Participe do nosso novo grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação e veja os benefícios.

Lord of Mysteries – Capítulo 1115

Dentro da Corte do Rei

Um dos dois esqueletos humanoides não tinha mais de 1,9 metros de altura, enquanto o outro tinha menos de 1,8 metros de altura. Parecia comum, mas desferiu um golpe inimaginável em Klein, que estava acima da névoa cinza.

Naquele momento, foi como se tivesse voltado ao tempo em que viu a porta de luz e os casulos. Embora as emoções que sentiu fossem diferentes, o choque foi quase idêntico.

“Isto… Isto não é o cadáver de um gigante… Isto definitivamente pertence a um humano… Os pais do Rei Gigante Aurmir eram humanos?” As pupilas de Klein dilataram-se repentinamente, como se estivessem sedentas de deixar entrar mais luz para que ele pudesse ver com mais clareza.

No entanto, não importa como ele observasse ou examinasse os esqueletos, ele não conseguiu encontrar nenhuma característica de gigante nos dois esqueletos branco-acinzentados.

Seus membros eram perfeitamente proporcionais e seus ossos tinham duas órbitas oculares. Eles definitivamente não eram gigantes menores de idade!

Após um breve momento de silêncio, Klein abaixou a mão com o Cetro do Deus do Mar mais uma vez enquanto pensamentos passavam por sua mente:

“Talvez sejam pais que não têm parentesco de sangue… Talvez, os ancestrais dos gigantes sejam humanos… Na Primeira Época, onde reinavam o caos e a loucura, alguns humanos se fundiram com as características de Beyonder, transformando-se em gigantes cruéis, irracionais e sedentos de sangue? Por um lado, seus descendentes herdaram suas características físicas; e recuperaram-se mentalmente com o tempo. Consequentemente, eles se estabilizaram para se tornarem uma raça selvagem e sanguinária. Entre eles, o Rei Gigante Aurmir foi o primeiro lote de mutantes, mas Ele conseguiu manter um certo nível de racionalidade; portanto, tornando-se um deus antigo? A fonte de tudo isso se assemelha aos mitos de origem, ao Criador original?”

Depois que seus pensamentos se estabeleceram em uma teoria, ele começou a fazer conexões enquanto fazia mais perguntas:

“Por que o Rei Gigante quer rotular a Floresta Minguante como uma área proibida e não permitir a entrada de nenhuma criatura viva?”

Ele não deseja que se saiba que os humanos são ancestrais de gigantes?”

“Mas se esse for realmente o caso, Ele poderia simplesmente ter cremado os restos mortais de seus pais. Não há necessidade de passar por tantos problemas… Além disso, o que há com esse forte sentimento de culpa?”

“Quem abriu o túmulo? O antigo deus do sol que matou o Rei Gigante? O Deus do Amanhecer, Badheil ou os outros deuses subsidiários da Corte do Rei Gigante?”

“Além disso, como o ancestral dos gigantes era humano, e os elfos, sanguíneos e outros seres sobrenaturais? Os ancestrais dos dragões são, na verdade, lagartos?”

“No meio da Segunda Época, houve fatores relativos às suas diferentes origens, que levaram ao conflito entre as diferentes facções dos quase-humanos e dos mutantes?”

Como Klein não tinha pistas ou informações suficientes, era difícil para ele fazer qualquer julgamento ou pensar em mais possibilidades. Ele só conseguiu controlar seus pensamentos e concentrar sua atenção na equipe de expedição da Cidade de Prata.

Neste momento, o Caçador de Demônios Colin conduziu Lovia, Derrick e companhia até a tábua de pedra e viu os restos mortais na tumba.

Eles também caíram em um silêncio indescritível por um longo tempo.

Finalmente, Joshua, que usava uma luva escarlate, perguntou hesitante: — Estes são os pais do Rei Gigante?

Do ponto de vista do Paladino do Alvorecer da Cidade de Prata, os dois cadáveres não eram de fato tão altos quanto gigantes. Eles eram ainda inferiores a ele quando ele acabara de se tornar adulto.

Se fossem identificados como jovens gigantes, então as proporções e características faciais de seus corpos não correspondiam.

A pergunta de Joshua reverberou nos arredores, mas ninguém respondeu.

Depois de alguns segundos, o Caçador de Demônios Colin disse lentamente: — É por isso que é segredo.

Ele não mencionou seus pensamentos ou teorias.

— … Isso significa que os gigantes são na verdade descendentes dos humanos, resultado da transformação provocada pelas características de Beyonder? — Ao ouvir isso, Antiona, a ruiva, disse pensativa.

“Os ancestrais dos gigantes são humanos?” Derrick sentiu-se um pouco tonto com o choque. Ele sentiu que havia uma enorme lacuna entre os dois.

Com esse pensamento em mente, ele lembrou de seus companheiros que haviam perdido o controle, principalmente os do Caminho dos Gigantes. Ele lenta e vagamente acreditou que não era impossível.

Aqueles que perdiam o controle geralmente ficavam anormalmente grandes. A pele deles estava coberta de uma cor azul acinzentada e havia uma enorme rachadura no meio das sobrancelhas que sugava o par de olhos.

— Talvez, — o Caçador de Demônios Colin respondeu brevemente.

Os membros da equipe de expedição da Cidade de Prata ficaram em silêncio mais uma vez.

Nessa atmosfera, Derrick olhou para a Anciã Pastora Lovia e percebeu que esse membro do conselho de seis membros tinha uma expressão calma. Não era solene nem confusa.

Neste momento, o Caçador de Demônios Colin olhou em volta e disse: — Dividam-se em grupos de duas ou três pessoas e procurem nas áreas vizinhas. Vamos ver se há alguma coisa para ser encontrada.

Os membros da equipe de expedição recuperaram o juízo e começaram a explorar cuidadosamente a área de acordo com as instruções do Chefe.

Infelizmente, esta Floresta Minguante não tinha nada de valor além de árvores, lápides ou tumbas.

Sem mais delongas, Derrick trocou Artefatos Selados com Haim para evitar que sua característica de Beyonder fosse eliminada pelo Crucifixo do Sem Sombra.

Então, eles seguiram o Caçador de Demônios Colin para fora da Floresta Minguante, circularam ao redor da rocha saliente ao longo da montanha e encontraram a caverna gigantesca que tinha trinta metros de altura.

Do lado de fora da caverna, uma estela de pedra já havia se despedaçado e crescia ervas daninhas.

Sob o brilho laranja do crepúsculo, havia uma sensação indescritível de morte degradante.

Depois de entrar na caverna, a equipe de expedição da Cidade de Prata seguiu as lajes de pedra desgastadas e os murais descascados. Eles caminharam entre as ervas daninhas secas e o cascalho áspero e exploraram a área com cautela.

A cada passo que davam, sentiam que sua expectativa de vida estava enfraquecendo e ficando desidratados.

Após um período de tempo desconhecido, a equipe de expedição da Cidade de Prata finalmente viu uma porta azul acinzentada que estava aberta.

Em ambos os lados da porta havia pedaços de fragmentos pretos como ferro que pareciam pertencer a algum tipo de armadura.

— Deveria haver guardas aqui, — Colin disse simplesmente. Ele pegou uma poção e engoliu.

Seus olhos azuis claros foram rapidamente tingidos com uma camada de amarelo escuro, e dois complexos símbolos verde-escuros apareceram em suas pupilas.

Depois de observar cuidadosamente a porta azul-acinzentada por um tempo, ele acenou com a cabeça e entrou no corredor escuro.

Todos eles passaram pela porta e entraram. O espaço parecia ser segurado por uma mão invisível pois se movia com um som forte.

Mais de dez segundos depois, o corredor parou de se mover. Do lado de fora da porta, apareceu um magnífico palácio sustentado por pilares de pedra. Parecia a residência dos guardas.

Derrick subconscientemente olhou em volta e passou o olhar pelos vários itens no corredor. Ele viu dois murais com características antigas.

O personagem principal de um mural era um gigante que usava uma armadura prateada de corpo inteiro e emitia um brilho óbvio. No local de seus olhos, havia uma bolha condensada de luz. No meio de outro mural estava uma mulher de cabelo castanho escuro. Ela era uma mulher gigante com uma longa saia de couro. Ela segurava uma espiga de trigo e frutas e estava cercada por campos prontos para serem colhidos, águas cristalinas do lago, árvores frutíferas e cogumelos brilhantes.

“Deus do Amanhecer Badheil… Deusa da Colheita Omebella…” Derrick percebeu quando assentiu levemente.

Ele então retraiu o olhar e viu o Chefe olhando para o mural que representava a Deusa da Colheita. Sua expressão ainda estava tão pesada quanto antes.

“O Chefe espera que a Cidade de Prata também tenha uma verdadeira colheita?” Como Derrick pensava, ele seguiu as ordens da Anciã Pastora Lovia, formando uma equipe com os outros. Eles então procuraram itens valiosos e verificaram se havia alguma passagem escondida.

Cerca de sete a oito minutos depois, eles se reuniram e seguiram o chefe Colin Iliad até a porta principal do salão.

Colin Iliad enfiou as duas espadas no espaço entre as lajes de pedra à sua frente. Ele estendeu as mãos e pressionou-as em ambos os lados da porta. Com apenas um pouco de força, abriu a passagem com um estrondo pesado.

A luz laranja e esplêndida do crepúsculo brilhou silenciosamente, permitindo que a equipe de expedição da Cidade de Prata visse os palácios e as inúmeras torres que proporcionavam um forte impacto visual.

A escala, a magnificência e o sentimento épico de um mito pareciam mais óbvios e chocantes devido à proximidade entre eles. Todos inconscientemente prenderam a respiração e se esqueceram de qualquer outra coisa, mergulhando totalmente na paisagem.

O mesmo aconteceu com Klein acima da névoa cinza.

Esta era a Corte Real dos gigantes.

Este era um verdadeiro reino divino.

Após cerca de dez segundos, o Caçador de Demônios Colin sacou suas espadas e virou o corpo pela metade, dizendo a Pastora Lovia: — Tente verificar a situação de ambos os lados. Não consigo ver o que está por vir com muita clareza.

Os dois símbolos verde-escuros em seus olhos se dissiparam lentamente.

Lovia reconheceu a ordem e deu dois passos em direção à porta.

Do lado de fora havia uma plataforma com escadas em ambos os lados. Na frente deles havia uma grade formada por pilares de pedra branco-acinzentada que dava para o edifício mais alto da região. Havia uma enorme porta azul-acinzentada com inúmeros símbolos misteriosos esculpidos em ambos os lados. Parecia extremamente digno.

Os corredores, escadas e outros objetos conectavam a infinidade de palácios e torres. Eles eram magníficos e brilhantes.

O cabelo cinza prateado de Lovia flutuou enquanto a pedra banhada pela luz do crepúsculo se projetava, formando uma boneca branco-acinzentada.

A boneca não tinha nenhuma espiritualidade. Era como uma marionete amarrada enquanto caminhava para a esquerda.

Seguiu a escada e desceu um nível após o outro em meio à rica luz laranja para ajudar a equipe de expedição a confirmar a situação.

De repente, seu corpo parou quando uma fina luz prateada irrompeu de dentro, transformando-a em incontáveis ​​fragmentos.

Pastora Lovia não ficou alarmada. Ela seguiu os passos anteriores e criou outro golem de pedra, indo para a direita.

Desta vez, o golem de pedra caminhou até o final da escada e parou na entrada do palácio abaixo sem que nada acontecesse no caminho.

O Caçador de Demônios Colin observou atentamente o tempo todo antes de dizer: — Vamos para a direita, mas temos que ter cuidado também.

Embora ele não tenha encontrado nenhum perigo, o fato de não poder discernir a situação real usando seus poderes Beyonder significava que havia muitos problemas.

Com tal lembrete, Derrick e companhia ficaram cada vez mais tensos. Os grupos de três começaram a descer lentamente enquanto observavam as costas uns dos outros.

Enquanto caminhavam pelas escadas altas, Joshua, que usava uma luva escarlate, de repente ouviu uma série de sons de batidas vindo de trás dele.

Era como se houvesse uma pessoa os seguindo em silêncio.

E neste momento, a Anciã Pastora Lovia estava ao seu lado. Pelo canto do olho, ele percebeu que os passos definitivamente não vinham dela.

Um arrepio percorreu a espinha de Joshua quando ele disse apressadamente em voz profunda: — Há passos atrás de mim.

Lovia virou a cabeça e permitiu que o Cavaleiro Prateado de cinco metros de altura aparecesse na sua frente. Ele avaliou as costas de Joshua com seus olhos escarlates de fogo.

Após alguns segundos de silêncio, a Pastor Ancião balançou a cabeça.

— Não há nada aqui.


Gostaria de ter sua novel favorita em PDF ou algum outro formato digital para ler offline?? ACESSE AQUI e saiba como!!

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar