Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

My legendary class is Husband of Deathwill Sisters?! – Capítulo 235

Garotinho

— Esta vadia! — Marvel não conseguiu conter a raiva; sua voz reverberou a cena toda.

Todos conseguiriam deduzir suas emoções e pensamentos pelo tom, incluindo os demônios famintos idiotas. Em suas formas aprimoradas, aquelas existências sorriram, caminhando lentamente na direção do vilão.

— O quê?! — Marvel se virou após sentir um tapinha no seu ombro. Ele gritou para o goblin cinza, elevando o olhar para combinar com seu novo tamanho: — Vá até eles e me deixa preparar minhas habilidades.

— Minhas habilidades funcionarão logo — ele acrescentou.

Os demônios famintos zombaram, suas aparências ficando mais vis: — Elas realmente funcionarão?

— Você nos vê como idiotas?

— Você não pode equiparar a esta garota, pode?

É claro que vejo vocês como idiotas, animais do caralho, Marvel xingou internamente enquanto fazia o melhor para manter a compostura. Infelizmente, foi em vão porque suas emoções internas começaram a vazar lentamente.

Seus lábios tremeram, os olhos ainda estavam estreitos e simplesmente não conseguia manter contato visual por muito tempo. Era como o pior tipo de vilão de segunda categoria, seus membros da guilda ferveram de raiva.

Aqueles NPCs desprezaram o líder da sua guilda. A camaradagem deles percorria seus ossos e almas como se fosse uma habilidade, os levando em frente. Eles abriram a boca para comentar o lembrete dos demônios famintos, porém, nenhum jogador conseguiu mover aqueles demônios.

Os animais olharam para todos enquanto o tornado dourado os englobava: — Vocês não são dignos de conseguir a classe épica. Apenas virem escudos de carne, então tornem-se nossos sacrifícios, seus perdedores! — Os demônios famintos estenderam as mãos, usando sua força superior para manter os jogadores no lugar.

Em nenhum jogo normal, um evento assim aconteceria para começar. Contudo, o Mundo de Avander mais uma vez lembrou os jogadores que estavam num “mundo real”, não os permitindo seguir os caminhos do jogador.

— Seus merdas fodidos! — Marvel gritou antes de cair no tornado dourado. Seus corpos foram usados como escudos de carne para salvá-los. Ao mesmo tempo, os demônios famintos controlaram o ritmo do campo de batalha, encolhendo constantemente a distância entre Alex e sua equipe.

Alex e as garotas estavam olhando para a traição com expressões diferentes. Enquanto Alex e Sara permaneciam inexpressivos, Schnee sorria e Remia olhava para os demônios com nojo genuíno.

Ela permaneceu olhando para o goblin cinza, com qual encontrou antes: — Stella… Deixe este comigo…

Após a voz de Stella chegar nos ouvidos de Remia, a fada sorriu levemente: — Eles realmente pensam que só o Alex e a Stella são fortes.

— Farei eles se arrependerem por nos desprezar — Remia sussurrou antes de canalizar sua habilidade mais poderosa.

Quando o poder [Berserker] apressou de seu coração, suas habilidades da floresta englobaram o lugar todo, se curvando à sua vontade. Todos os galhos e raízes dispararam na direção dos demônios e jogadores como flechas.

E quando sua habilidade peculiar foi totalmente canalizada, a floresta inteira ficou mais escura, como se fundisse a densa névoa e céu vermelho. Cada parte da natureza ficou amaldiçoada, escurecendo e se tornando feroz.

Galhos, folhas e raízes viraram chicotes afiados, cortando os demônios famintos com força inacreditável.

Então, Remia focou sua atenção toda no goblin cinza aprimorado. Seu coração transmitiu seus sentimentos à floresta, criando um pequeno “garotão”, que Remia só podia formar em sua [Forma Suprema].

Sua primeira criação independente foi feita de galhos e raízes. Ele era como um garoto humanoide feito da natureza. Seus olhos eram orbes verdes profundamente enterrados na sua forma peculiar.

Seu cabelo e sobrancelhas eram compostas de folhas. A pequena criatura soltou uma maldição densa e grossa, que derivou da habilidade [Berserker] de Remia.

Porém, o garotinho permaneceu calmo, seus olhos fixos no goblin cinza. É claro, o demônio faminto sentiu-se inquieto porque a floresta de Remia se tornou muito robusta. Ela não era como imaginava.

Então, mais existências apareceram no mesmo nível que ela ou ainda melhor. Felizmente, eles ainda tinham maior número, e seu sacrifício tinha o último estágio, no qual usariam toda sua vida para eliminar os inimigos.

Porém, o goblin claramente subestimou a resolução de Remia.

Remia não ficou nada feliz quando olhou para ele. Ela poupou isso para mais tarde, para um momento em que diria a Alex sobre seu progresso. Queria sentir a maior felicidade naquele futuro iminente, ser eleito, e obter o máximo de mimos pelo trabalho duro.

E, além disso, não estava num lugar onde pudesse dividir a atenção e pedir por alguns elogios. Seu ódio pelo goblin cinza também era genuíno e seu.

Ela não gostava dele só porque ele almejava o Castelo Deathwill. Ela o odiava mais porque a alvejou uma vez.

— Você será o primeiro a entrar na prisão deste bando de inúteis! — Remia declarou, balançando a mão.

Num instante, seu garotinho saltou. A floresta de sua mestra o acompanhou, dando mais margem de manobra para agir como quisesse.

E na sua forma [Berserker], o garotinho queria socar o goblin cinza como um boxeador. Ele queria eliminar aquele sorriso, socar seus dentes e fazê-lo vomitar sangue e arco-íris, pois algumas coisas coloridas seriam bastante divertidas em seu cenário.

— Seu merdinha! Seu olhar me irrita! — o goblin murmurou, se lançando na direção do monstro da natureza.

Ele estendeu os braços inchados, seus punhos cerrados com força. Contudo, antes que pudesse usar seu poder, o garotinho manobrou sua forma gigante como um atleta, se aproximando agilmente do rosto do demônio.

BANG!

— UGHHH! — o demônio faminto gritou quando o garotinho arrancou os dentes da frente só com um soco!

Então, o garotinho continuou socando o rosto! Suas mãozinhas de galho socaram com tanta força que o goblin cinza perdeu a consciência algumas vezes. Entretanto, uma força desconhecida sempre o despertou, não o deixando apenas escapar sem sentir dor.

— Pro inferno com ele! — Remia ordenou, forçando seu garotinho a parar a diversão e mandar o demônio faminto ao castelo de Alex.

O garotinho sibilou com decepção, como se tivesse alma própria, antes de sobrepujar completamente o oponente.

Embora fosse bastante petulante, Remia gostou da sua primeira criação: — Veneno era uma alternativa para minha força… Mas esta habilidade especial que consegui ao trabalhar com você se tornará meu futuro, Alex…

Remia sussurrou docemente, gostando de seu progresso e situação atual. Por um momento, pensou que não poderia se sentir mais realizada, só que não era o caso porque seu futuro com Alex só tornaria as recompensas mais doces.

Seu amado também trabalhou duro com sua natureza, sem falar em suas esposas. Remia teve seu quinhão de experiência de batalha com Alex, mas os movimentos de Schnee e Sara a surpreenderam.

Elas fluíram pela natureza como água, derrotando tranquilamente os demônios famintos e jogadores.

A quantidade estava do lado inimigo, mas não parecia que Alex e suas amadas perderiam.

Não importa quais habilidades os inimigos usassem, eles aguentariam sem nenhum problema. A garota alada sempre os curaria rapidamente.

Assim, a não ser que os demônios famintos tivessem uma habilidade especial, Alex e as meninas não pensaram que seriam forçados a recuar.

Foi então que a luz reluzente iluminou seus corpos.

A luz vermelha que trouxe o dilúvio do medo!


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar