também, Mestre!”

“C-Como…!?”

Vendo a perplexa Ciara, expliquei gentilmente.

“Falsifiquei a morte da Lespina. Para impedir que a Sherafina descobrisse.”

“Como…!? Não, onde essa mulher estava!?”

“Edias.”

Falei brevemente.

“Tive a sensação que a Sherafina estava se aproximando de mim e que a Lespina também estava chegando no limite. A liberei em um mundo diferente, assim, ela não teria que viver escondido. Parece que consegui enganar você por causa disto.”

“Edias… O inimigo do mundo!?”

“Yep. Ela também foi uma garantia que preparei para minha viagem a Edias. Você realmente acha que iria para um mundo cheio de perigo sem uma rede de segurança? Lespina era minha garantia.”

Dominar o Circuito de Peruta não era parte dos meus planos. Somente um tolo contaria com um encontro sortudo para salvar sua vida. Planejei tudo para minha sobrevivência, e isso era levar a Lespina junto. Com o poder dela para rejeitar todo poder impuro, tive a confiança para sobreviver em qualquer situação.

Porém, um acontecimento inesperado após outro ocorreu, e acabei não usando ela. Entretanto, consegui cumprir meu segundo proposito em ir à Edias. Um local cheio com a mana do Peruta, a Cordilheira Peruta. Não poderia ter havido um local melhor para se esconder dos olhos da Sherafina e se recuperar ao mesmo tempo.

Se não fosse por isto, eu teria tornado toda a mana do Peruta no continente em minha. Por que mais eu teria deixado para trás uma mana tão valiosa?

“Como você conseguiu… Viagem Dimensional?”

“Você precisa de duas coisas para a Viagem Dimensional. Primeiro é o feitiço para lançar Viagem Dimensional, o segundo é a mana para usar a Viagem Dimensional.”

Dei ao Paul todos os ingredientes necessários.

Não dei ao Paul só o poder do mundo quando ele voltou ao Continente Edias. Também coloquei o conhecimento mágico que permitiria a Lespina encontrar minha coordenada e a mana que precisaria para usar a Viagem Dimensional.

Com a moeda anterior, enviei o sinal e ela conseguiu me encontrar com sucesso.

“Mas como… Sherafina deveria ter ficado de olho neste homem chamado Paul!”

“Só pedi ao Paul para fazer uma coisa. Vá à Cordilheira Peruta e faça um túmulo para o Peruta.”

Eu não era idiota. Por que explicaria tudo ao Paul? Sua tarefa foi terminada quando foi à Cordilheira Peruta, onde a Lespina estava ficando. O resto, ela poderia descobrir.

“Foi por isso que a Sherafina não descobriu.”

“Hu, huhu…, Mas uma demônio não vai mudar nada, Herói-nim.”

“Você está errada. Se não tivesse certeza, teria pegado todos e fugido.”

“Há pouco que pode fazer com essa demônia, Herói-nim. Não subestime a Liga da minha habilidade. Devorei o poder da Sherafina em meu estado sem poder. Independente de quanto eu te ame, posso ficar louca se me desprezar demais!”

“Não, Ciara. Se esse poder fosse seu, eu não teria estado tão relaxado. Contudo…”

Me virando, falei enquanto balançava a cabeça.

“Parece que o poder não é seu.”

Se esse poder pertencesse puramente a Ciara, ela teria sabido de tudo sobre a Lespina. Se soubesse, as coisas não teriam chegado a isto.

Ela teria feito tudo que podia para impedir a Lespina de cruzar do Continente Edias, e estaria decidida a matá-la. O fato que não fez isto provava que o poder da Ciara foi rejeitado pela autoridade da Lespina.

Lespina rejeitava todo poder impuro. Seu poder rejeitava a Ciara.

“Então qual poder é!?”

Ciara gritou. Lespina já tinha agido. Transferi o restante da minha mana para ela e usando-a, ela separou a Ciara de todos os seus poderes. Isto incluía o poder da Sherafina, a Liga que possuía e o poder da Terra.

Ciara tentou atrair sua mana, mas foi fútil. Sua tentativa desesperada para resistir se tornou risivelmente triste.

Quando puxei estes poderes para mim, tive certeza. Mm, considerando como só poder a Sherafina estava sendo sugado, parecia que o poder original da Ciara realmente não era meu.

Nesse caso, havia apenas um outro candidato.

“Não vou dizer.”

Falando com provocação, agarrei a Ciara.

Finalmente podia pegá-la. Com sua mana sem limites e a Liga sublime desaparecendo, a Ciara na minha mão não era diferente de uma garota de 13 anos.

“P-Por favor, salve-me.”

Ela disse.

“Por favor, salve-me! Foi você que me contou sobre o Herói-nim!”

Senti saber com quem ela estava falando, todavia, não houve resposta.

“Salve-me! Preciso dar ao Herói-nim seu poder… Eu devo! Caso contrário, Herói-nim será muito lamentável. O Herói-nim deve ser um rei que governa tudo… Ah, por favor!”

“Você gosta tanto assim de mim?”

“Herói-nim, venho dizendo desde o começo! Você é o único para mim! Desde o momento que nasci, sabia sobre você e vivia só para você!”

Ela deveria saber sobre o que eu estava prestes a fazer. Mesmo assim, seus olhos estavam repletos apenas com afeição e ânsia.

“Herói-nim, não é tarde demais. Conecte todos os mundos à Terra! Você se tornará Deus e ao seu lado, eu…”

“Mas eu odeio você. Tenho dito desde o momento que encontrei você, e ainda penso o mesmo.”

“Herói-nim—”

Sem hesitar mais, a rasguei ao meio. Então, com meu poder de relâmpago, incinerei o corpo dela sem deixar um pedaço.

“Aaah, Mestre, tão legal!”

“Você fez bem também, Lespina. Você sabe o que fazer agora, certo?”

“Sim.”

Lespina colocou as mãos na minha e começou a transferir todo o poder dela para mim. Embora fosse um pouco difícil quando ainda precisava absorver o poder da Sherafina, ainda tive sucesso em pegar a mana. O poder da Lespina era vital para o que eu queria fazer em seguida.

Meu poder único, o poder da Sherafina e agora o poder da Lespina para rejeitar todo poder impuro. Era incrivelmente não natural para estes poderes se misturarem. Em primeiro lugar, era contraditório um poder rejeitar poder impuro se combinar com outros poderes, deste modo, formando algo não puro.

Todavia, o talento com qual nasci tornou isto possível. Sob meus olhos vigilantes, todos os três poderes se fundiram em um de forma incrivelmente suave. O interior do meu corpo expandiu infinitamente e minha mana aumentou sem limites. Era difícil de acreditar que uma fusão simples de três poderes pudesse resultar em algo assim.

Minha aparência também começou a mudar. Fiquei maior, minha pele começou a brilhar e outro círculo dourado apareceu em meus olhos. Finalmente, meu halo soltou uma luz reluzente antes de começar a mudar de forma.

“Mestre, foi uma honra servir você.”

“Yeah.”

Depois disso, Lespina levantou a mão e tentou apunhalar seu estômago. Mas olhando para ela, estendi a mão e a parei.

“… Planejava matar você no começo, mas você foi muito útil. Além disso, não sinto vontade de matar mais ninguém agora… Você deve continuar vivendo do meu lado.”

“Mestre!”

Lespina gritou com um olhar tocado. O fato que estava viva e continuaria a viver ia contra o credo com o qual vivi até agora. Porém, de certo modo, isto não parecia tão ruim.

Embora fosse um ato de misericórdia que fiz por capricho, pensando sobre isto de novo, pode ter sido o catalisador final em me fazer chegar nesta posição.

A posição de divindade.

“Então o que fará agora, Mestre?”

Embora perdesse todos os poderes e se tornado uma demônia comum, Lespina perguntou com uma voz cheia de energia e felicidade. Comparado com o momento que a subjuguei, sua mudança de atitude era quase um pouco enervante, mas acreditei que isto era para o melhor.

Estendendo-a com minha mão, a enchi com mana e falei.

“Não sei. Definitivamente há muito que fazer, mas…”

Colocar a dungeon de volta em operação, limpar a Terra, cuidar de outros mundos… Havia trabalho demais a fazer.

Porém, por enquanto.

“Deixe-me dormir um pouco.”

“Sim, Mestre!”

‘Após dormir um pouco, cuidarei do resto.’ Pensando isso, estalei os dedos. Olhando para a cama dourada que apareceu na minha frente, franzi as sobrancelhas.

“Dortu, tente torná-la mais suave.”

[Sou Dortu. Metal normalmente é duro. Definitivamente não é porque odeio o Mestre por dormir com outra mulher.]

Bem, não serei capaz de dormir, eu acho.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar