Participe do nosso novo grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação e veja os benefícios.

Reaper of the Drifting Moon – Capítulo 313

Capítulo 313

Doyeop correu pela rua.

“Então é aí que você está se escondendo.”

Ele era um rastreador habilidoso e perseguidor, afiado nas artes de rastreamento e perseguição.

Tinha o talento de identificar com precisão até as trilhas mais fracas, o que o tornava altamente valorizado por Jin Yoo-gun.

Para ele, rastrear as trilhas apagadas pelos garotos não era uma tarefa difícil.

Embora tenha levado algum tempo, ele eventualmente encontrou o corpo de Hwa-pyung durante o processo.

Os garotos amarraram o corpo de Hwa-pyung a uma pedra e o jogaram no mar. No entanto, como o corpo de Hwa-pyung não estava amarrado com segurança o suficiente, acabou ressurgindo e flutuando sobre a água.

Embora as ondas tornassem difícil reconhecer o corpo, Doyeop imediatamente percebeu que era Hwa-pyung.

Após recuperar o corpo de Hwa-pyung, Doyeop retomou sua busca. Eventualmente, encontrou a estalagem onde Pyo-wol estava hospedado.

Embora tenha cometido um erro e sido descoberto por Geomyeon em sua empolgação ao encontrar o alvo, ele saiu rapidamente da estalagem depois de ferir o garoto.

Sua missão era encontrar o garoto que os havia visto no porto. E agora que ele fez isso, a única coisa que restava era relatar esse fato a Jin Yoo-gun, já que Jin Yoo-gun cuidaria do resto.

Doyeop correu em sua velocidade máxima, voando pelo céu noturno.

Aqueles que dominavam principalmente a arte da perseguição se destacavam na agilidade. Doyeop não era exceção.

Desde que ele soltasse toda a sua velocidade, ele tinha certeza de que nem mesmo Jin Yoo-gun conseguiria acompanhá-lo. Por isso, estava um tanto aliviado.

Ele achava que ninguém teria a audácia de segui-lo. Mas, antes que pudesse relaxar completamente, seu orgulho foi despedaçado.

Koooo!

Ele sentiu uma presença iminente atrás dele.

Alguém o perseguia implacavelmente.

A pessoa que o perseguia não era ninguém menos que Tarha.

Seus olhos ardiam como os de um leão, enquanto corria a uma velocidade aterrorizante.

“Desgraça!”

Doyeop sentiu um arrepio na espinha.

Doyeop nem mesmo conhecia a verdadeira identidade de Tarha, mas podia definitivamente dizer que Tarha não era um artista marcial comum.

— Pare aí! 

Tarha soltou um rugido de leão e avançou em direção a Doyeop.

Doyeop sentiu seu peito tremer com o rugido.

“Loucura!”

Apenas ouvir o alto rugido de Tarha foi o suficiente para Doyeop perceber que Tarha era um poderoso artista marcial, capaz de superar muitos oponentes.

Tarha era um especialista com habilidades inigualáveis, que ele não ousava enfrentar.

A única resposta de Doyeop era fugir.

Doyeop exerceu toda a sua força e liberou suas habilidades aéreas.

Como resultado, a distância entre ele e Tarha continuou aumentando.

— Seu maldito! Não consegue parar?! 

A voz ameaçadora de Tarha ecoou, mas Doyeop não podia se dar ao luxo de parar.

“Aquele velho deve ter matado Hwa-pyung.”

Doyeop pensou que deveria informar Jin Yoo-gun sobre esse fato o mais rápido possível.

Felizmente, sair da vista de Tarha não se mostrou muito difícil.

Embora Tarha pudesse ser mais forte do que ele em termos de puras artes marciais destrutivas, ainda seria difícil para ele acompanhar suas habilidades aéreas.

Ele finalmente podia relaxar até certo ponto.

Doyeop deliberadamente não foi direto para o bairro residencial onde o esconderijo deles estava localizado. Em vez disso, ele vagou na direção errada, dando uma volta. Essa era sua tática de esconder seus rastros.

Como mestre da perseguição, ele naturalmente estava preparado para ser seguido por outros.

Assim, Doyeop conseguiu com sucesso esconder seus rastros e voltou para a área residencial onde estavam seus camaradas.

— Bem-vindo de volta. 

Assim que entrou, seu camarada o cumprimentou, mas estranhamente, havia muitos rostos ausentes.

— Onde estão os outros? 

— O chefe disse que teve um pressentimento ruim, então foi buscar o item primeiro. 

— Ele foi na frente? Sem me esperar? 

— Ele me pediu para esperar por você. Me disse para te levar para o local da operação quando você chegasse. 

— Entendi. 

A expressão de Doyeop finalmente relaxou.

Ele tinha sido induzido a pensar que tinha sido abandonado.

— Vamos lá. 

— Certo! 

Os dois se apressaram para sair da mansão. Mas, naquele momento, a expressão do companheiro de Doyeop mudou.

— Alguém está nos seguindo. 

— O quê? Isso não pode ser verdade. 

Doyeop virou-se incrédulo.

Lá, em cima da cerca, estava uma silhueta negra observando-os.

Uma capa preta tremulava ao vento, com um rosto branco brilhando.

Era Pyo-wol.

— Quem é você? 

— Quem é você?! 

Doyeop e seu companheiro gritaram ao mesmo tempo.

Mas Pyo-wol não respondeu. Apenas examinou o exterior da mansão.

“Então é este o lugar.”

A mansão que escolheram como esconderijo tinha paredes incomumente grossas.

O proprietário construíra as paredes mais espessas do que as outras mansões, com a intenção de torná-las resistentes. Por causa disso, mesmo os sentidos de Pyo-wol não conseguiam detectar os movimentos das pessoas lá dentro.

Doyeop não podia acreditar que havia sido seguido com sucesso.

— Então não foi apenas uma pessoa. Então, o velho era apenas uma distração? 

Ele rangeu os dentes.

Não suportava a ideia de Pyo-wol estar brincando com ele.

O companheiro de Doyeop gritou.

— Ataque! 

Ele avançou rapidamente em direção a Pyo-wol com uma velocidade assustadora.

Doyeop, que havia se dado conta tarde, se juntou.

Num piscar de olhos, eles reduziram a distância entre eles e Pyo-wol.

Swish!

Um turbilhão tonto de movimentos de espada encheu o ar.

Sua esgrima era simples, mas igualmente eficiente.

Eles visavam os pontos vitais do oponente com movimentos mínimos.

Era uma esgrima assustadoramente prática.

No entanto, o oponente mostrou ser igualmente habilidoso.

Pyo-wol esquivou sem esforço todos os seus ataques com movimentos mínimos.

— Um especialista habilidoso. 

Enquanto trocavam olhares, seus movimentos mudaram.

Eles mudaram para um ataque conjunto.

O fato de terem imediatamente mudado para um ataque conjunto assim que avaliaram o nível do oponente indicava uma notável organização e coordenação entre eles.

Swish!

Suas espadas atacaram Pyo-wol com muito mais ferocidade.

O ataque conjunto dos dois foi realizado meticulosamente, sem deixar espaço para erros.

Seus ataques sincronizados, preenchendo as lacunas um do outro, eram tão precisos quanto uma máquina bem lubrificada. No entanto, apesar de seus esforços coordenados, eles mal conseguiram arranhar um único canto da roupa de Pyo-wol.

“De onde veio esse monstro-?”

“Não podemos fazer isso só nós dois. Precisamos de mais pessoas para derrubar essa fera.”

Eles perceberam que estavam em desvantagem.

Nesse momento, Doyeop tomou uma decisão.

Pow!

Ele se lançou para trás, deixando seu companheiro para trás.

Assim que saiu do caminho, fugiu sozinho.

Apesar de Doyeop escapar sozinho, seu companheiro não mostrou nenhum sinal de ressentimento.

Era a regra deles.

Se encontrassem um inimigo que não conseguissem lidar, um deles precisava sobreviver e transmitir informações aos seus camaradas. Eles não tinham escolha a não ser fazer isso, mesmo que significasse trair o outro.

Doyeop, com suas habilidades excepcionais de movimento, desempenhava o papel de alertar e informar seus companheiros, enquanto o outro assumia a tarefa de ganhar tempo e segurar o inimigo o máximo possível.

— Ha

Seu companheiro gritou enquanto atacava Pyo-wol com determinação.

Mesmo enfrentando um ataque conjunto, Pyo-wol permaneceu ileso. O que dizer agora que estava sozinho?

Tum!

Algo perfurou sua testa.

Era um fio de qi, quase indistinguível a olho nu: O Fio Ceifador de Almas de Pyo-wol.

Depois de ser perfurado, o artista marcial desabou sem vida.

Pyo-wol saltou rapidamente para longe, deixando para trás o corpo morto de seu oponente.

Doyeop pensou que não havia deixado quase nenhuma pista, mas suas pegadas eram claramente visíveis aos olhos de Pyo-wol.

Foi então.

— Vou me juntar a você. 

Tarha, que chegara tarde, juntou-se à perseguição.

Ele conseguiu alcançar Pyo-wol enquanto lutava contra o companheiro de Doyeop.

Os dois correram pelas ruas, ombro a ombro.

Uau!”

Tarha pensou admirado ao olhar para Pyowol.

Ele estava dando o seu melhor, exibindo a extensão de suas habilidades aéreas. No entanto, mal conseguia acompanhar Pyo-wol, mesmo extraindo todo o seu poder.

Apenas ouvindo a respiração de Pyo-wol, ficou claro para Tarha que Pyo-wol ainda não tinha dado seu máximo. Era evidente que Pyo-wol estava controlando sua velocidade por causa de Tarha.

“Nunca pensei que um dia me tornaria um fardo, segurando alguém para trás.”

Esta era a primeira vez que Tarha experimentava algo assim, então era natural que se sentisse envergonhado. Mas ele não pôde continuar se culpando por muito tempo.

Agora, alcançar Doyeop era a prioridade deles.

Doyeop já havia desaparecido na escuridão e não estava à vista.

Mesmo com as habilidades de Tarha, ele não conseguia determinar para onde Doyeop tinha ido. No entanto, os movimentos de Pyo-wol não mostravam hesitação.

Parecia que Pyowol conseguia ver algo que Tarha não conseguia.

“O que diabos?”

Foi então.

Boom!

Ao longe, na direção em que estavam correndo, as chamas subitamente se elevaram acompanhadas por um som ensurdecedor.

A explosão foi tão intensa e poderosa que a área se iluminou momentaneamente como se fosse dia.

“Então é aquele lugar.”

Pyo-wol percebeu que a rota de fuga de Doyeop era onde as chamas estavam subindo.

Tarha, que corria ao lado dele, falou.

— Lá não é a Seita do Dragão do Mar? 


Kwah!

As chamas, subindo alto no céu, engoliram o Seita do Dragão do Mar com ímpeto feroz.

— O que está acontecendo? 

Jang Hamun, o líder do Seita do Dragão do Mar, olhou ao redor das instalações devastadas com uma expressão desolada.

O pavilhão, que estava perfeitamente intacto apenas um momento atrás, agora estava envolto em uma tremenda labareda. Este era um pavilhão separado onde guardavam ouro, então sempre tomavam precauções extras para afastar objetos inflamáveis.

O fato de um lugar desses ainda ser consumido por um incêndio tão maciço era incompreensível.

— Rápido! Apague o fogo! Depressa! 

Jang Hamun gritou o mais alto que pôde.

Seus assistentes e trabalhadores, que finalmente recobraram os sentidos, pegaram baldes e buscaram água apressadamente.

— Movam-se mais rápido! 

— Devemos apagá-lo antes que se espalhe mais! 

Eles tentaram extinguir o fogo com água do poço, mas foi em vão. Com o tempo, as chamas ficaram ainda mais ferozes. Se continuassem assim, toda a Seita do Dragão do Mar seria consumida pelo fogo.

— Quem diabos faria uma coisa dessas? 

Jang Hamun não acreditava que o incêndio fosse acidental. Era óbvio que alguém tinha incendiado o pavilhão deliberadamente.

— Mas por quê? 

Havia inúmeras pessoas que nutriam ressentimentos contra o Seita do Dragão do Mar.

Era impossível acumular tanta riqueza e não causar danos a outros. No entanto, entre aqueles que tinham rancor contra a seita, era difícil pensar em alguém que fosse tão audacioso.

— Se não foram eles— 

De repente, seus pensamentos foram para seu depósito pessoal.

Nos últimos dias, o único item notável que havia chamado a atenção na Seita do Dragão do Mar era a adaga trazida por Lee Seong-hak e aquele homem.

Jang Hamun chamou urgentemente seu assistente, Woo Gunchang.

— Assistente! 

— Sim, meu lorde. 

Woo Gunchang, que liderava os subordinados para suprimir o fogo, correu apressadamente.

— Reúna nossas tropas agora e me siga. 

— Perdão? 

— Precisamos ir até aquele homem imediatamente. Quem quer que tenha iniciado o fogo deve estar atrás dos bens no armazém. 

— Entendido. 

A expressão de Woo Gunchang se endureceu ao perceber a situação.

Ele rapidamente reuniu os membros de elite da seita e seguiu atrás de Jang Hamun.

Não demorou muito para que Jang Hamun e seus subordinados chegassem à frente do armazém.

— Oh não! 

— Isso não pode ser! 

Jang Hamun e Woo Gunchang exclamaram simultaneamente incrédulos.

Os artistas marciais que guardavam o armazém estavam deitados imóveis, em poças de sangue. Era evidente que já haviam encontrado seu fim.

Naquele momento, cerca de vinte artistas marciais saíram pela porta do armazém.

Na vanguarda estava um homem de cabelos brancos.

Nas mãos do homem de cabelos brancos, havia uma lâmina com gemas incrustadas, enquanto os homens atrás dele apoiavam o homem inconsciente que inicialmente trouxera a lâmina consigo.

Foi neste momento que o palpite de Jang Hamun foi confirmado.

— Quem são vocês? Como ousam invadir o Seita do Dragão do Mar? 

O homem de cabelos brancos, Jin Yoo-gun, franziu o nariz ligeiramente em resposta à raiva de Jang Hamun e murmurou.

— Só estávamos tentando passar quietos… 

Eles queriam passar silenciosamente sem serem vistos, por isso incendiaram a seita, mas agora que Jang Hamun e seus homens os tinham visto, não havia mais sentido nisso.

Jin Yoo-gun girou a lâmina nas mãos e deu ordens a seus homens,

— Atravessem o mais rápido possível e voltem para a frota. 

— Entendido! 

Os subordinados de Jin Yoo-gun gritaram em resposta enquanto avançavam.

Jang Hamun, encarando os invasores, também deu uma ordem,

— Bloqueiem-nos! Não deixem nenhum deles escapar!


Gostaria de ter sua novel favorita em PDF ou algum outro formato digital para ler offline?? ACESSE AQUI e saiba como!!

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar