Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Monarch of Evernight – Capítulo  243

Confronto Inevitável

O velho ergueu repentinamente a cabeça e olhou para o capitão. “Ole Lâmina Barbuda não nos enganaria.” 

O capitão suspirou aliviado e deu de ombros para Qianye. Este último não se importou e apenas respondeu com um sorriso. 

O velho pegou a Flor Gêmea e murmurou enquanto acariciava suavemente cada padrão. “Existem apenas dois tipos de pessoas aos nossos olhos: aqueles que estão do nosso lado e aqueles que não estão. Nem mesmo ser um verdadeiro vampiro será um obstáculo para se tornar um de nós.” 

Qianye não pôde deixar de erguer as sobrancelhas ao ouvir isso, mas não disse nada. 

O velho estudou a arma repetidamente antes de dizer: “Deve haver outra, certo?” 

Somente então Qianye ficou um pouco surpreso. Ele pegou a outra pistola e a colocou sobre a mesa. Desta vez, o velho apenas deu uma olhada casual antes de devolvê-la. 

O ancião começou a vasculhar a pilha de peças em sua estação de trabalho e finalmente encontrou uma caixa de ferro enferrujada. Ele colocou o recipiente sob a lâmpada de cristal e ajustou corretamente o ângulo antes de abri-lo lentamente. Julgando por seu comportamento sério, parecia que continha a joia mais valiosa do mundo. 

A caixa foi aberta, revelando uma almofada de seda amarela aparentemente tão antiga quanto o exterior da caixa. Sobre ela, havia uma única bala de prata. 

A confecção desta bala era requintada, sua casca prateada profunda emitindo um brilho fluente. Era feita de mitril. Sua superfície estava coberta por uma densa rede de padrões complicados. Alguns deles até mesmo lembravam caracteres da escrita rúnica. 

Quando Qianye viu os padrões, ficou surpreso que uma Bala de Mitril de Exorcismo aparecesse em um lugar tão pequeno. Mas a adição desses símbolos de escrita rúnica o deixou bastante desconfiado. 

Aqueles que podiam incorporar símbolos de escrita rúnica em um arranjo de origem haviam ultrapassado o nível de mestre. Tinha apenas um ferreiro assim, mesmo nos Escorpiões Vermelhos. Qianye deu uma olhada no velho e depois ao redor. Estava achando bastante difícil acreditar que esse homem era um grande mestre capaz de usar arranjos de escrita rúnica. 

O velho não tinha interesse nas suspeitas de Qianye. Ele usava uma expressão zelosa e sagrada enquanto olhava fixamente para a bala de prata, segurando a respiração. Então, levantou repentinamente a cabeça e apontou para a bala de prata enquanto as seguintes palavras saíam de sua boca ressecada: “Isso é chamado de bala.” 

Qianye sentiu momentaneamente vontade de cuspir sangue. Claro que ele sabia que era uma bala! Além disso, até poderia entrar em detalhes, por exemplo, que era uma Bala de Mitril Física de Exorcismo. 

Mas ao ver a expressão inabalável do velho, Qianye abaixou-se impotente e disse: “Muito bem, uma bala então.” 

“Agora é sua. Lembre-se, use-a apenas para salvar a vida de alguém.” Com isso, o velho fechou a caixa e a entregou a Qianye com as duas mãos. 

Mesmo depois de sair dessa pequena cidade chamada Garra do Cão, Qianye ainda estava pensando em como essa única bala valia 100 moedas de ouro. 

Era um preço escandaloso, mas sob o olhar do velho, Qianye pagou confuso por ela, juntamente com as outras munições pré-encomendadas. Se alguém fosse avaliar, o valor deveria estar nos padrões e símbolos de escrita rúnica presentes nela. Poderia até ter algum acréscimo artístico se as veias fossem um pouco mais requintadas. 

Qianye riu amargamente enquanto tocava o peito. A bala estava atualmente colocada no bolso da sua camisa. 

Nenhuma flutuação de poder de origem era sentida da caixa de ferro. Esse recipiente enferrujado naturalmente não era uma caixa de cristal capaz de isolar o poder de origem, nem era um cartucho de bala de origem do corpo imperial. Essa caixa não tinha nenhum efeito de barreira. Assim, a ausência de flutuações de poder de origem da bala só podia significar que essa era uma bala física em branco que precisava ser preenchida. 

Qianye balançou a cabeça na tentativa de esquecer esse pequeno interlúdio. Havia limitações em relação à quantidade de munição que se podia carregar ao viajar de aerobarco intercontinental. Pelo menos, ele era capaz de repor seu estoque em um local tão desolado. 

Além disso, o resto das balas de pólvora e de origem pareciam bastante normais. Quanto a essa bala de mitril, independentemente de sua capacidade real de realizar um exorcismo, sua qualidade em relação ao material utilizado era realmente satisfatória. Então, o resultado não era tão ruim. Embora Qianye ainda estivesse um pouco desconfiado se essa bala de origem adornada realmente poderia ser preenchida com poder de origem… 

Qianye se lembrou de ter perguntado ao velho como deveria se dirigir a ele. No final, ele respondeu: “Apenas me chame de mestre”. 

Que resposta direta! Qianye girou o acelerador da motocicleta enquanto pensava nisso. O ronco do motor intensificou-se à medida que a idosa Tigre Trovejante tremia e ofegava. Ela arrastou-se freneticamente com seu corpo pesado e acelerou para longe. 

A Tigre Trovejante, embora muito antiga, poderia ser considerada bastante resistente. Ela percorreu centenas de quilômetros antes de começar a soltar fumaça preta, quase como se estivesse ameaçando entrar em greve. 

As Estepes do Silêncio Flamejante eram uma região do Cinturão de Montanha dos Sonhos Azuis com uma paisagem única. Devido à sua topografia, raramente chovia. A terra era extremamente árida e parecia solitária e desolada. 

Mas após atravessar a cordilheira parecida com uma barreira, chegaríamos ao meio da magnífica paisagem da Cordilheira Taihang. Na verdade, havia muitos rios subterrâneos fluindo nessa região montanhosa. Essa era a fonte de vida para aquelas árvores colossais que cresciam na natureza selvagem. Além disso, sempre teria um pequeno oásis ao redor delas. 

Qianye olhou para a frente e avistou uma árvore gigante com uma copa semelhante a um dossel imperial. Ele ajustou sua direção e seguiu em linha reta naquela direção. 

Como esperado, um pequeno oásis veio à vista e tinha até uma pequena nascente cristalina no centro. O espírito de Qianye se elevou ao ver água. Seu cansaço foi dissipado enquanto ele se lançava em direção à nascente e começava a beber a água fria em grandes goles. 

Depois, Qianye enxugou o rosto, encheu o radiador de Tigre Trovejante com água e adicionou pó de pedra negra suficiente ao forno cinético. Ele estava preparado para descansar ali durante a noite antes de continuar sua jornada no dia seguinte. De acordo com o mapa, precisaria viajar mais um dia pela natureza árida antes de entrar na Cordilheira Taihang. 

O Grande Império Qin, as raças das trevas e o exército rebelde coexistiam no Continente Ocidental. Especialmente nos últimos anos, as chamas da guerra queimavam continuamente e a situação havia se tornado bastante caótica. Tinha batalhas por toda parte. Devido as forças rebeldes, todos os postos de controle no território imperial tinham que realizar interrogatórios rigorosos para impedir a entrada de espiões. 

Qianye entrou no Continente Ocidental através das Estepes do Silêncio Flamejante por meio de um canal clandestino. Era um atalho excelente. Além disso, era uma terra sem dono antes de cruzar a Cordilheira Taihang. Naturalmente, não havia sentinelas. 

É claro que ele ainda havia trazido consigo o conjunto de documentos de identificação que Song Zining havia preparado para ele. Esses documentos descreviam Qianye como um oficial do exército regular imperial que se aposentou depois de ser ferido em ação. Os documentos vinham completos com os selos de poder de origem relevantes, que até mesmo pessoas experientes teriam dificuldade em encontrar falhas. 

Em relação à verificação, seria difícil até mesmo para a família imperial confirmar o histórico de um oficial insignificante em uma era em que os exércitos mantinham seus próprios documentos. A única maneira de fazer isso seria solicitar um dossiê formal do exército original. Mas, com base em sua experiência anterior como oficial júnior no 17º corpo de Yin Qiqi, talvez esse conjunto de documentos militares já estivesse nos arquivos do corpo militar citado. 

Os dedos de Qianye traçaram uma linha arqueada no mapa, passando pela região montanhosa em direção ao território do clã Zhao. Várias províncias no Continente Ocidental foram tomadas das mãos das raças das trevas pelas gerações sucessivas do clã Zhao. Além disso, eles construíram a majestosa Passagem Nuvem de Andorinha na fronteira para se defender dos inimigos externos. Essas províncias se tornaram territórios herdados do clã Zhao de acordo com o sistema imperial, solidificando assim a posição da família como um grande clã após mil anos de herança. 

A Cordilheira do Esquecimento descrita no diário de Deryl provavelmente era o nome usado pelas raças das trevas para marcar a Cordilheira Taihang. E a localização da herança estava bastante próxima de uma das cidades principais do clã Zhao. 

Qianye fechou o mapa e retirou sua bagagem da motocicleta, planejando montar uma barraca ali para passar a noite. Seu coração tremeluziu subitamente — ele se levantou e respirou profundamente, enfrentando o vento noturno. 

Havia uma aura característica no ar da noite nas estepes. Provavelmente devido ao calor das local combinado com o cheiro vivo emitido por certas plantas do outro lado da cordilheira. No entanto, o que chamou a atenção de Qianye foi um certo aroma doce que, ao entrar em suas narinas, despertou uma intensa vontade e fome. 

Era o odor de sangue fresco — puro, doce e cheio de energia! 

Os primeiros pensamentos de Qianye não foram realmente se esconder ou fugir, mas atacar e devorar essa iguaria. Imediatamente depois, ele se livrou do impulso e se moveu rapidamente atrás da grande árvore. Seus olhos começaram a brilhar de vermelho escuro enquanto ativava a visão noturna. 

Um grupo de guerreiros vestidos de preto emergiu na noite. Havia uma certa qualidade desinibida e destemida em seus movimentos. Nem se deram ao trabalho de restringir sua aura — o líder era na verdade um campeão, e os mais fracos entre eles estavam acima do nível cinco. 

Esse grupo de dez pessoas eram todos vampiros, mas estavam vestindo uniformes militares imperiais. Esse tipo de disfarce dificilmente poderia enganar olhos especializados assim que entrassem no campo visual. Mas, de fato, isso reduziria uma quantidade considerável de problemas desnecessários ao passar pelo território humano. 

Eles avistaram a árvore gigante ao longe e, portanto, ajustaram sua direção e correram para lá. 

O coração de Qianye disparou. Ele imediatamente percebeu que a situação não era favorável. O oásis era bastante pequeno e não havia lugares para se esconder na vastidão da terra deserta. Além disso, ele não teve tempo de apagar as pegadas que deixou ao pegar água e montar acampamento. 

Ele tomou uma decisão rápida. Jogando sua bagagem na motocicleta, deu partida e fugiu em direção às profundezas da estepe. 

O ronco de Tigre Trovejante foi transmitido longe pela noite, imediatamente chamando a atenção dos vampiros. Todos os olhos se voltaram para ela num piscar de olhos. Os guerreiros, fortes e fracos, perceberam um ponto de luz se afastando de seu destino. 

“Senhor Zalen, é um humano. Parece que ele já nos descobriu”, disse um jovem cavaleiro vampiro. 

O líder visconde tinha o rosto sombrio. Ele disse com uma expressão impaciente: “Um pequeno inconveniente. Vocês dois o perseguirão e o matarão. Os outros descansarão no oásis. Partimos em uma hora.” 

Os dois cavaleiros vampiros partiram após receberem suas ordens. Eles se transformaram em fios de neblina vagos enquanto perseguiram rapidamente Qianye. 

Momentos depois, um pequeno acampamento foi montado ao redor do oásis. Zalen não descansou em absoluto – ele ficou pensando em silêncio diante da fonte cristalina. 

A cavaleira se aproximou dele e sussurrou: “Senhor Zalen, qual é o nosso objetivo real desta vez?” 

Sua unidade tinha estado viajando pelas terras altas por muitos dias, aparentemente sem objetivo. Ocasionalmente, eles encontravam alguns humanos e os poupavam desde que não fossem descobertos. Isso era bastante diferente do temperamento habitual do Visconde Zalen. 

Zalen pegou um pingente de cristal vermelho e injetou sua energia sanguínea nele. O pingente foi imediatamente ativado, projetando um mapa holográfico do tamanho da palma da mão no ar. Uma certa área nele estava marcada com uma cor vermelha chamativa. 


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar